Ir para conteúdo
Mayday

Covid-19 (Coronavírus) - Tópico de discussão

Publicações recomendadas

Citação de lordbifana, há 2 minutos:

fui estas duas semanas para o escritório e fui sempre almoçar a um shopping em lisboa

a quantidade de pessoas lá era minima comparado com pré-covid..diria que alguns daqueles restaurantes vão ter de fechar por falta de clientes, como assim não faz diferença?

Se calhar as pessoas não vão almoçar ao shopping por receio e não por estarem em teletrabalho e isso não vai mudar se estiverem em casa.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Mesut Ozil, há 13 minutos:

não quê?

As pessoas por estarem em casa vão deixar de ir jantar a algum lado?

Citação de lordbifana, há 15 minutos:

fui estas duas semanas para o escritório e fui sempre almoçar a um shopping em lisboa

a quantidade de pessoas lá era minima comparado com pré-covid..diria que alguns daqueles restaurantes vão ter de fechar por falta de clientes, como assim não faz diferença?

Ups, não pensei nos almoços. Sim, aí tens razão, muitos restaurantes/snack-bares dos centros das cidades iriam ficar desertos.

Compartilhar este post


Link para o post

Muita paciência teve o Marcelo. 

PS: @Lebohang, há muita malta deste estilo em Portugal. Anda um no meu Facebook há meses a dizer coisas do mesmo género, que isto é um plano do Bill Gates para controlar o Mundo. E também já falou dos Illuminati.

Editado por Vaart10

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Seferogol, há 3 horas:

Em muitos casos, a obrigatoriedade do teletrabalho em nada prejudica a economia.

Em muitos casos terás razão. Na esmagadora maioria dos casos não tens.

Citação de Pedro_Y2J, há 1 hora:

Não concordo de todo. O regime de teletrabalho em pouco prejudica a entidade empregadora e em alguns casos até há uma poupança significativa nos custos, como é o meu caso. Para mim, numa perspetiva de contenção vs economia, não há medida mais equilibrada.

A Economia não começa e acaba na tua entidade empregadora. Em nenhuma entidade empregadora. As entidades empregadoras dependem dos seus fornecedores e dos seus clientes. A tua entidade empregadora pode não ter qualquer impacto em mandar os seus empregados para casa em teletrabalho, mas se boa parte dos seus clientes ou dos clientes dos seus clientes passar por dificuldades porque boa parte das pessoas fica em casa em teletrabalho, então a tua entidade empregadora passará inevitavelmente por dificuldades também. Descem as encomendas, diminui o volume de negócios, e tu poderás ser dispensado porque deixas de fazer falta.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Seferogol, há 2 horas:

Restaurantes, cafés, não acredito que faça muita diferença; Gasolina/portagens só ajuda o ambiente.

 

Citação de Pedro_Y2J, há 2 horas:

Não concordo de todo. O regime de teletrabalho em pouco prejudica a entidade empregadora e em alguns casos até há uma poupança significativa nos custos, como é o meu caso. Para mim, numa perspetiva de contenção vs economia, não há medida mais equilibrada.

Pergunto, o recolher obrigatório vai ter resultados assim tão significativos, quando a maior parte dos estabelecimentos noturnos já está a fechar cedo? Ou o problema são os jantares em grupo que em vez de durarem até à 1h passam a durar até às 23h? Não vejo em que um recolher obrigatório faça mudar os hábitos das pessoas, quando as discotecas estão fechadas e os restaurantes, cafés e bares já fecham cedo.

Pode prejudicar alguns sectores, mas também não estamos em tempos de andar a percorrer os restaurantes e cafés todos em tempo de horário de trabalho. Além disso, o facto de alguém estar em teletrabalho não invalida que não possa ir tomar um café de manhã ou até ir ao restaurante almoçar ou comprar comida para comer em casa. A diferença é que em vez de estares a partilhar um escritório com várias pessoas, estás no teu cantinho durante as 8h e quando tens muitas empresas que não cumprem as indicações da DGS isso pode fazer a diferença nos números. 

É a medida mais semelhante a um confinamento, que já provou ser a única opção credível para controlar a propagação.

Faz diferenca...alias faz muita diferenca. E nao é so os restaurantes/cafes/gasolineiras de forma isolada.

O que acontece se esses estabelecimentos tiverem de fechar? Malta para o desemprego, que por si ja vai gastar menos noutros bens/servicos...ou seja a economia é uma bola de neve. 

Essa visão que um evento (neste caso meter toda a malta em teletrabalho) não tem grandes efeitos economicos, esta na mesma ordem de dizer em 2008 "o que me afecta que nos EUA o credito mal parado esteja a aumentar"?

Depois mandar a malta para teletrabalho para como disseste (e bem) nao estares a partilhar um escritório com várias pessoas para depois ires para o cafe/restaurante onde ainda devem estar mais pessoas por m2 e sem usarem mascara (por razoes obvias) não me parece ser a intencao desta medida e até pouco inteligente de quem o faça.

Editado por Burkina2008

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Puto Perdiz, há 6 horas:

Uma coisa não impede a outra e as duas costumam estar interligadas. 

Os fundos vão ser aplicados onde, já agora ? É para um amigo...

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Pickle Rick, há 9 minutos:

Os fundos vão ser aplicados onde, já agora ? É para um amigo...

não fui eu que falei onde os fundos vão ser aplicados

porra, o Marcelo aguentou meia hora desse pessoal a falar? grande maluco

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Burkina2008, há 38 minutos:

 

Faz diferenca...alias faz muita diferenca. E nao é so os restaurantes/cafes/gasolineiras de forma isolada.

O que acontece se esses estabelecimentos tiverem de fechar? Malta para o desemprego, que por si ja vai gastar menos noutros bens/servicos...ou seja a economia é uma bola de neve. 

Essa visão que um evento (neste caso meter toda a malta em teletrabalho) não tem grandes efeitos economicos, esta na mesma ordem de dizer em 2008 "o que me afecta que nos EUA o credito mal parado esteja a aumentar"?

Depois mandar a malta para teletrabalho para como disseste (e bem) nao estares a partilhar um escritório com várias pessoas para depois ires para o cafe/restaurante onde ainda devem estar mais pessoas por m2 e sem usarem mascara (por razoes obvias) não me parece ser a intencao desta medida e até pouco inteligente de quem o faça.

Eu consigo ver a bigger picture e no panorama geral tens razão. No entanto, é preciso ver que qualquer medida que seja tomada neste momento vai sempre prejudicar a economia e provocar o efeito bola de neve que aí descreveste. Até os países que decidiram não fechar a economia estão a sofrer pois vivemos atualmente numa economia global. Por isso, se formos a ver que medidas podem ser tomadas numa relação pandemia vs economia eu acho que o teletrabalho é daquelas medidas que no geral conseguirá estancar o número de contágios a breve prazo e evitar a possibilidade de avançarmos para casos extremos como lockdowns parciais ou total. Além disso, colocando-me no papel de consumidor, continuar a assistir a um aumento significativo do número de casos não me dá confiança para que, mesmo no horário pós laboral, saia à rua e queira consumir em restaurantes, cafés, bares, etc, pelo menos com a frequência com que fazia à pouco tempo atrás. 

Não tendo nada a ver com o assunto, mas andarmos com medidas como o recolher obrigatório não vai ter efeitos práticos. Atualmente os bares, cafés e restaurantes já têm um horário de encerramento encurtado e se há pessoas na rua em ajuntamentos a beber e socializar, é porque falta fiscalização, pois a lei já não o permite. 

Editado por Pedro_Y2J

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Pedro_Y2J, há 3 horas:

Se calhar as pessoas não vão almoçar ao shopping por receio e não por estarem em teletrabalho e isso não vai mudar se estiverem em casa.

Só a nivel de exemplo, a minha empresa oferece o almoço, além do subsidio de alimentação, e fá-lo contratando um restaurante que vá lá entregar. Neste momento o restaurante teve uma quebra de 50% nos pedidos porque estamos a trabalhar por turnos. Se formos para casa, esse restaurante perde um cliente de 60~ diárias por dia. Diárias que são pedidas com antecedência, onde podem controlar o que fazem sem terem de ter 60 pratos de cada opção. E isso num restaurante é um mimo.

Por outro lado, os meus pais tem um restaurante numa vila pequena e as diárias são apenas de pessoas que têm trabalhos onde não podem, ou não dá jeito trazer marmita. Não é uma questão de 'quererem ir ao shopping'...

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Bashir, há 1 minuto:

Só a nivel de exemplo, a minha empresa oferece o almoço, além do subsidio de alimentação, e fá-lo contratando um restaurante que vá lá entregar. Neste momento o restaurante teve uma quebra de 50% nos pedidos porque estamos a trabalhar por turnos. Se formos para casa, esse restaurante perde um cliente de 60~ diárias por dia. Diárias que são pedidas com antecedência, onde podem controlar o que fazem sem terem de ter 60 pratos de cada opção. E isso num restaurante é um mimo.

Por outro lado, os meus pais tem um restaurante numa vila pequena e as diárias são apenas de pessoas que têm trabalhos onde não podem, ou não dá jeito trazer marmita. Não é uma questão de 'quererem ir ao shopping'...

E não é só os restaurantes. Tabacarias, farmácias e todo o tipo de comércio. Em muitas zonas o cliente do dia a dia é maioritariamente pessoal que trabalha na zona.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Bashir, há 2 minutos:

Só a nivel de exemplo, a minha empresa oferece o almoço, além do subsidio de alimentação, e fá-lo contratando um restaurante que vá lá entregar. Neste momento o restaurante teve uma quebra de 50% nos pedidos porque estamos a trabalhar por turnos. Se formos para casa, esse restaurante perde um cliente de 60~ diárias por dia. Diárias que são pedidas com antecedência, onde podem controlar o que fazem sem terem de ter 60 pratos de cada opção. E isso num restaurante é um mimo.

Por outro lado, os meus pais tem um restaurante numa vila pequena e as diárias são apenas de pessoas que têm trabalhos onde não podem, ou não dá jeito trazer marmita. Não é uma questão de 'quererem ir ao shopping'...

Os problemas que o sector da restauração não se resumem apenas ao pessoal estar a trabalhar no escritório ou não, está também relacionado com as restrições colocadas em termos de distanciamento. 

Além disso, muitas das pessoas que almoçam fora todos os dias são as que não podem ser abrangidas pelo regime de teletrabalho, como os camionistas p.e..

Já antes da pandemia se notava uma mudança de hábitos de muitos portugueses, com muita gente a preferir levar a marmita de casa ou recorrer a serviços como o Uber Eats e almoçarem no seu posto de trabalho, em vez recorrerem a serviços de restauração colectiva ou restaurantes. É óbvio que com a pandemia isto se agravou, mas os sinais já estavam lá. 

 

Compartilhar este post


Link para o post

17 de Outubro de 2020

O número total de novos casos confirmados registado hoje (2153) é o segundo valor mais elevado desde o início da pandemia, apenas ultrapassado pelos 2608 verificados ontem, 16 de Outubro.

O número de recuperados de hoje (1853) é o segundo valor mais elevado desde o início da pandemia, sendo apenas ultrapassado pelo registado no dia 24 de Maio, quando foi efetuado o acerto que resultou em 9844 novos recuperados.

image.png.dfb34f0706ab680dd20188322f49c31d.png

image.png.bdb4d4ce16c357944df7b8233e062f67.png

image.png.1ec5ddc2bf03fc92af7edea611c9de36.png

image.png.789fe354a979460ab199e1fbce7440bf.png

image.thumb.png.c6b174ac6c95627020d78013713aec67.png

image.thumb.png.45640f1467b43df8976dfd81e9ed7933.png

image.thumb.png.b190f0e27b24cd116d32f25d47fe3dbf.png

image.png.9b3a8dc66122cd0d513d3dd5f748ff38.png

image.thumb.png.19b9ca90b91bf689ffad52b1e225b2e0.png

O número de novos casos registados hoje no Norte (1124) é o segundo mais elevado desde o início da pandemia, apenas ultrapassado pelos 1350 verificados ontem, 16 de Outubro.

O número de novos casos registados hoje em Lisboa e Vale do Tejo (781) é o segundo mais elevado desde o início da pandemia, apenas ultrapassado pelos 802 verificados a 14 de Outubro.

image.png.880a7fdb14be9c7d980fd024c92b1680.png

image.png.a04dbf990b0d5468694280636da5e9cb.png

image.png.6997a0e893447a5cc3e2f83c465836cb.png

image.png.0b44785fd5c7703adc083b02b305c04f.png

image.thumb.png.fce10d8af6b5b6ccc040ebfdf227e113.png

image.thumb.png.eb9e9555a86c271c6c31291c8f74a698.png

image.png.c113876fe59b4886a4b78f318ff564ec.png

image.png.d9ba1fdc2e883466f44ac07523e2dc83.png

image.png.0308c56c2e8028a28c3234b4b4cc746e.png

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Seferogol, há 4 horas:

As pessoas por estarem em casa vão deixar de ir jantar a algum lado?

Ups, não pensei nos almoços. Sim, aí tens razão, muitos restaurantes/snack-bares dos centros das cidades iriam ficar desertos.

Ia-te responder, mas deste a resposta logo a seguir.

Na maior parte dos sítios, onde os restaurantes funcionam bem é aos almoços. Tens pessoal de fábricas, bancos, empresas, etc etc. Até aquela faixa mais velha, já reformada, sai muito mais a almoçar fora do que jantar. E muita gente não tem noção, por ex, dos milhares de comerciais que percorrem o país todos os dias. São um leque muito importante tanto aos almoços como jantares, que se passarem a trabalhar por teletrabalho, deixam de circular muito dinheiro.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Mesut Ozil, há 47 minutos:

Ia-te responder, mas deste a resposta logo a seguir.

Na maior parte dos sítios, onde os restaurantes funcionam bem é aos almoços. Tens pessoal de fábricas, bancos, empresas, etc etc. Até aquela faixa mais velha, já reformada, sai muito mais a almoçar fora do que jantar. E muita gente não tem noção, por ex, dos milhares de comerciais que percorrem o país todos os dias. São um leque muito importante tanto aos almoços como jantares, que se passarem a trabalhar por teletrabalho, deixam de circular muito dinheiro.

Muitos vão ter que reformular a sua forma de funcionar porque, pelo menos no Porto, muitas empresas de IT estão em teletrabalho, e assim pretendem continuar, pelo menos de forma parcial, num futuro sem Covid.

Contas por alto, e no espaço de uns 3km, sei de 3 empresas, com um universo de umas 650 pessoas, que pretendem manter o teletrabalho para o futuro. O escritório fica como base de operações, para meetings, projetos que necessitem de ter o pessoal junto, para trabalhadores que preferem estar no escritório, etc. Acredito que, diariamente, os restaurantes da zona percam, pelo menos, 50% do pessoal que lá andava diariamente nos tempos pré-covid.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de lucho^, há 22 horas:

 

Aquilo que dizes dos tratamentos tens toda a razao: já muita coisa se sabe sobre o curso da doença e, ao passo que em março enviávamos doentes prós intensivos a fazer 5-6L/min de oxigénio, agora aguentamo-los até à máscara de alto debito, com 15L/min. Não sei se também estão a fazer assim aí em cima @sd_campeao. Ainda esta noite andei em cima de 2 doentes na enfermaria com PF de 100 com máscara de alto debito. Quase metade deles aguentamo-los, fazem auto-prones e safam 1 vaga à UCI

Não estou completamente dentro disso, mas acho que para já continuamos a entubar doentes desse género. Em Março já tentavamos muitas vezes trials de Optiflow e VNI, mas em doentes um pouco menos graves do que isso. Com PF de 100 com máscara de alto débito, duvido que não entubem logo. Esses têm recuperado sem necessidade de entubar? Ou acabam invariavelmente por ir para os intensivos?

Na realidade, os ultimos que têm entrado para os intensivos são doentes que já entram na urgência muito mal. Com satO2 50-70%, pO2 35!. É assustador. E metade deles entraram nos ultimos 4 dias.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de sd_campeao, há 20 minutos:

Não estou completamente dentro disso, mas acho que para já continuamos a entubar doentes desse género. Em Março já tentavamos muitas vezes trials de Optiflow e VNI, mas em doentes um pouco menos graves do que isso. Com PF de 100 com máscara de alto débito, duvido que não entubem logo. Esses têm recuperado sem necessidade de entubar? Ou acabam invariavelmente por ir para os intensivos?

Curiosamente não, malta que passa dos 14-15d de sintomas, mesmo estando nessas condições raramente agrava para necessidade de entubação. A menos que haja também componente de pneumonia organizativa, que temos visto muito mais agora. Aliás, acho que os próprios radiologistas têm ajudado muito mais ultimamente nas descrições.

Compartilhar este post


Link para o post
Visitante

Há coisas que as pessoas estando em casa continuam a consumir mas com menos frequência e isso é que manda os pequenos negócios abaixo.

Cortar o cabelo? Ah isto aguente mais uma semana.

Preciso de comprar X? Ah não me apetece sair, mando vir da net uma grande superficie

Preciso de me aquecer? Opá uso aqui uma manta em vez de ir comprar lenha

Tá a ficar frio? Opá não preciso de casaco, nunca saio de casa.

O carro precisa de ir à revisão? Agora quase não o uso..

E assim sucessivamente.

 

No meio disto tudo o governo conseguiu baixar ainda mais os apoios ao trabalhador independente e ninguém diz nada. Era mas é acabar com isto, se só servimos para pagar. Este governo é uma vergonha.

Editado por Visitante

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Lewa, há 2 minutos:

Há coisas que as pessoas estando em casa continuam a consumir mas com menos frequência e isso é que manda os pequenos negócios abaixo.

Cortar o cabelo? Ah isto aguente mais uma semana.

Preciso de comprar X? Ah não me apetece sair

Preciso de me aquecer? Opá uso aqui uma manta em vez de ir comprar lenha

Tá a ficar frio? Opá não preciso de casaco, nunca saio de casa.

O carro precisa de ir à revisão? Agora quase não o uso..

E assim sucessivamente.

 

No meio disto tudo o governo conseguiu baixar ainda mais os apoios ao trabalhador independente e ninguém diz nada. Era mas é acabar com isto, se só servimos para pagar. Este governo é uma vergonha.

Percebo que isso seja uma preocupação a curto prazo e para os donos desses negócios, mas acho que a longo prazo só é positivo uma quebra em consumos desnecessários. Se as pessoas ficam em casa e consomem menos, melhor, o ambiente agradece. Não faz sentido continuar a consumir "pelo bem da economia".

Compartilhar este post


Link para o post
Visitante
Citação de Brahimi, há 1 minuto:

Percebo que isso seja uma preocupação a curto prazo e para os donos desses negócios, mas acho que a longo prazo só é positivo uma quebra em consumos desnecessários. Se as pessoas ficam em casa e consomem menos, melhor, o ambiente agradece. Não faz sentido continuar a consumir "pelo bem da economia".

Eu quero é que o ambiente se f*da se isso implicar pessoas a passar fome.

Tenham um bocado de noção.

Editado por Visitante

Compartilhar este post


Link para o post

Sim, se a sociedade não estiver organizada exatamente da maneira como está agora, com os mesmos empregos, as pessoas passam fome, tens razão.

Compartilhar este post


Link para o post
Visitante
Citação de Brahimi, Agora:

Sim, se a sociedade não estiver organizada exatamente da maneira como está agora, com os mesmos empregos, as pessoas passam fome, tens razão.

Pois tenho porque sei o que é gerir um negócio e sei que grande parte dos donos de negócio mal tira o ordenado mínimo nesta altura (e quantos não conheço que tão a gastar o fundo de maneio para pagar as contas).

O restaurante ao lado do meu negócio serviu 7 jantares a semana toda. Isso nem paga o ordenado da empregada de mesa.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Lewa, há 2 minutos:

Pois tenho porque sei o que é gerir um negócio e sei que grande parte dos donos de negócio mal tira o ordenado mínimo nesta altura (e quantos não conheço que tão a gastar o fundo de maneio para pagar as contas).

O restaurante ao lado do meu negócio serviu 7 jantares a semana toda. Isso nem paga o ordenado da empregada de mesa.

Diz-me uma coisa, se fosse inventada uma máquina que cortasse o cabelo às pessoas exactamente como elas querem, eras contra porque os cabeleireiros iam perder o emprego?

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Brahimi, há 15 minutos:

Percebo que isso seja uma preocupação a curto prazo e para os donos desses negócios, mas acho que a longo prazo só é positivo uma quebra em consumos desnecessários. Se as pessoas ficam em casa e consomem menos, melhor, o ambiente agradece. Não faz sentido continuar a consumir "pelo bem da economia".

Verdade. E se voltássemos todos a viver nas cavernas, colhendo os alimentos que a natureza nos disponibiliza (caçar não porque os animais têm sentimentos), o mundo seria muito mais feliz.

Vendo bem, a longo prazo, esta coisa das pandemias só tem vantagens.

Compartilhar este post


Link para o post

Junta-te à conversa!

Podes publicar um comentário agora e registar-te depois. Se tiveres uma conta, autentica-te agora para publicares o teu comentário de forma autenticada.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   O conteúdo anteriormente introduzido foi recuperado..   Limpar

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Criar Novo...