Ir para conteúdo
Luís Silvares

UEFA vai decidir o futuro do campeonato e do Europeu de futebol

Posts recomendados

Citação de Pickle Rick, Agora:

O presidente da AF Lisboa diz que ainda vai reunir e portanto não se aplica para já. 😂

Também vi. Tá a tentar fazer política e dizer que é independente da FPF. Se ninguém sobe para a FPF vão recomeçar os campeonatos para quê? Só para a AFL maxar taxas e andarem a brincar com a saúde dos miudos? Para a semana já mete o rabo entre as pernas e diz que tá tudo cancelado

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de JohnyM, há 40 minutos:

Também vi. Tá a tentar fazer política e dizer que é independente da FPF. Se ninguém sobe para a FPF vão recomeçar os campeonatos para quê? Só para a AFL maxar taxas e andarem a brincar com a saúde dos miudos? Para a semana já mete o rabo entre as pernas e diz que tá tudo cancelado

Parece-me óbvio que a AFL não terá força, capacidade ou apoio para não obedecer a esta decisão.

Citação de calatee, há 7 minutos:

Pessoal, se for cancelado, como fica um estagiário de nivel 1 com esta situação?

A mim foi-me dito que é tudo normal. Dossier do treinador até esta data e pediram para fazer mais trabalhos a partir de Março. Microciclos de treinos em casa, observação de uma equipa (jogos gravados) e esse tipo de coisas.

Compartilhar este post


Link para o post

Parece evidente que os campeonatos da AFL não serão recomeçados. Não devem existir condições para jogar antes de Junho e isso atrasaria tudo: transições de escalões, preparação da nova época, calendarizações, etc.. O problemático disto é a injustiça que é para equipas que saíram disparadas na frente do campeonato desde o começo e que em Março praticamente já tinham a subida garantida. Isto é, antes de mais, um problema informal (resolvível) e, no limite, ético, que acho que podia e devia ser resolvido em terreno intermédio, com as promoções e as reconfigurações dos quadros competitivos a acontecerem por arrasto. Mas novamente, tratam-se de injustiças que custam aos envolvidos (e eu sou um deles), mas nada que a nível formal não se ultrapasse.

O problema disto é imaginar a sustentabilidade de clubes e SADs que projectaram a próxima época com as receitas da divisão acima, fazendo para isso investimentos sérios. Parece muito pouco legítimo forçar o Nacional, por exemplo que leva 8 pontos de avanço a 10 jornadas do fim a ficar na Segunda Liga. E isto pode, no limite, trazer custos sérios que ameacem a sobrevivência do clube. O mesmo para outras equipas do Campeonato de Portugal.

Compartilhar este post


Link para o post

Isto vai sair muito caro a muitos clubes de menor dimensão. Falando concretamente da AFL, vários clubes da 1ª Divisão fizeram este ano um esforço maior na tentativa de subir ao Campeonato de Portugal porque já sabiam que no próximo vinha aí o Belenenses... Mesmo para nós vai ser muito complicado, pois acaba por ser mais um ano sem receitas (e vamos ter sérios problemas com o Bingo etc) quando, em condições normais, provavelmente até asseguraríamos a subida amanhã. 

Se for para cancelar campeonatos espero que a FPF crie um fundo a sério de apoio a estes clubes, caso contrário antevejo muitas desistências no próximo ano.

Do ponto de vista lógico parece-me que o mais justo seria a solução que o AVB e outras pessoas do futebol francês propõem que é adaptar ao ano civil, pensando já no Mundial 2022 e depois ir voltando ao normal.

Compartilhar este post


Link para o post

No CPP já se fala também que ficará tudo em águas de bacalhau.

Complicado para Vizela, Arouca e Praiense que eram líderes e tinham vantagens mais que confortáveis sobre os terceiros classificados.

Compartilhar este post


Link para o post

Em todo o lado será assim. É complicado mas difcilmente haverá outra hipótese. O inicio da normalização do nosso quotidiano deve ser (numa boa perspectiva) a meio de Junho. Significa que os campeonatos iriam começar em Julho à porta fechada o que provavelmente também não deve interessar a ninguém. Por muito que seja injusto para alguns, será sempre o melhor. O risco que corremos é que isto volte tudo à estaca zero e todo o esforço que agora estamos todos a fazer seja inglório. 

Há momentos em que o futebol não interessa para nada. Este é um deles

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Lebohang, há 27 minutos:

No CPP já se fala também que ficará tudo em águas de bacalhau.

Complicado para Vizela, Arouca e Praiense que eram líderes e tinham vantagens mais que confortáveis sobre os terceiros classificados.

O Praiense não ia subir :mrgreen:

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de O Pastel, há 11 horas:

Isto vai sair muito caro a muitos clubes de menor dimensão. Falando concretamente da AFL, vários clubes da 1ª Divisão fizeram este ano um esforço maior na tentativa de subir ao Campeonato de Portugal porque já sabiam que no próximo vinha aí o Belenenses... Mesmo para nós vai ser muito complicado, pois acaba por ser mais um ano sem receitas (e vamos ter sérios problemas com o Bingo etc) quando, em condições normais, provavelmente até asseguraríamos a subida amanhã. 

Se for para cancelar campeonatos espero que a FPF crie um fundo a sério de apoio a estes clubes, caso contrário antevejo muitas desistências no próximo ano.

Do ponto de vista lógico parece-me que o mais justo seria a solução que o AVB e outras pessoas do futebol francês propõem que é adaptar ao ano civil, pensando já no Mundial 2022 e depois ir voltando ao normal.

Para nós (Coutada) até pode ser bom, pois pode implicar uma nova presença na Taça de Portugal 🤩

Compartilhar este post


Link para o post

A AFP lançou esta noite um comunicado onde demonstra mais sensatez na resolução deste problema:

https://www.afporto.pt/AFP/PDFS-2019-2020/Comunicado 28.03.pdf?fbclid=IwAR0Vxm8C3WEEiwu_wq6u0XB_AZi258CR1slEGUcuD5CIIuG1c6kJOssLvhM

A) a Associação de Futebol do Porto dá por concluídas as competições de todos os escalões jovens de formação de futebol e futsal, masculinas e femininas; B) nesses escalões, subirão à divisão superior os Clubes que se encontrarem nos lugares de acesso (ou seja classificados nos primeiros lugares) na data em que foi determinada a suspensão das provas (10 de Março de 2020), não havendo, consequentemente, descidas. Se no escalão de topo superior não ocorrerem subidas para o nacional, excecionalmente o último escalão sofrerá o aumento necessário para inclusão dos clubes devidos, situação que será corrigida na próxima época;

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Chandler, há 7 horas:

A AFP lançou esta noite um comunicado onde demonstra mais sensatez na resolução deste problema:

https://www.afporto.pt/AFP/PDFS-2019-2020/Comunicado 28.03.pdf?fbclid=IwAR0Vxm8C3WEEiwu_wq6u0XB_AZi258CR1slEGUcuD5CIIuG1c6kJOssLvhM

A) a Associação de Futebol do Porto dá por concluídas as competições de todos os escalões jovens de formação de futebol e futsal, masculinas e femininas; B) nesses escalões, subirão à divisão superior os Clubes que se encontrarem nos lugares de acesso (ou seja classificados nos primeiros lugares) na data em que foi determinada a suspensão das provas (10 de Março de 2020), não havendo, consequentemente, descidas. Se no escalão de topo superior não ocorrerem subidas para o nacional, excecionalmente o último escalão sofrerá o aumento necessário para inclusão dos clubes devidos, situação que será corrigida na próxima época;

Parece-me uma boa solução. Depois para a próxima época descem mais e tá resolvido o problema

Compartilhar este post


Link para o post

Não concordo em cancelarem esta época e começarem uma nova para Agosto, devia-se era continuar esta, nem que fizessem mais uma volta.


É uma situação excepcional eu sei, mas porra andaram a jogar para o boneco esta época?, isso devia pesar para alguma coisa..

Compartilhar este post


Link para o post

Vice-presidente da UEFA admite que cada Federação tem "liberdade e soberania para decidir".

Michele Uva, vice-presidente da UEFA, confirmou que cada Federação tem o direito de decidir o campeão, subidas e descidas, mas que o tempo para terminar a temporada não é ilimitado, pois o organismo estabelecerá uma data para cada país entregar a lista de equipas que irão participar nas provas continentais da próxima época.

"Cada Federação tem liberdade e soberania para decidir sobre o seu próprio campeonato, e por isso poderá fixar as datas que considere e decidir, juntamente com a respetiva Liga profissional, sobre os campeões, as subidas e as descidas", começou por afirmar o italiano.

"A UEFA definirá a data para darem a lista das equipas classificadas para as próximas competições continentais", acrescentou.

No entanto, a UEFA, que mudou as datas das finais de Liga dos Campeões e Liga Europa, e que também adiou o Europeu, ainda não alterou oficialmente as datas de início das competições europeias da próxima época. A Champions, por exemplo, deveria começar em julho.

https://www.ojogo.pt/internacional/noticias/uefa-concede-a-cada-pais-o-direito-de-decidir-o-campeao-mas-o-tempo-nao-e-ilimitado-12004283.html?fbclid=IwAR0bhiRJyHWIoaAoDdWEDqy3tPdI24j4STbxbRV8k8QAjL_ZG-l72FzcEvk

Compartilhar este post


Link para o post

Aproveitem que o Campeonato do Mundo de 2022 é em dezembro e ajustem já o calendario.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de JohnyM, Em 29/03/2020 at 10:20:

Parece-me uma boa solução. Depois para a próxima época descem mais e tá resolvido o problema

E de certa forma podia ser alargado ao futebol sénior. Subiam o Nacional e o Farense mas quer o Aves quer o Portimonense não desciam. Fazia-se o mesmo nas divisões inferiores. Para o ano desciam 4 na Primeira Liga e voltava tudo ao normal.

Editado por Mica

Compartilhar este post


Link para o post

Clubes do CP propõem forma de terminar campeonatos nacionais e mais alterações

Um grupo de trabalho representativo dos clubes do Campeonato Portugal deu a conhecer, esta segunda-feira, uma proposta tendente à alteração dos quadros competitivos dos campeonatos nacionais – profissionais e amador –, face a um cenário de «forte possibilidade de não ser possível terminar» a presente temporada.

 

O objetivo, refere-se, é «salvaguardar o número mínimo de equipas prejudicadas por esta interrupção absolutamente imprevisível das competições», constituindo a proposta «uma base de trabalho» suscetível de ser alterada em «função dos pressupostos definidos pela Federação Portuguesa de Futebol. e Liga de Clubes, mediante a tutela de cada competição.»

 

A proposta para a Liga assenta nos seguintes pressupostos:

 

- Nenhuma equipa é despromovida à Liga 2 no final da presente época;

 

- São promovidas à Liga 2020/2021 as duas equipas melhor classificadas na Liga 2 2019/2020 à data da interrupção dos campeonatos;

 

Em 2020/2021, a primeira época deste novo quadro competitivo, seriam despromovidos à Liga 2 os quatro últimos classificados (17.º, 18.º, 19.º e 20.º), enquanto o 16.º classificado jogaria um play-off com uma equipa da Liga 2.

 

Já na temporada 2021/2022 seriam relegados à Liga 2 apenas os dois últimos classificados (17.º e 18.º) e o 16.º classificado disputaria um play-off com uma equipa da Liga 2.

 

No caso da Liga 2, os pressupostos são os seguintes:

 

- Nenhuma equipa é despromovida ao Campeonato de Portugal no final da presente época;

 

- São promovidas à Liga 2 2020/2021 as duas equipas melhor classificadas de cada uma das 4 séries do Campeonato de Portugal à data da interrupção das provas, perfazendo um total de 8 equipas;

 

- Serão convidadas a participar na Liga 2 2020/2021 todas as equipas “B” inscritas na Liga de Clubes à data da interrupção das provas;

 

- O campeonato da Liga 2 será constituído por 28 equipas divididas em duas séries de 14 equipas cada;

 

- Será usada a localização geográfica para a colocação das sociedades desportivas em cada série.

 

- Cada série deverá ser composta por três Sociedades desportivas “B”.

 

Nas épocas 2020/2021 e 2021/2022 o 1.º classificado de cada série sobe diretamente à Liga 2021/22; o último classificado de cada série desce de divisão, excluindo-se as equipas “B” em que neste caso passa para a equipa pior classificada que não seja equipa “B”; serão compostos 4 grupos a realizar após a conclusão da fase regular da Liga 22020/2021: Fase de promoção; Fase de manutenção da Zona Norte; Fase de manutenção da Zona Sul; Campeão das equipas “B”.

https://www.abola.pt/nnh/2020-03-30/futebol-clubes-do-cp-propoem-forma-de-terminar-campeonatos-nacionais-e-mais-alter/836849

Compartilhar este post


Link para o post

Estava a concordar com tudo até chegar à parte das equipas B. Bem estava a achar estranho estar a concordar com todos os pontos...

Compartilhar este post


Link para o post

Também não percebi a ideia

Citação de Diogo_CFB, há 5 minutos:

- Serão convidadas a participar na Liga 2 2020/2021 todas as equipas “B” inscritas na Liga de Clubes à data da interrupção das provas;

 

Citação de Diogo_CFB, há 6 minutos:

- Cada série deverá ser composta por três Sociedades desportivas “B”.

E isto

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Black Hawk, há 3 minutos:

Estava a concordar com tudo até chegar à parte das equipas B. Bem estava a achar estranho estar a concordar com todos os pontos...

Nem mais 😂

Compartilhar este post


Link para o post

É por demais evidente que isso das equipas B é para tentar recolher os votos dos clubes mais poderosos mas é uma filha de uma p*tice porque Braga B, Vitória SC B e Marítimo B nem sequer seguiam em zona de promoção do CPP e o Sporting B nem sequer existe a nível competitivo.

Compartilhar este post


Link para o post

Concordo com tudo exceto a parvoíce das equipas B. Percebo a jogada e a intenção de recolher o apoio de quem teoricamente controla tudo mas é parvo.

Portanto, teriamos Nacional e Farense na Primeira Liga. Real SC, Olhanense, Praiense, Benfica Castelo Branco, Arouca, Lusitânia Lourosa, Vizela e Fafe na Segunda Liga.
E em relação às distritais, como resolveriam ?

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Pickle Rick, há 9 minutos:

E em relação às distritais, como resolveriam ?

Só agora é que reparei nisto, a proposta é de clubes do CPP para reformular a I e II Liga mas esqueceram-se de dizer como é que vai ficar a sua e as distritais. 🤣

Compartilhar este post


Link para o post

Foi muito inteligente juntar as equipas B. Mas na verdade não fará grande diferença. O peso de Braga, Guimarães e Maritimo não é assim tão grande. Entendo o objetivo da proposta, mas acho um exagero subirem 8 equipas. Para além disso, a preocupação foi somente com as subidas. E quem desce? E os que vêm do distrital?

Parece-me que se juntaram os clubes "mais fortes" do CP e meteram essa proposta para ver se o barro cola à parede

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Pickle Rick, há 55 minutos:

Concordo com tudo exceto a parvoíce das equipas B. Percebo a jogada e a intenção de recolher o apoio de quem teoricamente controla tudo mas é parvo.

Portanto, teriamos Nacional e Farense na Primeira Liga. Real SC, Olhanense, Praiense, Benfica Castelo Branco, Arouca, Lusitânia Lourosa, Vizela e Fafe na Segunda Liga.
E em relação às distritais, como resolveriam ?

Não se poderia seguir a mesma lógica? 

O CP em 2019-20 tinha 72 equipas, dado que subiam 11 (as 8 em lugar de promoção + 2 equipas B) e não descia ninguém da Segunda Liga, bastava alargar em 9 o número de equipas do CP, porque são 20 as divisões distritais que promovem equipas.

Depois cada AF re-organizaria as suas divisões a partir daí, quer pela mesma lógica, quer fazendo um reboot.

Compartilhar este post


Link para o post

Junta-te à conversa!

Podes publicar um comentário agora e registar-te depois. Se tiveres uma conta, autentica-te agora para publicares o teu comentário de forma autenticada.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   O conteúdo anteriormente introduzido foi recuperado..   Limpar

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Criar Novo...