Ir para conteúdo

Kiko17

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    1.522
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    941 [ Doar pontos ]

Sobre Kiko17

  • Data de Nascimento 11-08-1990

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino
  • Origem
    Santa Maria da Feira

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está a ser visualizado por outros utilizadores.

  1. 23h. Os estabelecimentos comerciais é que têm de fechar às 15h.
  2. Isto é um milagre. Noutros tempos era morte certa.
  3. Porque se desenvolveram tão rápido as vacinas para o COVID-19
  4. https://www.publico.pt/2020/11/18/politica/noticia/novo-estado-emergencia-ja-sabe-1939686 Fica aqui, porque o observador ainda mete as notícias do covid como Premium.
  5. A questão do fim de semana dos finados, penso que veio mais de ter sido na semana da Fórmula 1. A mim a proibição de circular entre concelhos no fim de semana por exemplo, não me chocou e compreendi. Quanto a não estarmos realmente em emergência na altura que isso foi anunciado, é subjetivo. Os números já eram mais altos que quando foi declarado o primeiro estado de Emergência, porque não se declara? Eu sei que ia haver uma grande parte da sociedade que ia criticar e aí é que, na minha opinião, uma comunicação mais clara e eficiente do governo poderia ajudar. O PM deu uma entrevista no dia 19 de Outubro a dizer que o SNS e o país estavam preparados para uma segunda vaga. Hoje, três semanas depois, diz que ninguém previu que a segunda vaga chegasse tão cedo. Em que ficámos? Se estávamos preparados para uma segunda vaga, como é que não se previa que chegasse tão cedo. São estas falhas de comunicação que acabaram, embora de forma indireta, por passar a ideia que afinal não estávamos assim tão mal e que se podia fazer tudo, e aqui falo na sociedade em geral, principalmente nos mais jovens e ao mesmo tempo na faixa etária mais idosa. Isto porque os putos têm a mania que são rebeldes e os velhos são uns casmurros de primeira. Disse ainda que "as pessoas, no seu conjunto, não reagiram tão prontamente como reagiram no passado", e embora concorde, em parte, com esta declaração, continua a tentar sacudir responsabilidades.
  6. Estudo arrasa dados da DGS sobre Covid-19 usados em análises científicas Dados da DGS errados? Trata-se de "vigilância epidemiológica" para "agir rapidamente"
  7. Depende, a lista de concelhos será revista na próxima quinta-feira podendo sair alguns concelhos da mesma e entrar outros.
  8. Não, o que estou a criticar é não haver clareza nas comunicações ao país que depois levam a interpretações dúbias no que toca às medidas.
  9. Aqui dou-te toda a razão, mas até sair o DL ninguém sabia e isso não ficou explícito. Eu sei que pode parecer que estou a criticar só por criticar, mas não estou. Como disse só não concordo com uma medida, de resto força nisso. Crítico isso sim a desresponsabilização que querem passar e a péssima comunicação que têm tido até aqui. Totalmente de acordo com tudo, mas muita gente não quer perceber que isso que escreveste no último post aconteceu e está a acontecer.
  10. Deviam ter implementado o recolher obrigatório entre as 23 e as 5, para os 7 dias da semana nessa altura e podiam e deviam ter impedido que eventos como o que aconteceu há 15 dias atrás se realizasse com tanta gente. E uma coisa que nunca percebi é o porquê de não se exigir teste negativo ao Covid na entrada em Portugal no aeroporto. Sim, eu sei que é muito fácil falar depois das coisas acontecerem e tenho perfeita noção de que o Governo vai implementando as medidas consoante a evolução da pandemia, mas se em Março tomou medidas preventivas e as pessoas não se queixaram, porque não fazê-lo agora? Era uma questão de fazer uma boa comunicação, coisa que de momento não existe. A única medida que crítico das que foram anunciadas no Sábado, é o recolher obrigatório aos fins de semana entre as 13 e as 5 porque não me parece que vá fazer qualquer tipo de diferença. E já agora mais uma prova de que a comunicação tem sido má, é que não ficou sequer explícito que poderias sair nesse período para ir ao supermercado, o que caso não acontecesse ia levar a ajuntamentos bem maiores que o habitual.
  11. O meu problema não é ficar fechado dois fins de semana (não vão ser só dois, mas é o que temos), porque como disse fechado já estou eu há muito tempo. Quanto às medidas que tomaram em Outubro, e embora não o tenha escrito aqui, a minha opinião é que pecaram por escassas. A fiscalização não existe, pelo menos da forma que devia existir e não era limitar os ajuntamentos a 5 pessoas na via pública que ia mudar o que quer que seja. Deviam ter sido mais duros aí para travar os problemas que se estão a ver agora. Eu percebo que a situação evolua todos os dias e que o hoje é verdade, amanhã já não é. Mas neste momento a mensagem que as comunicações dos altos representantes passam é de completo "descontrolo" ( não é bem este o termo que quero usar, mas estou demasiado cansar para estar a pensar nisso agora) por quem nos governa. Fui dos primeiros aqui a elogiar o governo quando tudo isto começou e não mudo uma vírgula daquilo que disse no início. Mas quando acho que devo criticar, e estou no meu direito, tal como tu estás no teu de elogiar, critico. O estado das coisas descontrolou-se e eu percebo que é preciso controlar a saúde e a economia ao mesmo tempo. E sendo que estas medidas não afetam ninguém do meu agregado familiar mais próximo, até me podia estar aqui a marimbar para isso. Mas também sei de casos de pessoas, nomeadamente no ramo da restauração que estão a pensar fechar as portas porque não lhes compensa ter a porta aberta. O recolher obrigatório às 13 ao sábado e ao domingo é para mim a única medida que não faz sentido, porque vai levar a um maior aglomerado de pessoas da parte da manhã em supermercados e feiras. Como é óbvio posso estar enganado (quem me dera que esteja), mas infelizmente é muito provável que assim seja. Atenção, percebo o teu lado e percebo a parte do governo. Nós, os portugueses, temos responsabilidade, mas o governo também a tem e não se pode bater palmas ao governo só porque agiu bem no começo da pandemia.
  12. Eu não concordo com as medidas, mas não quer dizer que não ache que deviam ter sido tomadas medidas (não necessariamente estas) quando os números começaram a passar os 1500 casos diários e já era evidente que isto ia descambar. Mas preferiram andar com paninhos quentes a dizer que estavamos mais bem preparados para uma segunda vaga, que o SNS tinha capacidade para aguentar, a tentar "vender" a aplicação para a qual não fornecem os códigos às pessoas para introduzir o que na verdade só demonstra a inutilidade da mesma, a incentivar as pessoas a irem a espetáculos a permitirem 27000 pessoas na fórmula 1, para depois fecharem toda a gente em casa ao fim de semana porque isto está muito mal. Dizeres que a comunicação de todos os intervenientes não tem sido desastrosa, só pode ser gozo. O Costa diz uma coisa no Sábado, a Graça Freitas diz outra coisa na Segunda, o Marcelo diz outra na Terça e assim continuámos. Não podemos parar a economia, mas não saia de casa porque não se pode infetar. Não pode estar fora de casa depois das 23, mas vá a espetáculos porque a cultura precisa de dinheiro. Quanto ao horário a que foram anunciadas as medidas, não fui o único a criticar e muito menos o primeiro. Pensei que o Conselho de Ministros tivesse terminado mais cedo, visto que o Costa teve tempo para parabenizar o Biden pela vitória, mas afinal estava enganado.
  13. A indignação está aqui, as medidas concorde-se ou não com elas, pecam por tardias. A comunicação tem saído completamente ao lado ,ninguém anuncia medidas às 23h de sábado (não sei se foi às 23 porque só vi hoje de manhã, mas pelo que percebi foi por volta dessa hora) e é incoerente como tudo. Hoje é uma coisa e amanhã já é outra. Sacudir a água do capote, devido à falta de investimento no SNS para preparar a segunda vaga é rídiculo, continuar a desvalorizar o papel dos transportes públicos na transmissão do vírus é inconsciente e mais poderíamos apontar. Eu percebo que o Governo não está numa posição fácil, longe disso, mas um bocadinho mais de transparência e, acima de tudo, de responsabilidade, não lhes ficava nada mal. E sim, a população em geral também tem culpa, mas não são os únicos responsáveis.
  14. As medidas, além de não fazerem sentido nenhum, pecam por tardias (tal como o @Vaart10 disse, isto não são medidas preventivas, mas sim paliativas). A comunicação tem sido vergonhosa e completamente contraditória de um dia para o outro. E para agravar ainda mais a situação, é evidente que houve completo descuido na preparação de uma, mais que certa, segunda vaga. Não esquecer que a senhora da DGS, e com todo o respeito por ela porque apanhou uma verdadeira bomba nas mãos, disse em Janeiro que o vírus nunca cá iria chegar e depois foi o que se viu (dou-lhe a benesse de um total desconhecimento dos métodos de transmissão na altura). @Ghelthon é muito bonito dizer que os Restaurantes podem continuar a trabalhar, porque podem fazer entregas em casa, mas não te podes esquecer que uma Pizza Hut ou Telepizza que têm centenas de lojas e que já praticam as entregas em casa há anos, não é exatamente o mesmo que o @Mesut Ozil começar amanhã a fazer entregas em casa. A margem de lucro dele ia ser muito pequena, se é que tivesse sequer lucro. Quanto a dizeres que os outros negócios provavelmente vão ter que fechar, nem vou comentar. Só demonstra que o teu nível de empatia e compreensão está ao nível de um rochedo. Casos como o que o @Mafia_SCP falou são preocupantes, e muito mais comuns que aquilo que possámos pensar. O nível de saturação está alto, as pessoas estão fartas das restrições e ainda mais saturados estarão aqueles que como eu têm cumprido tudo à regra, para depois ver os outros a deitar o seu esforço por água abaixo. Muita força para os médicos aqui do fórum que estão na linha da frente. Já agora, fazem hoje exatamente duas semanas que aconteceu aquela vergonha em Portimão, mas na altura não dava jeito que houvessem restrições.
×
×
  • Criar Novo...