Ir para conteúdo

Fajo

Moderador FM
  • Total de itens

    24.430
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    1,159 [ Doar pontos ]

1 Seguidor

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está a ser visualizado por outros utilizadores.

  1. Adoro o plantel do Chelsea, do meio-campo para a frente é amor. Que jogada do Mount, merecia golo. Jogo mais aberto, a ver se aparecem os golos.
  2. Com bola esteve péssimo, fartou-se de falhar passes. E ainda consideraram o melhor em campo lol. João Mário de caras.
  3. Bom post Perep, e é sempre um gosto trocar ideias contigo Vamos lá por partes. 1ª parágrafo: É verdade que todos os clubes têm evoluído imenso ao nível de infraestruturas, staff, qualidade individual de cada jogador, scouting, etc. Basta ver mesmo no CNS equipas técnicas de valor, de malta com formação académica e que são "profissionais" disto. Contudo, a verdade é que as equipas B vieram trazer ao jogador português um espaço competitivo que não existia, e isso é positivo. Óbvio que só isto não ajuda ao desenvolvimento dos jogadores, mas nós somos um bom exemplo da mudança significativa dos índices competitivos que os nossos jovens passaram a ter com a equipa B. 2º: Pronto não ligas a seleções, ok. Quem como eu liga ao futebol português no global, e à valorização das seleções e do jovem jogador só pode tirar boas ilações com as equipas B. E isto é como o algodão, é ver o nível de triunfos e valorização dos nossos jogadores desde a criação deste espaço há uns anos atrás. Juntar isto com o que referiste atrás ao nível de infraestruturas dos clubes etc e foi a combinação perfeita para sermos uma potência mundial a nível futebolístico. Sobre essa questão dos jogadores do plantel principal descerem à equipa B é algo que pode ser trabalhado, como em Espanha há uns anos onde um jogador não podia fazer mais de x jogos na equipa principal para depois poder descer (penso que eram 10 jogos, mas sem certezas). Isto não acontece só por cá, noutros campeonatos é igual. Mas sim é algo a rever, lembro-me de há uns anos no PO de acesso à II liga o Vitória contra o BCB colocar Tomane, Hernani, Moreno para poder subir. 3º: Tudo certo. Mas porque é que esses clubes continuam a apostar em jogadores duvidosos de fora em vez de lançar jovens? Olha o Diogo Jota, o Paços teve a coragem de lançar ás feras sem medo e depois espalhou magia. Quantos casos destes existem de malta que fica tapada mesmo em clubes "pequenos"? Isto é um pau de dois bicos, e obviamente que há malta de clubes grandes que se percebe a curto prazo que não vão ter espaço. É necessário um meio termo, contudo acredito que se 2 ou 3 clubes forem frequentes na aposta de jovens na equipa principal muitos deles vão-se manter por lá mais tempo pois sabem que podem vir a ter uma oportunidade série e não ser apenas "mais um" num clube grande. Há a questão dos empresários, família, etc que têm de gerir. 4º: Já respondi antes, mas basta ver nestas últimas gerações o bem que fizeram as equipas B: Bernardo, Ruben Dias, João Mário, Dier, posso dizer mais uns 50 nomes. Sim alguns já eram craques e via-se que era uma questão de tempo até lá chegar, mas amadureceram naquele contexto especifico quando não foram logo chamados à equipa principal. Até considero ser mais benéfico atuar aí do que ser emprestado. Portanto resumindo e baralhando, sou desde sempre a favor das equipas B. Contudo, deve haver alguma limitação ou condicionante relativamente aos jogadores da equipa principal desceram abaixo. Mas para mim o principal problema da II liga é a carga absurda de jogos e apenas subirem dois clubes, não faz sentido. Máximo de 18 clubes, mais do que isso é muita fruta. Estou um fã do teu Estoril companheiro. Crespo, Vidigal são máquinas para este nível. Contudo para mim o grande talento que vocês têm e vai dar muito dinheiro é o Chiquinho dos sub 23 (e costuma por vezes jogar também para a II liga. Também gosto imenso do Afonso Valente). Que qualidade, está cada vez melhor e acredito que na próxima época vai ser titular na I liga (acho que vocês vão ser campeões, são a melhor equipa).
  4. Parceiro isso não é verdade. As nossas seleções mais jovens têm ganho imenso com esta opção, não é por acaso. Basta ver a evolução individual de cada jogador ao beneficiar deste contexto, aliás, as recentes campanhas das seleções de sub 19/sub 21 ao longo dos últimos anos são uma consequência positiva desta mudança. Obviamente que é sempre complicado ver um Cláudio Ramos, Martinez etc descer e fazer uns jogos (pode haver alguma limitação no futuro no nº de jogadores da equipa principal, mas pelo que vejo têm sido poucos ao longo dos anos), mas isso não é frequente ao longo de um campeonato. A opção dos sub 23 pode ser uma possibilidade, mas é uma questão de se orientar no futuro. O principal é lançar jogadores jovens e fazer com que o seu processo evolutivo seja superior, é esse o objetivo das equipas B e tem resultado de forma brilhante.
  5. Verdade, e sem competições europeias vai poder gerir melhor a malta com mais qualidade. Grande trabalho do Carvalhal.
  6. Sou fã deste gajo, incrível o trabalho feito não só no Leipzig como no Hoffenheim. Estava à espera que o Dortmund colocasse as fichas todas nele, mas nada. É uma questão de tempo até ir parar ao Bayern.
  7. Que declarações? Quero ouvir isso Resultado justo. Jogo muito equilibrado, sem grandes espaços e pouca criatividade, acabar por dar num nulo. Só com um golo cedo é que isto abria. De qualquer forma, destacar o João Mário que foi o jogador mais esclarecido em campo e soube pensar o jogo. A maior parte dos lances era 90% coração, e daí que jogadas com qualidade foram escassas. Bela entrada do Matheus, cada vez mais importante na equipa (naquele lance confesso que já estava quase a saltar para o festejo eheh).
  8. Onde é que está a imagem com as várias combinações da champions/liga Europa e conference league? Guardei aqui algures mas não encontro.
  9. Que consiga recuperar e sem sequelas. Tão novo, atleta de alta competição, fico sempre assustado com situações destas.
  10. Agora foi o Rooney a falar sobre isto: https://maisfutebol.iol.pt/internacional/inglaterra/rooney-quer-premier-league-sem-var-esta-a-tirar-a-emocao-ao-futebol
  11. Isso é que foi uma competição incrível até ao último jogo. Mas como é esse Mundial de Clubes? Já mudou o formato? Não tem equipas sul americanas. Vocês costumam fazer quantas temporadas? Internamente tens estado impecável, embora nas supertaças o teu colega esteja por cima.
  12. Já venho um pouco tarde, mas tenho de salientar a exibição do árbitro que foi fantástica. Isto é que é saber controlar um jogo, e estamos a falar de 1/8 final da Champions com intensidade, nervos à mistura, etc. Os jogadores rapidamente perceberam que ele não ia entrar em teatros e filmes, portanto passado um bocado levantam-se e deixavam-se de tretas porque a jogada prosseguia. Há muito tempo que não via um árbitro exibir-se desta forma, podiam mostrar a todos os que estão a iniciar o curso que isto sim é um arbitragem exemplar. De resto, provavelmente esta é a pior Juventus dos últimos 10 anos. Vejo muito pouco trabalho nesta equipa, alguma qualidade individual (já foi bastante maior, diga-se de passagem) mas o processo coletivo é mesmo curto. Só o Ronaldo é quando pode salvar isto, e mesmo assim vão ter de dar ao chinelo. Grande Porto, que mostrou carácter e vontade de ganhar, como aliás é apanágio nesta competição. Em termos estratégicos foi um jogo praticamente perfeito, na segunda mão vai ser taco a taco não tenho dúvidas disso.
×
×
  • Criar Novo...