Ir para conteúdo

Pan

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    9.197
  • Registo em

  • Última visita

Sobre Pan

  • Data de Nascimento 01/02/1992

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está a ser visualizado por outros utilizadores.

  1. Não houve profanação da campa.
  2. O PNS é que não quer governar, porque com os incentivos certos até virava esses deputados 🙂
  3. Reforço do voto no PS, e aparecimento da IL que levou alguns jovens em 2019. Em 2022, medo do Chega deu voto útil ao PS.
  4. Isto. Estou a seguir o site e já com ela na mão.
  5. Isso é spin para arregimentar os socialistas para o voto.
  6. Isto é um problema irresolúvel enquanto existirem países na Europa que são verdadeiros paraísos fiscais para empresas com lucros operacionais gigantes noutros países (Holanda, Irlanda, etc.) e se permitirem esquemas como ter a e empresa mãe a pagar milhares de milhões de direitos de imagem à empresa com sede noutro lado em que se paga menos imposto. Mas a culpa não é das empresas. O lucro é um incentivo necessário à prestação de um bom serviço e o consumidor e a sociedade beneficiam do lucro das empresas. O que tem de existir é regulação adequada a nível comunitário (porque se for dentro de um país os negócios simplesmente saem de lá), um esforço maior de troca de informação entre países, um foco na avaliação de contas consolidadeas e uma garantia que os impostos desse lucro são cobrados e canalizados para onde devem. A nível nacional, se há areas estratégicas onde isto acontece, então o Estado que crie condições para a competição aparecer. Competição aumenta a qualidade da oferta e geralmente baixa os preços.
  7. Já existem. São casas de banho individuais, usadas por quem precisar, incluindo pessoas não-queer (por exemplo, por questões de falta de à vontade para mostrar o corpo, bullying, etc.). Como é óbvio, não há nenhum incidente reportado até agora. Os militantes do Chega (não apenas eles...) são demasiado obcecados com os genitais dos outros.
  8. O Pinto Luz sempre foi vocal a favor de uma coligação ou acordo parlamentar, se calhar o Ventura aceita.
  9. Vocês informam-se antes de falar do RSI e do Zé da Esquina, ou é só porque chamar preguiçoso e sanguessuga a pessoas que vivem na miséria vos faz sentir melhor relativamente às vossas frustrações quanto à situação económica do país. A imagem abaixo é de 2021, mas não será muito diferente agora: Eu até ia escrever um texto sobre isto, mas o Nuno Serra já disse tudo nos Ladrões de Bicicletas: Uma coisa que não está dita acima é o seguinte. Imagina que tens entre 50 e 64 anos, tens um filho adolescente (ou quase). Se não trabalhas com RSI podes estar em casa, limpas tu, tratas das tuas coisas, até fazes uns biscates, não tens outros custos. Agora imagina que consegues emprego numa fábrica a 20km de casa. Se estiveres no interior (e fores um dos >80% que não tem autocaros decentes), corres o risco de ter que comprar um carro, pagar combustível, talvez portagens, sais cedo e chegas tarde, provavelmente tens que abrir os cordões à bolsa para um ATL ou equivalente para as crianças (já para não falar pagar o extra para a carrinha que se calhar leva a criança ao desporto, ou à música, se é que tens esse discernimento). Claro que te pagam o salário mínimo a termo, pelo que se calhar ao fim de 12 meses até és posto na rua. O RSI não é um problema. É um penso rápido para um país com problemas profundos no que toca às necessidades essenciais de uma pessoa na idade ativa. Se quiserem falar sobre medidas de emprego, incentivos ao desenvolvimento económico e de apoio às empresas que lhes permitam contratar mais e melhor, medidas que equilibram a qualidade de vida...cá estou. Para falar de mamões de torradas na tasca, prefiro ler as declarações no Montenegro: têm a profundidade de um molete torrado.
  10. Responde-me honestamente a estas três perguntas: 1. De que forma combaterias a pobreza extrema das pessoas que passariam a não receber RSI, e que de forma irias lidar com o potencial aumento da deliquência associada à necessidade dessas pessoas sobreviverem? 2. Para muitas famílias, o RSI é a única forma das crianças irem para a escola (se não estiverem inscritos, não recebem). Que modelo propões para tentar melhorar isso? 3. Achas que os nepaleses e estrangeiros que estão cá em condições laborais equivalentes estão integrados no sistema da SS e AT de forma decente, ou será que recebem por baixo da mesa?
  11. Arranjam as imagens finais dos posters? Queria ver uma coisa.
×
×
  • Criar Novo...