Ir para conteúdo

Chandler

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    15.197
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    375 [ Doar pontos ]

Tudo que Chandler publicou

  1. Este foi daqueles jogos para relembrar como decisivos quando daqui a uns meses estivermos arredados da subida. Podíamos ficar a 6, uma volta inteira por jogar, a equipa em crescendo... Quem empata contra esta equipa em casa, que jogou com 10 metade do jogo, não merece subir.
  2. Sim. Aliás, é a solução mais óbvia caso o Bruno não funcione. Não consigo ver solução mais parecida.
  3. Não há um sítio referente ao assunto da saída treinador do Belenenses que não meta a palavra túnel e soco e lá mais o raio. Este mundo é mesmo dos broeiros.
  4. Acompanho o processo desde o começo, estive presente na última AG em que se falou activamente disso. Sou sócio fundador do clube e estou em praticamente todos os jogos. A questão é simples: o que deteriora o relvado é o volume de jogos e treinos de todos os escalões na relva. E isso é inevitável, na realidade actual, quando se pretende atrair miúdos e ser competitivo, porque ninguém quer jogar num pelado. É anacrónico. Ou seja, a "salvação" passa por colocar lá um sintético, meter toda a formação lá, e deixar o relvado para uso exclusivo da equipa sénior. Isto resolveria tantos problemas estruturais ao clube que parece absurdo como algo que parece pequeno faz tanta diferença. O problema é o que isso implica em termos logísticos...
  5. O relvado nunca será trocado por um sintético, não faz sentido nenhum, nem sequer é assunto. O objecto é e será sempre colocar um sintético no campo nº 2. E é isso que salvará o relvado.
  6. Enquanto não resolvermos o problema do relvado não ganhamos um jogo a ninguém em casa. Se a Torre se sentir na obrigação moral de assumir o jogo e ter bola pode ser que nos safemos na transição, que é o que os outros vêm normalmente fazer a nossa casa.
  7. Mas se é o Governo Sombra, porque é que é o "Ricardo Araújo Pereira" que "troca TVI pela SIC"?
  8. Como é que Beja é do Benfica? Estive há uns anos em Beja e naquele dia só conheci pessoal do Desportivo de Beja! Sem contar com um primo meu que é de lá e também é sócio. Epá... toda a gente sabe que Beja é Desportivo, não me lixem.
  9. Não é verdade. Este ano começaram a ser passados os jogos em casa muito recentemente, no ano passado a TV Amadora passou os jogos em casa. Isto significa que eu, que em casa vou sempre não vi... nenhum. O Estoril e o Olhanense basta terem passado jogos em casa e há logo uma probabilidade grande do adepto comum estar mesmo é no estádio.
  10. Clássico. Uma vida inteira a levar com essa conversa. Há malta que não consegue conceber que, por minha vontade, ardiam todos na mesma fogueira e à mesma velocidade.
  11. Honestamente, um inquérito que desconsidera assim (não dando sequer hipótese de "outro") adeptos de Académica, Belenenses, Estrela, Farense, Estoril, Nacional, Beira-Mar, Salgueiros, Leixões ou Chaves, não tem ponta por onde se pegue.
  12. Adicionalmente, se o questionário é para enquadrar a preferência clubística de cada um, porque não dar os devidos nomes a todos os clubes? Que clube da Primeira Liga se chama B Sad?
  13. Mas então, o questionário só funciona para quem é apoiante de um clube da Primeira Liga? Não és tu que até és da Amadora?
  14. Honestamente, como é possível sequer impedir alguém de utilizar parte de um nome? Belenenses é a parte comum, todo o resto é diferente. A forma como são tratados pela imprensa e pelos adeptos não diz respeito a nenhuma entidade jurídica, presumo. Não faltam clubes com palavras em comum no nome. Com o símbolo a história é outra, mas não creio que haja grande coisa a fazer que não passe mesmo por, a médio ou longo prazo, as partes se entenderem.
  15. Este foi um óptimo exercício linguístico. Acho que a descrição do trabalho no Sporting foi pateta, a do Olympiakos palerma, a do Hull tola, a do Watford néscia, e a do Everton parva.
  16. O Belenenses, dentro do plano que tinha e das circunstâncias do jogo, pareceu sempre muito mais lúcido e esclarecido. Baixou as linhas nos últimos 20 minutos, mas sempre de forma planeada e com organização. Mesmo dentro desse registo mais conservador não me lembro de uma situação de perda de tempo descarada. Essa história do relvado (que, diga-se, nem tinha buracos nem clareiras) e do anti-jogo é uma valente aldrabice para quem não quer ver que o Porto tem é de jogar o dobro se quer alguma coisa com o campeonato.
  17. Mas que anti-jogo? Quantas vezes viram a equipa médica entrar em campo?
  18. Também estou interessado nisto. Tenho avaliado no kuantokusta, creio que vou acabar por encomendar de uma das lojas mais baratas.
  19. Nada justifica esta apatia e ausência de ideias, é perfeitamente natural (e orgânico até) que as pessoas se manifestem. O clube vai estar morto quando esta primeira parte acontecer sem manifestações de desagrado.
×
×
  • Criar Novo...