Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Kaz

NFL - Notícias e Comentários Gerais

Publicações recomendadas

Citação de totch, há 5 horas:

Não me espanta nada. O homem é sobrecarregado jogo sim, jogo sim. Não há quem aguenta, ainda por cima sendo um RB.

900 carries desde 2019, que abuso.

Compartilhar este post


Link para o post

Henry Ruggs dos Raiders esteve envolvido num acidente grave esta madrugada. As lesões dele não são graves, mas ele ia a conduzir e parece que estava alcoolizado no momento. Tendo em conta que houve uma vítima mortal no carro contra o qual ele chocou, não me parece que se vá livrar da coisa assim tão facilmente.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Carson Wentz, Em 02/11/2021 at 20:55:

Henry Ruggs dos Raiders esteve envolvido num acidente grave esta madrugada. As lesões dele não são graves, mas ele ia a conduzir e parece que estava alcoolizado no momento. Tendo em conta que houve uma vítima mortal no carro contra o qual ele chocou, não me parece que se vá livrar da coisa assim tão facilmente.

Só ia a 250km/h lol. Com mais do dobro da taxa de álcool permitida e com uma arma não-registada no carro. Vai apodrecer na prisão.

Mantendo-nos no assunto de gajos burros, o Rodgers testou positivo à COVID-19 e falha o jogo em KC, possivelmente também contra os Seahawks em casa. Ele em Agosto tinha dito aos repórteres que estava imunizado mas pelos vistos a imunização não foi feita via vacina, mas sim através de um "imunização homeopática". Tendo em conta que a esposa lava os dentes com barro e também come barro como forma de desintoxicação, era de esperar uma destas.

Editado por Carson Wentz

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Carson Wentz, há 12 horas:

Só ia a 250km/h lol. Com mais do dobro da taxa de álcool permitida e com uma arma não-registada no carro. Vai apodrecer na prisão.

Mantendo-nos no assunto de gajos burros, o Rodgers testou positivo à COVID-19 e falha o jogo em KC, possivelmente também contra os Seahawks em casa. Ele em Agosto tinha dito aos repórteres que estava imunizado mas pelos vistos a imunização não foi feita via vacina, mas sim através de um "imunização homeopática". Tendo em conta que a esposa lava os dentes com barro e também come barro como forma de desintoxicação, era de esperar uma destas.

Foi dispensado dos Raiders... Penso que já arrumou. 

LEL Rodgers.

Compartilhar este post


Link para o post

O melhor da saga Rodgers e Covid é a "entrevista" que ele deu no Pat McAfee Show. O homem conseguiu enterrar se sozinho com tanta estupidez que disse.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Carson Wentz, Em 28/09/2021 at 21:19:

OS POWER RANKINGS DO MESQUITA

"A set of completely non-biased takes, 5 ⭐, 11/10" - Entertainment Weekly

Power Rankings ao fim de uma semana ou duas são estúpidos. Três semanas parece-me começar a ser suficiente para ver as narrativas que se desenvolvem, maioria das equipas (looking at you Broncos), já jogou com adversários teoricamente mais fortes e mais fracos e, sendo isto a  NFL, lesões importantes já deram alguma perspectiva sobre debilidades que no papel não existiam.

Provavelmente não farei isto todas as semanas, mas quatro ou cinco vezes durante a época, se o tempo o permitir. Sem mais demoras, cá vão:

lar.png&h=40&w=40 1 Los Angeles Rams (3-0)

Quem diria que o Stafford com uma equipa em condições ia ser um MVP contender? 70+% completion rate, segundo em TD's na liga, com apenas uma pick até agora e segundo em Quarterback Rating. A juntar a isso o Cooper Kupp continua a afirmar-se como WR de elite, liderando a liga em yards e receiving TD's, o Robert Woods continua a ser underrated como tudo, como um dos mais versáteis jogadores da liga e o Aaron Donald continua a jogar a alto nível. A juntar a tudo isso e com exceção do Cam Akers que se lesionou na abertura da época (e o Sony Michel tem dado bons sinais de ser um substituto adequado, principalmente numa equipa que não precisa assim tanto do running game), têm passado ao lado de lesões complicadas. Ainda sofrem mais pontos do que seria desejável, mas com um poder de fogo que têm no ataque, sofrer 20 pontos por jogo acaba por não ser problemático.

tb.png&h=40&w=40 2 Tampa Bay Buccaneers (2-1)

Os campeões em título venceram um jogo apertado contra os Cowboys, atropelaram Atlanta e perderam contra a melhor equipa da liga até agora. Apesar de existirem equipas com melhor record atrás deles nos Power Rankings, ainda penso que Tampa Bay está entre a elite da NFC e, com o calendário que têm pela frente nos próximos meses, vejo-os perfeitamente a chegarem a meio de Dezembro com um record de 11-1, antes da receção aos Bills. Brady a liderar a liga em TD's, Gronk com 4 TD's em três jogos, Mike Edwards a afirmar-se como um dos melhores young safeties da liga, os Bucs podem perfeitamente repetir.

buf.png&h=40&w=40 3 Buffalo Bills (2-1)

Regra geral, tirando os Rams, todas as equipas da 2ª posição até ao meio dos meus Power Rankings já mostraram uma ou outra debilidade ao longo destas três semanas, e a ordem a que cheguei tem a ver com aquelas que considero terem as falhas mais facilmente corrigíveis para futuro. E logo a seguir a Tampa Bay, os Bills são para mim a equipa que mais facilmente irá recuperar de uma entrada em falso na temporada, fruto também de terem uma das divisões mais acessíveis da NFL. Os Bills têm o segundo melhor ataque da liga em termos de pontos e, empatados com Denver, a melhor margem de vitória com +50. Para além disso são também neste momento provavelmente a equipa mais saudável da liga e, com a rushing ability do Josh Allen mais três receivers a cheirar as 200 receiving yards em três jogos (mais o Dawson Know com mais de 100), são, juntamente com Arizona e Baltimore, um dos ataques com opções mais variadas na NFL.

cle.png&h=40&w=40 4 Cleveland Browns (2-1)

Apesar dos stats do Baker não serem fenomenais (principalmente o rácio 1:1 de TD's e picks), Cleveland tem sabido aproveitar aquilo que é a sua maior força: a dupla de RB's que é de longe a melhor da liga. Os números falam por si: entre Chubb e Hunt são 5 TD's e 5.5 yards/run, o que ajuda Cleveland a ter um total de 8 rushing TD's, abrindo já um fosso de três na liderança desta categoria. Para além disso a derrota que têm foi no jogo de abertura, em Arrowhead, numa partida em que podiam perfeitamente ter ganho. As próximas três semanas vão ser fulcrais para perceber se os Browns estão mesmo entre a elite da AFC, com deslocações a Minnesota e LA frente aos Chargers, antes de receberem os Cardinals.

lv.png&h=40&w=40 5 Las Vegas Raiders (3-0)

Os Raiders estão ainda invictos, mas poderiam perfeitamente ter um record de 1-2 ao fim destas três semanas. A vitória frente aos Ravens foi moralizadora, mas a dificuldade que tiveram em casa frente aos Dolphins não abona muito a favor de Las Vegas, antes de outro jogo que pode ser fenomenal numa MNF, em LA frente aos Chargers. O running game precisa de começar a funcionar já que, por muito que o Derek Carr tenha começado bem a época, duvido que os Raiders tenham muitas hipóteses, caso se mantenham tão unidimensionais, principalmente na AFC West.

lac.png&h=40&w=40 6 Los Angeles Chargers (2-1)

Por falar em Chargers, aqui estão eles, a quarta equipa seguida da AFC nestes Power Rankings e que, para muitos pode ser até a segunda equipa mais em forma neste momento, atrás dos seus vizinhos da Califórnia. Se os Chargers aguentarem o primeiro terço do calendário com um record à volta dos .500, penso que, mesmo na divisão em que estão, os playoffs estarão garantidos, já que quem fez o calendário na foi nada amigo de Herbert e companhia, já que, entre as semanas 2 e 6 jogam/jogaram com Cowboys, Chiefs, Raiders, Browns e Ravens, 4 jogos contra equipas com records positivos mais os Chiefs, tantos como nas dez últimas semanas da temporada.

dal.png&h=40&w=40 7 Dallas Cowboys (2-1)

Por muito que me custe, Dallas é claramente a equipa mais forte da NFC East e, à imagem dos Packers na NFC North, Bills na AFC East e dos Titans na AFC South, não devem ter grandes problemas em ganhar a divisão. Mais que isso, Dallas deu verdadeiramente luta nas primeiras duas semanas contra adversários de elite, tenhdo ganho um dos dois jogos, antes de dominar completamente os Eagles na terceira semana, com um Dak Prescott a parecer completamente de volta. Se vencerem frente aos Panthers para a semana, os Cowboys podem perfeitamente chegar ao tradicional jogo de Ação de Graças com um record de 9-1 ou 8-2.

ari.png&h=40&w=40 8 Arizona Cardinals (3-0)

Arizona acaba por sofrer da divisão em que está, neste Power Rankings. O ataque continua a demonstrar que compete com qualquer equipa da liga, com D-Hop, AJ Green, Christian Kirk e Rondale Moore a serem provavelmente o melhor grupo de receivers da NFL (são a equipa com mais pontos marcados, a par de Tampa Bay), mas sinto que ainda falta algo nesta equipa. Se conseguirem ganhar dois dos próximos três jogos que têm (em LA frente aos Rams, receção aos Niners e em Cleveland) saltam quase certamente para o top 3.

bal.png&h=40&w=40 9 Baltimore Ravens (2-1)

Quem tem Lamar Jackson (e Justin Tucker!!!) arrisca-se a ganhar qualquer jogo, mas a verdade é que, estando com um record de 2-1, Baltimore podia perfeitamente neste momento estar ainda sem vencer, e com um atraso bem complicado para uns Browns fortes e uns Bengals a mostrarem ser competentes. A defesa tem que começar a aparecer, já que permitem quase 400 passing yards por jogo, valor apenas melhor que, curiosamente, Tampa Bay e Dallas, mas com Baltimore a não ter consistentemente o poder de fogo no seu grupo de receivers que se compare ao dos Bucs ou Cowboys (3 passing TD's de Baltimore contra 6 de Dallas e 10 de Tampa).

gb.png&h=40&w=40 10 Green Bay Packers (2-1)

Os Packers não me convenceram completamente ainda e só estão tão altos porque a NFC North quer dar luta à NFC East pelo título de pior divisão na NFC. O meu grande problema nem é com o ataque e com a prestação do Rodgers frente aos Saints na abertura, o grande problema é mesmo a defesa que, depois de uma boa segunda parte frente aos Lions e de uma primeita parte frente aos Niners, voltou a meter água como gente grande este domingo. Se contra Detroit dar meio jogo de avanço acabou por ser tranquilo, contra SF, não fosse o Rodgers a ser Rodgers e as coisas podiam ter corrido mal. O facto de liderarem a divisão com um saldo de 15 pontos negativos acaba por ser revelador. Para além disso, estão a uma lesão do Aaron Jones ou do Davante Adams de serem um ataque completamente banal (não falo do Rodgers por quase nenhuma equipa é a mesmo sem o seu starting QB).

ten.png&h=40&w=40 11 Tennessee Titans (2-1)

O milagre de Ryan Tannehill na época passada foi uma excelente história, mas vamos a ver se continua, principalmente com as lesões que os Titans têm tido no ataque. Para além disso, e por muito que o King Henry seja um fenómeno, a carga de carries que tem cada jogo é insustentável a longo prazo: 80 carries em três jogos mais 12 catches (o recorde dele numa época é de 19), o que lhe dá um carga estúpida de trabalho. Para se ter uma noção, o Nick Chubb, quinto jogador da liga com mais carries, tem menos 41 carries + catches do que o Henry!

car.png&h=40&w=40 12 Carolina Panthers (3-0)

Os Panthers e Sam Darnold estão invictos! Eu não estava à espera desta... A defesa é absolutamente legítima, permitindo 10 pontos por jogo e em momento nenhum esta época Carolina pareceu estar em risco de perder uma partida. O grande problema é que perderam McCaffrey esta semana por lesão e, com mais tempo em campo, não sei se a defesa de Carolina conseguirá continuar a ser a melhor da liga. Na próxima semana, em Dallas vão certamente ser postos à prova. Se Carolina apenas permitiu 10 pontos, 45 rushing yards e 146 passing yards por jogo até agora, os Cowboys têm médias de 30 pontos (o triplo), 139 rushing yards (o triplo) e 277 passing yards (quase o dobro) por jogo, e algum destes dois dados vai ter que ceder.

sf.png&h=40&w=40 13 San Francisco 49'ers (2-1)

San Francisco teve basicamente o mesmo percurso que Baltimore. Estão com um record de 2-1, mas poderiam facilmente estar com três vitórias ou com três derrotas. Contudo, há dois grandes problemas: a NFC West é consideravelmente mais forte que a AFC North, e o Jimmy G não inspira nem metade da confiança que o Lamar. Mais uma coisa em que são parecidos é no caruncho dos RB's!

kc.png&h=40&w=40 14 Kansas City Chiefs (1-2)

Ainda não estou pronto para deitar a toalha ao chão relativamente aos Chiefs. A defesa é terrível, isso é sabido, mas este ataque o ano passado ganhava jogos sozinho e ainda acredito que o consiga fazer, mesmo com uma O-Line completamente nova e um turnover problem que limita mesmo a melhor das equipas. Ainda assim, o calendário a abrir foi terrível e, se é certo que terão jogos contra os Bills, Titans e Packers nas próximas seis semanas, também não é menos verdade que tem outros três jogos contra as três equipas da NFC East que não se chamam Cowboys.

den.png&h=40&w=40 15 Denver Broncos (3-0)

Sim, eu sei que os Broncos estão invictos e sim eu sei que têm mais 50 pontos marcados que sofridos (o melhor diferencial da liga a par dos Bills), com a defesa da liga que menos pontos permitiu até agora, mas jogaram contra Giants, Jets e Jaguars, as três equipas nas três últimas posições dos Power Rankings (spoilers!!!).

no.png&h=40&w=40 16 New Orleans Saints (2-1)

As equipas da NFL são muitas vezes o reflexo dos seus QB's. E quando o QB de uma equipa é o Famous Jameis isso pode não ser propriamente bom para a saúde cardiovascular dos adeptos de NOLA. Numa semana atropela os Packers com 5 TD's, na semana a seguir lança a 50% com duas picks. O que não é muito normal nele é que está a lançar apenas a uma média de apenas 129 yards por jogo, quando a média de carreira dele enquanto starter é de mais do dobro (274, para ser preciso). Durante as próximas duas semanas, com jogos contra NY Giants e Washington não deve ser problema, mas é algo a ter em conta quando se avalia o ceiling desta equipa.

sea.png&h=40&w=40 17 Seattle Seahawks (1-2)

A derrota frente aos Vikings é preocupante, principalmente quando os próximos dois jogos são em San Francisco e contra os Rams. Ainda assim, o Russ (que lidera a liga em passer rating, com 7 TD's e sem picks) já provou que pode guiar qualquer equipa a vitórias e, embora neste momento estejam em maus lençóis, os Seahawks poderiam virar por completo a narrativa com vitórias frente a dois adversários diretos, com armas como o Lockett e o DK.

cin.png&h=40&w=40 18 Cincinnati Bengals (2-1)

Os Bengals são competitivos, o que é provavelmente o melhor que podiam esperar desta equipa. Mesmo com as três picks em três passes seguidos a semana passada, o Burrow ainda consegue manter um QB rating na casa dos três digitos e o Ja'Marr Chase tem uma boa vantagem na luta pelo prémio de ROY, depois de uma preseason complicada. A O-Line continua a ser suspeita, com o Burrow a ser o terceiro QB que mais sacks sofreu nestas três semanas, o que numa divisão com Myles Garrett, TJ Watt e companhia não é o melhor dos sinais.

min.png&h=40&w=40 19 Minnesota Vikings (1-2)

Boa vitória dos Vikings em Seattle, depois de duas derrotas a abrir a temporada que, sendo frente a equipas ao alcance de Minnesota, acabaram por serem jogos apertados, para aquela que é a única equipa que pode eventualmente (embora eu duvide muito) fazer frente aos Packers. Tudo vai depender de um Kirk Cousins que, ainda sem ter lançado nenhuma pick, tem um trio de armas ao seu dispôr que fazem com que tudo o que não seja lutar por uns dos Wildcards na NFC possa pôr o seu starting job em risco.

ne.png&h=40&w=40 20 New England Patriots (1-2)

Depois de um começo relativamente auspicioso, o Mac Jones experiment teve um entrave considerável esta semana, e o rookie já leva mais picks que TD's. As armas que tem ao seu dispôr em New England são versáteis, mas falta um verdadeiro playmaker neste etaque, e nem mesmo as adições de um bom duo de TE's na offseason têm ajudado muito os Pats, que são a terceira equipa com menos TD's ofensivos, apenas à frente de Jets e Bears.

pit.png&h=40&w=40 21 Pittsburgh Steelers (1-2)

Depois de uma vitória surpreendente para abrir a época, os Steelers perderam dois jogos seguidos, em casa, frente aos Raiders e, ainda mais preocupante, frente aos Bengals. O Big Ben está completamente acabado, a defesa, sem TJ Watt, tem dificuldade em gerar TO's, a principal arma a temporada passada e os receivers e backs, apesar de jovens e talentosos, demoram a mostrar consistência. Numa AFC North com Baltimore e Browns como contenders e uns Bengals melhores do que o esperado, os Steelers podem ter aqui a primeira losing season desde 2003.

wsh.png&h=40&w=40 22 Washington Football Team (1-2)

O Taylor Heinicke não inspira confiança, mas está longe de ser o maior problema de Washington. A defesa liderada por Chase Young é a grande questão destas primeiras três semanas já aqueles que seriam a grande força da equipa têm permitido aos adversários marcarem mais de 30 pontos por jogo, a quarta pior marca da liga, apenas ligeiramente melhor que Chiefs (!!!?), Lions e Falcons.

phi.png&h=40&w=40 23 Philadelphia Eagles (1-2)

Philadelphia vive e morre nas trincheiras. Com três dos cinco titulares da O-Line com lesões, dois deles de fora por um longo período, o pesadelo da temporada passada parece estar de regresso. A juntar a isso, a lesão de Brandon Graham na D-Line, o melhor e mais consistente defensor dos Eagles nos últimos cinco anos apenas tem sido camuflada porque Javon Hargreave tem sido o melhor Defensive Tackle que não se chama Aaron Donald da NFC. Com a receção aos Chiefs de seguida, Philadelphia não tem tempo para respirar, pior ainda quando a seguir a isso joga nos estádios dos ainda invictos Panthers e Raiders, com a receção aos campeões em título pelo meio. 1-6 parece o mais provável.

mia.png&h=40&w=40 24 Miami Dolphins (1-2)

Miami tem o terceiro pior ataque da liga em termos de pontos marcados, com um valor semelhante ao de Chicago e, pela positiva, com mais do dobro dos pontos dos Jets! Sem Tua no futuro próximo, a tendência é as dificuldades manterem-se, não que o ex-Alabama tenha demonstrado muito até agora. Contudo, ainda há tempo para recuperar, e com três dos próximos quatro jogos a serem contra equipas ainda sem vitórias (Colts, Jaguars e Falcons).

det.png&h=40&w=40 25 Detroit Lions (0-3)

Das equipas ainda sem vitórias, os Lions são de longe (não que seja muito difícil) a melhor equipa e para mim melhores que algumas equipas que ainda não venceram. O calendário não foi muito amigo a começar, com jogos contra Niners, Packers e Ravens, mas as próximas três partidas estão ao alcance de uns Lions e um Jared Goff que podem perfeitamente ser a segunda melhor equipa da NFC North. Depois de muitos anos de péssimas prestações no running game, os Lions têm um par de backs dinâmico, com DeAndre Swift e Jamaal Williams que podem dar problemas a várias equipas.

chi.png&h=40&w=40 26 Chicago Bears (1-2)

Andy Dalton e Justin Fields combinaram, em três jogos, para um TD, duas picks, 133 passing yards por jogo e 15! sacks. Oof. Não me admirava nada de ver o Foles como starter um dia destes. O running game pelo menos tem conseguido uma média de 100 yards por jogo e a defesa tem estado bem a perseguir os QB's adversários, particularmente o Roquan Smith e o Khalil Mack, e os números defensivos são bem razoáveis, em tudo menos o que interessa: impedir que os adversários marquem!

hou.png&h=40&w=40 27 Houston Texans (1-2)

Estes Texans vão ganhar jogos. Porque numa divisão que também tem Indianapolis e Jacksonville, não ganhar um jogo ou outro é impossível. Kudos para o Brandin Cooks, a fazer a melhor imitação do DeAndre Hopkins possível, independentemente de quem está lá atrás a passar-lhe a bola: 107 receiving yards por jogo (terceira melhor marca da liga) a receber bolas do Tyrod Taylor e do Davis Mills é obra!

ind.png&h=40&w=40 28 Indianapolis Colts (0-3)

Tudo o que podia correr mal em Indy está a correr. É pena que ainda não tenham descoberto uma vacina para tornozelos trucidados para o Wentz, mas a verdade é que ele provavelmente não a tomava. Com o Quenton Nelson também no estaleiro, não se prevê que as coisas fiquem mais fáceis para o messias do hero-ball, nas próximas semanas.

atl.png&h=40&w=40 29 Atlanta Falcons (1-2)

Ter o quarto pior ataque da liga e a terceira pior defesa é receita para... Ganhar aos Giants? Faz sentido. O meltdown dos 28-3 continua em força, e a mais recente prova é a forma como, uma equipa que tinha ilusões de ser competitiva, escolhe um TE com a 4ª pick para basicamente não o envolver no ataque. Quando o Cordarelle Patterson, um journeyman special teamer é a melhor (e praticamente única) arma ofensiva da equipa, tanto no running como no passing game, está tudo dito.

nyg.png&h=40&w=40 30 New York Giants (0-3)

Três derrotas para abir o ano, as duas últimas com traços de sadismo. O Daniel Jones tem sido... Aceitável? E um ataque com Saquon Barkley, Kenny Golladay, Sterling Shepard, Evan Engram e Darius Slayton ser fraquinho e a culpa não ser do QB parece impossível. Mas não se preocupem, o treinador diz que vai ficar tudo bem! *olha para o calendário* @ NOLA; @ Dallas; vs. Rams; vs. Panthers; @ Kansas City; vs. Raiders; @ Tampa. Se ele diz, quem sou eu para duvidar.

jax.png&h=40&w=40 31 Jacksonville Jaguars (0-3)

Saber jogar em desvantagem é também um skill que se aprende (ver Aaron Rodgers, ou Matthew Stafford), e se o Trevor Lawrence quer ser bem sucedido na NFL vai ter que aprender rapidamente, depois de anos a não saber o que era perder. Os próximos quatro jogos para os Jags, não sendo propriamente fáceis, são todos possivelmente alcançáveis para a turma de Jacksonville e, caso o Lawrence queira provar que é o homem para carregar o franchise, vai ter que ganhar pelo menos um deles.

nyj.png&h=40&w=40 32 New York Jets (0-3)

O Zach Wilson é um bust. Eu sei que são apenas três jogos, mas se eu já o achava aquando do draft, mais certeza tenho agora. Marcar 20 pontos num jogo não é nada de especial na NFL, 23 das 32 equipas têm uma média superior a isso por jogo. Marcar 20 pontos em 3 jogos é putrido. A juntar a isso, são 7 picks em 3 jogos, 15 sacks e o running game é inexistente, com o RB com mais yards na equipa a não chegar às 30 por jogo. A defesa não é muito melhor, ainda sem qualquer pick, embora pelo menos sejam medianos em limitar o QB adversário (simplesmente porque a maioria deles nem precisa de tentar em mais de metade das partidas).

Mesquita, para quando uma tese mais atualizada? 😁

Compartilhar este post


Link para o post

OS POWER RANKINGS DO MESQUITA

Com o patrocínio de Express VPN, porque hoje em dia tudo é patrocinado por NFT's, Crypto ou VPN's.

Depois de ter feito os primeiros Power Rankings após a terceira semana da temporada, faço estes ao fim de nove semanas. Um bocadinho mais tarde do que o ideal, mas é o que se arranja. Sem mais demoras cá vamos, antes que os Raiders se lembrem de dispensar mais uma first round pick.

tb.png&h=40&w=40 1 Tampa Bay Buccaneers (6-2) ⬆️ 1

Apesar de virem de uma derrota, os Bucs ainda são, para mim, a equipa a bater na NFL, não porque são campeões em título, já que isso conta bastante pouco na NFL, mas porque têm o principal candidato ao prémio de MVP (o Brady é líder em YPG, em TD passes, mesmo com menos um jogo, e joga atrás da segunda O-Line que menos sacks permitiu até agora), têm sabido lidar com lesões na defesa, e têm uma panóplia interessantíssima de soluções para o ataque. Para além disso, têm caminho completamente aberto na NFC South (ao contário dos Cards e Rams que têm que lutar entre si) e, principalmente, nos nove jogos que ainda têm que disputar, apenas um dos opositores tem neste momento um recorde positivo (week 14 em casa contra os 5-3 Bills).

ari.png&h=40&w=40 2 Arizona Cardinals (8-1) ⬆️ 6

Arizona é de longe a grande surpresa da temporada e o segundo lugar nos Power Rankings reflecte isso mesmo. Apenas uma derrota, frente aos Packers e, nos restantes jogos, não só têm vencido como convencido, com uma margem de vitória de 13,5 pontos, incluindo atropelos aos Titans em Tennessee (por 25 pontos), em LA frente aos Rams (por 17 pontos) e em Cleveland (por 23 pontos). Os Bills são a única outra equipa com uma margem de vitória na casa da dezena de pontos. Para além disso, os Cards não o fazem apenas recorrendo a um ataque cheio de armas de qualidade, mas são também uma das melhores defesas da liga, sendo, novamente atrás dos Bills, a segunda equipa que menos pontos permitiu esta época, em igualdade com os Saints.

bal.png&h=40&w=40 3 Baltimore Ravens (6-2) ⬆️ 6

Ao fim de três semanas, e apesar do record positivo, a vida de Baltimore parecia bem complicada, depois de uma derrota contra os Raiders e de vitórias bem apertadas contra KC e Detroit, que caíram para os Ravens mas poderiam perfeitamente ter deixado Baltimore com um arranque em falso de 0-3. Desde aí, exceção feita ao desastre frente aos Bengals, que acaba por acontecer a quase todas as equipas (ver Buffalo e Dallas esta semana), Lamar e companhia têm sabido gerir muito melhor as coisas, com vitórias geralmente mais confortáveis, e com um dos ataques mais consistentes da liga, um que só por duas vezes esta época não eclipsou a barreira dos 25 pontos e que, mesmo quando não o fez, alcançou 19 pontos (na vitória em Detroit) e 17 (frente aos Bengals): só Tampa Bay, com 19 pontos tem um mínimo de pontos marcados mais alto.

lar.png&h=40&w=40 4 Los Angeles Rams (7-2) ⬇️ 3

Os Rams têm feito aquilo que as boas equipas da NFL fazem: não vacilar contra adversários que é suposto vencerem. A grande questão é se estão a altura em jogos contra equipas de similar valia. E aí a coisa já parece mais confusa: nos três jogos que, até agora, fizeram contra equipas com um recorde positivo, os Rams estão 1-2. Com mais três desses jogos até final, se a tendência continuar, os Rams podem acabar a época com um recorde de 13-4 que, sendo excelente, poderá ainda assim fazer com que terminem a época em quarto lugar da conferência e tenham pela frente um osso bem duro de roer no Wilcard Game, já que existe um claro fosso entre as cinco equipas de elite na NFC (Tampa, Arizona, Green Bay, Dallas e os próprios Rams) e ter a primeira ronda contra o 6º ou 7º classificado facilitaria e muito a vida nos playoffs.

gb.png&h=40&w=40 5 Green Bay Packers (7-2) ⬆️ 5

Exceção feita à entrada em falso na época, os Packers permanecem invictos em jogos que têm o Rodgers como QB. A questão é que é ainda uma incógnita sobre quantos jogos ele poderá falhar, não só devido ao protocolo (ainda não é certo que alinhe contra os Seahawks esta semana), mas também devido a uma eventual suspensão que possa vir aí por parte da liga (o que eu duvido muito, já que estamos a falar de um dos meninos bonitos, but still). Para além disso, vai ser interessante ver como os Packers se comportam no final de Novembro/Dezembro já que têm dois pares de jogos interessantes (em Minnesota e contra os Rams; e depois em Baltimore e contra os Browns), com uma "pausa" para a receção aos Bears ali pelo meio.

buf.png&h=40&w=40 6 Buffalo Bills (5-3) ⬇️ 3

Se é verdade que a AFC parece menos top-heavy que a NFC e, com isso, um recorde como o que Buffalo tem até agora os deixa numa melhor posição do que aquela que teriam se estivessem na outra conferência, a verdade é que desaires como os desta semana não deveriam estar a acontecer nesta altura do campeonato. Ainda assim, Buffalo tem um calendário super favorável até final da época (apenas um jogo, em Tampa, contra equipas com recorde acima de .500) e a divisão é basicamente deles por default, por isso podem dar-se a este tipo de luxos. É mais feeling que algo suportado em factos ou números, mas a verdade é que, se tivesse uma arma apontada à cabeça e me perguntassem que eu acho que vai ganhar o Super Bowl, Buffalo continua ainda a ser a minha resposta.

dal.png&h=40&w=40 7 Dallas Cowboys (6-2) ↔️

Por muito que me custe, Dallas é claramente a equipa mais forte da NFC East e, à imagem dos Packers na NFC North, Bills na AFC East e dos Titans na AFC South, não devem ter grandes problemas em ganhar a divisão. Mais que isso, Dallas deu verdadeiramente luta nas primeiras duas semanas contra adversários de elite, tenhdo ganho um dos dois jogos, antes de dominar completamente os Eagles na terceira semana, com um Dak Prescott a parecer completamente de volta. Se vencerem frente aos Panthers para a semana, os Cowboys podem perfeitamente chegar ao tradicional jogo de Ação de Graças com um record de 9-1 ou 8-2.

ten.png&h=40&w=40 8 Tennessee Titans (7-2) ⬆️ 3

Estou a ser um bocado durinho com os Titans, a equipa que para já lidera a AFC, principalmente tendo em conta a divisão em que estão. Mas a verdade é que a identidade desta equipa está tão dependente do Derrick Henry que fique difícil tê-los como contenders sem ele. A reação contra os Rams foi fenomenal, é certo, mas ainda preciso de ver se o conseguem fazer de forma consistente. Ainda assim, não vão certamente falhar os playoffs.

lac.png&h=40&w=40 9 Los Angeles Chargers (5-3) ⬇️ 3

Os Chargers são, de momento, líderes daquela que é a divisão mais equilibrada da NFL. As derrotas que têm não são despristigiantes, contra Patriots e também contra Cowboys e Ravens, duas das melhores equipas da NFL, mas a verdade é que consistência é algo que estes Chargers ainda não demonstraram verdadeiramente ter e, ao fim de oito jogos, apenas por uma vez venceram por mais de uma posse de bola. As boas notícias é que estão para já invictos na divisão algo que, no final de contas, pode mesmo vir a ser o fator decisivo na AFC West.

cle.png&h=40&w=40 10 Cleveland Browns (5-4) ⬇️ 6

Se a época terminasse agora os Brown estariam fora dos playoffs, algo que, após a semana 4, provavelmente ninguém esperaria. Entre lesões, problemas com os receivers (verem-se livres do OBJ só os vai ajudar, imho) e um dos calendários mais exigentes até agora de entre as equipas na luta pelos playoffs, o caminho tem sido complicado até aqui, mas ainda acredito que são provavelmente a segunda melhor equipa da divisão e que, mesmo com um calendário apertado no que resta da época (dois jogos com os Ravens em semanas consecutivas, idas a Green Bay e Pittsburgh e receção aos Bengals), ainda podem perfeitamente atingir o wild card e, num jogo só, estes Browns são provavelmente uma das equipas que mais medo mete aos verdadeiros contenders (se eu fosse Buffalo, Baltimore ou Tennessee, acho que preferia muito mais defrontar Chargers, Chiefs ou Raiders do que estes Browns).

cin.png&h=40&w=40 11 Cincinnati Bengals (5-4) ⬆️ 7

Se Arizona é a surpresa do ano, estes Bengals não lhe ficam muito atrás! Ainda assim, e apesar da excelente evolução que têm mostrado em relação à temporada passada, existem motivos de preocupação: depois de um início de época fenomenal, o Joe Burrow tem cometido mais e mais erros no último mês; derrotas contra Bears e Jets em jogos que deviam ter vencido vão provavelmente pesar nas contas no final da época e, principalmente, um calendário terrível até final (jogam em Vegas, Denver e Cleveland, recebem Steelers, Niners, Ravens e Chiefs), é bem possível que Cincy acabe a época 7-10 ou 8-9. Ainda assim, há mais pontos positivos que negativos, com JaMarr Chase à cabeça, favorito número 1 a Offensive Rookie of the Year, o que marcaria o primeiro WR a fazê-lo desde o OBJ em 2014.

pit.png&h=40&w=40 12 Pittsburgh Steelers (5-4) ⬆️ 9

Há treinador mais underrated na NFL que o Mike Tomlin? A consistência que, ano após ano, estes Steelers têm é fenomenal, mesmo com um Big Ben a quarterback que em qualquer outra equipa já tinha sido despachado há um par de épocas. A luta pelo Wildcard na AFC vai ser uma lotaria tremenda (há neste momento nove (!!!) equipas com 5 vitórias, mais os Colts com um recorde de 4-5) e, apesar destes Steelers provavelmente não meterem medo a ninguém na postseason, são provavelmente uma daquelas equipas que é bem capaz de passar pelos pingos da chuva, enquanto que equipas mais flashy como Cincinnati, Chargers ou até mesmo os Chiefs podem acabar por ficar de fora.

ind.png&h=40&w=40 13 Indianapolis Colts (4-5) ⬆️ 15

Os Colts são a equipa que mais subiu nestes Power Rankings desde a semana 3, muito fruto de terem quatro vitórias nos últimos seis jogos. Indianapolis é outra daquelas equipas que não parece capaz de vencer equipas de maior qualidade (as derrotas com Titans e Ravens parecem prová-lo) mas, quando competem numa AFC tão equilibrada, vencer os jogos que é suposto vencerem pode bem ser suficiente, principalmente quando, daqui até final, têm ainda três jogos contra Jaguars e Texans. O par de jogos que vão ter nas semanas 11 e 12 vão provavelmente ajudar a perceber se estes Colts podem ou não ir aos playoffs, já que jogam em Buffalo e recebem os Buccaneers e, caso percam ambos os jogos, as coisas ficam desde logo muito complicadas.

ne.png&h=40&w=40 14 New England Patriots (5-4) ⬆️ 6

Depois de década e meia de ter os Patriots sempre nas notícias, acaba por ser quase criminoso ver o tão pouco destaque que estão a ter este ano. Exceção feita à homecoming do Brady, quase não se ouve falar de New England, o que não deixa de ser estranho já que estão em posição de playoffs, vindos de três vitórias consecutivas, com um rookie quarterback. Se conseguirem mesmo chegar aos playoffs, é a primeira vez que tal acontece desde os Ravens e Lamar Jackson em 2018.

no.png&h=40&w=40 15 New Orleans Saints (5-3) ⬆️ 1

Se há uma coisa que não se pode dizer dos Saints é que não assumem a identidade do seu QB. Depois de anos com o Brees ao leme, com a sua qualidade e foco ofensivo, agora são a perfeita encarnação do Winston: imprevisíveis e inconstantes. Têm vitórias impressionantes contra Packers, Bucs. Resultados extremamente sólidos com vitórias em New England e em Seattle, mas depois perdem contra Giants, Panthers e Falcons (estas duas são especialmente más por serem na divisão). Ainda assim, parece-me que são uma das equipas mais capazes de atingir os PO's na NFC, mais que não seja por exclusão de partes.

kc.png&h=40&w=40 16 Kansas City Chiefs (5-4) ⬇️ 2

As boas notícias é que os Chiefs estão pela primeira vez acima de .500 desde a semana 1, pela primeira vez conseguiram vencer jogos consecutivos, e, os últimos quatro jogos permitiram uma média de 16 pontos, por oposição aos quase 33 por jogo que permitiram nas primeiras cinco semanas. As más notícias é que venceram frente a uns Packers sem Rodgers, o Mahomes continua com um rácio de apenas 2TD's por cada pick (depois de ter um rácio de 4.75 no resto da carreira) e a defesa continua a ser um problema dos grandes (permitem mais yards por jogo do que equipas como Jacksonville ou Detroit), muito devido a terem o segundo pior pass rush da liga, apenas atrás dos Falcons.

lv.png&h=40&w=40 17 Las Vegas Raiders (5-3) ⬇️ 12

Depois de começarem a época 3-0, tudo o que podia ter corrido mal a Las Vegas tem corrido. Começando pelo Gruden, passando pelo Henry Ruggs, pelos sucessivos falhanços com first round picks... Por favor alguém liberte o Derek Carr daquela equipa, tem tudo para ser o próximo Tannehill. As coisas não devem tender a melhorar já que, até ao final da temporada, apenas 2 dos 9 jogos que faltam são contra equipas abaixo de .500, sendo uma dessas equipas os Colts.

atl.png&h=40&w=40 18 Atlanta Falcons (4-4) ⬆️ 11

Quem diria, no início da temporada, que os Falcons estariam na luta por um wildcard spot com Vikings e Saints? Mais ainda depois do atropelo que sofreram em casa na semana 1. Não sei até que ponto isto será sustentável, já que até agora apenas jogaram contra duas equipas com recordes acima de .500 (1-1 nesses jogos), mas também ninguém diria que o Cordarrelle Patterson se ia transformar, aos 30 anos, na segunda encarnação do Christian McCaffrey.

den.png&h=40&w=40 19 Denver Broncos (5-4) ⬇️ 4

Alguém me consegue explicar estes Broncos? Começam a época 3-0, a permitir menos de uma dezena de pontos por jogo (certo, os adversários eram fraquinhos, mas ainda assim) e com uma defesa que diziam ser das melhores da NFL. Seguem essa série com quatro derrotas consecutivas, a permitir 25 pontos por jogo e a serem dados como completamente fora dos playoffs. Vencem um jogo contra Washington que não significa grande coisa, trocam o Von Miller na deadline para depois secarem completamente o Dak e os Cowboys passado um par de dias. Continuo a achar que não vão a lado nenhum, principalmente na AFC West, mas lógica é coisa que não parece existir para os lados do Colorado.

min.png&h=40&w=40 20 Minnesota Vikings (3-5) ⬇️ 1

Saltem este parágrafo se já leram esta história antes: equipa que ganha a adversários mais fracos, mas que não parece capaz de roubar jogos quando a oposição sobe de nível. Yap, Minny também é uma dessas equipas. A parte mais complicada é que, ao contrário de outras equipas às quais esta realidade se aplica, o que resta do calendário para os Vikings não é de todo fácil, com idas a LA frente aos Chargers e a Green Bay, receções aos Packers, Steelers e Rams. Ainda assim, na NFC, é bem possível que ainda estejam na luta até final, e um recorde de 8-9 pode ser suficiente para a postseason, especialmente se não vacilarem contra Detroit e Chicago.

sea.png&h=40&w=40 21 Seattle Seahawks (3-5) ⬇️ 4

As coisas já não estavam fáceis para Seattle e mais difíceis ficaram com a lesão do Russ. Ainda assim, até final têm cinco jogos ao seu alcance e, caso consigam roubar um jogo a Carolina/Rams, podem perfeitamente ser uma das equipas a ir aos playoffs. Passar uma ronda é que já me parece mais difícil. Se conseguirem ter a sorte de, esta semana, defrontar uns Packers ainda sem Rodgers, tanto melhor, caso contrário é bem possível que cheguem ao final de Novembro com um recorde de 3-7.

sf.png&h=40&w=40 22 San Francisco 49'ers (3-5) ⬇️ 9

Mais uma época perdida para os Niners, e esta especialmente dolorosa, já que estão a ver os Cardinals a fazerem aquilo que era suposto serem eles a fazer. O Jimmy parece cada vez mais ser um sitting duck, e resta saber se San Francisco vai acabar por dar uma hipótese ao Trey Lance no que resta da temporada. Quer-me parecer que, se San Francisco não vencer dois dos próximos três jogos (vs. Rams, @ Jacksonville, vs. Vikings), o Shanahan vai mesmo ter que fazer isso, até porque o lugar dele pode estar cada vez mais tremido, e um final de época prometedor com o Lance ao leme pode dar-lhe uma almofada para continuar.

nyg.png&h=40&w=40 23 New York Giants (3-6) ⬆️ 7

Philadelphia vive e morre nas trincheiras. Com três dos cinco titulares da O-Line com lesões, dois deles de fora por um longo período, o pesadelo da temporada passada parece estar de regresso. A juntar a isso, a lesão de Brandon Graham na D-Line, o melhor e mais consistente defensor dos Eagles nos últimos cinco anos apenas tem sido camuflada porque Javon Hargreave tem sido o melhor Defensive Tackle que não se chama Aaron Donald da NFC. Com a receção aos Chiefs de seguida, Philadelphia não tem tempo para respirar, pior ainda quando a seguir a isso joga nos estádios dos ainda invictos Panthers e Raiders, com a receção aos campeões em título pelo meio. 1-6 parece o mais provável.

phi.png&h=40&w=40 24 Philadelphia Eagles (3-6) ⬇️ 1

Quem diria que correr a bola quando os teus running backs são os melhores da liga em yards per carry daria resultado? Não é suficiente para compensar a nulidade que o Jalen Hurts tem sido como quarterback (como running back não é mau), muito menos a produção abismal que a D-Line tem tido (aquele que supostamente era o ponto forte da equipa, alguém que avise o Gannon que blitzes são permitidos), mas é algo! Os Eagles tem provavelmente o calendário mais fácil da NFL nas semanas que faltam (@ Denver, vs. Saints, @ Giants, @ Jets, vs. Washington, vs. Giants, @ Washington, vs. Cowboys, na última semana, com a divisão provavelmente mais do que decidida), por isso é de prever que terminem 7-10, a pick seja medíocre e o Howie Roseman continue mais um ano a hipotecar o futuro do franchise.

car.png&h=40&w=40 25 Carolina Panthers (4-5) ⬇️ 13

OOF. Maior descida nos Power Rankings desde a semana 3 (yap, ainda pior que os Raiders). A lesão do CMC veio pôr a descoberto as fragilidades do Darnold e aquela que era uma equipa imbatível ao fim de três semanas, está agora atrás dos Falcons (equipa que até venceram a semana passada, porque a NFL não faz sentido). Darnold nas primeiras três semanas: 68% completion rate, 296YPG, 3 TD's, 1 pick, 99 passer rating; Darnold desde então: 55% completion rate, 183YPG, 4TD's, 10 picks, 56 passer rating. Yikes!

chi.png&h=40&w=40 26 Chicago Bears (3-6) ↔️

Depois de até ter começado com duas vitórias nos seus primeiros três starts (mesmo com números bem fraquinhos de 51% completion rate, 129YPG e apenas um TD e uma pick), Justin Fields e os Bears têm sido medonhos, com quatro derrotas consecutivas. O ataque é terrível (apesar de parecer estar a melhorar nas últimas duas semanas, as únicas duas vezes na época que passaram dos vinte pontos) e a defesa, mesmo com jogadores como Khalil Mack, Robert Quinn e Roquan Smith a terem números individuais interessantes, também não tem sido suficiente para catapultar os Bears para resultados decentes. Vamos a ver quanta paciência vão ter em Chicago com o Fields, mas não me espantaria muito se daqui a um par de anos assistíssemos à repetição do debate Trusbisky-Mahomes, mas desta vez com Justin Fields e Mac Jones.

wsh.png&h=40&w=40 27 Washington Football Team (2-6) ⬇️ 5

Alguém se lembra de algo relevante que se tenha passado em Washington esta temporada? Façam lá um esforço... Lesão do Fitzpatrick, o Blewiit a durar um par de semanas, com aquele que é provavelmente o pior nome de sempre para um kicker e... Mais nada. Incrível que uma equipa com jogadores tão interessantes como o McLaurin ou o Chase Young consiga ser tão sensaborona. E eu até os vejo mais que o habitual, já que são da NFC East!

jax.png&h=40&w=40 28 Jacksonville Jaguars (2-6) ⬆️ 7

Os Jags estão 2-2 desde que o Urban Meyer afalfou a moçoila no bar. If it works... Alguém que se rebole no Trevor Lawrence a ver se o rapaz acaba a época com mais TD's que picks. Aproximar-se dele não deve ser problema, com aquela O-Line.

mia.png&h=40&w=40 29 Miami Dolphins (2-7) ⬇️ 5

Não era suposto os Dolphins serem competitivos este ano? Que crl se passou... Eu sei que QB's de Alabama nunca é boa ideia (falo com conhecimento de causa), mas isto tem sido pior que mau. Esta semana ganharam (contra os Texans conta?) e ainda tem um par de jogos contra os Jets, por isso é possível que até acabem o ano com umas cinco vitórias. Ao menos pode ser que saquem alguém decente no draft do próximo ano. Oh wait...

nyj.png&h=40&w=40 30 New York Jets (2-6) ⬆️ 2

Os Jets já usaram três QB's esta temporada. O Zach Wilson, 2ª pick do draft, tem um record de 1-5, 57.5% completion rate, 4.9 yards/attempt, 4 TD's e 9 picks. Os dois QB's não chamados Zach Wilson têm um record de 1-1, 70% completion rate, 7.8 yards/attempt, o dobro dos TD's e basicamente metade das picks (5). Estamos a falar obviamente das super-estrelas Mike White, 5th rounder em 2018, que até este ano nunca tinha jogado na NFL; e Josh Johnson, um veteraníssimo do draft de 2008, também escolhido na 5ª ronda, que na última década fez uma média de 10 passes por ano na NFL (na realidade esteve entre 2011 e 2018 sem jogar, fez uns passes em 2018 e agora regressou ao ativo nos Jets). Quando o melhor QB dos Jets na última década e meia é o Mark Sanchéz está tudo dito.

det.png&h=40&w=40 31 Detroit Lions (0-8) ⬇️ 6

Os Lions são a única equipa ainda sem vitórias este ano e, se nas primeiras cinco semanas da época parecia que eram competitivos e o facto de estarem a seco era apenas azar, as últimas três semanas têm sido bem piores, com derrotas por 23, 9 e 38 pontos, respetivamente. Vamos a ver se após o bye, contra uns Steelers que jogaram segunda-feira à noite (bom scheduling, já agora), os Lions aparecem com vigor renovado.

hou.png&h=40&w=40 32 Houston Texans (1-8) ⬇️ 5

Estes Texans são maus, historicamente maus. Em cinco dos nove jogos não chegaram à dezena de pontos e apenas por uma vez não sofreram mais de 20 (esta semana, contra os Dolphins). Com uma média de 14 pontos por jogo (11, se excluirmos a vitória que tiveram na semana 1), os Texans são o pior ataque em termos de pontos desde os Cardinals de 2018 e vão a um ritmo que lhes daria um diferencial de pontos de -232 no final da época (ajustado a uma temporada de 16 jogos), o que seria a pior marca desde os Rams de 2009.

Editado por Carson Wentz
  • Like 4

Compartilhar este post


Link para o post

Tudo acontece hoje em DC. O Brady já tem duas picks (não teve a terceira por milímetros), o Terry McLaurin saiu lesionado e agora o Chase Young também parece ter tido uma lesão grave.

 

No meio de tudo isto, os Bucs perdem 13-0.

Compartilhar este post


Link para o post

Demaryius Thomas, ex WR dos Broncos, foi encontrado morto aos 33 anos. 

Compartilhar este post


Link para o post

Segunda semana seguida que o Harbaugh atira o jogo ao lixo ao tentar 2-PT conversion em vez de empatar o jogo com o Tucker.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Carson Wentz, Em 20/12/2021 at 00:33:

Segunda semana seguida que o Harbaugh atira o jogo ao lixo ao tentar 2-PT conversion em vez de empatar o jogo com o Tucker.

Penso que é um pouco de arrogância por parte dos Ravens, e com isso já perderam a liderança da divisão para os Bengals.

btw, é desta que o Teddy reforma-se?

Compartilhar este post


Link para o post

 

Fritou a pipoca, outra vez.

 

E o Chase é máquina todos os dias. Bateu o record de receiving yards por um rookie. Já vai com 266 hoje.

Editado por Carson Wentz

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Carson Wentz, há 1 hora:

 

Fritou a pipoca, outra vez.

 

E o Chase é máquina todos os dias. Bateu o record de receiving yards por um rookie. Já vai com 266 hoje.

O Burrow está numa forma brutal

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Carson Wentz, há 17 horas:

 

Fritou a pipoca, outra vez.

 

E o Chase é máquina todos os dias. Bateu o record de receiving yards por um rookie. Já vai com 266 hoje.

Estranho era ainda não ter fritado... Sabes quando um gajo fala do Paim, que era melhor que o Ronaldo, um potencial do camandro, mas nunca o viste jogar pela equipa principal do Sporting, ficas sempre a pensar se era mesmo verdade. Este tu viste e tens a noção que se não fosse a cabeça dele só, provavelmente, o Jerry Rice é que fazia-lhe frente.

E houve pessoal a reclamar da escolha, "deviam escolher o Sewell". (eu fui um desses) 😶

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ed, há 7 horas:

Estranho era ainda não ter fritado... Sabes quando um gajo fala do Paim, que era melhor que o Ronaldo, um potencial do camandro, mas nunca o viste jogar pela equipa principal do Sporting, ficas sempre a pensar se era mesmo verdade. Este tu viste e tens a noção que se não fosse a cabeça dele só, provavelmente, o Jerry Rice é que fazia-lhe frente.

Existe uma lista no reddit sobre todas as peripécias da carreira dele que é uma obra-prima/um caso de estudo.

 

Já agora, era para fazer Power Rankings a semana passada, mas com as festas foi de todo impossível. Fazer uns agora, antes da última semana também não tem grande sentido. Deixo antes aqui aquelas que seriam as minhas escolhas para os prémios de final de ano:

 

NFL MVP - Aaron Rodgers, QB gb.png&h=40&w=40

Offensive Player of the Year - Jonathan Taylor, RB ind.png&h=40&w=40

Defensive Player of the Year - TJ Watt, EDGE pit.png&h=40&w=40

Offensive Rookie of the Year - Ja'Marr Chase, WR cin.png&h=40&w=40

Defensive Rookie of the Year - Micah Parsons, LB dal.png&h=40&w=40

Comeback Player of the Year - Joe Burrow, QB cin.png&h=40&w=40

Coach of the Year - Mike Vrabel ten.png&h=40&w=40

 

All Pro Teams:

QB1: Aaron Rodgers gb.png&h=40&w=40 | QB2: Tom Brady tb.png&h=40&w=40

RB1: Jonathan Taylor ind.png&h=40&w=40 | RB2: Joe Mixon cin.png&h=40&w=40

WRx1: Cooper Kupp lar.png&h=40&w=40 | WRx2: Deebo Samuel sf.png&h=40&w=40

WRy1: Davante Adams gb.png&h=40&w=40 | WRy2: Tyreek Hill kc.png&h=40&w=40

WRz1: Ja'Marr Chase cin.png&h=40&w=40 | WRz2: Justin Jefferson min.png&h=40&w=40

TE1: Mark Andrews bal.png&h=40&w=40 | TE2: Travis Kelce kc.png&h=40&w=40

LT1: Trent Williams sf.png&h=40&w=40 | LT2: Tyron Smith dal.png&h=40&w=40

LG1: Joel Bitonio cle.png&h=40&w=40 | LG2: Ali Marpet tb.png&h=40&w=40

C1: Creed Humphrey kc.png&h=40&w=40 | C2: Jason Kelce phi.png&h=40&w=40

RG1: Zack Martin dal.png&h=40&w=40 | RG2: Wyatt Teller cle.png&h=40&w=40

RT1: Tristan Wirfs tb.png&h=40&w=40 | RT2: Lane Johnson phi.png&h=40&w=40

EDGE1: TJ Watt pit.png&h=40&w=40 | EDGE2: Robert Quinn chi.png&h=40&w=40

EDGE1: Myles Garrett cle.png&h=40&w=40 | EDGE2: Maxx Crosby lv.png&h=40&w=40

DT1: Aaron Donald lar.png&h=40&w=40 | DT2: Christian Wilkins mia.png&h=40&w=40

DT1: Cameron Heyward pit.png&h=40&w=40 | DT2: Larry Ogunjobi cle.png&h=40&w=40

EDGE/OLB1: Matthew Judon ne.png&h=40&w=40 | EDGE/OLB2: Chandler Jones ari.png&h=40&w=40

LB1: Micah Parsons dal.png&h=40&w=40 | LB2: De'Vondre Campbell gb.png&h=40&w=40

LB1: Darius Leonard ind.png&h=40&w=40 | LB2: De'Mario Davis no.png&h=40&w=40

CB1: Jalen Ramsey lar.png&h=40&w=40 | CB2: Darius Slay phi.png&h=40&w=40

CB1: JC Jackson ne.png&h=40&w=40 | CB2: Xavien Howard mia.png&h=40&w=40

S1: Kevin Byard ten.png&h=40&w=40 | S2: Micah Hyde buf.png&h=40&w=40

S1: Antoine Winfield Jr. tb.png&h=40&w=40 | S2: Quandree Diggs sea.png&h=40&w=40

K1: Justin Tucker bal.png&h=40&w=40 | K2: Matt Gay lar.png&h=40&w=40

P1: AJ Cole lv.png&h=40&w=40 | P2: Michael Dickson sea.png&h=40&w=40

KR1: Braxton Berrios nyj.png&h=40&w=40 | KR2: Kene Nwangwumin.png&h=40&w=40

PR1: Jakeem Grant chi.png&h=40&w=40 | PR2: Devin Duvernay bal.png&h=40&w=40

  • Like 2

Compartilhar este post


Link para o post

Não faço equipas All-Pro que ando meio afastado do assunto, mas... Nos prémios concordo com os que puseste, se bem que estou a ver o Zac Taylor com o prémio de treinador, acrescentava o LaFleur à lista, mas deve muito ao Rodgers. 

O jogador defensivo, ainda estou a ver o Parsons fazer a dobradinha.

Compartilhar este post


Link para o post

Para quem quiser dar um olho nos jogadores do próximo draft, o roster da senior bowl foi anunciado

Citação

2022 Senior Bowl participants

QUARTERBACK

Sam Howell, North Carolina

Kenny Pickett, Pittsburgh

Desmond Ridder, Cincinnati

Carson Strong, Nevada

Malik Willis, Liberty

Bailey Zappe, Western Kentucky

 

RUNNING BACK

James Cook, Georgia

Jeremiah Hall (FB), Oklahoma

Hassan Haskins, Michigan

Connor Heyward (FB), Michigan State

Dameon Pierce, Florida

D'Vonte Price, FlU

Brian Robinson Jr., Alabama

Abram Smith, Baylor

Rachaad White, Arizona State

 

WIDE RECEIVER

Calvin Austin III, Memphis

Jahan Dotson, Penn State

Romeo Doubs, Nevada

Dontario Drummond, Mississippi

Danny Gray, SMU

Velus Jones Jr., Tennessee

Bo Melton, Rutgers

Alec Pierce, Cincinnati

Reggie Roberson Jr., SMU

Khalil Shakir, Boise State

Jalen Tolbert, South Alabama

Tre Turner, Virginia Tech

 

TIGHT END

Daniel Bellinger, San Diego State

Grant Calcaterra, SMU

Jake Ferguson, Wisconsin

Charlie Kolar, Iowa State

Isaiah Likely, Coastal Carolina

Trey McBride, Colorado State

Jeremy Ruckert, Ohio State

Cole Turner, Nevada

 

OFFENSIVE LINE

Spencer Burford, UTSA

Daniel Faalele, Minnesota

Luke Goedeke, Central Michigan

Marquis Hayes, Oklahoma

Ed Ingram, LSU

Zion Johnson, Boston College

Braxton Jones, Southern Utah

Darian Kinnard, Kentucky

Abraham Lucas, Washington State

Max Mitchell, Louisiana

Dylan Parham, Memphis

Chris Paul, Tulsa

Trevor Penning, Northern Iowa

Bernhard Raimann, Central Michigan

Jamaree Salyer, Georgia

Justin Shaffer, Georgia

Lecitus Smith, Virginia Tech

Cole Strange, UT-Chattanooga

Andrew Stueber, Michigan

Matt Waletzko, North Dakota

Nick Zakelj, Fordham

 

EDGE RUSHER

Amaré Barno, Virginia Tech

Micheal Clemons, Texas A&M

Arnold Ebiketie, Penn State

Kingsley Enagbare, South Carolina

Jermaine Johnson, Florida State

Jesse Luketa, Penn State

Boye Mafe, Minnesota

DeAngelo Malone, Western Kentucky

Jeremiah Moon, Florida

Esezi Otomewo, Minnesota

Dominique Robinson, Miami (Ohio)

Myjai Sanders, Cincinnati

Tyreke Smith, Ohio State

Cameron Thomas, San Diego State

 

DEFENSIVE LINE

Zachary Carter, Florida

Neil Farrell Jr., LSU

Haskell Garrett, Ohio State

Logan Hall, Houston

Travis Jones, Connecticut

Phidarian Mathis, Alabama

Josh Paschal, Kentucky

John Ridgeway, Arkansas

Perrion Winfrey, Oklahoma

Devonte Wyatt, Georgia

 

LINEBACKER

Troy Andersen, Montana State

Brian Asamoah, Oklahoma

Darrian Beavers, Cincinnati

Terrel Bernard, Baylor

Damone Clark, LSU

Aaron Hansford, Texas A&M

D'Marco Jackson, Appalachian State

Devin Lloyd, Utah

Chad Muma, Wyoming

Mike Rose, Iowa State

Channing Tindall, Georgia

Quay Walker, Georgia

 

CORNERBACK

Coby Bryant, Cincinnati

Tariq Castro-Fields, Penn State

Akayleb Evans, Missouri

Mario Goodrich, Clemson

Marcus Jones, Houston

Derion Kendrick, Georgia

Damarri Mathis, Pittsburgh

Zyon McCollum, Sam Houston State

Roger McCreary, Auburn

Riley Moss, Iowa

Alontae Taylor, Tennessee

Cam Taylor-Britt, Nebraska

Josh Thompson, Texas

Jaylen Watson, Washington State

Joshua Williams, Fayetteville State

Tariq Woolen, UTSA

 

SAFETY

Tycen Anderson, Toledo

Jaquan Brisker, Penn State

Bryan Cook, Cincinnati

Yusuf Corker, Kentucky

JoJo Domann, Nebraska

Leon O'Neal, Texas A&M

Jalen Pitre, Baylor

Sterling Weatherford, Miami (Ohio)

 

SPECIALISTS

Cal Adomitis (LS), Pittsburgh

Jake Camarda (P), Georgia

Andrew Mevis (K), Iowa State

Jordan Silver (LS), Arkansas

Jordan Stout (P), Penn State

Editado por vakjew

Compartilhar este post


Link para o post

Que p*ta de jogão do Herbert, ontem, no 4º período. Foi pena ter acabado a época para os Chargers, mas continuo cada vez fã do miúdo.

Quanto aos PO, o jogo com os Steelers acho que será mais difícil do que parece. No entanto, se for difícil com os Steelers, então mais vale ir pra casa, porque os Bengals vão varrer os Raiders e assusta-me enfrentar a dupla Burrow/Chase a seguir. Ainda na mesma conferência, não me surpreendia dos Patriots eliminarem os Bills (e seria mais uma desilusão de época para o Josh Allen), mas parece-me ser curtos pra ir muito mais além. Depende do regresso do Henry, também.

Prevejo na AFC: Bengals/Chiefs & Patriots/Titans -> Chiefs/Titans -> who knows? A rushing defense dos Chiefs pode-se tornar uma autêntica auto-estrada, a qualquer momento.

Na NFC, confio mais nos Rams do que nos Cardinals, apesar de serem ambas imprevisíveis. No outro, o Brady vai abalroar os Eagles. Este ano, queria ver os Cowboys a serem atropelados pelo Rodgers, portanto: Rams/Bucs & Cowboys/Packers -> Bucs/Packers -> Packers no SB

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa de ser membro desta comunidade para poder comentar

Criar uma conta

Registe-se na nossa comunidade. É fácil!

Criar nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Autentique-se agora
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...