Ir para conteúdo

Poeira

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    39.825
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    139 [ Doar pontos ]

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino

Últimos Visitantes

7.056 visualizações
  1. Poeira

    Alguém Sabe?

    @Jpa, é o que já disseram. Essa recta que vai dar à FEUP é um pouco deserta e obscura até, em algumas partes. Tirando isso... não é tudo um mar de rosas, mas é relativamente tranquilo. Outra opção é tentares procurar casa do outro lado, atrás do ISEP. É perto, tens lá o bairro também, mas é uma zona segura.
  2. Ele tem qualidade. Mas além de jovem e algo imaturo, parece-me muito mais um "box-to-box" do que um médio-defensivo.
  3. Anunciamos dois postes para o basquetebol de uma só assentada. Abdul-Malik Abu (nigeriano de 23 anos, ex-Osijek, da Croácia) e Geremias Manjate (moçambicano de 20 anos, ex-Belenenses). O Abu é muito porreiro e pode fazer estragos na nossa liga, pelo atleticismo. Vem de uma época com quase 15 pontos e 10 ressaltos numa liga supostamente superior à nossa. Além disso, jogou 4 anos em NC State (com épocas de sophomore e junior interessantes), onde foi colega de equipa do Dennis Smith Jr.
  4. Não sei. Acredito que isso seja responsabilidade dele. Mas também acredito que possa ter sido por sentir o cu apertado, caso os resultados não apareçam.
  5. E mesmo assim ainda não é o que o Sporting precisa naquela posição. Só por aí dá para medir bem a diferença em termos de qualidade individual.
  6. Vai ao encontro daquilo que falei no testamento que deixei aí há uns dias: se é para trabalhar assim, metam lá o Leonel Pontes e poupem também no treinador. Se ele não manda em nada e está lá só para treinar, como é dito com tanto orgulho e presunção em tanto clube distrital por esse país fora, então não vale a pena investir muito aí. Não me cabe na cabeça, a este nível, que o treinador não tenha claramente voto na matéria em praticamente tudo o que envolve directamente o seu trabalho. É um problema estrutural, muito mais que do treinador que lá está.
  7. Já no Vitória era pior que a fome. O Gaspar é o típico lateral que enganou muita gente num clube de menor dimensão porque o tempo que passava com a bola nos pés era pouco e, como tal, a facilidade de esconder todas as limitações que tem era maior. Não tinha tanto tempo a bola no pé > não fazia tanta asneira > não parecia tão mau. Mal chegou a um patamar superior, a Fiorentina rapidamente percebeu que ele não nasceu para jogar a este nível. E lá conseguiram fazer um negócio genial, ao impingi-lo por mais de 4M€ a uns burros que caíram na esparrela. Nós, portanto. E o pior disto tudo é que antes do Gaspar, ainda é bem mais urgente despachar pelo menos o Viviano, o André Pinto e o Jefferson.
  8. No caso do Paulinho e do Luiz Phellype até prefiro o primeiro. Mas sim, isso no caso do Sporting é uma realidade. Em condições normais, só trocava de GR com o Braga. De resto, e contando com o Vietto para a frente de ataque, não vejo nenhuma posição onde o titular deles seja sequer do mesmo nível que o nosso. Talvez na comparação Claudemir-Doumbia, mas mesmo aí é um grande "se".
  9. Não sei se algum desses faria diferente daqueles que cá temos. É um problema colectivo e do próprio clube. Aquela velha história de eles "desaprenderem" quando cá chegam.
  10. Acho que isso é apenas o valor que vamos poupar em ordenados, velhote. Ele não deve custar nada ao Almería.
  11. Foi um post que partiu do princípio de que a maioria das pessoas aqui tinha visto o jogo. Nesse sentido sim, tens razão, foi descontextualizado. Agora, o facto do Sporting estar a ganhar por dois golos não invalida aquilo a que se assistiu em campo. O próprio 2-0 já surge num dos muitos contra-ataques do Sporting durante todo o jogo. Entramos bem no jogo, mas isso durou até ao 1-0. A partir daí, e de forma progressiva ao longo do jogo, foi o Braga que mandou na partida. Não fosse a clara incompetência ofensiva deles e poderíamos estar a falar aqui de outro resultado, que provavelmente teria aumentado as ondas de choque que já se sentem um pouco por todo o clube. Isto neste caso específico. Já nem quero entrar pela questão da própria postura assumida, num jogo em casa contra um adversário claramente inferior em termos individuais (como são todos os deste campeonato, exceptuando Porto e Benfica).
  12. Como é óbvio, os números são apenas o complemento ao que se passou em campo. A postura do Sporting, durante mais de uma hora, não foi a de um clube que quer vencer a grande maioria dos jogos. E a vitória neste podia muito bem nem ter surgido, que o Braga fartou-se de desperdiçar lances de finalização. É que ainda se compreendia se, de facto, tivéssemos qualidade a jogar daquela forma. Mas não temos. De todo.
  13. O Sporting não tem "pernas" para aguentar as coisas em muitos jogos precisamente por causa da sua postura no jogo. Se eu andar a maior parte do tempo a correr atrás da bola, certamente que me vou cansar bem mais do que aqueles que a estão a fazer circular de pé para pé, e apenas a sprintar em momentos/movimentos muito específicos.
  14. Não aparece, é verdade. Mas foi bem visível que o Braga teve claramente mais oportunidades de golo e mais iniciativa de jogo. O 2-1 foi tudo menos tranquilo ou resultado de um jogo relativamente controlado.
×
×
  • Criar Novo...