Ir para conteúdo

Vaart10

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    29.893
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    235 [ Doar pontos ]

Sobre Vaart10

  • Data de Nascimento 15-05-1987

Métodos de contacto

  • Website URL
    http://

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino
  • Origem
    Massamá

Últimos Visitantes

8.263 visualizações
  1. Não acho, mas se tu o dizes...
  2. De onde é que depreendes, das minhas palavras, que ele deve ser emprestado? Ele precisa é de competição aqui, não de ser opção esporadicamente ou em caso de necessidade. Era bonito emprestar um jogador suplente quando o titular está lesionado...
  3. É verdade, esteve foi antes no Estoril. My bad.
  4. Não gostei de ser eliminado da Liga dos Campeões, mas, a verdade, é que se olharmos racionalmente para o nosso plantel percebemos que não temos equipa para ombrear com equipas deste nível. Comecemos pela baliza. Se Vlachodimos se lesiona ou é expulso, quem resta? Svilar ou Zlobin. São jogadores de craveira ou categoria suficiente para utilizar o manto sagrado na competição europeia mais importante de clubes? A meu ver, não. Em termos de centrais, se Rúben Dias ou Ferro ficarem impedidos de jogador temos duas opções, Jardel e Conti. Tenho uma grande admiração pelo brasileiro, sobretudo pela forma como construiu a sua carreira no Benfica, veio do Olhanense e assumiu-se como grande referência defensiva do clube, juntamente com Luisão, nos últimos anos. Porém, temos de ser realistas, o seu tempo já passou, pode jogar aqui e ali, numa eliminatória da Taça de Portugal ou da Taça de Liga, mas não mais que isso. Depois temos o Conti. Confesso que, do que já vi dele, não me convence. Fala-se do Morato e Pedro Álvaro, será que têm o que é necessário para se afirmarem? Nas alas defensivas temos uma situação bicuda. Sempre considerámos André Almeida curto para um Benfica de outro nível, o pior é que ele foi um jogador sobrecarregado com jogos nas últimas épocas e sem concorrência à altura. Este ano temos Tomás Tavares para ombrear com ele, parece-me bom jogador, mas já terá estaleca para jogar entre os grandes europeus? Precisa de jogar mais, precisa de competição. Será que não se devia ter precavido esta situação no início da época? E o mesmo se passa com Grimaldo, um jogador que joga sempre (ou quase). Se ele se lesiona, quem sobra? Outro miúdo, Nuno Tavares, que também precisa de crescer e jogar mais. No meio-campo temos Fejsa, Samaris, Florentino, Gabriel, Taarabt e Gedson. Por algum motivo, provavelmente de ordem física, o sérvio deixou de contar para Bruno Lage. Temos, igualmente, o caso do Gedson, acho que ainda não se descobriu a posição certa para ele. Para mim, é um jogador que vale a pena pela dimensão física, fora isso parece-me somente razoável em todos os outros aspetos. Sobram Samaris, Florentino, Gabriel e Taarabt, sendo que o marroquino também pode cair numa ala ou jogar como segundo-avançado. Aqui a profundidade é aceitável. Nas alas ofensivas temos Rafa, Cervi, Pizzi, Caio Lucas, Jota e Zivkovic. Começando pelo Caio Lucas, acho que não tem qualidade suficiente para jogar no Benfica, mas devido ao contexto tem vindo a ter minutos. O Zivkovic perdeu o comboio e muito dificilmente voltará a apanhá-lo. Dos jogadores sérvios em que investimos quantos deles conseguiram responder adequadamente às exigências do futebol europeu de grande nível? E quantos não conseguiram? Questões para refletir. Sobram Rafa, Cervi, Pizzi e Jota. O extremo-esquerdo português, peça-chave na época passada, está lesionado. Pizzi, jogador decisivo esta época, não tem um substituto que faça aquilo que ele faz em campo. E sobra Jota, que pode jogar na linha ou como segundo-avançado. Neste momento, não temos profundidade nas alas que nos permita fazer uma gestão adequada do plantel, só temos Cervi, Jota e Pizzi, este último sobrecarregado de jogos. Um exemplo de má construção do plantel, da parte do treinador ou de quem não lhe deu as condições necessárias. Na frente temos Vinicius, Seferovic, Chiquinho e Raul de Tomás. A dupla Vinicius e Chiquinho tem tido apontamentos muito interessantes, o problema é quando um deles sai. O suíço, decisivo na época passada, parece estar de volta ao "normal", sendo um jogador muito trabalhador, porém extremamente perdulário. E depois temos o espanhol, que me parece ter talento, mas que está a acusar o peso do dinheiro e da camisola. Esta é uma análise fria e racional que faço do plantel. O projeto/modelo desportivo que se pretende implementar é (extremamente) arriscado por causa disto, quando os jogadores principais estão fatigados/lesionados/castigados, temos de jogar com os mais jovens e eles nem sempre estão prontos para responder a essa exigência. E, se me perguntarem, percebo porque é que o nosso foco deve estar no campeonato. É que, através da Liga Portuguesa, é muito fácil chegarmos à Liga dos Campeões para arrecadar uns milhões. O problema é que, colocando ênfase na Liga, perdemos qualidade nas competições europeias sempre que não conseguimos ter a equipa na máxima força. Além disso, notam-se erros na construção deste plantel, resta saber da parte de quem, treinador ou direção? A questão permanece, ainda que pela experiência eu consiga avançar com um culpado - a direção. E, no meio disto tudo, ainda temos outro problema, a gestão das expectativas. O Bruno Lage operou uma grande mudança no Benfica, uma mudança que, desde que me lembre, ninguém conseguiu. Pegou num plantel, a meio da época, em claro sub-rendimento, em desvantagem pontual e conseguiu fazer dele campeão nacional. A partir desse feito, era certo e sabido que todos lhe iam cobrar mais e mais. Tome-se, por exemplo, os dois últimos treinadores que tivemos, houve momentos em que as suas equipas jogaram muito pior do que a nossa na atualidade e onde os adeptos sempre estiveram a apoiar. Agora, basta um conjunto de exibições menos conseguidas e a cabeça do Lage já está no cepo. Talvez seja melhor ajustarmos as nossas expectativas e olharmos para a realidade tal e qual ela é, o Benfica para consumo interno é mais que suficiente, para consumo externo a conversa é outra. E que ninguém se deixe levar pelos delírios de quem comanda, já devíamos todos ter aprendido a lição, há quem faça de tudo para se perpetuar no poder. E outra coisa, houve alguém que falou da comunicação do Bruno Lage neste momento. Eu faria exatamente da mesma forma, a comunicação social quer "apanhá-lo na curva", provavelmente por ele ter um discurso muito aberto, direto e onde procura maioritariamente falar de futebol. Algo que para os jornais não vende, por isso há que tentar entalá-lo de alguma forma. Ele já deixou uma dica aqui e ali, que não é um menino de coro.
  5. @Jimpo, a Cybex e a Quinny são ótimas. Evita comprar carrinhos, ovos e cadeiras auto da Chicco, em termos de segurança deixam a desejar. E não sou eu que digo, porque não sou ninguém, são as entidades independentes que realizam os testes de segurança. Nós, por acaso, demos muito pouco uso ao carrinho, costumamos dizer que foi a nossa pior compra. Comprámos uma mochila ergonómica e um pano. Ajudou sempre bastante, quanto mais não seja, a evitar o "leva o carrinho para o carro", "traz o carrinho para casa", etc. Além disso, o miúdo adora. Aliás, tanto que adora que, aos 2 anos e meio, quando está cansado de andar nos pede para o metermos na mochila ou no pano. Ademais, é super útil em casa. Precisas de estar a fazer o jantar e estás sozinho? Metes o miúdo na mochila ou no pano. Precisas de aspirar a casa e estás sozinho? Metes o miúdo na mochila ou no pano.
  6. Parabéns @Jimpo e @C-4. Aproveitem para dormir até as crianças nascerem.
  7. A culpa desta eliminação é da direção, do treinador, dos jogadores e de uma coisa muito específica, o contexto do futebol português, que é paupérrimo e pouco competitivo.
  8. @Mister Master, horas do jogo?
  9. Eu não sou dos que apoiam, por norma, sou dos que mais criticam. Porém, também conheço a pior qualidade dos benfiquistas, a tendência para a autodestruição. Têm existido coisas menos conseguidas esta época, nomeadamente ao nível das escolhas do treinador, mas as reações têm sido desproporcionais. Espanta-me não haver mais tolerância com o Lage, especialmente quando comparado com o Rui Vitória. Às tantas, talvez o problema do Lage seja falar de futebol e ser transparente, se tivesse o paleio do Vitória, principalmente quando perdia, talvez todos gostassem mais dele. O problema no meio disto tudo é magnitude desproporcional das críticas.
  10. Não dá jeito? :lol: Não sou nem defensor acérrimo do Lage, nem o seu principal crítico, simplesmente não me lembrei de fazer esse levantamento. Acho que é anda muita gente a criticar exageradamente o que se tem feito. Também podia ter ido buscar a performance global do Lage na Liga NOS, possivelmente dava-me mais jeito
  11. 9.ª jornada: - 1.º lugar da Liga NOS; - Melhor ataque (21 golos marcados); - Melhor defesa (3 golos sofridos); - Diferença de golos: 18; e - Golos sofridos em 2 jogos: Porto e Moreirense. Qual o motivo para as críticas, desmedidas, feitas ao Bruno Lage?
×
×
  • Criar Novo...