Ir para conteúdo

Flamez

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    5.549
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    726 [ Doar pontos ]

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está a ser visualizado por outros utilizadores.

  1. É mais fácil culpar o Sarri, mas a verdade é que o problema vem de cima. Claro que o Sarri não tem feito uma campanha perfeita e, para além do padrão quase perfeito que herdou do Allegri, a vida ainda lhe fica mais difícil com o Conte no Inter, que é outro treinador tremendamente competente e consistente. Agora, quem anda desde a saída do Pogba a negligenciar o meio-campo não é o Sarri. Quem renova com Khedira e Mandzukic (para depois o deixar de parte 6 meses depois) não é o Sarri. Quem quis vender o Dybala à primeira oportunidade por um preço ridículo... quem quer renovar com o Matuidi... quem mete no plantel Cancelo, Bonucci, Spinazzola, Emre, Kean e Ronaldo para no ano a seguir só sobrarem 2... quem compra um miúdo de 19 anos por 40M para o deixar emprestado quando tinha o Eriksen disponível a metade do preço para resolver grande parte dos problemas atuais... nada disto tem a ver com o Sarri. A verdade é que o Paratici tem sido uma desilusão autêntica, desde que o Marotta saiu. Não vejo um pingo de organização nesta gestão. O investimento no Ronaldo pode ser visto como um all in que já de si prenunciava um pouco isto, na verdade (na medida em que o melhor jogador da equipa não é totalmente complementar com ele e que ficaram sem fundos para investir onde realmente era preciso), e cada vez mais estou convencido que as diferenças de opinião entre o Marotta e o resto da direcção possam ter nascido daí.
  2. Amanhã gostava de ver o mesmo meio-campo do último jogo da taça (Rabiot, Bentancur, Bernardeschi). Sei que o Sarri ainda é bastante criticado, mas por acaso tenho gostado do impacto que ele tem causado. Já vejo a equipa a pressionar bem mais à frente, a reagir de maneira diferente à perda da bola, vejo movimentações sem bola na frente, vejo os 3 avançados em excelente rendimento, vejo um Cuadrado readaptado e reaproveitado, um Bentancur que largou o estatuto de jovem suplente, um Rabiot finalmente em crescimento... ainda há alguns equívocos graves por resolver (assim de repente vêm-me 3 à cabeça e estão os 3 ligados ao meio-campo titular do Allegri), mas duma maneira geral o Sarri tem sabido explorar os recursos que tem. A situação do Dybala então nem se fala. Até já a 'extremo' ele rende. A diferença está nos médios e laterais irem ao encontro dele no momento de perda da bola em vez dele ser obrigado a fazer piscinas para se juntar a um bloco mais recuado. Nem posso pensar muito nisto que fico sempre um bocado mal disposto ao relembrar a figura do Paratici, quando era tão óbvio que bastava mete-lo nos últimos 30 metros para ele voltar a fazer o que fez em 3 dos 4 anos que esteve em Turim. Por acaso contra o Parma a bola voltou a não rolar grande coisa, mas também não foi propriamente uma surpresa com o Matuidi em campo. O meio-campo, por incrível que pareça tendo em conta a situação inicial, até tem material para ser trabalhado. Rabiot, Bentancur, Pjanic, Ramsey, Bernardeschi e Matuidi/Emre já é um sector muito aceitável. Só que para isto funcionar ainda seria preciso passar o Bernardeschi e o Ramsey mais vezes para o trio, limitar o estatuto do Matuidi para quinta ou sexta opção e não inscrever o Khedira na Champions. Os tais equívocos por resolver.
  3. Deixa boas memórias. O Marchisio é o meu jogador favorito da geração dele e esse meio-campo que referiste é o trio que mais gosto me deu ver futebol. Adoro os 3.
  4. A não ser que o Douglas volte a passar a época toda lesionado, ele tem de estar no melhor 11. Tirava o Khedira ou o Rabiot. A táctica pouco me importa, desde que os melhores coexistam. edit: Por enquanto, tem de ser algo desse género, concordo. Principalmente porque o Berna está numa forma deprimente. Bem, eu só disse que achei que a Juve esteve bem pela primeira vez. O demérito da SPAL não torna isto impossível. Eu concordo que o Inter é mais equipa neste momento. Conheço bem o valor do Conte. Até complemento que o Sarri vai levar uma ensaboadela dele na liga se continua a ver Khedira, Matuidi e Higuain como absolutos indiscutíveis. Já vai ser difícil com os melhores, quanto mais com uma versão empobrecida do que era a Juve do Allegri.
  5. O Berisha fez um jogão. Num jogo normal tinha ficado 4 ou 5. E a SPAL não criou nada, portanto ya, não dava para pedir muito mais. Quanto aos laterais, há 3 no plantel e estavam todos indisponíveis. Passou de ser o sector mais completo do plantel para o mais instável, com o último mercado. Até achei que o Cuadrado e o Matuidi estiveram bastante bem, para laterais adaptados. Se bem que as deficiências ofensivas da SPAL ajudaram. E o Ramsey não é craque por o futebol ser mais lento. Na Champions vai ser igual. O Ramsey acrescenta valor porque é capaz de ter a bola entre linhas e jogar rápido e ao primeiro toque (de costas e de frente para o jogo) dentro do bloco adversário. É o único médio do plantel com essa capacidade (o Pjanic joga mais atrás e o Berna tarda a ser adaptado) e, portanto, para mim ele tem que ter o mesmo estatuto de insubstituível que o Ronaldo e o Chiellini tiveram na época passada.
  6. Ontem só apanhei a segunda parte e o final da primeira, mas finalmente gostei de um jogo com o Sarri. Pjanic, Ramsey, Dybala e Ronaldo a fazer circular a bola, Matuidi longe do meio-campo. Parece logo outra equipa. 3 oportunidades e 3 jogos a carregarem a equipa para o Dybala e para o Ramsey. É bom que o Sarri reveja o 11 inflexível de bibelots que andava a escolher nas primeiras jornadas.
  7. Largar um hábito é f*dido. Não vejo outra explicação para continuar a espetar setas nos olhos ao ver esta equipa de Khediras e Matuidis.
×
×
  • Criar Novo...