Ir para conteúdo

whatever

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    18.833
  • Registo em

  • Última visita

Sobre whatever

  • Rank
    Membro Honorário
  • Data de Nascimento 13-12-1917

Informação de perfil

  • Sexo
    Não especificado

Últimos Visitantes

3.665 visualizações
  1. Tem bom gosto e é boa comida. O pessoal dos restaurantes naturalmente está muito satisfeito, na notícia que vi um deles falou em ter quadruplicado o número de clientes e pelo menos dois os proprietários falaram em jogada de marketing de génio.
  2. https://sicnoticias.pt/pais/2023-09-23-Roteiro-gastronomico-de-Isaltino-Morais-duplicou-clientes-nos-restaurantes-em-Oeiras-488f9ecd Rouba, mas faz, ponham os olhos.
  3. Não têm de todo a mesma génese conservadora, podem ser os três igualmente maus, mas isso não quer dizer que tenham partido do mesmo ponto e chegado ao mesmo local.
  4. A questão é muito simples, num cenário em que é estabelecido que as rendas só podem aumentar numa determinada percentagem para novos contratos, parece-me bastante claro que isso proporcione que os contratos existentes sejam denunciados e que se aumentem as rendas assim que possível. Que é exactamente o que se está a assistir em Lisboa, naturalmente não tenho dados para estabelecer a causalidade entre os dois acontecimentos, mas não me parece ser preciso ser uma mente particularmente brilhante para perceber a ligação.
  5. Essa foi a mensagem que os senhorios receberam, se não foi a que o Governo pretendia transmitir só mostra a inépcia de quem toma estas decisões. Não se trata de controlar os escrúpulos, mas sim de entender o mercado, não era preciso ser nenhum génio da Economia para antever que esta medida iria contribuir directamente para a subida do preço das rendas.
  6. E o ponto infeliz da intervenção do Estado nas rendas tem a ver com a ausência de lógica de cada vez que se lembram de tentar controlar os preços, veja-se a última ideia peregrina de limitar o aumento do valor das rendas nos novos contratos a 2%. Tudo muito bem, mas esta medida só se aplica "aos contratos que excedam os limites gerais de preço de renda por tipologia" (https://sicnoticias.pt/economia/2023-07-07-Aprovado-limite-a-subida-da-renda-dos-novos-contratos-o-que-muda-e14400c0), ou seja, a mensagem que o Governo está a passar é para os senhorios que ainda não o fizeram para tabelar o preço da seguinte forma: "O escalão mais alto pertence a Lisboa, onde um T0 tem como limite 600 euros, um T1 900 euros, um T2 1.150 euros, um T3 1.375 euros, um T4 1.550 euros e um T5 1.700 euros (acima de T5, soma-se mais 150 euros por cada quarto a mais)." https://imojuris.vidaimobiliaria.com/actualidade/noticias/Publicados-os-limites-de-renda-aplicaveis-no-ambit/ Na prática o que acontece é que os inquilinos que não têm contratos nestes limites são postos na rua para que depois se possam fazer contratos novos nestes valores. Brilhante!
  7. Para ser sincero custa-me a acreditar que haja mesmo gente a responder a estes anúncios e a pagar o que é pedido, por esse valor ficam num hotel. O que não me surpreende que possa começar a acontecer por cá é o mesmo a que já se assiste nos EUA: https://fortune.com/2023/09/18/rental-market-softening-lardlords-offering-deals-says-redfin/?itm_source=parsely-api Mas porque é que haviam de ir presos?
  8. No Idealista, de um universo de 2122 apartamentos, há neste momento quatro (4) apartamentos para arrendar até 750€ no concelho de Lisboa: https://www.idealista.pt/arrendar-casas/lisboa/com-preco-max_750/
  9. Não sei se tiveste oportunidade de ler o artigo que meti lá em cima, mas acho que vale muito a pena ser lido. O interessante desta discussão, pelo menos para mim, é mais em que ponto se vai traçar a linha entre o que é moralmente e socialmente aceitável consider como uma condição 'indesejável' ao ponto de se promover uma IVG e menos as decisões individuais de cada um. Não tenho opinião sobre o tema. Não sou pai nem planeio ser, não me consigo colocar no lugar de alguém que é confrontado com esta decisão.
  10. O que é que consideram imobiliário de luxo? É que se for pelos preços, fora de Trancoso e afins é tudo de luxo.
  11. Imagino que sim, mas aqui o ponto é se não estaremos a iniciar práticas eugénicas a partir do desenvolvimento da medicina que nos permite detectar cada vez mais cedo 'variações genéticas indesejadas'.
  12. THE LAST CHILDREN OF DOWN SYNDROME Prenatal testing is changing who gets born and who doesn’t. This is just the beginning. https://www.theatlantic.com/magazine/archive/2020/12/the-last-children-of-down-syndrome/616928/
  13. A síndrome de Down ser uma condição médica também é uma boa discussão.
  14. Mais um velho ou menos um velho a fazer piadas sobre as mamas de mulheres com idade para serem netas deles é para o lado que durmo melhor. E ficar a tentar imaginar se a filha de uns emigrantes no Canadá ficou ou não ofendida com os comentários de um velho também não me tira propriamente o sono. Agora termos um PR que se esforça para abandalhar o cargo que ocupa já me preocupa um bocado mais, e se o abandalha a fazer piadas sobre decotes ou sobre outra coisa qualquer não é de todo o que interessa, o que interessa é que não faz por ser respeitado e uma coisa é ser o Marcelo pateta e outra é ser o PR pateta. O cargo de PR, já que felizmente poucos poderes efectivos tem, tem pelo menos o dever da solenidade e do sentido de Estado, não é um cargo, ou não deveria ser, para qualquer um como infelizmente é hoje em dia o cargo de deputado. Porque quando se abandalha um cargo os bandalhos chegam-se à frente e eu não quero ter como presidente do meu país um bandalho qualquer.
  15. Se esses 98,9% viverem convencidos que qualquer pessoa que é menos pobre que eles faz parte do tal leque de culpados então sim.
×
×
  • Criar Novo...