Ir para conteúdo

PequenoGenio

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    6.243
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    1,402 [ Doar pontos ]

2 Seguidores

Métodos de contacto

  • Website URL
    http://

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino

Últimos Visitantes

8.556 visualizações
  1. Foi muito mais forte. Ainda nos faltam argumentos financeiros e futebolísticos para lhes poder dar luta. A verdade é que internamente não vou tendo grande luta mas a falta de reputação não me permite ainda atrair jogadores de nível europeu já feitos. para já a solução passa mesmo por os comprar bem jovens e faze-los evoluir e mantê-los cá o máximo de tempo possível até se tornarem umas verdadeiras estrelas. Aos poucos vamos lá. É verdade mesmo o que dizes em relação à LC. Valeu pela experiência e pela lição de futebol que levamos do City. Doeu e muito a derrota mas foi um mal menor. Como já referi aos poucos e poucos vamos lá chegar!
  2. Coloca isso no tópico dos regens/newgens para ficar lá para a posteridade
  3. Fazes como eu. História não é comigo e como o tempo também não é muito foco-me em resumir o que aconteceu no período em questão.
  4. Bela troca de ideias que aqui vai. Cheguei um pouco tarde aqui à discussão mas pronto aqui estão os meus two cents about it: Sobre a organização geral do fórum e das secções exclusivas do FM (que são as que de forma ativa uso/vejo/consulto) gosto muito deste esquema da SI: Todo o que é skins, taticas, db's e etc, ou seja os extras dos jogo estão ali organizados. E que basta cada tópico estar com a versão do jogo para a qual foi criado para a pesquisa ser mais fácil. E depois a zona do jogo propriamente dita também junta. Tudo o que é desafios e não tem "história/carreira" associada está num local. Não digo que devemos copiar o esquema mas seria um bom ponto de partida para a organização/limpeza do fórum de tópicos desnecessários que existem
  5. Época 2025/2026 Mais um ano em Lourosa, mais uma época cheia de entradas (parte 1 e parte 2) e saídas (parte 1, parte 2 e parte 3). Tentei acima de tudo assegurar o futuro do clube e começar a contratar gente com qualidade para fazer parte do clube a longo prazo daí o investimento ter sido tão grande. Ainda assim houve gente que mal chegou teve logo guia de marcha ou então foi vendido o mais rápido possível, como foi o caso do Abega, Marmól, Jordan James, Yeison Guzmán, Gerrit, Baladez, Milousis, Deagle, Tyler Morton, Suga e do Warren Jones. Quando avancei com ofertas por eles foi porque na altura faziam sentido ou então os meus olheiros diziam que valia a pena. No meio desta gente toda que entrou consigo dividir isto em três grupos: - os que vieram acrescentar alguma coisa à equipa: Kenneth Taylor que era um excelente suplente mas não mais que isso. O Arnau Comas que acabou por ser um esteio no centro da defesa, o australiano Adelino (que ainda precisa de crescer tecnicamente), o Alberto Moleiro e na segunda metade da época o prodígio kosovar Aleksi. - os que vieram para assegurar o futuro enquanto ainda são "baratos": Marcos Vinícius, Pulec, De Zwart, Tomás Augusto, José Pereira, Alfredo, Jose Antonio Sánchez, o futuro Oblak - Daniel, Luiz Carlos, Shinohara, Benjamin Mateus, Katô, Santamaría e o Segers. O que me faz acreditar que estamos no caminho certo com este tipo de recrutamento são estas notícias e estes resultados. - os que vieram apenas para valorizar e render uns belos € ao clube: Fall, Can, Otálvaro, Maehara e o Takeda. As vendas foi mesmo o aproveitar todo o interesse que havia em jogadores em quem eu via que não iam ser necessários à equipa. E foi assim que fui financiando todas as compras que fiz tanto esta época como na próxima. No fornada de jovens desta época foi me dito, mais uma vez, que viria aí mais uma "geração de ouro". O que é certo é que quando veio o dia das provas fiquei algo desiludido e daí só o Vladimir pode vir a dar em alguma coisa. No final da época aproveitei para mudar de DFJ , contratei o Mike Dodds ao Sunderland a ver se melhora a qualidade. E ao segundo ano lá conseguimos passar na fase de grupos de Champions. Grupo esse em que não acreditava sequer ficar em 3º. Mas a verdade é que conseguimos superar os nervos e a falta de experiência internacional para nos qualificar para a fase seguinte. Na fase seguinte apanhamos o poderoso City e aí já não fizemos grande coisa. Aliás ainda reembolsamos os adeptos que foram a Inglaterra ver a nossa equipa a ser sodomizada. Conseguimos acima de tudo encher os cofres e é visível que de ano para ano a equipa vai crescendo e vi dando um passo de cada vez nas competições internacionais. Começamos a época da mesma forma que terminamos a anterior: com uma vitória bem tranquila sobre o Vizela. Eles ainda entraram praticamente a ganhar mas foi um fogacho apenas. Rapidamente tomamos o jogo de assalto e pela qualidade das oportunidades que íamos tendo a vitória peca por ser curta. Mas o que importa é que conquistamos mais um troféu e foi o mote para mais uma época de sucesso. Nova conquista também da Taça da Liga desta vez frente ao Porto. Num grupo fácil aproveitei para usar aqueles que normalmente são os suplentes e não me deixaram ficar mal. Tanto que o Soler foi mesmo o melhor marcador da competição onde só não foi titular na final. Final essa em que valeu pela eficácia. Estávamos algo cansados depois da meia final contra o Braga e isso era notório em campo já que não conseguíamos pressionar tão bem o Porto como é o nosso costume por isso o que nos valeu foi o dia inspirado em que o Henrique Araújo se encontrava. Another one. Mais uma vez até às meias finais usei sempre a "2ª equipa" e embora tivéssemos alguns sustos lá íamos passando sempre à eliminatória seguinte. Aí quando defrontamos o Benfica usamos a melhor equipa possível e resolvemos praticamente a eliminatória logo na primeira mão o que nos permitiu gerir melhor as forças na segunda mão. No final veio o Braga e de forma natural conquistamos a Taça de Portugal num jogo totalmente controlado por nós. Duas notas que explicam estes resultados: - FC Porto, SL Benfica e Sporting têm estado em declínio, isto é, vendem mal e compram ainda pior. Além disso os treinadores que têm contratado deixam muito a desejar. - Nunca poupei a equipa no campeonato, quanto muito rodava um jogador que estivesse mais cansado. Tínhamos um record a manter e prémios para ganhar. Mas a verdade é que apesar disso tudo nos parece algo inacreditável mesmo assim terminar sem derrotas e 99% vitorioso. Claro que a jogar assim, sempre com os mesmos, os prémios tinham de ser praticamente todos nossos e assim foi: - Melhor Marcador para o Henrique - Jovem Jogador do Ano para o Kayky - 2º com Mais Assistências para o Kayky - Jogador do Ano para o Henrique - Guarda-Redes do Ano para o Lindgreen - Treinador do Ano para mim, Yasuke Nobunaga - 9 jogadores na Equipa do Ano. Melhor ataque e melhor defesa - aí está a explicação para uma época com tamanha qualidade. Na baliza o Ebbe não deu hipótese à concorrência e mostrou o porque de já ser, com apenas 18 anos, um dos melhores do mundo. Filipe Cruz, Comas, Anselmo e Lelo formaram uma defesa bastante compacta e que internamente deu para as encomendas mas temos de melhorar algo aqui se queremos ser melhores nas competições europeias. No meio campo Quispe continua crescer bem e a melhorar de dia para dia e Essugo foi para mim, a par do Kayky e do Araújo, o nosso melhor jogador. E que jogador que ele é. Infelizmente já não conseguimos renovar o empréstimo novamente e o Sporting pede balúrdios para a sua contratação. Filip também este a bom nível e conseguimos renovar mais uma época com ele. Kayky foi outro que, felizmente conseguimos renovar o seu empréstimo por mais um ano pagando apenas parte do seu salário. Fábio Carvalho é outro que termina o seu empréstimo e que fez uma segunda metade de época a grande nível. Por fim Araújo a mostrar que os 2,5 milhões que demos por ele não foram nada comparado com o que ele rendeu dentro de campo. Vou agora esperar para ver quanto a direção me disponibiliza para transferências e que propostas recebo para reformular um pouco a equipa de forma a dar o passo seguinte que é a afirmação na Europa sem perder o foco nas competições nacionais. A nível diretivo o que me foi pedido não difere em anda daquilo que já temos vindo a fazer por isso não prevejo grandes percalços para 26/27. No final da minha reunião com a direção fui informado pelo presidente que a torneira se vai fechar em termos de investimentos monetários no clube mas ainda antes disso duas boas notícias: A ver se com a melhoria "final" das camadas jovens começamos a formar os nossos jogadores em vez de os comprar. Já temos DFJ de topo e condições de treino de topo. Só falta mesmo isto para termos tudo para ser os melhores do país. A construção do novo estádio sem ser preciso créditos também é financeiramente falando uma notícia incrível. Gostava de ser eu a inaugurar o estádio embora o assédio continue (Liverpool, Inter e Atalanta vieram cá entrevistar-me).
  6. Apesar do presidente estar a começar a cortar as receitas sinto que ainda temos muita coisa por alcançar aqui em Lourosa. Internamente começamos a ser o maior candidato a conquistar tudo. Pessoal tenho andado com falta de tempo mas não terminei com o save. Tenho jogado na mesma só que mudei a forma de postar porque senão nem conseguia jogar nem conseguia postar. Como não tenho oportunidade de colocar por "fases" vou atualizar por época.
  7. Como é que vocês têm os vossos livres ofensivos (em ser os diretos)? Costumam ter sucesso?
  8. Dezembro/Junho 2025 Durante este período aproveitamos para pensar no futuro do clube, tanto financeiro como desportivo, por isso todas as contratações foram pensadas mais no futuro do que para o imediato. Houve alguns erros de casting, pois alguns deles foram me apresentados como sendo futuros craques mas estão bem longe disso. Nesse sentido Goba, Soler e Akoh ficaram a treinar com os seniores mas iam jogando pelos juniores ou sub-23. Em relação aos restantes (Thiago, Atle Sleva, Bruno, Vadim, Diogo e o Leonardo) esses foram exclusivamente contratados para as nossas equipas jovens e ver como se desenvolvem. Como chegaram a zero pode ser que nos compensem na vertente financeira. Nas saídas capitalizamos o interesse que havia em jogadores nossos e tudo serviu para fazer dinheiro. Ainda tentei segurar alguns, como foi o caso do Abdullahi Johnson mas propostas daquelas são difíceis de rejeitar principalmente quando o clube está a ainda a crescer e queres também melhorar a equipa para os anos seguintes. Na fornada deste ano, que prometia bastante, acabou por ser uma pequena desilusão. De todos aqueles que parecem vir a "ser" alguma coisa são o central Tozé, o médio Afonso e o avançado Mário Serrão. Os restantes ficaram para dar número e quem sabe alguma equipa os queira e sempre ganho uns trocos. vs Sp. Braga (c) | vs Sporting CP (f) | vs Sporting CP (c) | vs Vizela (n) Conseguimos repetir a vitória da época passada na Taça de Portugal. Porto e Benfica ficaram cedo fora da prova por isso os restantes candidatos com C grande em prova eram o Braga e o Sporting. A tarefa de os eliminar ficou a nosso cargo e fizemos isso em grande estilo. Ambos os Sporting's facilitam sempre que jogam contra nós, o que nos torna a tarefa mais "fácil". Tudo isto resultou numa final inédita pois era a primeira do Vizela na sua história mas em que a vitória caiu naturalmente para o nosso lado num jogo que acabou por ser bem tranquilo e gerido por nós. Arrecadamos ainda dois prémios referentes à edição 24/25 da Taça: Melhor Marcador e Melhor Golo. vs SL Benfica (n) | vs FC Porto (n) E na terceira tentativa lá conseguimos finalmente conquistar a Taça da Liga! Frente ao Benfica, na meia-final, conseguimos aguentar mais de metade do jogo com menos um homem e mesmo sendo massacrados, principalmente durante a segunda parte, conseguimos nos aguentar firmes e sem sofrer golos, com dois ex-Benfica a fazerem os golos que ditaram a nossa vitória. Na final frente ao Porto conseguimos tornar fácil um jogo em que tinha tudo para correr mal desde inicio, desde a ausência por castigo do Faticanti, passando por jogadores praticamente de rastos fisicamente fruto de na eliminatória anterior jogarem perto de 50 minutos a com menos um. Ainda assim fizemos um jogo muito seguro que resultou numa vitória mais que justa para nós. E foi mesmo apenas no ultimo dia que conquistamos o impensável mas desejado título de Campeão Nacional!!! Uma segunda volta à imagem da primeira, sem derrotas mas com empates que permitiam ao Porto chegar às duas ultimas jornadas em igualdade pontual. Pensei mesmo que a equipa iria quebrar após os empates com a B Sad e com o Benfica mas não. Aconteceu foi o contrário: cerraram os dentes e deram tudo dentro de campo no Dragão e mesmo num ambiente hostil conseguimos sair de lá com uma mão no troféu. Coube depois a mim a tarefa de mantar e equipa concentrada e focada para o ultimo jogo, em nossa casa num estádio a abarrotar pelas costuras. Durante a primeira parte estávamos nós e o Porto empatados. Ao intervalo fiz ver a equipa que estávamos a apenas 45 minutos de conquistar algo que nem nos nossos melhores sonhos seria possível. Mal iniciou a segunda parte caímos em cima do Vitória e asseguramos que o jogo não terminavam sem nós marcar. E em dois minutos resolvemos tudo e controlamos até ao final. Na cerimónia de prémios claro que fomos a equipa em destaque, começando logo por mim que fui considerado o Melhor Treinador. O Henrique Araújo é que quase não tinha mãos a medir para carregar tantos trofeus: Melhor Jogador, Melhor Jovem e Bota de Prata. Kayky foi o Jogador com mais assistências ao longo da época com o Fábio Carvalho em terceiro na mesma categoria. Na Equipa do Ano é de destacar a presença de 6(!) jogadores nossos. Sem sombra de dúvida que o Henrique foi o nosso melhor jogador ao longo do ano, não só pelos golos e assistências, mas também por tudo o que ele dava dentro de campo. Kayky mostrou também que é um craque destinado a outros voos e o nosso novo GR, Ebbe Lindgren Haagh, mostrou que ser jovem não quer dizer nada quando se tem talento nato para isto. Essugo e Faticanti foram dois monstros no meio-campo e Gaspar um super suplente. Par a próxima época, que já está em preparação, vou tentar abordar o mercado de forma diferente: contratar principalmente jovens para a partir do banco se irem adaptando à equipa e na época seguinte serem apostas sérias do clube ( fiz isto este ano com o Soler e o Goba por exemplo e quem saiu a ganhar com isso foram os nossos sub-19 que se sagraram tricampeões). Nesse sentido posso já anunciar a renovação dos empréstimos do Anselmo, Essugo, Filip, Kayky e do João Carvalho, desta vez sem pagar qualquer clausula e com a pagar menos percentagem dos salário dos mesmos. Com o percurso que tenho feito com o Lourosa, com o facto de agora ser um treinador totalmente qualificado, de estar em final de contrato com o Lourosa eu sou alvo apetecível para alguns clubes. E tive mesmo algumas abordagens, como foi o exemplo do Lyon, mas no final decidi mesmo renovar assinando com contrato de longa duração com o Lourosa. Aquando da assinatura do contrato foi-me pedido o mesmo que até agora e também me foi prometida uma nova melhoria nas condições de treino do clube. No entanto duas coisas que se contradizem: primeiro e logo a seguir ao investimento nas condições do clube o presidente vem dizer que vai investir menos no clube, mas logo no dia a seguir informa-me que vai começar a tratar de um projeto para um novo estádio. Só espero que isto não mine todo o trabalho que foi feito até agora.
  9. Estou a tentar fazem com que a equipa cresça de forma mais sustentada. Para internamente ir ganhando para que os benefícios dessas vitórias ajudem o clube a crescer lá fora. Miserável é pouco. "Envergonhamos" o país
  10. Nada má a equipa de olheiros que tenho no meu Lourosa:
  11. Ainda sonhei com a ida para a LE mas claudicamos mesmo... Mostra bem que somos inexperientes nisto da Europa..
  12. Setembro/Dezembro 2024 vs Tottenham (c) | vs Roma (f) | vs R. Sociedad (f) | vs R. Sociedad (c) | vs Roma (c) | vs Tottenham (f) Em época de estreia nas provas da Uefa ficou à vista que ainda não temos estofo para isto pese embora que não passamos vergonha nenhuma. Ainda estramos a surpreender tudo e todas com vitória caseira frente aos Spurs, num jogo onde só não os superamos em posse de bola porque de resto estivemos sempre por cima. Na jornada seguinte em casa da Roma entramos logo a marcar na primeira jogada do jogo e depois disso também foi um jogo equilibrado acabando por sofrer o golo do empate já perto do final. Aliás este jogo mostra bem o que foi a nossa estreia na Champions - entramos a todo o gás, jogando olhos nos olhos mas depois faltava sempre um danoninho mais para vencer. Depois das duas primeiras jornadas comecei a acreditar numa qualificação para a LE mas não conseguimos. Para o ano há mais (espero eu). vs St. Clara (f) | vs FC Porto (c) | vs SL Benfica (f) Quem diria que passaríamos por precisar de prolongamento para passar o Santa Clara, para vencer o Porto e terminar em golear o Benfica? Jogo completamente opostos: "dominamos" o Santa Clara e tivemos dificuldades para os vencer, fomos "dominados" frente ao Porto e Benfica e acabamos por ganhar? Factor diferenciador nos três jogos: eficácia em frente à baliza. Nos jogos frente aos grandes, praticamente todas as boas oportunidades concretizamos enquanto frente aos açorianos estivemos muito perdulários. E com isto, a saída de cena de dois crónicos candidatos à conquista da taça, faz com que o Lourosa seja agora um grande candidato à reconquista. vs Famalicão (f) | vs Leixões (f) Mais um ano, mais uma tentativa de vencer a Taça da Liga. resolvemos logo a qualificação no primeiro jogo com uma vitória robusta em casa do Famalicão. Frente ao Leixões lancei muitos daqueles que costumam jogar menos e isso ficou refletido na qualidade geral do jogo. A ver vamos se este ano passamos as meias-finais. vs Tondela (f) | vs Famalicão (c) | vs Boavista (c) | vs Sp. Braga (f) | vs rio Ave (f) | vs Estrela da Amadora (c) | vs SL Benfica (f) vs Vit. Guimarães (f) | vs Belenenses (c) | vs Vizela (f) | vs Nacional da Madeira (c) Este ano não queremos mesmo deixar dúvidas acerca de uma possível candidatura nossa ao título nacional. A Champions fez-me perceber que a nossa forma de jogar precisava de uns ajustes e que era necessário aumentar o "risco" no nosso jogo e o resultado está à vista. Melhor ataque da prova. Mais um ano e está visto que será uma luta a dois e à semelhança da época passada seremos nós e o Porto na luta. Com a participação na Champions há a necessidade de rodar mais a equipa e muito ou pouco toda a gente tem tido oportunidade de jogar. Até na Baliza tenho rodado e está rotação prova que a ser jovem não é um impedimento para não ter direito a jogar. Kayky a mostrar o porquê do City não o querer vender e o Henrique Araújo amostrar veia de goleador. Ainda não sei o que vou fazer no mercado de inverno mas se mexer no clube será uma coisa cirúrgica já que já não estamos nas competições europeias e isso tira a necessidade de dar mais profundidade ao plantel.
  13. O objectivo é lutar pelo campeonato e conquistar uma ou duas taças... Concordo. Prova que podemos repetir a época passada. A intenção é lutar já este ano pelo título e mostrar que o ano passado não foi obra do acaso
×
×
  • Criar Novo...