Ir para conteúdo

Peplin

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    40.135
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    361 [ Doar pontos ]

Sobre Peplin

  • Data de Nascimento 09-11-1990

Métodos de contacto

  • Website URL
    http://

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino
  • Origem
    Seixal

Últimos Visitantes

5.869 visualizações
  1. Não estou a conseguir lidar com esta notícia...
  2. Estou farto deste futebol miserável.
  3. Peplin

    Carros

    O Leaf, por exemplo, tem garantia de 8 anos/160 mil km para as baterias, incluindo a sua perda de capacidade abaixo das 9 barras em 12. Mesmo que essa perda se dê depois dos 8 anos/160 mil km, significa que a autonomia da bateria ainda será de perto 70 % da autonomia inicial, o que se traduz em cerca de 180 km, valor ainda bastante aceitável, quanto a mim. Fazendo contas à merceeiro, se a bateria perder em média 1 barra a cada 2 anos, só ao fim de 16 anos terá uma autonomia abaixo da centena de km. E com isto parece que sou vendedor ou representante da Nissan. :mrgreen:
  4. Peplin

    Carros

    Depende dos km que realizas diariamente. Para quem faz menos de 100/150 km diários e tem onde carregar, diria que um carro eléctrico é uma excelente opção, até porque paulatinamente a autonomia deles tem aumentado. O novo Nissan Leaf já tem uma autonomia perto dos 300 km, por exemplo. Agora, se precisares do carro para realizar várias viagens longas, aí o caso já muda um pouco de figura, embora em termos de tempos de carregamento a situação também esteja a melhorar. Se tiveres paciência para ficar 30 minutos numa área de serviço de forma a carregar 80 % da bateria, tudo se consegue.
  5. Isso não pode acontecer, o parlamento não pode ser dissolvido nos primeiros 6 meses da legislatura.
  6. Peplin

    Carros

    Não propriamente, até ao redline ainda tens 2500/3000 rpm e ele faz uma aceleração suave e não a fundo. Para além disso, ele troca de mudança nessa zona de rotação para que na mudança seguinte tenha o motor acima das 2000 rpm, o que para um motor a gasolina significa teres uma quantidade razoável de potência disponível para conseguires uma boa relação entre consumos e aceleração. Se ele trocasse de mudança às 2000/2500 rpm, o que ia acontecer é que na mudança seguinte o motor ia estar abaixo das 1500/2000 rpm, obrigando-o a "esmifrar" um pouco mais o motor para ele andar, influenciando negativamente os consumos. Claro que isto depois depende de outros factores, tais como estares numa zona de descida, em pára-arranca, a potência do carro e por aí fora. Mas genericamente, a troca de mudança por volta dessa rotação será a mais eficiente.
  7. Peplin

    Carros

    Sim, mas não só. O ponta-tacão permite também, como escreveu o Alonso, reduzir o desgaste da embraiagem e da transmissão. Tal como o rev matching, por exemplo. Não necessariamente. Sim. Já o faço de forma completamente intuitiva e não me custa absolutamente nada, embora tenha a sorte do meu carro ter uma boa posição de pedais, o que permite aplicar a técnica sem especial dificuldade. O teu 2º parágrafo, curiosamente, dá resposta ao 1º. :mrgreen: Tanto a técnica de ponta-tacão como a de rev matching permitem teres um maior controlo do carro, uma vez que influenciam a forma como o peso é transferido ou a direcção reage. Brembo é bom, mas um bocadinho overrated. Vê ATE, TRW ou Textar. Não precisas de espremer assim o carro, o gajo faz aquilo porque está mais que habituado a conduzir naqueles regimes. :mrgreen:
  8. Peplin

    Carros

    Para mim, que sou purista da condução, ninguém tira a caixa manual, mas a verdade é que a grande maioria dos condutores, apesar de ter tirado a carta em veículos com caixa manual, nunca foi ensinada a trabalhá-la de forma eficaz, segura e até amiga da mecânica. Ponta-tacão para reduzir, alguém faz? Muito poucos, arriscaria dizer. E infelizmente boa parte dos carros (principalmente nos segmentos mais baixos) trazem caixas manuais desinteressantes. De qualquer forma, compreendo perfeitamente quem prefira uma caixa automática, por uma questão de conforto e comodidade na condução. Para quem quiser aprender a trabalhar melhor com uma caixa manual, veja estes vídeos, são uma boa base de aprendizagem:
  9. Falei com um amigo meu que trabalha na CUF para perceber o que se passou, mas ele fechou-se em copas, o que não é nada normal nele.
  10. Sim, já. Inclusivamente estiveram em guerra nos anos 80. Actualmente, as relações diplomáticas estão normalizadas. Na altura da guerra entre Irão e Iraque, sim, os EUA prestaram suporte aos iraquianos. Isso prende-se essencialmente por questões religiosas, na questão shiitas vs. sunitas. Depois tens a componente política. Não que chorem a morte de Soleimani, mas sabem o que ela significa a nível de tensões no seu próprio país.
  11. Berlim marcado para Abril. Só já não vou a Hamburgo, mas quero ver se faço uma escapadela a Dresden.
  12. Peplin

    Carros

    Motor no limite da submotorização para o carro que é, mas capaz de produzir consumos muito interessantes em ritmos mais controlados. O motor em si é globalmente fiável, embora os periféricos possam dar algumas chatices. Esse carro em específico está caro.
×
×
  • Criar Novo...