Ir para conteúdo

Poeira

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    44.764
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    1,759 [ Doar pontos ]

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino

Últimos Visitantes

11.711 visualizações
  1. Tanta vez o Galeno vai à piscina que acaba por lá ficar. Pra cima deles, estes gajos não jogam nadinha.
  2. Zikei com isto. Positivo ontem à noite. 7 dias de férias em casa.
  3. O Pellegrini não recebe crédito suficiente para o treinador que é. Grande Bétis.
  4. Leão, paga aí o Edwards sff. E ainda ficamos com uns milhões de crédito para um central.
  5. Isto é Tugão no seu expoente máximo. Daqui a pouco o Paços vai lá e faz o 2-0.
  6. Qualquer dia temos os adversários do Boavista a entrar em campo com um equipamento assim mais para o preto também.
  7. Ele já jogou pela selecção e acho que passaria nos critérios, não deve ser por aí.
  8. O City está interessado em comprar o Julian Álvarez ao River, mas quer emprestá-lo no curto-prazo. Isto é gozar com os pobres.
  9. Dá vontade de cortar os pulsos. Antes o Chicão.
  10. Vocês deixaram passar esta sugestão, mas eu acho que era de muito valor se o clube prestasse atenção a este post. Isto e vender o Luis Díaz. Claramente o melhor para todas as partes...
  11. Era brutal, contando que o Pochettino o saberia usar. Pelos vistos ele é adepto do clube e quer à força toda jogar lá.
  12. Costumo dizer que são modalidades distintas. O futebol profissional tem uma organização diferente, uma atenção ao detalhe de outro nível e uma qualidade técnica média muito superior. Globalmente, tem melhores jogadores (por isso é que estão lá em cima). O futebol distrital não tem nada disso (umas vezes por falta de meios, outras simplesmente porque não dá mesmo para mais) e normalmente tem muitos "unicórnios": jogadores que são craques com a bola no pé, autênticos "bichos" físicos ou malta muito inteligente em campo, mas que depois tem limitações claras naquilo em que não é bom. O que, sobretudo nos últimos anos, é uma excelente combinação para se assistir a mais espectáculo e emoção na distrital do que no profissional, onde já todos os cenários foram antecipados pelo gajo que faz a observação dos adversários, o gajo que o ajuda, a namorada do gajo que o ajuda e o cão do observador. Não se joga tão bem, mas discute-se muito mais o resultado, há mais desequilíbrios e descontrolo, o que leva a mais golos e mais espectáculo. É por isso que, pré-Covid, não havia nada como assistir a um bom jogo entre primeiros classificados na distrital, ali nas últimas jornadas. Cerveja, bifanas, muita gente, golos, porrada, expulsões, heróis inesperados, emoção. Quem nunca?
×
×
  • Criar Novo...