Ir para conteúdo

Elvis

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    14.897
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    1,213 [ Doar pontos ]

Sobre Elvis

  • Rank
    Mastermind
  • Data de Nascimento 11-02-1994

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino
  • Origem
    Caneças

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está a ser visualizado por outros utilizadores.

  1. A vacina da Pfizer também não teve umas fatalidades? Julgo que proporcionalmente até tinha uma percentagem superior. É no mínimo estranho o foco exclusivo que se dá aos casos da Astrazeneca
  2. Podes corrigir. Olha que faz diferença.
  3. Estou na mesma situação que tu. Por este ponto aqui, acho que estamos abrangidos:
  4. Dica: vejam se estão abrangidos pela cena do IRS Jovem. Tive uma bela surpresa.
  5. Acho que teve um discurso onde aplicou raciocínios demasiado básicos e comuns porque não tem a consciencialização necessária que os tempos actuais exigem para falar em assuntos que abordem estes temas directa ou indirectamente. Há dois ou três anos ninguém olhava duas vezes para este discurso. Não me parece que ela deseje algum mal aos brasileiros ou aos negros, pelo que não acho correcto que seja cancelada e tratada abaixo de cão. Generalização básica. Acho que a pouca vontade de diálogo surge mais da esquerda do que da direita não radical.
  6. Racismo inconsciente. Tu podes conscientemente considerar que não és racista, mas inconscientemente, fruto de biases que foste desenvolvendo, vais tendo atitudes e julgamentos que são considerados racistas. Obviamente esta forma de racismo é bastante mais complexa e de difícil correcção. Correcto.
  7. Eu honestamente até tenho medo de tentar seguir a tua lógica de pensamento para chegares a essa pergunta. Palavra de honra. Definição tradicional de racismo: 1. Teoria que defende a superioridade de um grupo sobre outros, baseada num conceito de raça, preconizando, particularmente, a separação destes dentro de um país ou região (segregação racial) ou mesmo visando o extermínio de uma minoria. 2. Atitude ou comportamento sistematicamente hostil, discriminatório ou opressivo em relação a uma pessoa ou a um grupo de pessoas com base na sua origem étnica ou racial, em particular quando pertencem a uma minoria ou a uma comunidade marginalizada. "racismo", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2021, https://dicionario.priberam.org/racismo [consultado em 07-04-2021]. Atualmente, discute-se com mais evidência os efeitos de: 1) https://en.wikipedia.org/wiki/Aversive_racism - "Aversive racism is a theory proposed by Samuel L. Gaertner & John F. Dovidio (1986), according to which negative evaluations of racial/ethnic minorities are realized by a persistent avoidance of interaction with other racial and ethnic groups. As opposed to traditional, overt racism, which is characterized by overt hatred for and discrimination against racial/ethnic minorities, aversive racism is characterized by more complex, ambivalent expressions and attitudes nonetheless with prejudicial views towards other races. 2) Unconscious / Implicit Racism - "(...) Implicit racism, however, is not the opposite of explicit racism but a different, yet no less harmful, form of racism. Implicit racism, broadly defined, refers to an individual’s utilization of unconscious biases when making judgments about people from different racial and ethnic groups."
  8. Estás certo. É uma argumentação muito vazia da minha parte.
  9. Eish, o plagio disse que a minha opinião era uma bela porcaria. O que é que eu vou fazer agora. Tudo desabou. Sinto-me num beco escuro sem nada que me ilumine. Onde está o caminho? Como é que saio daqui? O que me mantém nesta situação? Como é o mundo lá fora? Que memórias felizes da minha infância são estas que estranhamente me aquecem o coração neste momento de infelicidade dolorosa.
  10. 1. Não. Defender o discurso é concordar com o que ela disse. Sobre isso ele não se pronunciou. O que ele está a defender é que o discurso não tem um teor racista. 2. Se uma pessoa é racista não implica que tudo o que ela diga seja automaticamente racista. Neste caso em particular, se o contexto é tido em conta, não me parece correcto catalogar o discurso de racista. Anw, acho que o discurso dela só é racista aos olhos de uma definição bastante abstrata e abrangente do que é o racismo. Definição essa que tem ganho tracção atualmente e com a qual ainda não cheguei totalmente a termos, para ser honesto, nem a maioria das pessoas. Catalogar alguém de isto ou de aquilo tem muita força neste momento e não acho correcto o seu uso indevido. Por aquilo que foi exposto no tópico, não me parece adequado tratar a Suzana por porca racista e não aceitar uma candidatura sua à Câmara Municipal da Amadora. Não acho que seja merecedor desse tratamento.
  11. Por acaso acho que se fosse um português branco na mesma posição do Mamadou, com o mesmo histórico de declarações, a conversa teria sido a mesma... Estás certamente. Se é assim que julgas as pessoas, assumo que também te consideres um porco racista. Ou então estás num patamar tão elevado de moralidade que achas mesmo que nunca tiveste um comportamento ou frase racista na tua vida. Nesse caso, vou só dar um smirk.
  12. O pormenor do Senegal provavelmente é racista, tinha saltado. Mas não é uma ligação directa. O que ela quis dizer foi basicamente: um gajo nascido noutro país e que aproveitou bem a sua estadia em portugal, visto que chegou a assistente de deputado da AR, tem a lata de falar assim da polícia? Está ali entre o racismo, a xenofobia e a ignorância, concordo. É uma linha de raciocínio bastante comum em quase toda a população, infelizmente. Já agora, "criticar a polícia" é uma forma muito elegante de explicar o que o Mamadou Ba disse Pá, ainda bem que não vou perceber. Felizmente não me meto num patamar de inquestionável moralidade face aos outros, um que me permita classificar uma pessoa de "porca racista" com base em 30 segundos de conversa. Mais um erro de interpretação. Ela não está a pedir igualdade para os brancos, está é a defender que não se deva dar um protagonismo especial a casos com negros. 1. Ele não defendeu o discurso da Suzana Garcia, simplesmente argumentou que o mesmo não tem teor racista; 2. Não há falsa equivalência nenhuma. O ponto é bastante evidente, num caso defende-se que o contexto é importante e noutro já é irrelevante.
  13. Tens que interpretar melhor a frase. Gentalha = pessoas que se revoltaram com a falta de exposição mediática do caso. É uma expressão infeliz, de qualquer modo, mas mais pela falta de elegância. O primeiro vídeo é mais difícil de engolir, está claramente a ser xenófoba. O segundo não percebi...
  14. Podes perfeitamente. E a discussão evoluiu nesse sentido, o Liberblue argumentou porque não considera racistas as declarações da Suzana Garcia que são usadas para a classificar como tal.
×
×
  • Criar Novo...