Ir para conteúdo

Tugax.

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    2.841
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    929 [ Doar pontos ]

Métodos de contacto

  • Website URL
    http://

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está a ser visualizado por outros utilizadores.

  1. Publicado na revista Science em 2017 (https://www.sciencemag.org/news/2017/04/here-s-visual-proof-why-vaccines-do-more-good-harm) Vaccines have beat back infectious diseases. Bubbles represent reported U.S. cases, but not all diseases were notifiable in all years. For example, mumps was not reported until 1968, the year after a vaccine was licensed. Click or hover on a bubble or a dot on the timeline to view more details. *Chickenpox data were not reported by all states between 1981 and 2003.
  2. Estás a referir a talidomia? Se sim, esse foi um dos casos que levou a que fossem implementadas mais restrições na aprovação de medicamentos e a requerer mais estudos clínicos. Também existe o valproato, mais tarde, que causou alguns problemas a quem tomasse o medicamento durante a gravidez mas este aspecto já era conhecido e estava já referido no resumo das caraterísticas do medicamento. Outro exemplo, nos dispositivos médicos existe nova regulamentação europeia a ser transposta em lei este ano em resposta ao escândalo dos implantes mamários da empresa PIP. As vacinas até agora aprovadas para a COVID passaram pelas fases de investigação todas e foram aprovadas por diferentes entidades reguladoras. O que me parece distinto é o dinheiro disponível desde o inicio, os recursos humanos alocados pelas farmacêuticas e o facto de terem estabelecido parcerias entre elas, o que normalmente não acontece. Para além disso, a produção das vacinas arrancou ao mesmo tempo que os estudos de fase mais avançada porque havia dinheiro disponível desde o inicio.
  3. Estava a pensar comprar a PS5 mas não sei bem o que fazer, se alguém puder ajudar (a última consola que tive foi a PS1). Compensa mais comprar jogos online ou discos? Pelo que li os online podem ficar restritos ao país onde compro etc enquanto os discos não. Será boa ideia comprar alguns jogos agora da PS4, online ou físicos, já que em principio serão compatíveis com a próxima geração? Vi que existe a PS Now e Plus mas parecem-me limitados em termos de jogos. Pelo que percebi o Now tem alguns jogos antigos mas não os mais recentes e o Plus tem os mais recentes mas vão ficando disponíveis dependendo do mês e depois desaparecem se não tivermos feito download certo?
×
×
  • Criar Novo...