Ir para conteúdo

Black Hawk

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    25.833
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    60 [ Doar pontos ]

Métodos de contacto

  • Website URL
    http://

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino

Últimos Visitantes

5.609 visualizações
  1. Silas mete a equipa habitual e deixa os miúdos de fora: "Crl pah, sempre os mesmos, e os miúdos?" Silas mete alguns miúdos no lugar de alguns titulares: "Crl pah, temos de ganhar este jogo, então deixa os titulares de fora?" Os meus caros comparsas sportinguistas começam-se a parecer cada vez mais com os velhotes da tasca
  2. O homem está a receber principescamente, é idolatrado por lá e tem uma equipa disposta a investir segundo as instruções dele. Se não há um tubarão europeu a querer investir nele, iria sair porquê?
  3. E marcou mais dois golos pela Inglaterra na fase de apuramento para o Europeu, em Setembro. E antes, em Agosto, marcou um golo e fez uma assistência na vitória do BVB contra o Bayern por 2-0 para a Supertaça. O miúdo anda há um ano a jogar a um nível absurdo, desde os 18 anos. Além dos golos e das assistências, é ele o dínamo ofensivo do BVB. Quantos golos não surgiram de desequilíbrios criados por ele, mas que resultaram em golo/assistência de outros... Cada vez que me lembro dos gajos da Eleven a dizer que o Dortmund ainda vai ganhar 60 ou 70 milhões com ele
  4. What, hojez depois de golear? Há qualquer coisa muito estranha naquele clube... Pah, ao início da tarde comentei no trabalho que o BVB, sendo a equipa mais parecida com o Sporting que eu conheço na sua inconstância exibicional, e depois de ter goleado no fim-de-semana, era equipa para sofrer no jogo de hoje. Meu dito, meu feito... Bem, é o Sanchito a levar a equipa às costas, tal como no ano passado. Um golo e uma assistência, cinco jogos consecutivos a marcar, seis golos nesses cinco jogos. Futuro bola de ouro.
  5. E tem o Felix, portanto de falta de defesas esquerdos não se poderá queixar.
  6. E mesmo no Watford não estava a fazer nada mau trabalho. Foi despedido numa sequência de maus resultados após uma outra incrível para os pergaminhos do clube. Aliás, julgo que o Marco Silva acaba por ser vítima das expectativas que cria. O trabalho no Estoril foi tão bom que depois, no Sporting, se esperava mais do que uma época tranquila com uma Taça de Portugal pelo meio. O título na Grécia e aquele início no Hull criaram uma expectativa que depois não se concretizou, apesar de a despromoção ter sido sempre o cenário mais plausível para eles. O início no Watford foi tão bom que se esperava mais do que aquilo que aquela equipa podia dar. O Watford chegou à 8a jornada em 4o lugar com 15 pontos. Mesmo quando saiu do clube, o Watford era 10o, o que para o clube em questão não era nada mau. Estava era em quebra de resultados. Se calhar, se em vez daquele arranque assombroso tivesse tido um arranque normal para os padrões do Watford e tivesse chegado à mesma jornada em que foi despedido exatamente com os mesmos pontos, não teria sido despedido. Aliás, ele foi despedido com o Watford em 10o e terminaram a época em 14o. No Everton, nunca me pareceu que tivesse grande impacto. A época passada foi banal e esta estava a ser um desastre.
  7. Concordo contigo. Sei que não é habitual (mrgreen), mas concordo. Também já me acostumei ao VAR, e embora diga várias vezes por jogo que "odeio o VAR", até já acho estranho quando vejo um jogo em que ele não existe. Isto tudo para dizer que não sou contra o VAR, é o futuro, já me estou a habituar a não celebrar golos duvidosos e isso tudo. O que quero é clareza. Quero, em troca da cena de não poder festejar um golo, ou de ter de esperar vários minutos para o fazer, que as decisões sejam claras. Que veja a repetição e possa dizer "sim, era fora-de-jogo", "eish, por doia centímetros", cenas de género. Agora, esperar para depois ser presenteado com uma imagem parada em que nem se percebe se é fora-de-jogo, se era falta ou seja lá o que for, isso não pode acontecer. Nessas imagens que postaram, não duvido que fosse fora-de-jogo, mas não fico seguro que a decisão tomada tenha sido a correta. E isso não pode acontecer a partir do momento em que há VAR. Eu, enquanto adepto, estou a comprometer a emoção do golo, aquele momento de explosão de emoções, em troca da verdade desportiva. Todos ficaremos a ganhar. Mas a verdade desportiva só é assegurada se for clara, por isso disse que a verdade desportiva é também uma questão de percepção. Se não me esclarecem o porquê de uma decisão, se ela não é clara, sentimo-nos defraudados. Imagina que esse golo decidia o campeonato. Imagina o que seria. Com VAR, isto não pode acontecer.
  8. Que se note que eu não sou contra o VAR em si, e entendo que se percam uns momentos para se analisar com clareza os lances, em nome da verdade desportiva. Mas a verdade desportiva é uma questão de percepção, e é importante que as decisões do VAR sejam claras. Olhando ao jogo do Famalicão, mostraram esta repetição logo após o golo: Ao fim de sete minutos, e podes não te importar com isso, @Ghelthon, mas eu importo-me porque é inaceitável esperar-se tanto tempo por uma decisão, ainda para mais quando depois nos dão isto: Consegues dizer, com toda a certeza, que isto é fora-de-jogo? Esperámos sete minutos por uma decisão que não é clara, que nos cria ainda mais dúvidas e que nos deixa na incerteza sobre a decisão tomada? É que nem é perceptível que linha representa o quê, onde é que ela está traçada, que parte do corpo dos jogadores é a que está a ser usada. Nada. Tudo bem, é o futebol moderno, nada contra SE isso ajudar a terminar com a suspeição e as dúvidas sobre os lances. Mas parece que fazem de propósito para fazer ainda pior. Aparentemente, também já há polémica no golo do Belenenses de há pouco. Se é para isto, para quê esperarmos pelas repetições? Dizes-me que está melhor do que estava; eu acho que está igual, ou pior, do que antes. E não é só o VAR, é tudo. Já só vejo futebol português porque, sendo português, tenho razões emocionais que me levam a ver alguns jogos. Caso contrário, nem um segundo perderia neste pardieiro. Vejo jogos de outros campeonatos com VAR, mas só em Portugal é que tenho razões para me queixar dele. Não me venhas dizer que está melhor, porque não está.
  9. Double post só para comentar o estado atuam do futebol português. Há qualquer coisa terrivelmente errado em tudo o que se está a passar na Liga NOS. O VAR faz parte do nosso futebol e estou conformado com isso. Não faz sentido retirá-lo, é uma ferramenta útil para os árbitros... se fosse bem utilizado. Só que não o é. O @pedritsh, no tópico do jogo do Porto, acertou naquilo que é a minha opinião: nos lances de fora-de-jogo, os assistentes tornaram-se inúteis. Agora não assinalam foras-de-jogo, e já não são apenas os duvidosos; são todos. No golo anulado ao Porto, o Danilo estava quase um metro adiantado e não foi assinalado fora-de-jogo. Depois, claro, a Liga NOS é a competição em que mais se recorre ao VAR. Pudera. E a conclusão que se retira ainda é "que bom que há VAR para a verdade desportiva", quando deveria ser "se os árbitros e os assistentes fossem competentes, na maioria dos lances que vão ao VAR, este não teria sido necessário". Fds, no jogo do Sporting em Barcelos, num só lance, passaram em claro um fora-de-jogo e uma cotovelada no nariz de um jogador do Gil que o deixou a sangrar. O VAR só foi necessário nesse lance porque a equipa de arbitragem foi totalmente incompetente. E, mesmo assim, a interpretação do árbitro após ir ao VAR foi de tal forma incompetente que teve de ser um jogador de campo a explicar-lhe as regras do jogo. Ainda tenho curiosidade em perceber o que fariam ao jogo se o Doumbia, que já ia nos balneários, não fosse encontrado para lhe anularem a expulsão e retornar ao jogo. Num segundo ponto, é totalmente inaceitável o tempo que se perde para se analisar todos os foras-de-jogo em lances de golo. Vi quatro jogos nesta jornada, em todos eles se perderam pelo menos três minutos para se confirmar os foras-de-jogo. Num deles foram cinco minutos, em outro foram sete (!!!). Se a tecnologia ainda não está desenvolvida, que a desenvolvam e a introduzam quando estiver em condições. Esperar sete minutos para se analisar um fora-de-jogo é inaceitável. Não pode acontecer num campeonato profissional. Aliás, não vejo isto acontecer em mais lado nenhum da forma recorrente como ocorre em Portugal. E, já agora, em prol da clareza e da verdade desportiva, dava jeito que na transmissão televisiva também fossem mostradas com maior clareza as ditas linhas de fora-de-jogo. Ainda não estou totalmente convencido que o terceiro golo do Famalicão fosse fora-de-jogo e não foi mostrada nenhuma repetição conclusiva. Já que esperámos sete minutos, pelo menos podiam-nos fazer esse favor. Até no golo anulado ao Sporting nos mostraram uma repetição em que nem se percebe se a linha está na cabeça, no ombro ou no pé do Doumbia. É tudo demasiado obscuro e não tenho confiança nenhuma, enquanto consumidor do futebol português, nesta tecnologia. VARs e arbitragens à parte, é incrível como em Portugal os jogos começam recorrentemente atrasados. A segunda parte do jogo do Porto começou com 15 minutos de atraso. Quinze minutos! Continuo sem perceber, e peço desculpa a quem torce por eles, como esta aberração de Belenenses continua a jogar como se fosse o Belenenses, num Estádio Nacional sem as mínimas condições para isto, com um relvado basicamente impraticável. Segundo os gajos da RR, foram os adeptos, ao chegarem ao estádio, quem limparam os assentos porque estavam imundos - em Coimbra acontece o mesmo nos jogos da Académica. Em resumo, ninguém se preocupa com isto. Não há exigência dos responsáveis da Liga, não se cumprem horários, não se cumprem decisões dos tribunais, os árbitros e assistentes são basicamente incompetentes, os espetáculos são pobres, alguns recintos são de terceiro mundo, não há qualquer preocupação com a transparência das decisões de arbitragem e do VAR. Quem se admira que isto não gere qualquer interesse no mercado internacional? O jogo do Porto deveria ter começado às 20h, são 22h05 e ainda estão a jogar. Como é que isto é possível?
  10. Quão encharcado está o relvado para aquele gajo ter feito toda aquela aquaplanagem? Se calhar é melhor ele ver os pneus...
  11. Yay, ganhámos. O facto de só termos marcado um golo neste jogo, e a forma como conseguimos não marcar um golo naqueles 15 minutos finais com mais um... nem sei que diga, é algo inacreditável. Nunca mais é Maio.
×
×
  • Criar Novo...