Ir para conteúdo

Puto Perdiz

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    17.463
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    328 [ Doar pontos ]

Sobre Puto Perdiz

  • Data de Nascimento 05-07-1980

Métodos de contacto

  • Website URL
    http://

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino

Últimos Visitantes

4.481 visualizações
  1. era esta: https://www.mirror.co.uk/news/real-life-stories/tibetan-nun-becomes-fetish-queen-10462364
  2. no início do ano saíram uns quantos e entre eles alguns irmãos do Louçã
  3. Um dos maiores problemas que temos hoje, ainda maior que o do plástico, é a perda de biodiversidade
  4. Não podes mudar só o padrão de consumo, tens que mudar o modo de produção. Enquanto não houver coragem de mudar o padrão de produção continuarão a existir deslocações industriais. Enquanto os países continuarem a consumir energias fósseis, por serem mais baratas e requererem menos tecnologia, as emissões de CO2 e óxido de nitrogénio para a atmosfera vão continuar. A China tem vindo a aumentar as emissões de co2, só nos primeiros seis meses desta ano aumentaram em 4%. Podem falar muito das medidas, mas não vejo nada. Aliás, " China was the driver of most of the rise in global emissions in 2019, with an increase of 0.26GtCO2 compared to 2018. Meanwhile, US emissions declined by 0.09GtCO2 and those in the EU fell by 0.05GtCO2, whereas Indian emissions increased by 0.04GtCO2. The rest of the world’s rose 0.08GtCO2. " Eu não quero que os Sri Lankas, Bangladesh desta vida façam o mesmo que a China. Quero que haja responsabilidade no modo como operam, o tempo do capitalismo selvagem da revolução industrial já passou, ou deveria ter passado. A China desenvolveu-se devido aos padrões de consumo do Ocidente, agora devido a terem se desenvolvido caminham para um mercado que poderá ser quase auto sustentável com padrões de consumo semelhantes ao do ocidente. OU seja, os padrões de consumo é que estão a levar ao desenvolvimento destes países, no entanto é o que está a destruir o planeta. edit: A mudança tem que ser feita nos padrões de consumo e no modo de produção. Deste o exemplo correcto da Primark e afins, aquela roupa não tem qualidade. Porque não produzir menos, com mais qualidade e também com maior controlo de qualidade? Porque não consumir menos, mas pedindo produtos de mais qualidade? A preocupação é a mesma: sobreviver. A questão climática é global, não é só um problema do ocidente e as medidas não devem ser só tomadas pelo ocidente. Não é andar a fechar os olhos só porque eles são pvd. ele nem está a criticar isso. O que ele está a criticar é os que levantaram contra ele e contra o facto da eurovisão ser em Israel e que agora estão calados. Se fossem coerentes agora também teriam escrito uma carta de repúdio.
  5. O crescimento populacional está a estagnar e há quem deduza que comece a decrescer por volta da metade deste século. A nível ocidental isso já acontece, nos pvd também vai acontecer com o acesso à educação e mercado de trabalho por parte das mulheres. A mudança de hábitos é um factor muito importante na estagnação. Esse problema da energia ser mais cara é um não problema. A energia nuclear polui menos que a dita verde e é muito mais barata. Não há é coragem política para adoptar, e basta ver as votações no parlamento europeu contra as recomendações de agências que recomendam o nuclear como o caminho a seguir. Depois andam a reboque da biomassa que polui mais que as fósseis e perguntam-se porque motivo o co2 não diminui.
  6. Em parte, eles produzem para nós. Mas a regras de produção e ambientais são do país, não nossas. Os donos das fábricas não estão preocupados se têm um prato de comida na mesa. Quem está preocupado com com isso é o proletariado que não tem controlo sobre os meios de produção e como a produção é feita. Essa preocupação é dos donos das fábricas e nesses a preocupação é maximização do lucro e não saber se têm um prato de arroz à mesa. Os países é que têm que colocar limites à poluição. E isso passa com a taxação dos produtos produzidos em países poluidores. No entanto, é complicado porque países como a China e a Índia têm capacidade para ter um mercado interno forte e não ligarem tanto à taxação nas exportações. Tomando o exemplo da China não vês isso. O desenvolvimento local levou a que houvesse um desvio para o mercado interno em vez do grande foco da exportação, no entanto a insustentabilidade continua. Eles produzem menos para o exterior, há um aumento do consumo interno devido ao desenvolvimento mas a poluição continua.
  7. as fortes instituições vão meter um imposto verde para a ralé, o proletariado pagar, já ando a pagar um imposto verde na factura da água. Antes as empresas que não cumpriam as metas ambientais pagavam multas, agora é o povo que paga. Ainda estou para ver se os maiores poluidores mundiais vão pagar impostos. Se querem meter impostos, metam sobre os produtos que são fabricados nesses países. Qual é o problema dela não estar na escola ou de receber milhões em donativos na empresa que o pai e a mãe têm? É a profissão dela, deixou a escola e tornou-se uma influenciadora que anda pelo mundo a chamar a atenção para as alterações climáticas. Pode dizer o que quiser, pode criticar o capitalismo junto ao seu cadeirão de 6000 euros. Ela é a actual cara do lobby da energia verde e da luta contra as alterações climáticas. No seu tempo foi o Al Gore que depois fazia consultadoria a empresas de modo a estas emitirem menos co2, agora é ela. Eles podem criticar o capitalismo e o modo de vida, mas acabam por comer dele. Em Portugal foram entrevistadas algumas influencers que lutam contra o desperdício, muitas delas com empresas que vendem produtos. O que acontece? Muitos desses produtos vêm da China, ou de países extremamente poluidores e que não ligam ao ambiente, e são vendidos a um preço extremamente inflacionado na loja delas. O que compras lá por 30 ou 35 euros, compras no Aliexpress a 5 euros. consegues reparar que falta uma vírgula e tens a imaginação necessária para meter um "d" onde não há.
  8. tem, mas é como a Joacine, o assessor a Fernanda Câncio e mais alguns.
  9. a melhor coisa que lhe aconteceu foi ter sido despedido pelo BDC depois de ganhar a taça
  10. não só. Não sei se é verdade ou não, mas caso o PCP ganhasse as eleições havia uma guerra civil, o norte seria apoiado pelas forças ligadas aos EUA, Espanha e Inglaterra enquanto que o sul seria apoiado pelas forças ligadas à URSS. Não chegou a isso, a criação de partidos pseudo-comunistas de fachada para roubar votos ao pcp foi suficiente.
  11. tiveste o Carlucci que em conjunto com o Soares fizeram uma campanha de modo a impedir que o PCP ganhasse as 1ª's eleições.
  12. Não só a Tv, aliás de Tv só vejo a rtp3. Publico, Expresso, rádio, etc...
  13. deduzo que a Greta vá para a Espanha e depois passe pela Índia enquanto ruma à China, certo?
  14. e datada. não tens visto as notícias em pt? Ela chegou a ser convidada para o parlamento, mas como se atrasou na viagem acabou por só haver uma recepção no cais em Lisboa enquanto parava para fazer xixi.
×
×
  • Criar Novo...