Ir para conteúdo

dekap

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    14.614
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    199 [ Doar pontos ]

Sobre dekap

  • Data de Nascimento 13-10-1993

Métodos de contacto

  • Website URL
    http://

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino
  • Origem
    Almada

Últimos Visitantes

3.906 visualizações
  1. Eu fiz as contas para 3 cenários: 1) Continuar só no FitnessHut e treinar no do Barreiro durante a semana e no de Almada aos fins de semana/férias/feriados. 2) Mudar para o BeFit e treinar sempre lá, o que implica 70km extra sempre que treine num dia em que não vá trabalhar. 3) Ficar inscrito nos dois ginásios e treinar no BeFit quando trabalho e no FitnessHut de Almada quando não trabalho. Feitas as contas ao ano, a diferença entre qualquer das opções era irrisória (no máximo a diferença eram 30€/ano). Mas depois pus-me a pensar, a principal razão pela qual ia mudar de ginásios não era financeira. Por isso não fazia sentido mudar para um ginásio melhor mas continuar a treinar com condições inferiores/limitantes nos dias em que não ia trabalhar. Assim sendo, cancelei a inscrição no FitnessHut e estou só inscrito no BeFit. Assim, garanto que sempre que treine as condições sejam as melhores. E a nível financeiro esta até era a opção mais barata, opção essa que fica muito mais barata se eu passar a treinar 5x por semana em vez de 6 (poupo 4€ por semana já que era isso que me custava em combustivel ir treinar lá ao sábado) que é bem provavel de acontecer uma vez que estou a começar a ressentir-me de treinar 6x por semana com um nivel de intensidade alto a que não estava habituado (mas para a outra semana depois de fazer o meu mock meet venho aqui escrever um post mais detalhado em que abordo isto). Ah, e tenho outra vantagem que também pode ser para ti. O Befit abre às 6:30 ao contrário de todos os outros ginásios onde andei, o que significa que com esta mudança ganho 30min de treino todos os dias que se tornam muito valiosos uma vez que cada vez mais estou a valorizar alongamentos/condicionamento no final dos treinos. Por isso no teu caso, se fosses as 6:30 e fizesses o teu treino com a duração normal, chegavas a casa a mesma hora do que se fosses ao outro ginásio as 7:00. Resumindo, eu no teu caso mudava. 1)Vais ter melhores condições de treino; 2) Não vais pagar mais, a diferença de mensalidades cobre bem o combustivel extra; 3)Como o ginásio abre 30min mais cedo consegues estar em casa à mesma hora por isso não perdes tempo com esta mudança.
  2. Já agora, desde que falaste nisto e eu vi que havia um no Barreiro que fiquei com a pulga atrás da orelha. Ora bem, depois do que aconteceu nos meus treinos esta semana decidi dar um salto aí na quarta-feira. Um check rápido e deu para ver que tinha condições bem melhores que as que onde treinava, nomeadamente 3 semi-racks com ganchos e guardas ajustáveis, 3 bancos de supino, dezenas de bolachas de 20kgs, halteres até 45kg...E decidi inscrever-me. Quinta feira fiz o primeiro treino lá, e com mais tempo fui reparando em tudo o que o ginásio oferece. E bem...é absurdo. Para começar o ginásio tem uma sala umas 10x maior que o FitnessHut/Pump/Aquafitness (ginásios onde andei antes) e tem variedade que nunca mais acaba, máquinas de Hack e Front squat, 2 leg press em condições (sem ser aquelas com cabos "normais"), máquinas de gémeo, maquinas de costas cujo peso é metido com bolachas e ainda as mesmas máquinas mas com cabos, 2 estações de crossover e ficava aqui o dia todo. Indo a promenores tem hex bar, tem barras com knurling central para agachamento, enfim fiquei como uma criança numa loja de doces e ainda não tinha explorado nada. Fiquei com um senão, não havia um espaço designado para fazer deadlift e teria de o fazer "em cima" de um dos half racks. Pensava eu que tinha, hoje explorei um pouco mais o ginásio (nomeadamente as salas para as aulas) e deparo-me com isto: Pqp , encontrei o paraíso. Melhor que isso só mesmo pagar 19.99€/mês por isto tudo
  3. Actualmente, sem ser a andar com as bolachas de 20kg de um lado para o outro (que faço questão de as agarrar com a ponta dos dedos) não faço. O que tenho feito é na última repetição de cada set de deadlift que faço, seguro a barra no topo do movimento o maior tempo possível.
  4. Pois, então assim sendo talvez faça sentido comprares straps. Isto admitindo que 1)não tencionas competir em powerlifting 2)não tens interesse em aumentar a tua grip. Se a tua ideia for melhorar a tua grip então posso ajudar e dizer-te o que fiz/faço e que tem resultado. Caso contrário compra umas straps, mas se for para fazer deadlift talvez já não te aconselhe as que comprei na decathlon e dizia-te para procurares umas que tenham maior espessura.
  5. dekap

    Empregos

    Já que estamos numa de desabafos sobre emprego vou deixar também o meu. Estou seriamente a considerar ir para fora. Expondo um pouco o meu caso, fui contratado há 3 anos para alfo que seria temporário (3 meses) e sem grandes responsabilidades, basicamente aliviar trabalho dos outros projectistas numa altura de grande volume de trabalho (arrumar desenhos, acabar de cotar...). Entretanto fui ficando, fui evoluindo até ao ponto em que estou hoje em que faço projecto mecanico e de piping praticamente sozinho, a maior parte dos meus trabalhos não são validados por alguém "superior" porque confiam no meu trabalho. Ora o problema prende-se com o facto de, provavelmente, ter evoluído profissionalmente rápido de mais. Quem é da área sabe bem que não é normal alguém com 3 anos de trabalho ser responsável por projectos onde os orçamentos excedem os 7 digitos. E acabando o projecto actual não vejo mais margem de progressão profissional dentro do contexto em que me insiro actualmente. E parar de aprender/evoluir não me agrada nada. Ora o problema é que, após ter sondado o mercado cá em Portugal, não encontro uma alternativa melhor e estou basicamente "conformado" em estar por aqui. Não me queixo do horário, não faço horas extra, tenho flexibilidade total. Mas a rotina, a estagnação profissional, o cansaso dos 80km de carro diários e o ordenado baixo para as minhas funções (sobretudo quando estou em outsourcing e minha empresa recebe 4x o que me paga) estão a começar a ter efeito em mim e tenho andado meio desmoralizado ultimamente. Adorava continuar por cá, mas a nível profissional e financeiro parece que o futuro passará mesmo por fora. Está complicado é encontrar essa porta de saída.
  6. Eu quando usava straps, usava umas que comprei na decathlon. Custaram 7€ e serviam bem. Dependendo do uso que lhes queiras dar podem ser ou não o mais indicado, digo isto porque se for para usar quando as cargas são muito elevadas(peso morto) tornam-se desconfortáveis. No entanto se for para usar em exercícios de dorsal em que falhas por falta de força de antebraço (latpulldown, t-bar row, seal row...) então servem bem. Dito isto, pessoalmente preferi trabalhar antebraço para não necessitar de straps. Resultou muito bem e agora quando faço isolação para dorsal já não me falham os antebraços antes da dorsal, nem quando faço peso morto falho o levantamento por falta de "grip".
  7. O ginásio é uma parte importante da minha vida, mas daí a influenciar onde moro vai uma distância enorme . A melhor alternativa deve passar por pagar 2 ginásios (continuava a ser inferior aos 55€ que pagava antes). Mas bom bom era arranjar uma solução para isto sem ter de mudar de ginásio.
  8. Pah, eu com o resto vou-me desenrascado, são inconvenientes (bumper plates, halteres só até 35kg,falta de máquinas) mas não põem a minha saúde em risco e dá para treinar "bem". Agora a partir do momento em que me arrisco a aleijar a sério acho que, a não ser que alguém me consiga ajudar nos problemas que expus aí em cima, é altura de começar a equacionar uma mudança de ginásio. O meu problema com mudar de ginásio é o seguinte: trabalho a 40km de casa, por isso para continuar a treinar de manhã cedo o ginásio tem de ser ao pé do trabalho mas isso obriga-me a fazer 40km para cada lado aos sábados, feriados e ferias para ir treinar. Arranjar um ginásio perto de casa implica reduzir imenso o meu tempo de treino ou começar a treinar de tarde. E nada disto que disse me agrada, a possibilidade de treinar em dois ginásios diferentes da mesma cadeia, como faço agora, resolve os meus problemas todos. Mas a medida que estou a progredir nos treinos, as condições que o ginásio oferece começam a ser um entrave aos treinos. Fml...
  9. Estou a 2 semanas de finalizar o meu programa actual, e finalmente começam a ser incluídas singles. Supino e peso morto correram 5*, já fiz PR nesses 2: 105kg(com pausa em vez do nem tocar no peito de antes) e 200kg(sem straps) respectivamente. O agachamento é que tá fdd e muito pot causa do rack onde treino. Ontem tinha uma single @8 RPE, fiz 160x1 mas não achei que fosse RPE 8 e então decidi carregar mais 5kg na barra e ir para o meu PR antigo de 165kg. Ora aqui é que começam os meus problemas com o rack. O rack do meu ginásio actual (fitnesshut) é daqueles com 5/6 ganchos de posição fixos e também com as safeties fixas, ora isto está-me a gerar 2 problemas enormes agora que a carga está a aumentar : -o ter vários ganchos fixos implica que eu não me consigo meter numa posição correcta de agachamento para fazer unrack sem bater com a barra no gancho de cima ao tirar a barra. Isto faz com que tenha de fazer o unrack quase na diagonal. Não sei como explicar com palavras, mas o unrack normal seria meter-me debaixo da barra, ajustar a barra nas costas e posicionar ambos os pés numa posição de agachamento(ambos alinhados) e fazer uma extensão de joelhos para tirar a barra do rack num movimento vertical, e depois fazer o walk out. Ora como disse isso é impossível já que se fizesse isto a barra batia no gancho de cima, então a solução é fazer o setup igual a anterior mas com um pé em frente ao outro para fazer o unrack na diagonal e vencer o gancho do rack antes de fazer o walk out. E quanto maior é a carga mais instável fico a fazer isto. Problema 1. -das duas uma, ou as guardas fixas são muito altas ou eu agacho muito fundo. Ontem falhei o agachamento de 165kg por isso mesmo, fiz o unrack manhoso, estabilizei e agachei. Na fase descendente, desci de mais e a barra bateu nas guardas e desiquilibrei-me e tive de "abortar" a subida para bem da minha lombar. Não é a primeira vez que acontece, mas com cargas menores conseguia estabilizar e subir com mais ou menos esforço,ontem já não consegui estabilizar. Problema 2. Tudo isto para dizer que estava tudo do crl não fosse este problema com o agachamento. Daí querer deixar a pergunta, já alguém se deparou com um problema semelhante? E se sim como solucionaram (sem passar por mudar para um ginásio que tenha um power rack).
  10. O árbitro dá +5'. O jogo é parado aos 90:05, e retomado aos 93:55. Ou seja está parado 3:50.por isso o jogo devia ir até aos 90+9.o canto é batido aos 97:45.
  11. Parece porreiro, qualquer dia ei de experimentar uma coisa dessas.
  12. Fds, mais do que os burpees estou é admirado pela quantidade de obstáculos. Há assim tanta coisa diferente ou alguns são iguais/similares?
  13. Não consigo, nem quero, imaginar como será quando perder a minha gata. Muita força Almeco!
  14. Também vou a Londres nessa altura e também tenciono ir a esse jogo. Os bilhetes são postos a venda, para o público geral, amanhã.
  15. Essa aveia instantânea deles nem precisas misturar com whey para dar sabor. Uso-a ao pequeno almoço para fazer panquecas e ficam óptimas só com banana e canela (e claras). Fica um pouco mais caro do que comprar aveia normal e triturar, mas a textura com esta aveia instantânea fica do crl. Normalmente mando vir 5kg de cada vez, que fica mais barato ao kg, e aplicando os descontos deles até nem fica assim tão mais caro do que a aveia em flocos. Por outro lado, papas de aveia com esta aveia instantânea é só nojento
×
×
  • Criar Novo...