Ir para conteúdo

antifa

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    14.409
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    225 [ Doar pontos ]

Métodos de contacto

  • Website URL
    http://

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está sendo visualizado por outros usuários.

  1. Esta noite está super perigoso, andam fachos à caça pela cidade.
  2. E parece que afinal foi mesmo conseguido um acordo para o Brexit, possível de ser rectificado até dia 31. Parece que vai mesmo acontecer.
  3. E a carta dele para o Erdogan que foi leakada??? É exactamente como ele fala! "Dont be a tough guy. Dont be a fool!"
  4. Totalmente exagerado e impensável em qualquer país da Europa. Também porque o monopólio da violência e das armas está do lado do Estado. Tudo o resto são brincadeiras comparado com o que o Estado pode enviar. Para além disso a própria policia autonómica está hoje claramente a seguir as direcções do governo de Espanha e o próprio governo Catalão tem 2 caras porque não quer ver um regime 155 aplicado e portanto perder a mama do poder, assim por um lado anima a protestar e por outro envia os Mossos a carregar. O que se vive nas ruas de várias cidades é sim o resultado da frustração acumulada na última década onde a resposta à repressão sempre foi o pacifismo e mais pacifismo, manifs de "somos gente de paz", etc, e no final o pacifismo é punido com 9 anos e meio de cadeia (no caso dos Jordis) ou olhos e testiculos arrancados por balas de borracha (como no caso da ocupação do aeroporto). Para além disso a violência não é generalizada e é na verdade uma pequena parte do que se passa mas que é certamente mais "televisionável", por outro lado tens uma parte importante da sociedade que está mobilizada, gente de direita e esquerda, velhos e crianças que não vais ver a incendiar contentores mas que ainda acreditam num processo politico ou de desobediência moderada que pode trazer alguma coisa para a sua causa ou que apenas querem mostrar descontentamento com o estado das coisas e o que são para si as injustiças praticadas neste processo.
  5. Combo 2 em 1, reparem que atropela um gajo em frente e outro à esquerda empurrado pelo caixote do lixo, que depois ainda leva com o bastão. O que levou com a carrinha está no hospital com um traumatismo cranioencefálico. @Jamarcus, em relação às manifs, vai por mim é tranquilo participar, mesmo que vás sozinho. A violência em geral só começa no final do dia depois de escurecer e mesmo assim apesar do que parece nos videos, é muito especifica em alguns pontos, é fácil sair e não te meteres onde há confusão. Repara que as manifs têm tido milhares de pessoas de todas as idades mas depois quando a policia faz as cargas só ficam algumas centenas a resistir, tu nesses ponto também te podes ir embora. Em geral há mobilizações todos os dias que inevitavelmente acabam na via Laietana em frente à delegação do governo. Se tens curiosidade e és solidário com a causa, aproveita, é historia que podes viver na 1ª pessoa, mas sempre com atenção. Segue o liveblog do https://www.elnacional.cat/ é mais completo que o do La Vanguardia
  6. Já saiu. 100 anos de prisão na totalidade, dividida em penas de 13 a 9. Uma brutalidade, é de metade de um governo eleito que falamos. Podem seguir aqui ao minuto: https://www.lavanguardia.com/politica/20191014/47953266729/sentencia-juicio-proces-1-o-junqueras-politicos-presos-independentistas-condenas-tribunal-supremo-hoy-en-directo.html
  7. As SDF (Syrian Democratic Forces) e o partido PYD acabaram de anunciar na tv Curda um acordo entre eles e o regime de Assad. Vão deixar o exercito Sírio entrar nas cidades e defender as fronteiras. O que até já está a acontecer neste preciso momento. Significa provavelmente um regresso ao pré-guerra civil mas parece-me inevitável, pelas forças que estes têm, que integrem os Curdos e restantes aliados numa espécie de forças de segurança e lhes dêm alguma autonomia. Salvam-se as vidas de um genocido mas ainda assim é triste ver o provável fim da Revolução e da experiência mais bonita que aconteceu neste século. E jogada brutal do Putin... Do que não vale ter o presidente dos EUA na mão.
  8. E em Espanha a expectativa é enorme já que amanhã sai a sentença dos políticos presos no processo independentista quando se cumprem 2 anos de prisão preventiva para alguns deles. Num julgamento que se tornou um espectáculo televisivo, transmitido em directo. Desde Sexta que já começaram a sair filtrações do que poderá ser a o texto final, alguns dizem que propositadamente para a noticia se ir diluindo e para o mesmo efeito talvez até irá coincidir com a exumação do túmulo de Franco, outra noticia gigante em Espanha, ainda assim esperam-se dias agitados e já há convocatórias por toda a Catalunha para assim que o juiz leia a sentença oficial, embora os partidos estejam em desacordo com o grau que os protestos devem ter, paira no ar o fantasma de novo do artigo 155 que suspende a autonomia. Em relação às penas, em principio a acusação de rebelião irá cair ficando assim as de sedição e malversação de fundos publicos. Tudo indica que haverá penas a rondar os 12, 10 anos de prisão ou menores consoante o grau de importância dos elementos no governo.
  9. Não gostava de ter stresses com o RAP, que estouro. Só ao nível dos que dava por desporto ao Sousa Tavares.
  10. Jazus, que peça este Peter Handke.
  11. Quem tem coragem de ir ler os comentários da noticia? Eu digo já que não.
  12. Acabado de ler no Facebook: "E, sobretudo, não tenho qualquer tipo de respeito intelectual (ou outro), para quem se queixa do politicamente correcto. Porque usar esse argumento é falta de respeito. Se a única defesa que tiverem quando são acusados de preconceito for insultar o interlocutor comparando-o a «polícias do pensamento», à «censura» do Salazar ou do Estaline, é porque não têm grande coisa a dizer em vossa defesa de qualquer dos modos, não é? Ser contra o politicamente correcto é como um Ovo Kinder do preconceito. O único mistério é saber se vem lá dentro uma piada sobre pretos, uma boca sobre ciganos, uma caralhada sobre mulheres, uma conversa de vestiário sobre panelei*os, um queixume sobre a dificuldade crescente de praticar o assédio, e por aí adiante. Não me interessa muito saber. Neste momento, atacar o politicamente correcto é pior do que dizer «eu não sou racista mas». Isso ainda dá a entender uma inconsciência operativa, como alguém que decide por o cérebro em pause antes de se atirar por uma ribanceira. O anti-politicamente correcto, pelo contrário, quando lhe chamam a atenção que cometeu um acto involuntário de racismo, de sexismo ou de homofobia, pensa por uns momentos e conclui que a melhor saída é assumir que o fez de modo consciente porque é o seu direito à liberdade de expressão e ai de quem o prive disso."
×
×
  • Criar Novo...