Ir para conteúdo
What

Tópico da Política, Ambiente e Economia

Publicações recomendadas

Citação de Keyser, há 1 minuto:

Nao consigo ver a imagem.

É o surprised Pikachu

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de IlidioMA, há 11 horas:

devia subir para 7.000.000.000 de assinaturas. 

Criar um partido político pede metade das assinaturas de levar uma petição à assembleia. 

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Puto Perdiz, há 3 minutos:

Criar um partido político pede metade das assinaturas de levar uma petição à assembleia. 

Vms fazer uma petição contra essa proposta

Compartilhar este post


Link para o post

Campanha de Cavaco e actual presidente da TAP pagos por saco azul do GES

Acusação descreve forma como o banqueiro e os seus homens e mulheres de confiança foram responsáveis pela “produção sistemática e sucessiva de demonstrações financeiras falsas, divulgadas a accionistas, credores, auditores de empresas do GES, supervisores, nacionais e estrangeiros”.

A sociedade ES Enterprise, que funcionava como saco azul do Grupo Espírito Santo, financiou a campanha eleitoral de Cavaco Silva em 2011, tendo servido também para pagar serviços ao então deputado social-democrata Miguel Frasquilho, hoje presidente da TAP. Ambas as figuras da política nacional têm alegado desconhecimento deste facto, relatado no despacho de acusação proferido esta terça-feira contra o líder do universo Espírito Santo, Ricardo Salgado, e 24 outros arguidos.

Ao banqueiro que já foi um dia conhecido como DDT – “dono disto tudo”, o Ministério Público assaca nada menos de 65 crimes, entre os quais associação criminosa, corrupção activa no sector privado, branqueamento de capitais e manipulação de mercado. Se tudo correr como desejam os sete procuradores que assinam a acusação, no banco dos réus sentar-se-ão ainda, entre outros, o antigo braço direito de Salgado, Amílcar Morais Pires; Isabel Almeida, directora financeira do banco; o contabilista Francisco Machado da Cruz e membros da família como José Manuel Espírito Santo e Manuel Fernando Espírito Santo. De fora do rol dos acusados fica José Maria Ricciardi.

O DCIAP – Departamento Central de Investigação e Acção Penal – acredita que Salgado terá construído dentro do BES um departamento que funcionava à margem dos órgãos de gestão e de controlo e dos supervisores, com o objectivo de “segurar” o GES, financiando a dívida das empresas da família. O Ministério Público contabiliza em 11.800 milhões de euros o “valor que integra o produto de crimes e prejuízos com eles relacionados”. 

A defesa de Ricardo Salgado reagiu logo que foi anunciada a acusação, confirmando ter sido notificada do documento e queixando-se do comportamento do Ministério Público neste processo. Numa nota assinada pelos dois advogados do antigo banqueiro, estes garantem que o cliente “não praticou qualquer crime e esta acusação ‘falsifica’ a história do Banco Espírito Santo”. Admitem que Salgado cometeu “erros” e voltam a fazer um ataque violento contra o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, que em Agosto de 2014 determinou a resolução do BES. “Foi este mesmo Banco de Portugal liderado pelo dr. Carlos Costa que, depois de apagar das fachadas uma marca com mais de 140 anos de existência, interveio neste inquérito-crime, em claro e manifesto conflito de interesses”, destaca a defesa de Salgado.

Já a acusação descreve, ao longo de mais de quatro mil páginas, a forma como o banqueiro e os seus homens e mulheres de confiança foram responsáveis pela “produção sistemática e sucessiva de demonstrações financeiras falsas, que foram divulgadas a accionistas, credores, auditores de empresas do GES, supervisores, nacionais e estrangeiros”.

“O GES apresentou-se publicamente imune às sucessivas crises financeiras, globais e nacionais, usando as suas entidades bancárias, e o negócio destas com os seus clientes, como fonte incessante e crescente de liquidez”, referem os magistrados do DCIAP.

O Ministério Público juntou mais de duas centenas e meia de inquéritos nesta investigação, que chega agora ao fim. Mas este não será o ponto final nesta história, já que alguns casos vão levar à extracção de cópias de elementos de prova já recolhidos e dar origem a novos inquéritos. É o caso dos crimes relacionados com alegados subornos pagos a entidades públicas sul-americanas para que financiassem o GES. A este respeito tem-se falado sobretudo dos contactos feitos com políticos venezuelanos, mas entre os titulares de altos cargos públicos sob suspeita figura também o ex-vice-presidente do Banco do Brasil Allan Simões Toledo. Terá sido um dos beneficiários do saco azul em troca de uma linha de crédito de 200 milhões de dólares que abriu ao BES quando este já se encontrava em dificuldades. A própria investigação à ES Enterprises foi remetida para um inquérito autónomo, razão pela qual a sociedade deixou de ser arguida neste processo.

Pago através de offshore

No que diz respeito a Miguel Frasquilho, entre 2009 e 2011 dirigiu a Espírito Santo Research, uma corretora do BES. Só que houve dinheiro que lhe foi pago através de uma conta na Suíça titulada pela Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore sediada nas ilhas Virgens Britânicas considerada pelo Ministério Público como tendo funcionado como o saco azul do GES. “Entre 2008 e 2011, Miguel Frasquilho recebeu 68.950 euros, em contas de que é co-titular com irmão e pais”, pode ler-se na acusação. O oitavo volume do processo tem uma parte que lhe é dedicada, como um dos beneficiários do saco azul. O actual presidente da TAP alegou ao semanário Expresso que tinha dívidas para com estes seus familiares, razão pela qual preferiu que o dinheiro fosse depositado em contas que tinha com eles. E negou, ao mesmo tempo, saber a proveniência destes valores – uma offshore que não fazia parte da estrutura do BES.

Já no que concerne a Cavaco Silva, diz o Ministério Público que em Novembro de 2010 Ricardo Salgado e outros administradores do BES passaram cheques de contas suas à ordem da campanha eleitoral para a sua reeleição para Presidente da República. Cada um destes donativos perfazia o máximo permitido por lei, 25.560 euros. O que nada teria de mal, não se tivesse dado o caso de o dinheiro ter sido devolvido aos administradores pela ES Enterprises. A lei eleitoral portuguesa não permite às empresas financiarem candidatos, e esta foi a forma de a contornar. Ao todo, foram transferidos para a campanha cerca de 250 mil euros.

Os lesados do BES que não se constituíram assistentes neste processo-crime, com o objectivo de serem ressarcidos dos prejuízos que sofreram, têm agora 20 dias para o fazer a contar da data do despacho de acusação. Como o início das férias judiciais interrompe a contagem dos prazos, poderão fazê-lo até Setembro. Terão, no entanto, de se fazer representar por um advogado.

Por coincidência ou não, o Ministério Público foi ontem alvo de um ataque informático, o que atrasou os procedimentos relacionados com a finalização desta acusação.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Puto Perdiz, há 1 hora:

Criar um partido político pede metade das assinaturas de levar uma petição à assembleia. 

mas um partido não me chateia. criar um partido não afecta a generalidade dos cidadãos. ALiás um partido é isso mesmo, u clube de interesses de uma certa e detrminada gente que pensa de maneira comum. Já uma iniciativa legislativa oriunda de uma petição (e são, genericamente, incrivelmente parvas, narrow minded e mesquinhas) se se transformar em lei, sim. passa a governar a população.

E tendo em conta que a maioria são patetas (isto é o mais benigno que posso dizer delas), e não dão em lei, são um desperdicio de tempo da AR. Por mim subia para números astronómicos. Tipo 1 Milhão. Sim. Mesmo. Porque se um assunto grangeia 1 Milhão de assinaturas se calhar é mesmo importante para a comunidade e merece ser discutido e até aprovado. 

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de IlidioMA, há 9 minutos:

mas um partido não me chateia. criar um partido não afecta a generalidade dos cidadãos. ALiás um partido é isso mesmo, u clube de interesses de uma certa e detrminada gente que pensa de maneira comum. Já uma iniciativa legislativa oriunda de uma petição (e são, genericamente, incrivelmente parvas, narrow minded e mesquinhas) se se transformar em lei, sim. passa a governar a população.

N vejo problema nenhum com a população a governar

O poder está sempre nas mãos das pessoas que são oprimidas,o governo só funciona com o consentimento dos governados

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de IlidioMA, há 32 minutos:

mas um partido não me chateia. criar um partido não afecta a generalidade dos cidadãos. ALiás um partido é isso mesmo, u clube de interesses de uma certa e detrminada gente que pensa de maneira comum. Já uma iniciativa legislativa oriunda de uma petição (e são, genericamente, incrivelmente parvas, narrow minded e mesquinhas) se se transformar em lei, sim. passa a governar a população.

E tendo em conta que a maioria são patetas (isto é o mais benigno que posso dizer delas), e não dão em lei, são um desperdicio de tempo da AR. Por mim subia para números astronómicos. Tipo 1 Milhão. Sim. Mesmo. Porque se um assunto grangeia 1 Milhão de assinaturas se calhar é mesmo importante para a comunidade e merece ser discutido e até aprovado. 

o princípio é que se a petição reúne 4 mil assinaturas, que para serem válidas têm que ter o número de CC, tem um assunto que com algum interesse à população. Aliás, até chama mais à população uma petição com 4 mil assinaturas que um voto de congratulação, pedido por um partido, pelo fim do uso dos elefantes nos passeios no cambodja.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Paolo Maldini, há 38 minutos:

Isso é feito em quase todas as empresas, não é de agora.

Se calhar é esse o problema, isso ser algo "normal"

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Plagio o Original, há 1 hora:

N vejo problema nenhum com a população a governar

O poder está sempre nas mãos das pessoas que são oprimidas,o governo só funciona com o consentimento dos governados

@Che sai daí

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Plagio o Original, há 16 minutos:

O @Che não é um anarco vegetariano como eu catota

É um vegan progressista. Same shit different toilet.

Compartilhar este post


Link para o post

As cooperativas de trabalhadores são mais produtivas e melhores em mais parâmetros do que empresas tradicionais. 

Agora perguntem-se: se vivemos em democracia porque é que um regime democrático não converte os meios de produção em cooperativas de trabalhadores e promove a democracia no trabalho, onde as pessoas passam a maior parte do tempo?

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Che, há 6 minutos:

As cooperativas de trabalhadores são mais produtivas e melhores em mais parâmetros do que empresas tradicionais. 

Agora perguntem-se: se vivemos em democracia porque é que um regime democrático não converte os meios de produção em cooperativas de trabalhadores e promove a democracia no trabalho, onde as pessoas passam a maior parte do tempo?

Muita democracia e poucas batatas. a versão portuguesa do ditado russo. 

Compartilhar este post


Link para o post

O primeiro ministro, com toda a responsabilidade que devia estar inerente, vem falar em intuição na ausência de certezas científicas, vem dizer que há menos imunidade no inverno e ainda mete no meio a gripe. Isto tudo com a pitadinha que é tudo sabedoria popular. Que bela cagadela na cabeça dos cientistas e pessoal da saúde em portugal. 

Juntando isto com a gralha do antibiótico para o covid (que é algo gravíssimo tendo em conta a campanha que é feita para evitar a toma de antibióticos em doenças virais!!), entramos num estado de puro surrealismo.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Plagio o Original, há 18 horas:

O @Che não é um anarco vegetariano como eu catota

ai se fosses uma gaja boa 😍

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Rain Dog, há 1 hora:

ai se fosses uma gaja boa 😍

Oh Rain dog, tá tudo errado, isso n se diz a ninguém

Deixaste me super desconfortável

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Mayday, há 1 hora:

E nós preocupadissimos com André Ventura...

Os dois estão a fazer um belo caldinho e vai estando tudo meio calado devido a estar tudo tão seguro do nosso estado democrático. Mas a pouco e pouco vão surgindo cada vez mais situações que são no mínimo desconfortáveis.

Compartilhar este post


Link para o post

Junta-te à conversa!

Podes publicar um comentário agora e registar-te depois. Se tiveres uma conta, autentica-te agora para publicares o teu comentário de forma autenticada.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   O conteúdo anteriormente introduzido foi recuperado..   Limpar

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Criar Novo...