Ir para conteúdo
Mesut Ozil

NBA Época 2021

Publicações recomendadas

Citação de NIkeL, há 4 minutos:

Não estou a perceber como é que um documentário pode influenciar a opinião sobre se um jogador é melhor ou pior que outro. 

 

Se foi o maior de sempre pelo que representa/representou e o que mudou no desporto? Tudo bem, até concordo.

Mas continuo a achar o Lebron melhor jogador, falando do que faz e fez dentro do court durante toda a carreira.

 

Mas é uma questão subjetiva, percebo e aceito perfeitamente que se diga que o Michael é o melhor de sempre, aliás, até percebo e aceito perfeitamente quem diga que o Kareem o é, por exemplo.

MJ é o GOAT o resto é conversa.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de NIkeL, há 6 minutos:

Não estou a perceber como é que um documentário pode influenciar a opinião sobre se um jogador é melhor ou pior que outro. 

 

Se foi o maior de sempre pelo que representa/representou e o que mudou no desporto? Tudo bem, até concordo.

Mas continuo a achar o Lebron melhor jogador, falando do que faz e fez dentro do court durante toda a carreira.

 

Mas é uma questão subjetiva, percebo e aceito perfeitamente que se diga que o Michael é o melhor de sempre, aliás, até percebo e aceito perfeitamente quem diga que o Kareem o é, por exemplo.

O documentário aborda mais a mentalidade do Michael Jordan. A vontade de vencer a tudo o custo, a obsessão em querer provar o contrário a todos o que lhe faziam frente, dentro e fora do court. Não acho que o documentário seja assim tão bom como dizem, mas reforça mais ainda mais a ideia que muitos já tinham dele.

Pode-se discutir estilos, mas é por aí que se nota a maior diferença entre ele e o Lebron e muitos outros. 

Agradeço-lhe como fã dos Mavs, mas as finais de 2011 serão sempre uma mancha na carreira dele. 

Compartilhar este post


Link para o post

O documentário não mudou propriamente a minha opinião sobre o Jordan. Goste-se ou não da personagem, é o melhor de sempre e não é propriamente por pouco.

Agora, o que mais me chamou a atenção e o que mais mudou a minha opinião com a visualização disto foi, sem sombra de dúvida, o Phil Jackson - que senhor. E é apropriado que se chama a "Última Dança". É, no fundo, sobre ele o documentário, ainda que com os apartes sobre a carreira do Jordan até então. Todos os episódios, com exceção talvez do primeiro e do segundo, que mostram mais a carreira do MJ no college e, após isso, no rebuild dos Bulls, são todos sobre ele - a forma como chegou ao cargo após ser assistente, a implementação de um estilo de jogo que nunca antes tinha resultado (e diga-se que nunca mais resultou depois dele), a carga emotiva que teve nas costas ao entrar na temporada ao saber que, desse por onde desse, era o último ano dele, fruto de uma relação gélida com o(s) Jerry(s), a gestão em pinças entre o bem do grupo e o bem individual na situação do Pippen e do seu contrato, o deixar o MJ ser o bully que era nos treinos e ainda assim nunca perder o pulso e o respeito, nem do Michael, nem, por oposição do resto da equipa que chegara após o MJ e o Scottie, a gestão da criança de 2 metros e tal que era o Rodman, a gestão da imprensa, o extrair o mais possível de tipos como o John Paxson, o Ron Haper, o Steve Kerr, o Horace Grant, o Tony Kukoc (e a importância que este teve, mesmo após ser ostracizado por um MJ e um Pippen, mesmo antes de o conhecerem),  ou o Luc Longley.

E depois disso tudo, sair pelo próprio pé, mesmo que escorraçado, e ir fazer o que fez em LA, onde os egos gigantes já lá estavam, e ele não estava com eles desde o início como tinha feita em Chicago. Fenomenal.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Rōnin, há 2 horas:

 

Agradeço-lhe como fã dos Mavs, mas as finais de 2011 serão sempre uma mancha na carreira dele. 

Alguém imagina o Jordan a ter a prestação que o LeBron teve nestas finais? 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post

Os números e as prestações icónicas nos playoffs falam por si. O documentário foi só um lembrete para quem estava esquecido.

downloadmj.png

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de DS7, há 43 minutos:

Alguém imagina o Jordan a ter a prestação que o LeBron teve nestas finais? 

Por outro lado o LeBron fez o que ninguém conseguiu fazer aos Bulls em 2016.

 

 

Cada vez mais acho esta discussão vazia. São eras diferentes, jogadores totalmente diferentes, é uma seca do crl perder tempo a comparar pormenores cujo peso é diferente perante quem os avalia. E o recency bias é inevitável, para um lado ou para o outro. São dois dos melhores de sempre, é aproveitar e ver o jogo.

Sobre o documentário, já espreitei umas coisas e pareceu porreiro mas também me pareceu um reclame gigantesco ao MJ. Sempre foi bom a promover-se.

Compartilhar este post


Link para o post

Não acompanho NBA, mas gostei bastante do documentário. O único senão foi a forma como os vários períodos cronológicos se entrelaçavam, o que por vezes quebrava o ritmo e o meu grau de investimento na narrativa. O lote de personagens é riquíssimo. Para além do Michael Jordan, simpatizei muito com o Rodman, com o Kerr e com o sacana místico do Phil Jackson (realmente um senhor como disseram aí em cima). A mentalidade do MJ é muito forte. Fez-me lembrar o Cristiano em muitos aspetos, desde a longevidade, à forma como usa a negatividade em motivação e cala a boca a muitos críticos dentro do campo. Impressionante. 

Mesmo sem perceber pão de Basket, a forma como aquela equipa foi completamente desintegrada e se procedeu a uma renovação do roster parece-me ter sido mal efetuada. É lógico que as pedras basilares já estavam nos anos finais da sua carreira, mas, aliado à saída do MJ e do treinador, perder Kerr + Rodman + Pippen é receita para a desgraça. Uma reforma deste género tem de ser feita aos poucos. Perder o melhor de sempre faz sempre mossa a qualquer equipa. Mas perder o melhor de sempre e os restantes elementos de uma das melhores equipas da história é evidente que vai dar m*rda. Tbh, o Jordan num dos primeiros episódios diz que o Jerry Krause sofre de um género de "dilema de gajo baixo". Não posso concordar mais. É impressionante como durante as grandes conquistas da equipa ele tentava sempre ostentar o seu contributo. Uma grande porção da transição horrível que se seguiu ao fim daquela dinastia foram resultado de decisões daquela direcção. Se não se tivessem colocado contra o Phil no início da época de 98 e o segurassem provavelmente teríamos pelo menos  mais um ano daquela equipa. O Pippen e o Rodman sairiam na mesma, mas mantendo Phil e MJ seria o ideal para integrar talento jovem numa equipa com base, e não numa equipa completamente nova, e com expetativas altíssimas, que foi o que veio a acontecer.

Editado por Pablo Honey

Compartilhar este post


Link para o post

Acho que em termos de talento o MJ e o Lebron estão muito perto. Mas é como disseram, a maior lição que este documentário mostrou é que a obsessão de ganhar a todo o custo (ter o Phil também ajudou lol) contagiou não só a ele como todos à sua volta para ser a melhor equipa da história da NBA.

O Lebron, de quem gosto muito, não tem essa drive. O Lebron tem de ter as coisas à sua maneira para suceder, são conhecidos os problemas com alguns dos coaches, com o facto de quase forçar os GMs a construirem a equipa que ele quer, e teve jogos na sua carreira em que parece que desiste de tentar algo mais, algo impensável com o Jordan.

Compartilhar este post


Link para o post

O que eu acho interessante, e não sei se sou só eu que fico com essa impressão, mas do que se fala, dá a impressão que o MJ praticamente só esteve 6 anos na liga e ganhou todos. Por alguma razão os jogos péssimos que teve nos playoffs desapareceram do mapa, os anos que não chegou às finais nunca existiram.

Não sei se com o LeBron vai acontecer o mesmo, talvez seja comum que com o tempo as lendas comecem a ser mais apreciadas e os seus erros deixem de ter tanto valor, mas sempre achei interessante que se uma pessoa não se der ao trabalho, quase dá a sensação que a carreira do MJ foi Rookie, 3 títulos, retirou-se, 3 títulos, retirou-se, Wizards.

 

Nem estou a mandar o MJ abaixo, só acho interessante, se calhar até vai acontecer o mesmo com o LJ daqui a uns 10 anos, não sei.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de NIkeL, há 13 minutos:

O que eu acho interessante, e não sei se sou só eu que fico com essa impressão, mas do que se fala, dá a impressão que o MJ praticamente só esteve 6 anos na liga e ganhou todos. Por alguma razão os jogos péssimos que teve nos playoffs desapareceram do mapa, os anos que não chegou às finais nunca existiram.

Não sei se com o LeBron vai acontecer o mesmo, talvez seja comum que com o tempo as lendas comecem a ser mais apreciadas e os seus erros deixem de ter tanto valor, mas sempre achei interessante que se uma pessoa não se der ao trabalho, quase dá a sensação que a carreira do MJ foi Rookie, 3 títulos, retirou-se, 3 títulos, retirou-se, Wizards.

 

Nem estou a mandar o MJ abaixo, só acho interessante, se calhar até vai acontecer o mesmo com o LJ daqui a uns 10 anos, não sei.

O argumento maior contra o LeBron é a partir de 2010. De 2003 a 2010, a carreira do LeBron assemelha-se à do Jordan 1984-1990. Só que o Jordan não saiu, não foi à procura do anel noutro lado qualquer, nem nunca mostrou intenções disso. Tal como quando as equipas do LeBron eram m*rda, mesmo na vez em que chegou à final em 2007. O Jordan também tinha equipas de m*rda, quando levava com Celtics, Cavs e Pistons que tinham equipas bem melhores. Se o Lebron, imaginemos, fica e ganha títulos com os Cavs (vamos supor uns 4/5 até 2018), a percepção já seria diferente. 

Não estou a comparar o talento de cada um, neste ponto, mas a mentalidade. O Jordan nasceu com algo que o LeBron nunca terá. Aquilo não se aprende.

Em relação aos jogos maus, o MJ também teve jogos maus no seu auge, mas nos momentos decisivos não falhou. O LeBron falhou quando tinha a melhor equipa, duas vezes (2011, 2014). O Jordan, quando lá chegou, não perdoou uma. Não chegou a um jogo 7. Quer fosse a melhor equipa, quer fosse o underdog (como o foram em '98, por exemplo).

Editado por Taka

Compartilhar este post


Link para o post

Também têm que ver que tamos a falar de muitos anos de diferença, o jogo e os jogadores medios evoluíram bastante.

Compartilhar este post


Link para o post

Dá um Pippen ao Lebron nos Cavs ou um Phil Jackson e talvez ele tivesse ficado, agora andar a carregar uma equipa de mortos à final ? É que o MJ saiu dos Bulls e o Pippen levou a equipa à final na mesma, num Este stackado portanto não venham com essa de que o Jordan tinha equipas de m*rda.

É o que o Perep disse, são dois jogadores diferentes, eras diferentes e à sempre opiniões biased, eu prefiro o estilo do Lebron mas acho o MJ tem uma importância superior e uma carreira melhor em termos de numeros por aí sim acho o melhor, agora não venham com a cena de ver a m*rda de um documentário que foi unico e exclusivamente feito para lá está o MJ se promover dizer que ele é o GOAT só por causa disso.

E não esquecer todos os outros grandes jogadores que podem estar nessa lista, Magic e Kareem à cabeça que também revolucionaram o jogo e eram talentos fenomenais.

E à custa deste documentário as pessoas ficaram com péssima imagem do Jerry Krause que já cá não está para se defender quando este era um monstro no seu trabalho e era o melhor scout de talento que já passou pelo NBA, e nem sei se o rebuild foi uma decisão errada, errado foi a forma como entrou em choque com o jogadores mas a verdade é que isso motivou a equipa. 

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de NIkeL, há 1 hora:

O que eu acho interessante, e não sei se sou só eu que fico com essa impressão, mas do que se fala, dá a impressão que o MJ praticamente só esteve 6 anos na liga e ganhou todos. Por alguma razão os jogos péssimos que teve nos playoffs desapareceram do mapa, os anos que não chegou às finais nunca existiram.

Não sei se com o LeBron vai acontecer o mesmo, talvez seja comum que com o tempo as lendas comecem a ser mais apreciadas e os seus erros deixem de ter tanto valor, mas sempre achei interessante que se uma pessoa não se der ao trabalho, quase dá a sensação que a carreira do MJ foi Rookie, 3 títulos, retirou-se, 3 títulos, retirou-se, Wizards.

Nem estou a mandar o MJ abaixo, só acho interessante, se calhar até vai acontecer o mesmo com o LJ daqui a uns 10 anos, não sei.

Eles dedicaram boa parte do documentário a falar sobre isso. Sobre as dificuldades que ele teve em lidar com os Detroit Pistons, por exemplo. 

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Nuk, há 8 minutos:

Dá um Pippen ao Lebron nos Cavs ou um Phil Jackson e talvez ele tivesse ficado, agora andar a carregar uma equipa de mortos à final ? É que o MJ saiu dos Bulls e o Pippen levou a equipa à final na mesma, num Este stackado portanto não venham com essa de que o Jordan tinha equipas de m*rda.

É o que o Perep disse, são dois jogadores diferentes, eras diferentes e à sempre opiniões biased, eu prefiro o estilo do Lebron mas acho o MJ tem uma importância superior e uma carreira melhor em termos de numeros por aí sim acho o melhor, agora não venham com a cena de ver a m*rda de um documentário que foi unico e exclusivamente feito para lá está o MJ se promover dizer que ele é o GOAT só por causa disso.

E não esquecer todos os outros grandes jogadores que podem estar nessa lista, Magic e Kareem à cabeça que também revolucionaram o jogo e eram talentos fenomenais.

E à custa deste documentário as pessoas ficaram com péssima imagem do Jerry Krause que já cá não está para se defender quando este era um monstro no seu trabalho e era o melhor scout de talento que já passou pelo NBA, e nem sei se o rebuild foi uma decisão errada, errado foi a forma como entrou em choque com o jogadores mas a verdade é que isso motivou a equipa. 

Levou? Não tenho essa ideia.

Editado por pedrituh_9

Compartilhar este post


Link para o post

Conferência

Foi semifinais, my bad, perderam 4-3 para os Knicks fui agora verificar. Mesmo assim é um feito do crl, que aqueles Knicks eram fortissimos.

Editado por Nuk

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Nuk, há 4 minutos:

Conferência

Se não foi à final foi lá perto, portanto aquela equipa era recheada de talento.

Foram até às meias finais da Eastern Conference.

Compartilhar este post


Link para o post

Já editei, fui verificar.

Mostra tambem o excelente trabalho do Phil Jackson tal como o Mesquita falou, perder o melhor jogador e mesmo assim levar a equipa até onde foi é brutal. E nesse ano o roster nem era mt stackado era o Pippen e o Grant, o 3º melhor jogador já era o BJ Armstrong que era mediocre at best, pensei q eles tinham bem melhor equipa neste ano.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Nuk, há 1 minuto:

Já editei, fui verificar.

Mostra tambem o excelente trabalho do Phil Jackson tal como o Mesquita falou, perder o melhor jogador e mesmo assim levar a equipa até onde foi é brutal. E nesse ano o roster nem era mt stackado era o Pippen e o Grant, o 3º melhor jogador já era o BJ Armstrong que era mediocre at best, pensei q eles tinham bem melhor equipa neste ano.

Eles até dizem no documentário que esse foi o ano em que o "triângulo" melhor funcionou.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de mikec, Agora:

Eles até dizem no documentário que esse foi o ano em que o "triângulo" melhor funcionou.

Normal, o Pippen tem um basketball IQ como poucos e é um assistente de excelência, a bola já não ficava presa no MJ, já circulava.

Compartilhar este post


Link para o post

Primeiro o revisionismo do documentário, agora o revisionismo de quem tenta descredibilizar os feitos do MJ. 😂

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de NIkeL, há 2 horas:

O que eu acho interessante, e não sei se sou só eu que fico com essa impressão, mas do que se fala, dá a impressão que o MJ praticamente só esteve 6 anos na liga e ganhou todos. Por alguma razão os jogos péssimos que teve nos playoffs desapareceram do mapa, os anos que não chegou às finais nunca existiram.

Não sei se com o LeBron vai acontecer o mesmo, talvez seja comum que com o tempo as lendas comecem a ser mais apreciadas e os seus erros deixem de ter tanto valor, mas sempre achei interessante que se uma pessoa não se der ao trabalho, quase dá a sensação que a carreira do MJ foi Rookie, 3 títulos, retirou-se, 3 títulos, retirou-se, Wizards.

 

Nem estou a mandar o MJ abaixo, só acho interessante, se calhar até vai acontecer o mesmo com o LJ daqui a uns 10 anos, não sei.

Pá.

Nem vale a pena lol

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Nuk, há 46 minutos:

E à custa deste documentário as pessoas ficaram com péssima imagem do Jerry Krause que já cá não está para se defender quando este era um monstro no seu trabalho e era o melhor scout de talento que já passou pelo NBA, e nem sei se o rebuild foi uma decisão errada, errado foi a forma como entrou em choque com o jogadores mas a verdade é que isso motivou a equipa. 

Acho que, no fim, quem ficou com pior imagem até foi o Reinsdorf. Ele é que acabou com aquilo, porque não estava disposto a investir mais um ano naqueles jogadores. E o Jordan diz que ele próprio assinava um contrato de um ano. O elemento mais difícil de convencer seria o Pippen.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Taka, há 4 minutos:

Acho que, no fim, quem ficou com pior imagem até foi o Reinsdorf. Ele é que acabou com aquilo, porque não estava disposto a investir mais um ano naqueles jogadores. E o Jordan diz que ele próprio assinava um contrato de um ano. O elemento mais difícil de convencer seria o Pippen.

E achas que assinar contratos de um ano a toda a gente era uma politica saudável para o franchise? Eu acho que o rebuild foi a opção correta, se foi bem executado isso já é outra coisa

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Nuk, há 4 minutos:

E achas que assinar contratos de um ano a toda a gente era uma politica saudável para o franchise? Eu acho que o rebuild foi a opção correta, se foi bem executado isso já é outra coisa

Não sei se seria saudável, mas que aqueles jogadores mereciam a oportunidade de lutarem por mais um anel, mereciam. A dinastia não acabou no court. E isso é que traz o amargo na boca ao MJ e à restante equipa.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Taka, há 4 minutos:

Não sei se seria saudável, mas que aqueles jogadores mereciam a oportunidade de lutarem por mais um anel, mereciam. A dinastia não acabou no court. E isso é que traz o amargo na boca ao MJ e à restante equipa.

E cap para manter tudo ? Ou achas que o Pippen ia continuar a mamar 2M só ou o Rodman 3 ou 4 ? O Jordan na altura só ele sozinho ganhava mais que o cap de 60% das equipas, era incoprtável financeiramente manter a equipa a não ser que todos levassem alto pay cut e o Pippen tava mortinho por assinar um bom contrato (que merecia como é obvio) e todos os outros role players também iam querer mais dinheiro, como é óbvio daria para ajustar e toda a gente ganhar o seu e lutarem por mais um ano, mas isso obrigava a sacrificios de muita gente, MJ à cabeça que ele tinha que levar um pay cut de 50% para ser comportável sequer. É muito bonito mas é preciso ver o lado do Franchise, é muito bom ganhar, mas têm de pensar a longo prazo e quantos e quantos não dariam tudo para terminar como campeões, não há melhor do que sair pela porta grande.

Compartilhar este post


Link para o post

Junta-te à conversa!

Podes publicar um comentário agora e registar-te depois. Se tiveres uma conta, autentica-te agora para publicares o teu comentário de forma autenticada.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   O conteúdo anteriormente introduzido foi recuperado..   Limpar

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Criar Novo...