Ir para conteúdo

Martini Branco

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    4.330
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    1,663 [ Doar pontos ]

4 Seguidores

Sobre Martini Branco

  • Data de Nascimento 22-04-1993

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está a ser visualizado por outros utilizadores.

  1. Mas precisava mesmo de alguém para o ataque, fosse como fosse. E tratasse de um bom reforço. Na Liga já cumprimos o nosso objetivo, mas agora não queremos apenas cumprir calendário, queremos lutar por pontos. Concordo que se tratou de uma participação simpática na taça... No campeonato, o objetivo está cumprido e agora é darmos o nosso melhor. Confesso que acho difícil que consigamos fazer mais do que o 6º lugar... Muito obrigado a ambos
  2. Homero Laristeas: "Estamos a realizar mais uma época muito digna e mais uma vez conseguimos assegurar a manutenção pela via mais fácil, isto é, ficando no 6º lugar e disputando o grupo de apuramento de campeão nacional. Não temos grandes aspirações, até porque iremos agora defrontar as melhores equipas nacionais, ainda assim, vamos mais uma vez tentar honrar ao máximo o clube." Mercado de inverno: Entradas: Três reforços de inverno na nossa ilha de Rodes. Chegaram dois jogadores para a frente de ataque e um lateral direito... Léo Tocantis pode ser utilizado ora como ponta de lança, ora como extremo esquerdo. André Liberal vem para as posições de ponta de lança, por empréstimo dos portugueses do Gil Vicente. Giannis Masouras é grego e vem para lutar por um lugar pela lateral direita com o compatriota Nikolic. Saídas: Thodoros Mingos e Markovskyi eram dois jogadores muito queridos, sobretudo porque estavam connosco desde que abraçamos este projeto. Contudo, estavam descontentes por jogarem menos e não nos opusemos à saída. O futebol é feito de ciclos e é fulcral saber fechá-los. Os três reforços de inverno: Calendário (janeiro, fevereiro e março): Kypello Eliados: Foi bom enquanto durou! Defrontamos o Olympiakos nos quartos de final e perdemos em ambas as mãos de forma justa. Contra factos, não há argumentos. Super League 1: Onze jornadas realizadas e um saldo relativamente positivo. A manutenção ficou desde já assegurada e isso é excelente, tendo de ser devidamente enaltecido. Obtivemos cinco derrotas (a maioria fora de portas e perante adversários de igual e/ou maior valia), dois empates (em jogos em casa e onde devíamos ter vencido, face a um maior domínio e ao facto de termos bastante mais qualidade) e quatro vitórias (com natural destaque para as averbadas no reduto do Aris e na receção ao Olympiakos). Os jogos em destaque: Classificação da 1ª fase da Super League 1: Clube Mãe (Parceria confirmada com o Leeds United):
  3. Fomos horríveis com o OFI... O nosso objetivo agora é ficar em 6º até ao fim desta 1ª fase. Muito obrigado grande cadete
  4. Concordo em absoluto. Temos feito muito, com muito pouco. E isso é formidável. Muito obrigado companheiro
  5. Também me parece que acabaremos por conseguir esse nosso objetivo. Na taça temos que estar mais concentrados. Essa vantagem pode ser fatal para irmos à fase de apuramento de campeão. Espero conseguir lá chegar. A taça caso não fosse a duas mãos já tínhamos saído da prova (e bem, diga-se de passagem). São big four precisamente. Não é fácil intrometermo-nos a curto prazo, face à disparidade de orçamentos que temos para essas equipas. Vamos em frente. Muito obrigado aos quatro
  6. Homero Laristeas: "Estamos a cimentar-nos no panorama nacional e dá a sensação de que queremos vir para ficar, para ser uma certeza. Ainda assim temos sido muito irregulares do ponto de vista exibicional e revelado uma instabilidade superlativa em termos defensivos. Acho que ainda estamos a pagar a fatura da inexperiência. Ainda assim, estamos na senda para poder repetir o feito da época anterior e qualificarmo-nos na para a fase de apuramento de campeão." Calendário (setembro, outubro, novembro e dezembro): Kypello Eliados: Jogamos uma eliminatória até à data e estivemos com um pé fora da prova. Perdemos com o Kalamata por 2x0 na 1ª mão da 6ª eliminatória, mas conseguimos dar a volta na 2ª mão, goleando em nossa casa por 5x0. Super League 1: Temos sido dignos e lutado por pontos em todos os jogos! Ao longo destes quatro meses, saboreamos um pouco todos os resultados, mas aquilo que é certo é que estamos num bom 6º lugar e com expetativas de mais uma vez alcançarmos a manutenção pelo caminho mais rápido e mais fácil. Foram 15 jornadas disputados e nesse período obtivemos; cinco derrotas (nos terrenos do Atromitos, do Panathinaikos e do Olympiakos, e em casa perante o PAOK e perante o OFI CRETA, sendo que esta derrota foi copiosa, uma vez que fomos vergados a uns claríssimos 5x0... Uma autêntica vergonha para o nosso clube e para os nossos adeptos). Em sentido inverno, obtivemos nove vitórias, com natural destaque para as averbadas perante o Panetholikos, Asteras Tripolis, AEK e Lamia). O único empate consentido ocorreu logo na 4ª jornada na deslocação ao reduto do PAS Gianina, por 2x2. Os jogos em destaque: Classificação da Super League 1: Lesão Grave: Assinatura de um novo contrato: Há ainda muito a fazer por clube e vários passos que queremos dar para a evolução da ilha e do próprio clube. Portanto, nada mais havia a fazer ou a pensar, senão renovar o contrato. O caminho faz-se caminhando...
  7. É precisamente esse, o defesa central. Espero que estejas certo, mas temos sido muito intermitentes. Ora aí é que está. Ditado velhinho e muito acertado! Muito grande mesmo. O AEK ou o Olympiakos então nem se fala! Sem dúvida. Queremos repetir o feito da época passada! Concordo com tudo o que referes. Este ano queremos tentar repetir a façanha e jogar a fase de apuramento de campeão. Muito obrigado a todos
  8. O Dorchester é mesmo de outra galáxia... Nem vale a pena olhares para cima... Porra!!! Contudo, deves olhar para baixo, pois as contas estão extremamente equilibradas e creio que assim será até ao término da época desportiva. Vamos em frente Acredito que irás brilhar nos play-offs, mostrando a real qualidade do elenco que comandas.
  9. O campeonato está praticamente metido no bolso e agora serão cinco jornadas finais em que tens de assegurar essa confirmação já "anunciada". Temi pelo percurso na UCL quando vi que defrontarias uma das equipas mais temíveis do contexto europeu (os reds). Infelizmente confirmou-se aquilo que pensava e esse golo fatal aos 92' deve ter-te caído como um balde de água fria em cima. Paralelamente, podes ainda conquistar a Taça perante a Juve, depois de um percurso muitíssimo relevante até à final!
  10. Ainda bem que o Benfica B te colocou em completo sentido, pois após a derrota perante os mesmos, encarrilaste para um final de época de grande nível. Selaste a subida de divisão com toda a justiça do mundo e fica apenas aquele "amargo do quase", pois poderias ter sido campeão, talvez com um pouco mais de sorte e engenho. Ainda assim, excelente temporada Agora é que a coisa vai complicar de figura! Mas acredito que consigas munir-te de jogadores irreverentes (por um lado) e experientes (por outra), criando uma mescla sustentável para o que aí vem.
  11. Janeiro, fevereiro e março foram meses de perfeição... E diga-se de passagem que apenas uma equipa perfeita (ou muito próxima disso) seria capaz de bater um muito forte FC Porto! Época memorável e que culmina com a conquista estonteante e acima de tudo (justíssima) do título nacional E agora? O que se segue? Prestigiar o clube em termos europeus?
  12. Homero Laristeas: "Vamos para a segunda época seguida na Super League 1 e depois de uma época excelente em que conseguimos o 6º lugar, temos a pretensão de começarmos a ter estatuto de equipa de Primeira Liga. Para isso, procuramos apostar na estabilidade e continuidade da maioria dos jogadores do nosso plantel, reforçado de forma cirúrgica, as posições mais carenciadas. O objetivo é mais uma vez tentar a manutenção, de bem que desta forma o queremos fazer de forma ainda mais segura." Orçamento de época: Orçamento curtíssimo e que nos dá muito pouca flexibilidade para esta época. Obviamente que canalizamos o dinheiro das transferências para o pagamento de salários aos nossos atletas, ainda assim, continuamos com dificuldades. Esta é a realidade desde que assumimos o clube e sabemos que é com ela que temos que viver. Mercado de Transferências (verão): Entradas: Oito entradas, embora sejam apenas sete caras novas na ilha de Rodos. Isto porque Panagiotou assinou contrato connosco a custo zero (após ter cá estado emprestado na época passada). Paralelamente, chegaram três jogadores também a custo zero; Kyriakos Papadopulos é defesa central, jogador nacional e é o nosso reforço de maior expressão, Kristo Shelu chega da Super League 2 para ser opção como 9, Moustakopoulos é trinco e pode ser um jogador em destaque. A título de empréstimo chegaram quatro jogadores; Ali Adem é opção para o centro do terreno, Antonis Aidonis é defesa direito/central, ao passo que os jovens portugueses Diogo Ressurreição e João Mendes, chegam para o meio campo e lateral esquerda da defesa, respetivamente. Saídas: Duas saídas assinaladas, de dois jogadores que já não constituíam mais valia para o clube. São eles os extremos Adamakis e Martsakis. Os reforços em destaque: O nosso plantel: Baliza: Theodorakis vai para a sua terceira época connosco no clube e será titular pela terceira vez consecutiva. Iliadis continua a ser o seu natural suplente. Defesa: Nikolic continua cá emprestado pelo Olympiakos e será o nosso lateral direito, tendo Karageorgis como seu natural suplente. No lado esquerdo, o reforço português João Mendes será dono e senhor do lugar, com Kapsalis na sua sombra. Os centrais titulares serão: Papadopoulos e Panagiotou. Aidonis e o veterano Makrymatidis serão suplentes. Meio campo: Moustakopoulos e Thodoros Mingos serão os nossos 6, com a titularidade a recair sobre o primeiro. No duplo pivot, Papou Mendes e Taylor (que continua emprestado cá) serão titulares, ao passo que Diogo Ressurreição e Ali Adem são as alternativas. Extremos: Linardos será colocado como avançado interior esquerdo, uma vez que é o nosso jogador mais criativo. Diby Keita será o seu suplente, mas mais num papel de extremo puro. No lado direito, Illia Markovskyi continuará a deter a titularidade. Ponta de Lança: Temos três homens para uma posição, mas qualquer um destes homens poderá também ser adaptado como extremo. Kristo Shelu é o presumível titular, com Bastakos como suplente. Kosidis continua por cá emprestado e é uma opção de reserva. Pré-época: Pré-época fraca, com resultados negativos e sem mostrarmos ainda aquilo que tantos frutos nos deu na época transata. É certo que alterámos o sistema tático e introduzimos novas variantes em termos de jogo jogado, mas nada justifica resultados tão intermitentes e um padrão exibicional que em nada me agradou.
  13. Concordo que seria de especular uma época uns furos abaixo, portanto, estamos tremendamente contentes com este feito. Vamos lá ver. Mas não será fácil! Muito obrigado a ambos
  14. Genial! Manutenção selada a 3 jogos do término do campeonato. Não foi fácil, mas é saboroso chegar a este momento e ver o sucesso ser atingido. A equipa foi sempre muito séria e entregou-se de corpo e alma ao objetivo. A vitória na cidade-berço e o empate averbado perante os leões, foram jogos tremendamente importantes para as contas finais!
×
×
  • Criar Novo...