Ir para conteúdo

Poeira

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    43.044
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    1,305 [ Doar pontos ]

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino

Últimos Visitantes

10.032 visualizações
  1. O cachecol está aqui. Faltam só os comprimidos para a ansiedade.
  2. Quero ser campeão em Alvalade.
  3. Bem, segunda vou passar do Benfica para o Porto. Quero ganhá-lo no campo.
  4. O Ansu Fati está no Porto, para ser avaliado pelo Noronha relativamente à sua lesão. A coisa não deve estar famosa.
  5. @Pickle Rick, vamos a isso. Missão "Camisola do Giz": - Poeira Siga.
  6. Falta uma peça mais completa ali. É verdade que, no conjunto das opções, temos qualidade suficiente, mas ficava mais descansado com alguém que reunisse um pouco do Paçó, um pouco do capitão, um pouco do Erick. Ainda sinto alguma falta do Leo. Mas essencial mesmo é o GR, e depois seria importante um ala canhoto.
  7. Não é o único. O Rocha (por vontade do jogador, creio) e o Taynan (aqui mais por vontade do clube) também. Eu não acredito que tenha sido o Sporting a facilitar a saída do melhor GR do mundo. Em casos como o dele não olhas para valores, o jogador dá sempre mais retorno do que aquilo que recebe. Acho que ele deverá querer experimentar um outro campeonato também, possivelmente Espanha. Além do Waltinho, é bom que se carregue bem nos NFL. Um GR, mais um ala/pivot e, se possível, num fixo. Precisamos de manter um plantel que, individualmente, possa competir minimamente com qualquer outro no planeta. Puxem dos galões, que esta secção merece. Arranjem um GR que aguente esta herança, pensem num fixo que venha dar outros recursos ao plantel, tragam-me o Leozinho para partir a loiça toda naquela ala direita. Não olhem para isto como uma oportunidade de poupança, que eu não estou habituado a poupar nos títulos aqui.
  8. Se o Porto perder pontos amanhã, exijo que o clube carregue sobre a Liga por só voltarmos a jogar na Terça (não é realista, eu sei, é só um desejo emocional). Não nos deixem no hotel enquanto o adversário directo joga "a vida", por favor. Deixem-nos jogar à mesma hora. Acho que este foi "O" jogo. Dobramos o Cabo das Tormentas, como alguém disse algures por aqui hoje, e fizemo-lo com enorme classe. Estou lentamente a mentalizar-me do que vem aí, mas acho que a ficha nunca cairá a sério até que o árbitro apite para o final de um futuro jogo decisivo. São 19 anos, porra. Tenho 27, e apenas conto com turvas e vagas memórias de um Sporting campeão de Portugal. Da última vez que festejamos um título, era uma criança que andava na escola primária, e agora sou um adulto feito (quer dizer, quem me vir durante os jogos duvida disso lol). Passou uma vida por mim. Como todos, estive aqui durante mais momentos sombrios e desoladores do que aqueles que consigo contar. Tive não sei quantos dias estragados e noites sem dormir porque a bola batia na trave, no poste, no defesa, no GR, no próprio colega de equipa, no roupeiro e teimava em não entrar. Vi perder uma final europeia em casa, vi perder uma final da Taça na primeira vez em que pisei o Jamor, vi perder um campeonato que não voltaríamos a perder se o repetíssemos 100 vezes, vi perder os principais jogadores do clube a troco de quase nada, depois de serem agredidos por aqueles que supostamente mais deveriam estar ao lado deles. Já passamos por tudo e mais alguma coisa. Estive também em Vila do Conde, hoje. Mesmo com toda a situação actual, mesmo salvaguardando os cuidados que devemos continuar a ter, sei e sabemos que aquilo não foi aconselhável. Mas é o lado emocional a crescer. E, por momentos, tive uma sensação brutal de alegria espontânea que há muito não tinha com o clube. Milhares de pessoas, ruas cortadas, famílias inteiras. Muito mais gente do que se calhar se percepcionou pela TV. Ao final da tarde, a meio de uma semana de trabalho. Idosos que há muito não vibravam assim. Crianças que nunca viram o Sporting ter um grande sucesso, que nunca viveram momentos daqueles, que só conhecem o grande Sporting pelas histórias que os pais e avós lhes contaram. Adultos que, como eu, mal se lembram bem da última vez que aconteceu. Estou muito, muito, muito orgulhoso desta época histórica, mas acho que estou ainda mais feliz do que orgulhoso por saber que tanta, tanta, tanta gente passou por tanto com o clube e esperou uma eternidade para viver isto. Há muita gente que merece tudo isto. É uma carga emocional muito forte, muito pesada. São 19 anos aqui acumulados. Tem de ser desta. Tem mesmo de ser desta.
  9. Crl, agora que estamos na altura decisiva é que começamos a ganhar de forma tranquila. Anti-climático. Isto foi sem espinhas, e até foram poucos. O Rio Ave nem chegou a assustar. A terra prometida está ali tão perto. Faltam 3 finais mas, acima de tudo, faltam 4 pontos. 19 longos anos. O jogo a jogo já foi engolido pela onda verde. Rumo ao título.
  10. Altamente eficaz. Mas o nervosismo sportinguista é crónico Paulão, que saco!!
  11. Não sei como é que não aumentamos já a vantagem. Estamos bastante bem no jogo, o Rio Ave fez 45 minutos inconsequentes. Temos de manter a postura e continuar a procurar mais golos, para evitar descuidos e nervosismo na parte final. Dos jogadores e da minha pessoa.
  12. O Borevkovic ia arrancar as raízes do Nuno Mendes naquela entrada? Como é que não marca sequer falta, mesmo tendo tocado primeiro na bola?
  13. Fez um tweet sobre o tema como quem escreve sobre o que comeu ontem ao almoço, aquilo ganhou uma tracção e dimensão que ela não esperava e agora vai limitar os danos e fugir do radar uns tempos. É a minha interpretação da coisa. Isto no Twitter é mato.
×
×
  • Criar Novo...