Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Lip McBoatface

Viagens (Actualizado a 02/10/2018)

Posts recomendados

Dentro da energia da viagem, deixo aqui um video que fiz agora para um concurso da World Nomads, o proposto era fazer um video sobre um viajante. Tinha conhecido o Rafa dois dias antes de saber do concurso e perguntei-lhe se estaria interessado. Ele falou-me das viagens que fez pelo Sudeste da Ásia, América Latina e Marrocos enquanto fotografava pelo caminho mas o que me ficou mais foi mesmo o conceito do arrebatamento. O que nos leva a viajar. Se tiverem para ai virados assistam, são 3 minutos e se possivel dêem algum feedback. Abração!

Ahh, e se ganhar vou filmar dez dias para a Malásia, o que seria incrivel.

Compartilhar este post


Link para o post

Cheguei na sexta-feira da roadtrip na Croácia e foi sem dúvida a melhor experiência da minha vida. Horrível é o sentimento de que ficou ainda assim tanto por ver. Depois coloco aqui a viagem detalhada. Hei de voltar, sem dúvida.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de frnk th tnk, há 16 horas:

Dentro da energia da viagem, deixo aqui um video que fiz agora para um concurso da World Nomads, o proposto era fazer um video sobre um viajante. Tinha conhecido o Rafa dois dias antes de saber do concurso e perguntei-lhe se estaria interessado. Ele falou-me das viagens que fez pelo Sudeste da Ásia, América Latina e Marrocos enquanto fotografava pelo caminho mas o que me ficou mais foi mesmo o conceito do arrebatamento. O que nos leva a viajar. Se tiverem para ai virados assistam, são 3 minutos e se possivel dêem algum feedback. Abração!

Ahh, e se ganhar vou filmar dez dias para a Malásia, o que seria incrivel.

Muito nice!! Gostei do video em si, como peça, e acho que a intensidade (?) com que ele descreve todos aqueles pequenos/grandes detalhes dá muita força ao video. 

Só uma pergunta, que no fundo só me chamou a atenção por motivos meramente estéticos - meaning, não acho que prejudique ou que se destaque negativamente da peça como conjunto - porquê a escolha daquelas letras meio “ensombreadas” logo no inicio? 

Bom trabalho e boa sorte para o concurso! 

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Modulor, há 4 horas:

Muito nice!! Gostei do video em si, como peça, e acho que a intensidade (?) com que ele descreve todos aqueles pequenos/grandes detalhes dá muita força ao video. 

Só uma pergunta, que no fundo só me chamou a atenção por motivos meramente estéticos - meaning, não acho que prejudique ou que se destaque negativamente da peça como conjunto - porquê a escolha daquelas letras meio “ensombreadas” logo no inicio? 

Bom trabalho e boa sorte para o concurso! 

Obrigado pelo feedback!

Falas da parte em que começa com o "His backpack"? Meti essa sombra nessa parte em especifico porque ficava muito liso, sem profundidade, mas também não ficou no ponto assim, devia ter ajustado.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Solero, há 14 horas:

Cheguei na sexta-feira da roadtrip na Croácia e foi sem dúvida a melhor experiência da minha vida. Horrível é o sentimento de que ficou ainda assim tanto por ver. Depois coloco aqui a viagem detalhada. Hei de voltar, sem dúvida.

Fico a aguardar. Será uma possível ideia para o meu próximo ano.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de frnk th tnk, há 5 horas:

Obrigado pelo feedback!

Falas da parte em que começa com o "His backpack"? Meti essa sombra nessa parte em especifico porque ficava muito liso, sem profundidade, mas também não ficou no ponto assim, devia ter ajustado.

Sim! Nessa parte. Mas porque não deixaste como está na frase imediatamente antes? Na "He always carries this around his travels" não tens sombra, sendo que está no mesmo fundo.

Anyway, isto foi um mero detalhe, acho que só reparei precisamente por ter gostado do video lol. Congrats! 

Compartilhar este post


Link para o post
Publicado (editado)

Quem já tenha feito a Tour do Bernabéu aconselha ir a que horas? Vou a Madrid daqui a duas semanas, há mais alguma coisa que aconselhem comprar antes de ir? 

E locais assim menos conhecidos? Obrigado 🙂 

Se souberem restaurantes bacanos também agradeço!

Editado por O Pastel

Compartilhar este post


Link para o post

Acabei de marcar as minhas férias, depois de um situação pessoal um bocado triste, resolvi fazer uma viagem de carro sozinho por Espanha, entre dia 25 de Agosto e dia 1 de Setembro, onde irei parar em Toledo, Salamanca, Segóvia, Saragoça e Bilbau. É a primeira vez que vou fazer algo assim, e até agora acho que a decisão é boa, pelo menos sinto-me motivado com isto. O plano é viajar, no máximo, à volta de 3h por dia (excepto no dia em que vou de Lisboa até Toledo), sempre de manhã, chegar à cidade seguinte antes do almoço e visitar durante esse dia e noite. No dia seguinte, seguir caminho para o próximo destino. Chegando a Saragoça, penso que me posso demorar um pouco mais, tipo sair só a meio da tarde, e por fim em Bilbau, marquei 3 noites porque também estou de olho num evento que lá vai haver. Escolhi evitar cidades maiores por opção, também porque em algumas delas eu já estive, até mais do que uma vez, como por exemplo Madrid, Barcelona e Sevilha.

Se por aqui alguém já tiver visitado alguma das cidades por onde eu vou passar daqui a alguns dia, e quiser fazer alguma recomendação sobre locais a visitar, restaurantes onde comer, etc etc eu agradeço sugestões.

Compartilhar este post


Link para o post

Se vais a Bilbao faz um esforço e vai a San Sebastian, a cidade é incrivel.

  • Like 3
  • Concordo! 2

Compartilhar este post


Link para o post

Se fores a San Sebastian vai enfardar ao Gorriti que é um tasco gerido por 4 ou 5 homenzitos de 50 para cima, tem um bocado mau aspeto mas faz parte da experiência. São todos super atenciosos e simpáticos, atendimento 5*. A comida é muito boa também.

Quando estiveres satisfeito vais dar uma volta ao centro histórico e paras no Bar Sport para beber uma cerveja e picar outro pintxo que lá já são mais "fancy".

Que ambiente brutal na cidade que apanhei quando lá estive. ❤️

Compartilhar este post


Link para o post

San Sebastian é brutal, então no Verão... Todos os anos em Julho há o Jazzaldia que conta com grandes nomes a nível mundial. Já vi Snarky Puppy e John Scofield, entre outros. Em Julho há também um grande festival em Bayonne (França) que fica a poucos km's de San Sebastian. É uma versão francesa do San Fermin de Pamplona. Vale a pena.

EDIT: E, já agora, quem vai a Bayonne dá um saltinho a Biarritz.

Editado por vidz

Compartilhar este post


Link para o post

Bem, meus queridos, já está marcada a viagem. Vou de Lisboa a Faro, depois apanho o avião para Colónia, de Colónia (Escala) vou para Craiova. Quando chegar a Craiova, na Roménia, vou alugar um carro durante 9 dias e fazer Craiova - Cluj - Região da Transilvânia - Brasov - Bucareste. Decidi não marcar estadia nenhuma, sendo que, eu e o meu amigo, não estaremos presos a horários ou estadias em regiões que nem conhecemos. Se nos apetecer, é procurar uma pensão de beira da estrada e ficar onde for. É a primeira vez que viajo assim, porém, acho que vai ser incrível.

Depois vou de Bucareste - Timisoara (escala) - Veneza,  onde vou ficar dois dias. Daí vou para Bruxelas visitar um amigo que mora em Antuérpia. Somos capazes de dar um saltinho a Amesterdão e depois... Lisboa. 

Tenho as viagens todas marcadas e, apesar de me ter dado um trabalhão enorme, 7 viagens de avião ficaram a 185€, agora para o início de Setembro. Nada mau. Despesas fixas só me falta tratar do carro e marcar estadia em Veneza  (já sei que vai ser um roubo) e Craiova.

Editado por nopla

Compartilhar este post


Link para o post

Há cerca de um ano e meio fui a Bruxelas e aluguei um carro. Conheci praticamente todas as cidades belgas (pelo menos as maiores e mais conhecidas) e posso afirmar que a menos interessante é, de longe, Bruxelas. Se tiveres oportunidade dá um saltinho a Bruges, Gent e Antuérpia. Se não tiveres tempo e se só conseguires ir a um sítio, vai a Bruges. Não te vais arrepender.

Compartilhar este post


Link para o post

Como tinha prometido, cá vai o relato da minha viagem à Croácia. Foram 10 dias, incluindo as viagens. O alojamento foi todo ele em apartamentos/hostels arrendados via Airbnb ou Booking. Deixo alguns conselhos:

- Revolut ou N26 para compras, porque a moeda local é a Kuna e foram raros os sítios onde aceitavam euros. Em alguns sítios, principalmente monumentos, nem cartão de crédito usavam por isso é obrigatório, se não quiserem pagar taxas altas de conversão.

- A Croácia é um país lindíssimo e no qual vale a pena "nos perdermos" e deixar os horários e os prazos um pouco de lado. Se houver essa oportunidade para relaxar e disfrutar, recomendo, apesar de ter noção que nem sempre é fácil. Isto é válido para qualquer viagem, mas na minha opinião, o facto de a beleza natural deste país ser o que o distingue, reforça ainda mais esta ideia. 

- Estradas são ótimas, não só em termos de condições como no que diz respeito à paisagem envolvente que é lindíssima. 

- Conseguem descer a Dalmácia praticamente sem ir pela autoestrada. Os único troços de autoestrada que me lembro de ter feito foi entre Zagreb e Split, depois disso foi sempre pela nacional (D8) e sempre impecável.

- Se fosse hoje, não tinha ido em final de Julho, mas sim em Junho ou Setembro (Maio ou Outubro também não me chocaria). Não tive problemas com o facto de estarem muitos turistas, mas a experiência piora sempre um bocadinho e os preços sobem bastante.

- Se forem aos Plitvice Lakes, comprem o bilhete na internet com antecedência para evitarem filas de espera longas.

- Se forem às praias, levem calçado do mar (na decatlhon tem a 5€).

Dia 1 (Zagreb):

O primeiro dia foi um pouco cansativo, visto que o voo a partir do Porto estava marcado para as 7h00 e a chegada a Zagreb marcada para as 15h15 (+1h). Pelo meio, houve escala em Bruxelas. A primeira coisa que fizemos foi ir à companhia de rent-a-car local que utilizamos, apesar de termos feito a reserva por um agregador (autoeurope), o qual não recomendo. Isto porque ao contrário do que me tinha sido dito por telefone, o seguro não incluía todos os danos, pelo que tivemos que pagar mais um bocado para ter cobertura total. Como planeámos ir a Dubrovnik e a Hvar, tivemos que pagar uma taxa para passar na fronteira com a Bósnia. Para além disso, como estava planeado ir a Hvar e levar o carro, também tivemos que pagar uma taxa para levar o carro no ferry. 

Cheguei a Zagreb com o carro e bem, Zagreb na estrada é a loucura. Dei por mim e estava numa estrada de 4 vias de sentido único e à minha direita estava a passar um eléctrico com carros imediatamente atrás. Antes de fazer check-in no hostel, deixei o carro estacionado num sítio random em que pensei que não havia problema, mas quando voltei de fazer o check-in, nem 10 minutos passaram e já estava um reboque e dois matulões prontinhos para me levar o carro. Felizmente, eu expliquei-lhes a situação e eles lá me deixaram ir.

Fiquei hospedado mesmo em frente à Catedral de Zagreb, o que nos deu tempo para explorar um pouco a cidade a pé, apesar do calor e do cansaço da viagem. Jantámos fora num restaurante random e depois exploramos um pouco o centro de Zagreb. O pouco tempo que tivemos foi giro, mas de facto Zagreb apenas entrou na equação para esta viagem devido ao facto de ser o aeroporto mais próximo dos lagos Plitvice (cerca de 200km) que eram o destino do dia seguinte e do voo ser mais barato para lá.


Dia 2 (Zagreb -> Parque Nacional Plitvice -> Zadar):

Arrancámos bem cedo de Zagreb (7h30) em direção ao Parque Nacional de Plitvice, uma das maiores atrações naturais da Croácia e património da UNESCO. Chegámos ao parque por volta das 9h30, mas como não tínhamos comprado o bilhete online, tivemos que ir para a fila comprar, o que fez com que tivéssemos que esperar cerca de 2h até ter o bilhete, pois eles vão gerindo o número de pessoas que se encontra no parque, de forma a não arruinar a experiência dos visitantes com multidões insuportáveis. Deu tempo para comprar uns souvenirs, um boné e comer qualquer coisa. A espera valeu a pena porque o parque é lindíssimo. Não me vou alongar muito nisto, porque facilmente encontram fotos e reviews do parque. Apenas deixo algumas recomendações para que possam ter a melhor experiência:

  • O parque é constituído por duas entradas que ficam em lados opostos do parque. Para cada uma destas entradas, têm 4 percursos que variam em dificuldade e em distância a percorrer. Eu escolhi o route C (cerca de 8km) e estão incluídas uma viagem de barco para atravessar um dos lagos e viagem de autocarro de uma ponta do parque à outra para voltarem ao sítio onde começaram. 
  • Se forem estudantes ou tiverem na posse do cartão, peçam bilhete de estudante, que é 12€ mais barato. Em época alta, o bilhete de adulto é 250 kunas (~34€).
  • Levem protetor solar e muita água.
  • Tentem ir de manhã cedo para não apanhar as multidões que vêm de excursões de todo o país. O percurso é mais tranquilo e podem parar à vontade para tirar fotos.

Saímos do parque por volta das 17h e arrancámos em direção a Zadar.  

Estava muito entusiasmado para conhecer Zadar e ir até ao Sea Organ que é uma das maiores atrações lá do sítio. Assim que estacionei para irmos jantar qualquer coisa ao centro histórico, comecei a sentir-me bué enjoado e acabei por ter que ir para casa. Provavelmente foi alguma coisa que eu comi, juntamente com o calor intenso e o esforço desse dia (foram 400km de carro + 8km a pé com poucas horas de sono), mas a verdade é que passei a noite a soro no hospital em Zadar. 

Dia 3 (Zadar -> Split):

Neste dia, o plano era dar uma volta por Zadar de manhã e a seguir ao almoço arrancar em direção a Split, com paragens em Sibenik e Trogir. No entanto, como ainda não estava recuperado e tínhamos que fazer o checkout do hostel às 10h, decidimos que o melhor era mesmo irmos diretos para Split onde tínhamos o airbnb para eu recuperar. Passamos o dia todo em casa poranto acabou por ser um dia para os pardais. Deu para ver a season 1 de Dark e descansar para o resto.


Dia 4 (Split):

No dia seguinte já estava totalmente recuperado e fomos visitar a Klis Fortress (para os fãs de Game of Thrones, é a fortaleza que na série corresponde à cidade de Meereen) e adorei. A paisagem é lindíssima e permite uma vista panorâmica sobre toda a região de Split. O bilhete de entrada foram 30 kunas e o que gostei também foi o facto de podermos estar lá à vontade devido ao baixo número de turistas presentes. Recomendo vivamente mas especialmente para quem é fã de GOT. Aloçámos em casa porque não queria arriscar e preferi andar a comer cozido 2 dias a ficar pior do estômago. Durante a tarde, fomos um bocado até à praia de Žnjan. Split não é propriamente conhecida pelas suas praias, mas estava muito calor e ainda não tínhamos ido nenhum dia à praia. Não fomos à praia de Bacvice, que é talvez a mais conhecida da cidade, precisamente por não querermos confusões. A praia era agradável, o acesso era excelente pois tínhamos parque de estacionamento ao pé da praia e a água era ótima. Recomendo que comprem calçado aquático pois as praias na Croácia são quase todas de pedras, raramente se apanham praias de areia. Para além disso, dentro de água, em muitas zonas, o mar está cheio de ouriços. Eu comprei estes e deram imenso jeito:

https://www.decathlon.pt/calcado-aquashoes-100-preto-id_8201442.html

Regressámos a casa e depois de jantar fomos até à Riva dar uma volta. O ambiente é super jovem, a marginal é agradável e bonita, com palmeiras e bares em todo o lado e as ruas do centro histórico são muito fixes. Como ainda estava condicionado por causa da gastrite, não pudemos abusar muito e fomos relativamente cedo embora mas assim que se chega lá sente-se que a cidade é cheia de vida.


Dia 5 (Split -> Omis -> Brela -> Drvenik):

No dia seguinte já acordei a 100% e voltámos ao centro histórico de Split para visitar algumas atrações. Eu não sou muito de planear as atrações porque gosto de me perder e vale mesmo a pena perdermo-nos nas ruas de Split, mas o Palácio de Diocleciano é obrigatório e inevitável em Split. Apanhámos a cidade um pouco crowded o que acaba por ser normal nesta altura do ano, mas isso não estragou a experiência. Acabamos por almoçar lá no centro da cidade após algum tempo a decidir, fomos ao Villa Spiza no qual recomendo o seafood risotto. Fiquei agradavelmente surpreendido com a cerveja croata Ožujsko, achei muito semelhante à nossa Super Bock. 

Depois de almoçar fomos comer um gelado a uma gelataria chamada Spalato e arrancámos pela Makarska Riviera até Drvenik. Uma dica para quem for a Split, não estacionem no centro durante o dia porque o trânsito é muito intenso. Demorei cerca de 1h para sair de lá. A próxima paragem era Omis e estava com grandes expetativas porque pelo que tinha visto tinha uma paisagem única. Infelizmente, começou a chover quando lá chegamos por isso não posso dizer grande coisa. Seguimos rumo a Brela, onde o tempo já estava limpo e aproveitamos para parar numa praia lindíssima onde estavam uma 15 pessoas, sendo 3 deles os empregados de um barzito que lá tinha.

Fomos embora quando voltou a chover e por volta da hora de jantar chegámos a Drvenik, uma vila pequena que entrou no roteiro por culpa de estar ao pé do ferry que tínhamos que apanhar rumo a Hvar. As ruas eram super estreitas e quando cheguei lá o GPS mandou-me por uma zona que pouco depois percebi que era só para pedestres e que ainda por cima calhou numa noite de festa popular. Já estão a imaginar. Por sorte não estava lá nenhum polícia, só um gajo de 1,95m com um fato de treino do Hajduk Split a dizer-me que não podia estar ali. Aproveitamos para jantar por lá e dar uma volta pelas ruas, mas não tem grande interesse.

Por falar em Hajduk Split, os adeptos são completamente doentes, ao longo da Makarska Riviera só se veem murais pintados com o emblema. Até em Hvar e Dubrovnik vi, é impressionante.


Dia 6 (Drvenik -> Hvar):

Acordámos cedo tipo às 8h30 para apanharmos o ferry para Sucuraj, o porto que fica no extremo oposto de Hvar Town, na ilha de Hvar. Uma alternativa teria sido apanhar o ferry em Split e ir direto para Supetar, outro porto da ilha de Hvar, mas como queríamos levar o carro no ferry para o termos em Hvar, os preços eram altíssimos e não íamos aproveitar para descer a Makarska Riviera e apanhar paisagens absolutamente extraordinárias. Tivemos que esperar cerca de uma hora, mas como era época alta, chegava um ferry de 30 em 30 minutos e a viagem era relativamente curta, por isso foi tranquila. A viagem de ferry é super agradável pois temos uma vista privilegiada para as montanhas. Dá para gravar uns vídeos brutais. Chegando a Sucuraj, tínhamos ainda que fazer cerca de 70 km até Hvar Town, onde íamos ficar hospedados. As estradas são super estreitas e ainda é 1h30m a conduzir mas a paisagem em alguns momentos é brutal. Isto foi uma constante durante toda a viagem, mas não me canso de repetir, apesar de todas as atrações turísticas, praias, etc. o que mais me fascinou durante toda a viagem foi sem dúvida a combinação de montanhas e mar.

Ficámos num apartamento e a senhora que nos recebeu foi super simpática, tal como todos os anteriores, diga-se. Comemos umas sandes, metemos umas bebidas na mochila e fomos até à praia de Dubovica, uma praia lindíssima e não muito crowded, visto que ainda temos que descer um caminho um bocado íngreme durante uns 10/15 minutos, até lá chegarmos. Mas compensou claramente porque para além da água ser excelente estava muito calor. 

Depois de fazermos um pouco de praia, fomos visitar a Spanish Fortress que tem uma vista brutal não só para a Old Town, mas também para o mar e para as ilhas Paklisnki, dá para tirar fotos do crl. Só regressámos a casa para nos prepararmos por volta das 20h30 e depois fomos jantar a um restaurante excelente que é Lungo Mare. Não é barato, pagámos 40€ cada um mas também não pensámos muito em poupar, até porque passei dia e meia a comer comida cozida e tostas secas e agora queria aproveitar. Já agora, o vinho é excelente na Croácia, não faltam por lá casas de prova de vinho e também de azeite, que é especialidade de lá.

Depois disso fomos até à marina de Hvar e começamos a perceber o porquê da fama de Hvar. A cidade velha é lindíssima, aquelas ruas estreitinhas com um pub ou um bar em cada canto dá um encanto do crl à cidade. Na marina veem se iates luxosos e vê-se que ali há dinheiro para crl, porque os restaurantes são todos bué fancy, mas a minha recomendação é que explorem mesmo a Old Town. Se preferirem mais javardice, fiquem nos bares ao pé da marina porque está repleto de gajas mas também muito americano que parece que está em viagem de finalistas. 

Depois de irmos beber um copo a um pub, passámos no Carpe Diem, um dos bares mais badalados da ilha, mas também um bocado caro. Uma vodka custa 14€ por exemplo, mas as bebidas são de qualidade e o espaço é excelente. A música é melhor do que o que se ouve cá nos clubs do género e é só canhões. Still, não faz muito o meu género de noite mas até se passou bem.


Dia 7 (Hvar):

Acordámos de manhã cedo, por volta das 9h e fomos alugar um barco de 5 HP para explorar as ilhas Paklinski, onde tinham as melhores praias da ilha. Tinham-me dito que era uma excelente experiência e de facto comprovou-se. Por 67€ (33,5€ a cada um) se não me engano, conseguimos alugar um barco para nós os dois durante o dia todo. O gajo esteve lá a explicar como tínhamos que fazer desde a condução até à ancoragem e lá arranquei. Não é preciso qualquer tipo de licença para alugar e o preço já incluía o seguro. Tínhamos um mapa com as ilhas e as respetivas praias e assim e parámos primeiro na praia de Mlini. Não era a primeira ilha, mas nessa pouca gente pára porque é de nudistas. Não saímos do barco para  o areal, simplesmente ancorámos e estivemos a mergulhar e a apanhar sol. Depois fomos a Palmizana, na ilha seguinte e aí tivemos um problema. A âncora ficou presa ao motor e não fosse um grupo (curiosamente de portugueses) a ajudar-nos a desatar aquilo, íamos ver-nos f*didos para resolver aquilo. Palmizana estava cheio de iates. Fomos almoçar a um dos quatro restaurantes da ilha (Bacchus, acho) e a comida era ótima. 

Por volta das 17h arrancámos de volta para o porto para deixar o barco e até lá a viagem foi mais turbulenta, porque o mar estava um bocado agitado e só éramos 2 num barco onde costumam ir 5 pessoas. A certa altura pensei que o barco ia virar e íamos ficar ali em alto mal. Ainda deu para borrar. Fomos ao Hula Hula beber um copo e depois jantámos na Old Town num sítio chamado Mizarola, que tinha uma pizza excelente. Não fomos muito tarde embora porque o dia foi cansativo e no dia seguinte tínhamos uma viagem de 70 km, ferry e mais uns quantos kms até Dubrovnik.


Dia 8 (Hvar -> Dubrovnik):

Depois de voltarmos a Drvenik, descemos o que restava da Dalmácia até Dubrovnik, sendo que tivemos que parar na fronteira em Neum (Bósnia). Foi super tranquilo e só me pediram o cartão de cidadão. Tinham me dito que não valia a pena ter carro em Dubrovnik e acabo por concordar, as ruas estão completamente lotadas de carros, autocarros e taxis e constou-me que era quase impossível arranjar estacionamento perto do centro. Para além disso, por culpa dos preços, decidimos ficar hospedados numa pequena vila chamada Cavtat que ficava a 25 min de autocarro de Dubrovnik e que também ficava a 5 min do aeroporto, o que me pareceu ótimo. Deixámos o carro no aeroporto e apanhámos um taxi até ao apartamento onde íamos ficar e aí tivemos a primeira confirmação de que Dubrovnik é caro para crl. Pagámos 120 kunas por uma viagem de 5 minutos (cerca de 16€). 

Metemo-nos no autocarro e saímos numa paragem de onde tivemos que andar cerca de 15 minutos até chegar à entrada da Old Town, sempre a descer. Dubrovnik é lindíssimo, mesmo, e dá para jantar em restaurantes excelentes por menos de 25€. O Dubravka restaurant é um exemplo, comi lá um dos melhores risottos da minha vida e a envolvência é brutal, com vista para o Revelin Fort e ao pé das City Gates, que são a entrada para a Old Town. Para os fãs de GOT, Dubrovnik é King's Landing e sente-se bem o boom que a cidade teve devido à série, porque era lojas e merchandising em todo o lado (já em Split se viam vários museus). O interior da Old Town é fantástico, edifícios que datam do séc. XII ou XIII super bem conservados e um charme do crl.


Dia 9 (Dubrovnik):

Chegámos a Dubrovnik por volta do meio dia e já estava um calor do crl. Mas calor tipo insuportável, 33ºC sem vento e com as pedras a ferver. Bebam muita água. Demos uma volta pelas ruas da Old Town, tirámos umas fotografias e fomos almoçar a um restaurante por lá, que agora não me recordo do nome. De seguida, comprámos bilhete para a as muralhas (City Walls) e sem dúvida que apesar de não ter ficado barato (cerca de 30€), valeu totalmente a pena. Consegue-se ter uma perspetiva lindíssima da cidade e da ilha de Lokrum. No final, após 2h a levar com o sol na cabeça apanhámos o Cable Car em direção ao Mount Srd que fica a uma altitude de cerca 700m e tem uma vista incrível sobre a cidade. Vale muito a pena e é um excelente spot para tirar umas grandes fotos. Também podem ir de Uber (ou Bolt, que já existe em Dubrovnik) e se calhar fica mais barato que o Cable Car, que basicamente é um teleférico que custa 25€ (ida e volta). Se quiserem jantar lá em cima, tem um restaurante chamado Panorama que com o pôr-do-sol dá um cenário excelente para passar um bom bocado. Os preços é que são esticadinhos mas nada do outro mundo. À noite jantámos no mesmo restaurante do dia anterior e depois fomos comprar uns souvenirs para trazer porque no dia a seguir já nos íamos embora.

Dia 10 (Dubrovnik):

Não houve grande história aqui, almoçámos em Cavtat que me pareceu um sítio bem porreiro para passar uns dias e há quem lhe chame pequena Dubrovnik. Bem mais sossegado e com praias muito fixes. Em Dubrovnik também há praias muito fixes, mas essa não foi a nossa prioridade até porque não tínhamos assim tanto tempo. Não tive tempo para ir mas gostava de ter ido a Ston, na península de Peljesac, que fica pouco depois da fronteira com a Bósnia e tem uma muralha bastante conhecida.

Para finalizar, o que mais gostei na Croácia foi mesmo a paisagem natural que considero lindíssima com cadeias montanhosas enormes. Musiquinha no carro e íamos os dois minutos e minutos sem dizer uma única palavra, apenas a contemplar o que víamos à nossa volta. Tenho pena de apenas ter lá estado 10 dias, havia muito mais para ver e visitar, mas infelizmente não deu para tudo e tentei fazer o melhor com o tempo que tinha. Se puderem, tentem ir duas semanas ou mais, porque a Dalmácia é mesmo um sonho. E nem estou a falar do norte (Istria) nem das ilhas para baixo de Split (Korcula, Vis, Mljet, Brac). 

Outros sítios que devem ponderar (tal como eu o farei numa futura viagem):

- Istria (Pula, Rovinj, Rijeka, Porec)
- Ilhas do Norte (Pag, Krk, Cres)
- Parque Nacional Kornati
- Excursões a Mostar (Bósnia) ou Kotor (Montenegro) 
- Parque Nacional de Krka (pode-se nadar lá ao contrário dos lagos Plitvice)

Por ordem de preferência, Dubrovnik, Hvar e Split. Zadar não pude ter uma opinião e em relação a Zagreb dizem-me que no inverno é um dos destinos mais bonitos da Europa. Hoje teria feito uma viagem diferente, de forma a poder aproveitar mais tempo em cada um dos sítios. Ainda assim, foi sem dúvida a melhor viagem que já fiz e recomendo vivamente a quem quiser fazer uma roadtrip que tenha a Croácia em conta.

Seguem algumas fotos com legenda (foi tirada com um S6 Edge+, por isso não têm uma qualidade do outro mundo). Se puderem, levem uma máquina porque conseguem tirar fotos incríveis.

Se tiverem alguma questão mais específica, enviem MP.

 

Plitvice Lakes:

jOQ3JWiQGQqBe7ffL9IN5GCdkjnjv-kCM_7geiUvpEpYtV8xwOULTGSs3zt_wCetbbqflaxkHJJ1EHgQqwj4SN_rr2fTobbTWGZDapvpZc-x-26Tm8qFjd4uEubYI6bl3hHdOI_Qyg-YJV-TSzRRO0tvHX7d2WgNo_8l3LwovEzyZ4ql68GyZ6DH_etrzVjI1cTGK7vzSj_QNrzbCnfeHa_kxYlbaJiSNYdjCw72ryyf95ETO0FXBQ190tieQY1K_MM5Q-jcEiLwhE6lOeCWW9MB-hktCaNLpW7IlMpcZHC2WECxwbHaQdJXktWuDZBldP9z8ZGwOTStSGRr5uvkYPnPWLb0B7TJ4whJyIj9CdgevMkMK8_t1ctLVS58iA-IKt8S48gTgcKc_O6x5HK_ieeu5xk9Xvx-nRwuKtbk17kMwwUrLNwY62rRgAvXAjDS0A-zrojq8ZiVhzXkWcxLsrOKrtKtSD7ecFP7U1twLYIZUznAjQbt7S4WaWJGQzxeyV9sjyvL4-hQQLSDXCkhzt9hJAYvHS_PVV1JAh8IOQyFmqoTneWxTIs3JHWg0gz5VQJcM4IPo_ZmsX2XUFuvfUbgSavielnU209Wx9VwThjDZsKBCn3r7CxYZGRSmi11d1BQv-PqyvFyanse_qLHMiP0rT3h_g1BTbMrUo-FnuLnPmekKLnn8W0EisnCmyvySlLTnZJavKE_EfKKD7C0iCNj=w426-h757-no

YXeuNB4L4Ats6KC170jk4S6MSq2-9aSBVWXdZ69RPGixl4qNBUQKXw-1-CWHMMYbIhEircij9s6BKBAvhPKK-RJ6jglSVNGxRTmiAJKaoQmgG2HdBFAAEyR0T9fcpFYIe2x4jRHtsaXIUcHHSiqG5VCYx9O0PfC2L2ZzswxNIvaUXdKq0vwuWrHefQBc2jQOv3iarMTSdUH5M4LwZEKs39zb8MPjSLAzEJZ4Ms2rKfT7xjkMSTUE-rCBfmi1_lwdRBLz4TIfazOlSzXKo9wjrr7jeUGMwrcLMQlLI0r5j9IBEsfo8qT7R-isivAWAiiXcR6qGYbDnLFvEv7c69-FvDnba0SCTgBQcPHZnH1SaGThnMjT3VWOMIL9RvnjK-NDYdPPyU3G30oAyKyitY8YYmFTp57JXzcGmDMW_Ejon1xtrveEfKuqd90adsVzDWxkQnq0LGMNi4Sug9A3mXSnsYolGAsf52r9dyiUhw10qf-10Is5dHFp8xHAASbIEYwLDNMeM8rriYlYFn2mUuzpLFswVWQ6tSmprj6c96yD2fvBnkSdy_HTLCqPfbkoZlA9UP_GuT2texwg_7OFHWVqCs0K2iHzTklPTlwb48WEkU48xDTK_i48EIp6TqM6CUhS6DqhtJ66DlRpvqy5RvScpApOfYs5IkE5-RNgTFNDcCUTdf6KzUSVtkGlx6bIhS6rV1794se-qaauklKAKF52tvB_=w1346-h757-no

lB_UNEIv5UdtOuJfp_VNPzaT7bSvqu3cLDr1tHcHGEtD5rDU5X1PePsl4OvkpARJ_z9ci9IPsJG_Qfcv3UswthvT-i8sJhoqivR_Dw8l0jnNzkInyKI5tvCFQvtav0nB7OTI4gq8T--CE5GSzpLKuC7LqSXjmjZBjATLKnVpftRgKWXJaRDSMdjbz4qAcQWwzuvLGsph4KAhSoWWT0iqDsh81iHQV8seBsPVovovsUkQDteXk3Enbyj6_upOO6jvVdQVnK7QIKk-v4_9HLCM6j3pEvS-0u1v09BzC4lEyJuE19n5NS-UQtDjeLGolnh965BA2iWDaag_QWydatFua4S0vxYo2kNJRLdh47INBDG6-VbPHQ-LxPwswyIEL3mWq1vvaY-WpOxaxEqneGRvB4KGvG4zDsfRIgM0-OE0iNCnQOF2Ky6ZCzHaQLXThvYZH2iWyrZLkoYNe0CKeeAww2AT45kxuj_TOQtaDQmhRPXUAlzfQKrQbLdkVS1XubuUTYSaa3GsUzd_AD_zom3WDJd0p8lV8CZSjLhC8XFgK5px-YRiBguLod4YD-ObxU5LKF9psJOgpHXkKxaBApFwQFgjcV3zXIhoaJb7_cKY5c8sJwljNEUAe6woN5Casu6mlaiq6yDSHGvYLpJLyyHr10Z8JnKJsXaRTXeawKW7RphJUwjQZdomyCyIyfB7Ju5YIO8FJDBWG_2pyNe100HqWchH=w426-h757-no

 

Klis Fortress (Split):

rIhOWcZnwO0VAjqod2qIFJ-pL2avm2J9Ahu7tb-23Lkqyv9azKd-w7ifftx4zC2DATw3Ba5Qp_vjwZi0Mzczb5thAHxitSBK-jdqJV2eZJoUOTrGxHXx0Av_1V0dxkyYyj6o0cMOuVueUULnrU2jMfda6l8aVnlJ-iXw4h6oH5YSV9ujN6Q2VH0okwGUf5k7CMHoISRWFRTkXKJgcLh2e4JcW2nwgbsXhezRZLziasO5II8-cYoDFhGTM-vRnj9ctPEMiW7ZtdnsEtVccSZfIwHwLL30qriU15AcLgIrb3lURq0uDmM00hXMIv2W3Pb2Gcf9JESaDPPlirqXp_rPB0gQjtJJ6_0zwBeWjwYP9NWrz2z6Bgw4la_q2GN5GUCxsVmO_u4QL4A3CSP3TrxKMmd5xHc6wGV-IN8U-hbSN6Jw_gXMoe9yOV0pZs3lqEXVw3wJYkOb4YuWDjG1G4Rau4q93llldU7RsHpV5WwlRlxFS2tW9a5GXVjpNQD15kZaSPoe4VGUQP_LJAO0dHjx5jVZoxAOrBb7ECsrAsNbK5JuIWaHI86t5Cl736UKnXLcM-nzc7R0vEeoftsKqoLATFsalu0QwT-MDnZMpwpxh3zjAK86gsxKsB_6e0tWKC0SOh22iuu1q_uUD5vTFkeNNDYlOTaakO8Bl4I4rKESuRq7MIN9xipsQhY1W6zVauoEeYOLCU4iDVx1BCOJY0RqkpQP=w426-h757-no

 

Spanish Fortress (Hvar):

UiQfg13VYHJG1ChukXr8iwMWNMLJqvUVlQj1ztoGks4q8ZlfpMPfrNaJXazTqxlgody8YL3-aR6ouK8TWZjql2jYlNmLd6bYIF1nEiZtB6n6o0EMbPkC7PySUq-vpvkeILtcEcdtliNamOFkqW2x1pC_XVKbjlQJrY_RLCIw5aSIRREuXRT7zRw0Mdgvsl9eMCYnUCjSrUTu63d7KP2s5Mhr3ZMQT7bF-nveoEvhhHYkpsF23y6DsLGn-pW02Y7wLewZCtTq4dykImI02iPjekHDP2utAnTjdsGVhnuNo1Syl0w2M_62pfmMtho2jqte-m-A2iTUSBjlXZDo-LHfC-OuZmG5usDTp3Tm6iM6mGZ1wdaIlQqDAxD7EfiU1UzG5ni5jo_PP4c2avTZSl-amm2ZQd4ytfVwQ9ANDmQbeCOiWgaxOpMBHWAdWK7Bm46jul33tUOIPIdaXrSVDcX__4s7DzR0TnHUOIcDf5WLV_b0MmSVeb4XfhJmJSewggPMGDvOYI_P51mDtcFBnm5paB5C0pyqJeJ4RKC9CUrUuuhNQp1aed1m0c2ousq-Xbr40m8QT0_T3SMIHJ9dVWmViLolASCicMGirAjiyS8BuJCFf7KzFxyctndGHAprFvhb1I6iumqhmW1Iq56v9R8zebL6l4_kewvaSMZZt1kwjeltPUakdbcLA33ZcAALJsN_yxnQLEo-_W_uTQiPueY3sX7X=w1346-h757-no

 

Hvar -> Drvenik (ferry):

MsMgPzx7wIpHjyT7TNmIr7-Z5eodeDrePOhM59Rw0JdOmtweub3sKAbUxgK-WeIP8XAtRPLHZvlfC2UypJfBUkcwjeI6l8MnkYiDlNp98Y9NBSY6QcB8jsfO8GJXAoWx-6ESmNpHXEwcAlF09AL-LlQsgqjjofF0oOmgusRamMzI5elNVu6Xtuj9k5rcCAYjHkHnqUkKQZDWs45t0oY1iM0BjGrgFpzMW2w0VxjQH1in9QuCpmgwnEaJgYfbau8LcDaRKa3-TRWEoV3ZiBNpzFsLf3K41QPx2DevNftC3Kjc_7kHJoE-Qnozj4eRcqzhf6pEykC_cUhuvXAGL7kULsHs3aDOfPbzk-0F2ozXn4TGPpKq2gpBAjBVtrSgKpJCkKN9SVNZWn_G2AJQ5JHZcqLSoXa4nh4-aepSdAqrJmIUMjkupPp9VQUTeAbv8BJJgr1ElqAvfEU_xIP5wdEUjvRsXHwfVgssamauF-n2UxgoCItzGctRDy4nUds7CMVRvSMCN-1j-dnAC4t2DghycAyg-MKT4cqBOUWSYxBGMCN-m8CVckHWVvOAUT6_DrJ1kY159GmH6wX2Jaj-mhq7IFbnEUrgq_sfPCmJ7QPl7rEV9jm9T5pPFD1E_MNuLZShT-lVgMXuaiGnV-Uf4o9GdPYA2rnJyEyqIU5Z78fQzCBwMuP6hxnYuUy4KxIz4sLDmUn3kOjMpmp7MkUNodgrbwzv=w1346-h757-no

 

Tucepi:

eHlrsUrXAmj-GNsAkp7JWFFm8H7d085W0z-aYg0i3RrWAVsRwgpqcjI8XVJwiIyCCIqt5TMkuNewdCJaZTEZ2FUgS_PhIinezvx5gFf1fuWXJIOT2w0Ig1vyW1gWaWEd9ZBXtG54kyPRVJw3lryppgKyLr_t0GYesRMlkWb0FKOMIHz6fDKwcRJrH-KcfgMKMzyNHq5xBT93Nr3YgN6gQgxYfeMlNYEIXc82ySNzmL-S_MWUG5QBtnoPNQfYsUXWXXBhKcqVsXjQWYQwtHuAkeMKJocXQ1AAplfXeupjkyJiRVUnZ9x3bcvT7KZPWTzzMY9_SLe_WXVZnt2uf7sHj9PqIlTKEQdcjs9hP7Xw7L-R7aDfAtkOGPnRooUapcs-jziNWjZudVbhe33BPAYqX1r37XjCJBIi_dIQ7CYXCC3PmCZUhlvMkH2DKxrbeCjh5jgELa47Ig9pG7O0W3uIsy1L9Lvb4z3zDLHSVNOKoluRRS_6fxyj1ETL8oZOdoby5cj6988AiRc8yXCh3qWDrBIK3uhzl7p6ScfsQC8rcdMex8ehx0wpVVPZbQuvsIBBRayQcwuOr1Q7ACws-lO_IiVxdodT5WPxpsTPNaHAgGgZWgi2yIJ1yS_ELhtE9gAnPTjKL-hsKqIqBwtquNO3yH6GloQ7lLggv0V3vZmtFw1ZESewwoq72U-XgrwCjgroa0MGxRoK3VLCKXNzM1jPAogh=w1346-h757-no

 

Cavtat:WqcSfAcfESB3VFJh3WgVodJcaqgsrsfQfuw_1iwJlOV_rruFOyT1pTzJph3de6iylEkYi-arwMlOWXfzc7tXRlwoDPRGc9UWGwFizzwGA7N4SWxtJ8bw1E6FEyjjxZ6rlojaqLyY1c7bYgCF5l5-mNGctDFrfBwPL1uKOJbyVWXAsRZYAnVzHYZUR-C9ats_jOdAGPXvqbFpKCdNsyqVdNxecPSY7PRrf6jEKTpgbk7qoylN_n1yEy90jYu2JHAqUM0bdsdJZ5DgOeDpFChP_qb0v_C6qVMUy3arXw3iEZxMDyB8-IJ7-pBOwVcUdebCU9gZqqf1hu3oeF8vf7EqxN9FxvCSn5HTXSVsYbE7ulqa0idpIcq38jEHfmpkbXVgtvDszfis2Is11tU5Rbih9zL5xF70H3fHohIMIIr3falLjEcFE8Yo9m_zfrF3uj6NzmViE_1I88n2rVbTDzev_WNTH-5QXmoiBkNN3B-oFcpCN1_zHe_YqjdM-T5m1ph0ZfiQdmKXEgaDLvedrP44LFmcFMK5Lb7Y6LLptv8UiCBFJnjyoumRwxDcM11uPbW-S6XKy8DamDeNY1FnecN83xeI-uBSZ-LfwGelLrb4xb00JCnpdqA5u94UqMr6odBNVagpZqpr0ewdbaxU-WVCCzgHv5zFp6ncXvjZHqNzE9X9qNwNNAiV9YzE0SRBzzBUJAY-rKLBY2zr9xVvzGysdbXu=w1346-h757-no

 

Dubrovnik Old Town:

SmkclLduOX0SKX-IQgkyDq6mYtcf8JrZAOOZp4K-v-lbfWQ1oy18EgIrGOWh1uhyF6CM1OZVgKk0UG1kyBmDVd1r3HU1IAT7WiIwCES8vgIG63KLazdkkg8-ZTNd9vZpAXo1EZLxjULB1MU_mQ3VgjsQVAb6VvQeHoL_rRoW5c2azKoiwWIbvz9kpCDJbihaU_7hHTZRZBO4RZOgi440CX4Q_qZSgBcB3eZcVT07Y7r-IAsXdIYfPw90_4DdxPO31l2oBdD6JuJOPNOCQnNli2MOEWGJ6h94op05KZNoIaDt3-jmDq6U5aELckJuoNhN4_eYbJYsZr03vph83wO5rP_-w3f-e1iYWId_hm6vgNbuDV79xnpwh2AMQDUNQY2Yaw0Bf3Wk9Wnv8KCJJR3xk0zNfjUe8beKncvAstSjbkir5LhFSTyjwEyHywuJBFdqJfTHczGdeB9tkRPZxXbxXG2JQBKzZCm2wMSoW2YYVDKh0HCX3FYJpfNOW3s7SKdSTpOIQa07-Ubz9dKM_DTcPrp_4LxnclWuQZvgS751pORdZA_TVeIFZbBBB-FCMT2jHwAoebC10rP7Xf1R-lf-RTcS3bz-IcMfYNfjtv3-pl-2bVLtX80UrsmNDC_B2WbYW7YNXZp4clBze-Q8p6LAhowMr7jk51gnw30liS8L5V_Y0JbWhEiosRkntWA4wxNAZJ2nbmIy6LP9fPgf8OodX46G=w426-h757-no

A_TjNsBqi-WFKSUg6ldxB5VVeETKzrI7Vc76quVVDw106jhCphuWILnt9gyOycians0s1s0otRRyD8gXRYqf4egG2M6BkzR6_2dAA0XzMsmNvpx-Hmp-eJQWH5596-k_tlcD8NJ5BRpaA41bKVxVIJj_aH7epaCUP2O8R9PZT5H0luT8H4jtqVfKTcnbuBQx0sE2lxE-gQJtG6HFXTSobhZXJX7y9N3ns6vV77gLr3ZWrW4POyrCM2dgB_S1xZZN_Eaz5I-EAiFuFn5dOxOMN-4bUcUXspMskCu4PmJMg1O6S37Djk2hfFvLFOKNHTNa0HOseyYBgTd2bkAF88g5HGWdudxvc47a764MfRn5L4T9iTtmYdQTeXEjwekIbsrJXHAQk8Q1NTCMcN29lLKkRDwB78MjWmVTGAyIfTiG2paD0xr_f1wlXNGJ9l4DA_jGH9Yna_PDlbXH39CFl2Cu4NBwTP7y_Z1LDaMC7KdAruQjg9Mwf6xorh4XHuk9LEwF7PyaZec_HpUYTpUpihbMk1fy7IcZ4xjfuhvuwhzMXBWQFCw5B27CBtePR9FIDoMKuqzyJaVrYfpHC-e-YUEelbGFTnVJ8GKXo53IlBLNm0yJh-iklwL0KkbnC79O6MT87rk7-X8vC0WY-ifeMT4n3SzOleyWkIAO0cb20Arl0RQufxwIOxfJOFbKBp881MvBuHJQHXLLGPf1xZh_pPuX8In1=w426-h757-no

mDQJ0XowVNEJbODv0LT-NL1_ex38WeLsjKSoZIMEXXjYG41J6EfwkGAxVef0Y22mu4xFGAAOCA22jjqivVPm85lzobJdajgJMkU9xTvsL0jt2NHhgZzka_VzLx1Ge4aE-2UAWUry8gNCHvnNKtGTP1jDzJ7XjD5bVz7vYqETAFSD48ETgj8gEk0YfDtZ1z88Zm9SizRZjkt6dMgS6S4zeG_KMpaM1cnX4HY9SJDPuyjNv9hHa6k5wqgnP9ibOCJTicJdwAo1hF_i8Ak99hYU2oiY8l9VNfb8gK9klb-deTVPSsk4TnzlXrOsro5mDsA5GJZRv3mgBZyMAJ6TUEuSCzOoU9j3cmZktuya84wTZpMJFlTOje7a1lS1UTWGVpjpM3JPkp03FVWleA8P48Mjigx4yFZij7PdZJrRCGcLkqLL3yok-pVXq15ONSSuteUhuLMUDpb1NGbV_rgRqz5Tbt1WcvQ9IdJtKMUUAxVL7JnwEb7hrCIdLaY1oVZ4xMoijsXZsUqGH3eLr4ty6KvkSCfh2pa36DhkiLboFnJR4epwfcC1sXLcttcJWDJdDgG6A7yXPZX0FdNL6EpBbiFgFtvTZ9mHXLww9ZiAsF3h86FVPnOX2d9pSNk7UGXadi8rdtf8InvbrMnlUH44DCC8nmFk6Q5snmhd3kdLOSPNnDAssx6UuftcUJaChAIUPW6ykyn3NPjBAgdTprKhyflFSG2o=w1346-h757-no

Otzn-ALM6fyMeuTjWkujSA4uSmdUE7Chhbiz2FGdeH8t3_vCCNgmNBeqljzryTHcryU_2Vr5n-8zY3wM59zp2HIwoBkliIahPxqoBCfH7FhvH3477sjO415_0JHs6n1qhsqed5eFN22u1doI0T_Z4yh68obzB2bnu1H5xOPxYp9B3pkf0uQ6Vzz9v6LiuvTRWZOtiUgnFDMfJZQ9NfMWkaxka-AKMvhAHod3UnTrk6wvYpw2wWvHUUpGZXKa64h6RtOP-kt67CaCTaYbqX3xzO2mTrR7SeM7oy4EA2HONe-75Z8sSWOhHhR01bAaG--SBga6mMo7hcpQIFInI9uuyenkc5aaV59aCojizMXHyrvoB9kEfPVWtUhxJAFBDOesuvgH17_qz6hRQClx8MBBmx4hmRj25Go77fcQIQ7xM-ptZ8B_JTvfkz9iOrWQ6IFhtN72n9cvdI2E3vkdXO7NML5mbFeS8mQavkYlD5XRy-8QOUTSlGjOvT30ruHqM2cL-WLsTuJk9VtoFsqs5bqvC5UOhpCWjFPQSivBe-i2j5FCPC4A8pGHvL61rD_O_lPPwfwNTw2Q6XLazkpsDZ9lT6f5GiRqX0vfLshM69A-f-CXVrHy9e7km1JYHpAkkyq8Q1C3ZfzALpomTlRUZJ3EjXAuXWtpoVhlfm_8J73xu8QdCakkE5EuQVlUdswSdFsmYWAkT8QfRL1bClS3flgRYDu4=w1346-h757-no

g0HBDRQhv9ZopqQAKYL70mIwuMthxZK1AnS3VkjwFah3AqXdoR0x65z4L0W_lg4DjQoIPF0UwP_F_oKd59Gs0RmWiuPBePsoaqqDRjake3kkPVLsrEqwLsYwxbxNAhg4rMUlFRqvZOjl0ycIk7n84eVca2npxtKKfwuHlLTAf2lBfuE5aHuHTDmr3IhjIHgG24XjTSVEpsS2pexVc9bL8uPbRc96Fmmhb3Ni8vohy-LY6vXNXLY851Q7UidE0JTRrzrrXtkS185Pxhr61FE9IbjD1IzRr_r9Az0wFv9RzIlQmt8idB4gL2Xr5SI8inLWzYEfdri98Tj2WxkDLsOkqjtX9lj2weApAQab47NZNcZ2XmtUBJ0y39MaFzbH5SXzlCSoPZaGFjvCTpXNx0XQSTyTvpdzoGLauEstAuhBxMx6AmOM-3lVvH-1kt9B_PfhCCCPG44jTRMgz3fgRmJHxaoi2Fn_CqkW4oJhNVLuapP04zkNwdSp9SWm6NPaAxEnCPf7lXEoCc54y0FqRJFw_be3qrSOfrNSQjMwMd3LhTQiOIQuno7vYuZ7F1p1pSvUlaR84DqTOXWjA6bzjQ21cJJwErpBDZQlnZa_KXmnne9F5QXoTJdiosm6affVe-Vhxrab6kBk0-B7SZKK3HwsIL5e2G6g9GB9MwKvILKDqFw98B8ZMHw5Jd9haIS065DxMn9GOtz1n3xP5q-CmyTQr-Jq=w426-h757-no

Editado por Solero

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de antifa, há 18 horas:

Se vais a Bilbao faz um esforço e vai a San Sebastian, a cidade é incrivel.

 

Citação de pedropb13, há 18 horas:

Se fores a San Sebastian vai enfardar ao Gorriti que é um tasco gerido por 4 ou 5 homenzitos de 50 para cima, tem um bocado mau aspeto mas faz parte da experiência. São todos super atenciosos e simpáticos, atendimento 5*. A comida é muito boa também.

Quando estiveres satisfeito vais dar uma volta ao centro histórico e paras no Bar Sport para beber uma cerveja e picar outro pintxo que lá já são mais "fancy".

Que ambiente brutal na cidade que apanhei quando lá estive. ❤️

Estou cá esta semana. 

Está incrível. E estamos a apanhar a semana grande, tá com uma vida do crl a cidade. 

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Solero, há 18 horas:

 

Vou à Croácia na próxima semana. Excelentes dicas 😉.  O que recomendas para quem vai ficar praticamente uma semana só em Split?

Editado por Keyser
adicionar

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Keyser, há 53 minutos:

Vou à Croácia na próxima semana. Excelentes dicas 😉.  O que recomendas para quem vai ficar praticamente uma semana só em Split?

É uma excelente ideia fazer base em Split. Para além de teres muito o que ver e fazer numa cidade que é a segunda maior da Croácia, estás no centro da Dalmácia, a poucos kms do Parque Nacional de Krka (1h e pico), perto de cidades lindas que se veem bem num dia como Trogir, Sibenik e Omis, com a possibilidade de fazer island hopping (estás perto das ilhas de Solta e Brac, por exemplo, mas todas as outras são acessíveis a partir de Split), a Blue Lagoon que dizem que é giro.

Dentro de Split, recomendo que vás até à Riva, te percas no centro histórico, explores os tascos, vês o Palácio de Diocleciano, a catedral de St. Duje. Podes ir até Marjan Hill, à Klis Fortress. Também tens praias porreiras por lá, Bacvice, Znjan, etc.

Dependendo de como te vais deslocar, podes ajustar isso mas parece-me que não precisas de carro para fazer isto, lá tens Uber e autocarros e é tranquilo.

Também há excursões às Green e Blue Caves que ficam em ilhas mais remotas um bocadinho, é outra coisa a ver. 

Já agora, alguém aqui já fez roadtrip pelos balcãs? Estou a pensar em fazer (talvez não para o ano, mas para o seguinte) uma por vários países dos Balcãs. Estava a pensar começar na Eslovénia e ir para o norte da Croácia (Rovinj, Pula, Rijeka), Bósnia e Montenegro. Aí umas 3 semanas seria o ideal.

 

Editado por Solero

Compartilhar este post


Link para o post

Alguém sabe se é preciso passaporte para a marcação de um voo para a Argentina. Tinha ideia que só seria necessário para o check-in mas disseram-me que era preciso para a marcação o que implicava tirá-lo antes de marcar os voos.

Compartilhar este post


Link para o post

Pessoal aí atrás que me sugeriu ir até San Sebastian... Eu já tratei das marcações de todos os sítios onde vou ficar, hostels e pousadas, tenho uma noite marcada em Toledo, Salamanca, Segóvia e Saragoça e três noites marcadas em Bilbau, por isso não vou marcar estadia em San Sebastian, mas dado que a distância entre as cidades não é grande, se eu conseguir, vou organizar as coisas para ir passar um dos dias a San Sebastian, já que o feedback dado por vocês foi tão bom.

Já agora, por curiosidade, fui ver se o Athletic Bilbau jogava em casa nesse fim de semana, e não é que joga, precisamente contra a Real Sociedad? Gostava mesmo imenso de ir ao jogo, mas os bilhetes no site do Athletic Bilbau estão a 180€ o mais barato, e depois numa pesquisa na internet, encontrei num site chamado viagogo por 84€, quando fiz o checkout o preço final era 121€ com as taxas. Haverá sítio onde se consiga encontrar a preços mais convidativos?

Citação de TukTuk, há 1 hora:

Alguém sabe se é preciso passaporte para a marcação de um voo para a Argentina. Tinha ideia que só seria necessário para o check-in mas disseram-me que era preciso para a marcação o que implicava tirá-lo antes de marcar os voos.

Eu já fui à Argentina em 2012, e confirmo que foi necessário o passaporte para entrar no país, mas dado que não fui eu a marcar esses voos, não te sei esclarecer a dúvida. Vou perguntar aos meus pais e se entretanto ninguém te souber ajudar, eu venho cá tentar ser mais específico.

Compartilhar este post


Link para o post

Reservei uma viagem na Agência Abreu para a lua de mel à cerca de uns meses e respetivos hotéis nos locais onde vou passar.

Entretanto ligaram-me, trataram-me pelo nome, falaram da tal viagem nos dias X a Y e que houve um problema de lotação e que ia de ter de mudar de hotel, por mais 70€/pessoa mas que inclusive a qualidade seria muito melhor. 

Como sou um tinhoso do crl, disse logo que não ia mudar m*rda nenhuma, que a agência se resolvesse porque eu disponibilizei-me a pagar tudo na hora e eles insistiram que só tinha de pagar as passagens de avião + seguro, que o fiz.

Eis que o gajo começa com a conversa que a agência não trata mais disso, que as reservas do hotel passam para uma central e que do meu processo é ele que trata e caso não decida já, dificilmente iria ter um hotel de jeito na altura que quero.

Isto sem nunca referir o hotel em causa nem dizer o nome dos outros hoteis que serviriam de alternativa.

Disse que não ia decidir nada e que ia a agência e a agência que tratasse com a tal 'central'. O gajo disse para não ir, que ia tentar com todos os operadores todos e que se não voltasse a entrar em contacto que é porque tinha conseguido.

 

Obviamente dirigi-me à agência, mas como estava num sitio menos habitual, não falei com a pessoa que tratou do meu caso, mas acharam logo estranho e passaram as informações todas à pessoa que nos tem acompanhado desde o inicio mas que estava de folga.

Como hoje já trabalhou, ligou-me logo a dizer que isso é impossivel, que mesmo ele sabendo das datas e do nome que não foi da parte deles (talvez das passagens aéreas?) e que já tinham o departamento juridico a tratar disso, inclusive dei o numero com o qual fui contactado, mas que não estavam a par de nenhum esquema de burla, seria eu o primeiro a queixar-me.

 

Já alguém ouviu falar de alguma coisa? É que mesmo trocando de hotel, o pagamento era sempre feito para a agência, ou será que me iam pedir apenas os tais 70€/pessoa para cobrir o restante?

 

Compartilhar este post


Link para o post

Bendita a hora em que tratei da minha lua de mel sozinho.

Na proposta que me fizeram da agência tinha uns asteriscos em letras pequenas onde referia que todos os extras de hotel e carro não estavam incluídos no preço e que o próprio preço, hotéis ou vôo poderiam ser alterados sem aviso prévio da agência até uma semana antes da partida.

Vê bem o que é que assinaste, mas aperta com eles ao máximo. Não digo que seja burla, mas tendo o salário dos operadores uma componente variável muito significativa, eles tentam sempre aproveitar se ao máximo.

Compartilhar este post


Link para o post

Alguém sabe onde deixar o carro estacionado em Madrid durante uma semana sem pagar um balúrdio? Obrigado.

Compartilhar este post


Link para o post

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   O conteúdo anteriormente introduzido foi recuperado..   Limpar

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...