Ir para conteúdo

toze2

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    7.489
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    412 [ Doar pontos ]

Sobre toze2

  • Data de Nascimento 27-09-1993

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino

Últimos Visitantes

1.176 visualizações
  1. Bah. Jogo m*rdoso. Novamente o Jimmy a fazer m*rda nos momentos decisivos. Posse de bola com 1 minuto para o fim a perder por 3 vai forçar de 3 porquê? Pqp mais a estupidez.
  2. No portal disseram duas coisas no início da época. Que o Marcano tinha vindo ganhar mais e que roeram a corda ao acordo com o Alex porque bateram o valor acordado para ele sair e não deixaram.
  3. Se calhar o facto do Marcano ter vindo ganhar mais que o Telles tenha algum peso no frete..
  4. Essa para mim é repost O homem é incrível. O Paul nem tentava os truques dele em ISO contra ele, ele conhece bem. O Nunn passou uma fase menos boa e está a encontrar o espaço dele de novo. O maior problema dele é a falta de constância de 3 (teve aí vários jogos maus e nos últimos 3 melhorou). Quando ele lança bem de 3 torna-se extremamente perigoso porque lança bem de meia distância e tem um floater interessante em áreas mais próximas do cesto. Mas a estrela mesmo é o Bam. Faz tudo em campo. E agora está a tornar-se cada vez mais agressivo a procurar o cesto a partir do drible. O "único" problema do roster é a falta de 2-way players. Temos jogadores muito bons no ataque, alguns muito bons na defesa, mas bons nos 2 lados mesmo, só o Jimmy e o Bam (e diria que o Winslow, mas está sempre lesionado ). De resto somos algo uni-dimensionais daí a utilização da zona para disfarçar a incapacidade de parar a penetração do perímetro.
  5. Como sou masoquista fui rever os minutos de jogo entre o nosso golo e o golo do Braga. Algumas notas: Estava errado na thread do jogo. Disse que nós carregámos um pouco entre o nosso golo e o golo do Braga e depois começámos a esmorecer. É mentira, nem isso fizemos. Marcámos o golo e literalmente despejámos bolas na frente (já vou falar um pouquinho disto); Então, entre o nosso golo e o do Braga tivemos dois lances que posso chamar lances de ataque: jogada minimamente bem construída com um passe para o Marega nas costas que culmina num remate de longe do Uribe por cima; um cruzamento rasteiro do Marega na direita. Isto foi o que nós produzimos nos 16-17 minutos entre os golos; Eu bato muito no Marcano e na equipa em geral devido a bater muita bola na frente, mas eles não têm muita culpa. Foi um exercício engraçado ver o Sporting - Benfica imediatamente a seguir ao Porto - Braga porque o Benfica é a antítese do que é o Porto. Podem ter muitos defeitos, mas quando um jogador tem bola na linha tem sempre no mínimo 2 linhas de passe (e muitas vezes 3) num raio de 10-15 metros com um jogador a romper na frente, um paralelo e um atrás (por vezes ninguém faz o movimento na frente). Mas a diferença, além do número de opções, é a proximidade. Contrastando com o Porto, inúmeras vezes temos um jogador (normalmente o lateral) que recebe a bola na linha sozinho e não tem um colega a menos de 20 metros, a equipa está sempre distante, não há ninguém para combinar. Chegando ao ponto Marcano, a maioria das vezes o pobre do homem é obrigado a bater na frente porque a única linha de passe que tem é o Marchesín e já lhe meteu a bola 3x nas últimas 3 jogadas, então acaba por bater. Mesmo quando há uma linha de passe, raramente é um apoio frontal, é uma desmarcação vertical em que a percentagem de sucesso baixa imenso ou então é passes paralelos para a linha em que o lateral vai ser apertado. Várias vezes os nossos centrais saltam o homem que os pressiona conduzindo bola (tanto o Marcano como o Pepe o fazem várias vezes) e muito raramente encontram assim uma linha de passe. Comparado com o Benfica isto é ainda mais gritante. O Ferro ontem por mais de uma vez ficou sem linha de passe, conduziu a bola ultrapassando o seu opositor directo e logo a seguir tinha uma linha de passe fácil para um colega livre de marcação. O Braga esteve muito bem em dois aspectos no jogo na minha opinião: pressionaram sempre o Porto (e forçaram a saída mais pelo Marcano, sabendo que o Mbemba tem muito mais à vontade com bola e o próprio Manafá na direita com o Corona podia criar mais perigo, logo forçando mais o nosso lado esquerdo que estava coxo por não ter um extremo lá) e controlaram bem a profundidade. Era interessante que quando o Porto tinha a bola no corredor central eles defendiam quase a meio do meio campo e quando o jogo ia para a lateral baixavam rapidamente 10 metros para a entrada da área. A não ser no início da segunda parte até ao golo foram conseguindo fazer isto e acabaram por estar confortáveis no jogo. Nota engraçada, o Diaz chegou ao banco para entrar aos 70. Aos 74 foi o canto. O jogo parou 4-5 vezes entre os 70-74 para ele poder entrar. Also, os dois cantos que cedemos nos golos são perfeitamente evitáveis e são culpa da casmurrice do Sérgio Conceição. O primeiro resulta de um passe estapafúrdio do Danilo para o Marcano que chega na queima e alivia como pode (azar dar canto, a bola deu um arco do caraças mas 0 culpas do Marcano). No segundo golo, típico lance do Soares que recebe a bola pode tocar no Alex sozinho na esquerda e quer dar uma cueca no defesa, perde a bola, lance perigoso com grande corte do Mbemba (bom jogo) e pumba, golo no canto. Dois jogadores extremamente limitados com bola que jogam sempre e perdem bolas fáceis. Nota positiva para o Aboubakar que entrou e nos minutos que jogou mostrou mais classe que o Marega e o Soares juntos. Sempre lúcido a receber e entregar aos colegas, a jogar simples e a não inventar. Tudo o que o Marega e o Soares não conseguem fazer. Enfim, era só para desabafar isto. Vamos ver como corre na Quarta com o Vitória do Ivo. Não auguro nada de bom.
  6. Pá, o PdC é um vegetal e hoje em dia faz mais mal que bem no Porto.
  7. Juro que admiro o pessoal que ainda vai ao estádio. Já tive várias oportunidades e não tenho coragem.
  8. Pá, tenho mixed feelings sobre a questão do treinador. Estou fartinho do SC e uma mudança para alguém diferente com meia época à Mourinho é a esperança. Mas depois penso e vem o Peseiro e vejo que mais vale mesmo deixar o SC queimar, quiçá ganhar uma ou duas taças, embora esteja muito mais próximo de pensar que não vamos ganhar nenhuma com ele.
  9. A conversa típica O segundo bold não é bem assim. Depois do golos efectivamente tivemos alguns minutos fortes mas fomos esmorecendo e o mestre da táctica em vez de mexer na equipa para continuarmos a carregar ficou a olhar para o campo até sofrermos golo. Disse-o várias vezes ao meu pai. Esta à espera de sofrer para mexer. Equipa mal preparada, fisicamente de rastos e limitada. Esperado o resultado. Não deixar o Telles bater o segundo pênalti é uma parvoíce de primeira, ainda para mais deixando o Soares bater.
×
×
  • Criar Novo...