Ir para conteúdo
What

Tópico da Política, Ambiente e Economia

Posts recomendados

Citação de Rōnin, há 7 minutos:

 

Claramente, mas eu não me importo de explicar o meu reasoning, até ajuda a perceber o porquê de poder estar errado. 🙂

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ghelthon, há 4 minutos:

Está? Achas que não havia acção antes dela chegar? A camada do ozono tem vindo a decrescer nos últimos anos, duvido que seja por acção das palavras dela.

A minha crítica não é directamente para ela. Ela faz e diz o que lhe dizem para fazer e dizer. A minha crítica é para o circo mediático, coloca-se a miúda num pedestal como se alguma coisa do que ela diz fosse formidável e fosse a solução para todos os nossos problemas.

Se nao reconheces que o impacto na mentalidade da juventude (especialmente com as greves de estudantes e ate' pela extinction rebellion) que a Greta teve, nem vale a pena discutir mais.

Btw, o buraco de ozono nao e' indicativo das alteracoes climatericas e do aquecimento global. E' um dos factores, sim, mas ha' muitos outros factores que nao tem nada a ver.

Compartilhar este post


Link para o post

Com o Mundo num estado miserável como está andar a gastar tempo a criticar essa miúda, por mais fantoche que seja, para mim não faz sentido, é energia que fazia mais falta aplicada noutro contexto. É semelhante a quem anda constantemente a chorar sobre "sjw" ou "feminazis" mesmo sabendo das taxas aterradoras de violência conjugal e de género, assunto para o qual não têm uma palavra. São coisas num plano de importância claramente distinto e que deviam merecer um grau de preocupação bem diferente.

 

E Já agora, da New Yorker:

What if we stop pretending the climate apocalypse can be stopped?

Editado por antifa
  • Like 4
  • Concordo! 4

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ghelthon, há 31 minutos:

Está? Achas que não havia acção antes dela chegar? A camada do ozono tem vindo a decrescer nos últimos anos, duvido que seja por acção das palavras dela.

A minha crítica não é directamente para ela. Ela faz e diz o que lhe dizem para fazer e dizer. A minha crítica é para o circo mediático, coloca-se a miúda num pedestal como se alguma coisa do que ela diz fosse formidável e fosse a solução para todos os nossos problemas.

Eu não a estava a defender ou a dizer que estás errado, nem era bait, não vale a pena estarmos com cinismos, só queria saber o teu ponto de vista de forma mais completa, dado que muitas vezes as coisas aqui funcionam com essa dança de opinião numa frase reduzida e ser necessário que alguém faça alguma pergunta para haver alguma fundamentação/discussão.

Editado por El Shafto

Compartilhar este post


Link para o post

 

Citação de paladino77, há 2 horas:

As plataformas digitais são formas mais baratas e discretas de mover dinheiro. Só a primeira característica se vai manter a longo prazo, e não é suficiente para mandar a banca abaixo. Até parece que não conhecem o mundo onde vivem. 

 

quotei isto. daqui a uns tempos falamos.

 

btw, o que são 'plataformas digitais' ?

 

Acho que muita gente não deve ter a noção que o dinheiro fisico irá acabar, e a migração de 'dinheiro' as we know, quando for totalmente digital, vai começar a uma nova era, que ninguém está bem ciente, fortunas vão desaparecer, e outras serão feitas.

 

Os Bancos estão cada vez mais a tornar-se obsoletos, a realidade é que não são tão necessários como no passado, aliás, não são precisos de todo, só para o pessoal que precisa de recorrer a empréstimos, que eventualmente irá arder com esses mesmos empréstimos.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Sandes., há 1 hora:

Se nao reconheces que o impacto na mentalidade da juventude (especialmente com as greves de estudantes e ate' pela extinction rebellion) que a Greta teve, nem vale a pena discutir mais.

Btw, o buraco de ozono nao e' indicativo das alteracoes climatericas e do aquecimento global. E' um dos factores, sim, mas ha' muitos outros factores que nao tem nada a ver.

O buraco do ozono foi só um exemplo para sustentar o meu argumento. O que quis dizer é que a luta já tinha começado antes dela, irá continuar depois de ela sair de cena, e sinceramente não sei até que ponto a exposição dela tem um impacto assim tão forte. Mas para isso seria preciso estatísticas, e duvido que as haja.

Resumindo: não critico o papel, critico o circo que a circunda.

Citação de antifa, há 1 hora:

Com o Mundo num estado miserável como está andar a gastar tempo a criticar essa miúda, por mais fantoche que seja, para mim não faz sentido, é energia que fazia mais falta aplicada noutro contexto. É semelhante a quem anda constantemente a chorar sobre "sjw" ou "feminazis" mesmo sabendo das taxas aterradoras de violência conjugal e de género, assunto para o qual não têm uma palavra. São coisas num plano de importância claramente distinto e que deviam merecer um grau de preocupação bem diferente.

E Já agora, da New Yorker:

What if we stop pretending the climate apocalypse can be stopped?

Não gasto energias, foi só um desabafo. Vejo as pessoas todas a louvar e focar-se mais na rapariga do que na própria causa, muitas vezes.

Citação de El Shafto, há 1 hora:

Eu não a estava a defender ou a dizer que estás errado, nem era bait, não vale a pena estarmos com cinismos, só queria saber o teu ponto de vista de forma mais completa, dado que muitas vezes as coisas aqui funcionam com essa dança de opinião numa frase reduzida e ser necessário que alguém faça alguma pergunta para haver alguma fundamentação/discussão.

Certo.

Citação de Catota, há 12 minutos:

btw, o que são 'plataformas digitais' ?

No caso da banca, fintech.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ghelthon, há 21 minutos:

No caso da banca, fintech.

 

Elabora sff.

Como pode uma causar disruption na outra?

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ghelthon, há 36 minutos:

O buraco do ozono foi só um exemplo para sustentar o meu argumento. O que quis dizer é que a luta já tinha começado antes dela, irá continuar depois de ela sair de cena, e sinceramente não sei até que ponto a exposição dela tem um impacto assim tão forte. Mas para isso seria preciso estatísticas, e duvido que as haja.

Resumindo: não critico o papel, critico o circo que a circunda.

Não gasto energias, foi só um desabafo. Vejo as pessoas todas a louvar e focar-se mais na rapariga do que na própria causa, muitas vezes.

Certo.

No caso da banca, fintech.

As manifestacoes publicas de miudos que nem sairam do secundario, na ordem das dezenas de milhar, 'a volta de todo mundo nao e' um impacto importante? enquanto falamos, a pressao que existe para baixar a idade de voto para os 16, como ja' se falou neste topico ate', e' cada vez mais relevante e isto tudo pode-se apontar 'a Greta como a chama que acendeu a revolta juvenil pela proteccao do ambiente. Eu percebo completamente as criticas que se podem fazer ao seu ponto de vista e ao seu "extremismo", mas criticar a miuda pelo mediatismo que obteve nao faz sentido, ela muito provavelmente sera' uma figura marcante para as geracoes que se seguem e nao e' so' pelo circo mediatico, mas sim precisamente pelo impacto que teve na geracao de miudos que se quer fazer ouvir.

Por exemplo aqui no UK os trabalhistas ja' tem mostrado algum interesse em baixar a idade de voto para os 16, e se isso acontecer muito se deve 'a Greta.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Catota, há 31 minutos:

Elabora sff.

Como pode uma causar disruption na outra?

Tendo clientes a mover os seus depósitos para as fintech, bem como as novas gerações de clientes a abrir directamente conta lá.

Citação de Sandes., há 11 minutos:

As manifestacoes publicas de miudos que nem sairam do secundario, na ordem das dezenas de milhar, 'a volta de todo mundo nao e' um impacto importante? enquanto falamos, a pressao que existe para baixar a idade de voto para os 16, como ja' se falou neste topico ate', e' cada vez mais relevante e isto tudo pode-se apontar 'a Greta como a chama que acendeu a revolta juvenil pela proteccao do ambiente. Eu percebo completamente as criticas que se podem fazer ao seu ponto de vista e ao seu "extremismo", mas criticar a miuda pelo mediatismo que obteve nao faz sentido, ela muito provavelmente sera' uma figura marcante para as geracoes que se seguem e nao e' so' pelo circo mediatico, mas sim precisamente pelo impacto que teve na geracao de miudos que se quer fazer ouvir.

Por exemplo aqui no UK os trabalhistas ja' tem mostrado algum interesse em baixar a idade de voto para os 16, e se isso acontecer muito se deve 'a Greta.

Certo, aceito que terá tido impacto na consciencialização de uma massa mais juvenil. Mas efeitos práticos, em quem de facto decide - será que são tantos? Obviamente que a atitude e papel dela não farão mal à causa, mas também não sei se o impacto efectivo será tão grande quanto pensam. Isto porque quem decide não se comove com as lágrimas de uma miúda qualquer da Suécia. Nem com um de África, quanto mais.

Cada vez mais temos de ser práticos e optar por soluções efectivas. Enquanto andamos aqui a saltar de expectativa em expectativa, o ambiente continua mal e o ponto de não-retorno cada vez mais próximo.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ghelthon, há 10 minutos:

Tendo clientes a mover os seus depósitos para as fintech, bem como as novas gerações de clientes a abrir directamente conta lá.

Certo, aceito que terá tido impacto na consciencialização de uma massa mais juvenil. Mas efeitos práticos, em quem de facto decide - será que são tantos? Obviamente que a atitude e papel dela não farão mal à causa, mas também não sei se o impacto efectivo será tão grande quanto pensam. Isto porque quem decide não se comove com as lágrimas de uma miúda qualquer da Suécia. Nem com um de África, quanto mais.

Cada vez mais temos de ser práticos e optar por soluções efectivas. Enquanto andamos aqui a saltar de expectativa em expectativa, o ambiente continua mal e o ponto de não-retorno cada vez mais próximo.

Mas a consciencialização de uma massa nao e' um efeito pratico? O facto desta miuda de 16 anos estar a ser convidada para falar na ONU 'a frente desses lideres todos, com o apoio do Secretario Geral da ONU, nao te chega? Queres o que? Que a Greta salve o mundo sozinha? A consciencialização das massas e' exactamente o objectivo e o efeito pratico que e' necessario obter, o resto vem por consequencia.

Editado por Sandes.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Catota, há 1 hora:

 

 

quotei isto. daqui a uns tempos falamos.

 

btw, o que são 'plataformas digitais' ?

 

Acho que muita gente não deve ter a noção que o dinheiro fisico irá acabar, e a migração de 'dinheiro' as we know, quando for totalmente digital, vai começar a uma nova era, que ninguém está bem ciente, fortunas vão desaparecer, e outras serão feitas.

 

Os Bancos estão cada vez mais a tornar-se obsoletos, a realidade é que não são tão necessários como no passado, aliás, não são precisos de todo, só para o pessoal que precisa de recorrer a empréstimos, que eventualmente irá arder com esses mesmos empréstimos.

 

 

Estas à vontade para fazer quote, daqui a 50 anos o CMPT ainda deve andar por cá. Quando é que achas que o dinheiro físico vai acabar? 

 

É ser muito inocente achar que um sector que consegue sobreviver a tudo não consegue também criar uma resposta para as fintech, quando achar necessário. Olha o sucesso do MBWay, por exemplo. Tens noção de quanto é que o sector bancário factura mundialmente? Tem recursos ilimitados, ainda não estão preocupados com as fintech porque não há necessidade nenhuma. Se se sentirem apertados mexem-se e acaba a brincadeira. 

E como o ponto escapou, penso também ser utópico esta coisa da redução brutal de burocracia na banca. Há coisas que não necessitam de burocracia, It's true, mas muitas precisam e as fintech não as têm, até porque não oferecem alguns dos serviços, e se oferecerem lá está, vão ter de cobrar. Ninguém trabalha para não ter nada em retorno. 

 

Edit: ajuda me a perceber o teu raciocínio. Obtenho um credito habitação, a casa está em meu nome, daqui a por exemplo 20 anos a banca vai com o crl.. Das duas uma, ou tenho de pagar ao insolvente ou, como já aconteceu no passado, deixa de existir uma entidade responsável para os meus pagamentos e como tal a minha obrigação desaparece. Comprei uma casa, não a paguei toda mas ela fica minha, e mesmo assim fiquei a arder?? Ou achas que na insolvência tenho de pagar logo toda a divida remanescente?? 

Editado por paladino77

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de paladino77, há 15 minutos:

Estas à vontade para fazer quote, daqui a 50 anos o CMPT ainda deve andar por cá. Quando é que achas que o dinheiro físico vai acabar?

Não sou eu que mando. sorry

 

Edit: ajuda me a perceber o teu raciocínio. Obtenho um credito habitação, a casa está em meu nome, daqui a por exemplo 20 anos a banca vai com o crl.. Das duas uma, ou tenho de pagar ao insolvente ou, como já aconteceu no passado, deixa de existir uma entidade responsável para os meus pagamentos e como tal a minha obrigação desaparece. Comprei uma casa, não a paguei toda mas ela fica minha, e mesmo assim fiquei a arder?? Ou achas que na insolvência tenho de pagar logo toda a divida remanescente?? 

11-what-if-the-bank-runs-out-of-money-so

Enquanto houver dinheiro fisico, e mesmo que este passe para digital nos moldes actuais, o propósito dele deixa de existir, ao longo dos anos cada vez vale menos, cada vez é preciso mais para comprar menos. Eu tenho o meu chapéu de aluminio e voces?

 

por exemplo buttcoin :

 

image.png.20e38b1cfef93b588114f4652a688436.png

Editado por Catota

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ghelthon, há 1 hora:

No caso da banca, fintech.

Fintech é um termo genérico usado para categorizar empresas tecnológicas na área dos serviços financeiros, não tem nada a ver com banca. Por exemplo, a Feedzai é uma fintech mas o único serviço que presta é deteção de fraude em sistemas de pagamentos.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ghelthon, há 3 horas:

Certo, mas essas declarações parecem demonstrar um certo desconhecimento da sua própria realidade.

Não vejo bem como. É porque não falou da banca ao abordar este tema? Tinha que o fazer?

Aliás, fui rever as declarações e o Carlos Costa profere-as num seminário, portanto trata-se de uma opinião a título pessoal e não em nome do Banco de Portugal.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de paladino77, há 21 minutos:

Edit: ajuda me a perceber o teu raciocínio. Obtenho um credito habitação, a casa está em meu nome, daqui a por exemplo 20 anos a banca vai com o crl.. Das duas uma, ou tenho de pagar ao insolvente ou, como já aconteceu no passado, deixa de existir uma entidade responsável para os meus pagamentos e como tal a minha obrigação desaparece. Comprei uma casa, não a paguei toda mas ela fica minha, e mesmo assim fiquei a arder?? Ou achas que na insolvência tenho de pagar logo toda a divida remanescente?? 

 

Isso não funciona assim. O que tu estás a assistir desde 2008, depois da crise bancária, é a uma consolidação do setor. Os bancos maiores adquirem os bancos mais pequenos em dificuldades porque estão a operar com margens cada vez mais curtas. Com menos bancos a operar e com a crescente digitalização do setor bancário em geral, os bancos vão tendo uma estrutura de custos cada vez mais reduzida, o que implica menor número de balcões e menor número de recursos humanos. Com o passar dos anos, vais ter cada vez menos players a atuar até chegar a um ponto de equilíbrio em que, presumivelmente, a automatização dos serviços e consolidação da indústria seja por si só suficiente para que as instituições do mercado consigam satisfazer a procura pelos serviços sem dificuldade. Não é como se de um momento para o outro os bancos deixassem de ser necessários. Da mesma forma que o maior acesso a energias renováveis não veio acabar com a indústria petrolífera, tampouco sequer com os lucros que continuam a ter ano após ano.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Peplin, há 3 minutos:

Não vejo bem como. É porque não falou da banca ao abordar este tema? Tinha que o fazer?

Aliás, fui rever as declarações e o Carlos Costa profere-as num seminário, portanto trata-se de uma opinião a título pessoal e não em nome do Banco de Portugal.

Não tinha, eu é que me ri com a ironia da cena. Porque ele tem frases deste género:

Citação

"Ninguém vai hoje a uma agência de viagens a não ser que tenha um serviço adicional"

Que podem tanto ser aplicadas aos bancos hoje em dia...

Citação de ElliotReid13, há 9 minutos:

Fintech é um termo genérico usado para categorizar empresas tecnológicas na área dos serviços financeiros, não tem nada a ver com banca. Por exemplo, a Feedzai é uma fintech mas o único serviço que presta é deteção de fraude em sistemas de pagamentos.

Ah, certo. N26, Revolut e afins não se enquadram?

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ghelthon, há 1 minuto:

Não tinha, eu é que me ri com a ironia da cena. Porque ele tem frases deste género:

Que podem tanto ser aplicadas aos bancos hoje em dia...

Ah, certo. N26, Revolut e afins não se enquadram?

Enquadram, mas são apenas uma pequena parte. O que tu te queres referir é à banca digital, serviços p2p, e por aí em diante. 😉

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de ElliotReid13, há 3 horas:

 

Isso não funciona assim. O que tu estás a assistir desde 2008, depois da crise bancária, é a uma consolidação do setor. Os bancos maiores adquirem os bancos mais pequenos em dificuldades porque estão a operar com margens cada vez mais curtas. Com menos bancos a operar e com a crescente digitalização do setor bancário em geral, os bancos vão tendo uma estrutura de custos cada vez mais reduzida, o que implica menor número de balcões e menor número de recursos humanos. Com o passar dos anos, vais ter cada vez menos players a atuar até chegar a um ponto de equilíbrio em que, presumivelmente, a automatização dos serviços e consolidação da indústria seja por si só suficiente para que as instituições do mercado consigam satisfazer a procura pelos serviços sem dificuldade. Não é como se de um momento para o outro os bancos deixassem de ser necessários. Da mesma forma que o maior acesso a energias renováveis não veio acabar com a indústria petrolífera, tampouco sequer com os lucros que continuam a ter ano após ano.

Eu não estava a referir que a banca ia acabar, pelo contrário. O Catota é que a sabe toda e acha que sim por agora tem um cartão sem anuidade.. 

Compartilhar este post


Link para o post

Já alguém pensou na hipótese infeliz de poder haver bloco central se PS+CDU não chegar para formar governo? 

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ghelthon, há 4 horas:

Não tinha, eu é que me ri com a ironia da cena. Porque ele tem frases deste género:

Que podem tanto ser aplicadas aos bancos hoje em dia...

Ah, certo. N26, Revolut e afins não se enquadram?

Mesmo o N26, Revolut, e afins usam a banca para as suas operações.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ticampos, há 21 minutos:

Já alguém pensou na hipótese infeliz de poder haver bloco central se PS+CDU não chegar para formar governo? 

Não vejo como é que seria possível. Encostava o PS mais à direita ou o PSD mais à esquerda?

Mas bem, seria a morte dos dois. Não sei até que ponto é que não estou disponível para aceitar esse cenário.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ticampos, há 30 minutos:

Já alguém pensou na hipótese infeliz de poder haver bloco central se PS+CDU não chegar para formar governo? 

já pensei, não vai haver.

Compartilhar este post


Link para o post

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   O conteúdo anteriormente introduzido foi recuperado..   Limpar

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Criar Novo...