Ir para conteúdo

ElMartins995

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    2.135
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    14 [ Doar pontos ]

Sobre ElMartins995

  • Data de Nascimento 28-08-1995

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está a ser visualizado por outros utilizadores.

  1. O engraçado é que até Wimbledon ele estava a fazer uma época medíocre a ponto de eu achar que já não ia conseguir mais nada e ele de repente vai ao Canadá sacar um título sabe sempre estas vitórias esporádicas com jogadores menos capazes de grandes feitos. Por acaso, foi também neste mesmo servidor 12 que eu consegui um dos maiores upsets em termos de quebrar uma sequência de títulos. Havia um jogador argentino absolutamente ridículo (tinha 5 de resistência e tanto força como velocidade estavam acima de 4,2 se a memória não me falha) com 104% de FA, e super bem treinado, a ponto de ter começado a ganhar grand slams e masters logo aos 20 anos. Um abuso... Decidi ainda assim tentar a minha sorte e especializar o meu melhor jogador na altura em terra batida na esperança conseguir fazer alguma coisa, o que acabou por acontecer: interrompi uma sequência de seis vitórias consecutivas em Roland Garros (e sei lá, de uns 10 ou 11 GS seguidos?) e fiquei-me por aí porque também não dava para mais. Ainda assim, impressionou-me na altura como é que o meu jogador com técnica/serviço 5.0/4.0 venceu o outro com 5.4/4.6 só porque o meu tinha a forma no verde e o dele estava com a forma quase a bater os 30, tudo isto num jogo que acabou ao quarto set... O algoritmo é de facto incrível.
  2. Eu por acaso ainda jogo, larguei o server 3 aqui há uns tempos. Fiquei só pelo servidor 12 para não enjoar, embora esteja com vontade de voltar ao 3. Estando eu com o modo piloto automático ligado os meus jogadores são, digamos, interessantes: Começando por este argentino. Não sendo grande espingarda, foi finalista nas duas últimas edições de Roland Garros. A primeira final perdida foi daquelas em que levei no cu apenas e só porque tinha a forma no amarelo e o adversário no verde... Não tivesse ele uns meros 13% de especialidade em terra batida. LOL Já na segunda tentativa falhada, foi um misto entre forma e excesso de fadiga. Muitas partidas a irem ao 4° e 5° set... Acontece. De seguida temos este italiano no qual nunca depositei muitas expectativas, gerado com quase 15 anos, uns míseros 3,3 de resistência no pico, embora compense nos restantes atributos. E eis que aos quase 28 anos (não devia estar já a jogar pares dada a forte geração em que está inserido? Pun intended...) a surpresa finalmente chegou: Venci um masters, derrubando pelo caminho o atual número 1 nos quartos de final, um candidato a top 3 nas meias, e o futuro número um na final... Este último, com a forma no amarelo. Pois... Este jogo continua a ser uma caixa de surpresas para mim. A carreira deste menino tem sido de resto o esperado, umas meias finais em grand slams aqui e ali, e uma final no masters de Paris. Ainda assim, acima do que eu esperava tendo em conta a baixa resistência. Também não espero muito mais a partir daqui, dado que estes dois estão espremidos ao máximo do seu potencial.
×
×
  • Criar Novo...