Ir para conteúdo

Menendez 9

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    290
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    1,896 [ Doar pontos ]

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está a ser visualizado por outros utilizadores.

  1. Para quem faz aquele corredor entre São Bento e Ermesinde será sem dúvida dos melhores. Tem 3 linhas a passar ali, com elevada frequência e sem a sobrelotação da Linha do Norte. Agora a linha que vai para a "margem sul" é uma desgraça. Não os comboios propriamente, mas todo o caos da linha e os atrasos constantes para ceder passagem a comboios mais rápidos.
  2. Não creio que isso seja assim tão frequente e as portas avariadas costumam estar sinalizadas com uns autocolantes. O que acontece é que por vezes a malta não carrega bem nos botões, a porta não abre, e começa tudo a correr para outra saída. Eu já me dava por contente se terminassem as obras, quer na linha, quer nos acessos. Todas as estações e apeadeiros entre Madalena e a Granja parecem estaleiros de há 3 anos para cá, sem fim à vista. Durante uma parte substancial do percurso o comboio deve andar a uns 20 km/h. Isto a juntar aos problemas já antigos como o traçado sinuoso ou a sobrelotação da linha, que impede que os urbanos nesta linha tenham uma frequência decente e que cumpram os horários.
  3. Confirma-se: https://eco.sapo.pt/2023/01/18/principal-linha-de-comboios-do-pais-condicionada-por-novo-abatimento-em-francelos/. Este ano ainda não houve uma semana "normal" nos urbanos Porto-Aveiro. Greve na 1ª semana e deslizamentos de terras nas duas últimas. Sendo que, num dia bom, o comboio demora agora quase o dobro do tempo que demorava em 2020 entre Granja e as Devesas, devido às obras, que parecem não ter fim à vista.
  4. Se era para contratar um Martínez, deviam ter contratado este senhor:
  5. Exato, fica 6-3-1-1, com vantagem no confronto direto para a Suíça
  6. Creio que seja disto que estão a falar quando dizem que não tem um estilo "tradicional".
  7. O equipamento da Alemanha é bestial. Pelo menos comparado com o nosso. But then again, é mais fácil combinar preto e branco do que verde e vermelho.
  8. Aquela mensagem de tolerância no início, com tudo aquilo que se sabe sobre o que acontece naquele país, é de uma hipocrisia revoltante. Vão-se catar.
  9. Tens aqui uma explicação detalhada, com exemplos e tudo: https://www.premierleague.com/news/825262. Convém notar que na FPL têm um critério bastante largo, de forma a tentar beneficiar a escolha de jogadores menos ofensivos.
  10. Não estava à espera que o Sapo Cocas lançasse uma carreira a solo
  11. É certo que o ultimato representou um duro golpe para a monarquia e que isso foi cavalgado pelo Partido Republicano, com protestos imediatos nas ruas em que cobriram estátuas e símbolos nacionais com faixas pretas e que esse descontentamento culminou na revolta falhada do 31 de janeiro de 1891. Mas estes eventos aconteceram quase 20 anos antes do Regicídio e da instauração da República. Para contextualizar, a Carbonária, que viria a desempenhar um papel fulcral na implementação da República, só é fundada em 1899. Diria que o factor mais preponderante que espoletou o Regicídio terá sido o apoio do Rei à ditadura de João Franco. Em 1907 há uma greve académica reveladora do descontentamento social com este governo, sobretudo entre as elites, e no ano seguinte, dá-se o Regicídio.
  12. O movimento não desapareceu de um dia para outro depois de 1910. Ainda durante a 1ª República existiram diversas incursões monárquicas falhadas (talvez a mais conhecida terá sido a Monarquia do Norte em 1919, liderada por Paiva Couceiro). Mas dada a incerteza desses tempos, a direita queria um homem forte, fosse ele rei ou presidente. Prova disso é que essa figura já havia sido ensaiada, também ainda durante a 1ª República, por Sidónio Pais - que justamente ficou conhecido como o Presidente-Rei. Depois do 28 de maio, Salazar consegue progressivamente e de forma muito hábil reunir o apoio da direita que queria uma ruptura com o liberalismo da 1ª República ena qual se incluíam conservadores católicos, tenentistas (oficiais revolucionários) e também os monárquicos, que acabaram por ser engolidos pelo movimento.
×
×
  • Criar Novo...