Ir para conteúdo

Poeira

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    42.537
  • Registo em

  • Última visita

  • Pontos

    1,182 [ Doar pontos ]

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino

Últimos Visitantes

9.413 visualizações
  1. Sabes, @IlidioMA. Estou à espera disso há não sei quantos anos
  2. Totalmente de acordo. E sendo a culpa unicamente dele, os clubes agora fazem o quê? É que encostar um jogador que não quer nada com isto e ganha meia dúzia de trocos é facílimo, nem precisam de lhe dar cavaco. Mas ao Bale, que tem um dos maiores contratos do futebol mundial, fazem o quê? Eu, que noutras coisas sou o maior crítico do Mourinho, até acho que ele - tirando aquelas tiradas públicas características que eram dispensáveis, mas fazem parte da personagem - tem gerido bem esta situação. Não o afastou totalmente, tem gerido bem a sua utilização, tem utilizado o jogador ocasionalmente, sem forçar muito. Com alguma vontade da parte do Bale, pode ganhar uma peça muito valiosa e útil a médio-prazo.
  3. Mas o Bale pouco comprometido com o futebol não vem de agora. O que o levou a cagar no futebol é outra história, mas este é o Gareth Bale. O jogador regular de há uns anos já não existe. Não estou a querer retirar-lhe nenhuma parte da culpa desta situação. Estou a querer dizer que, se os clubes e treinadores continuarem pela via da responsabilização e do castigo, o que vai acontecer é que ele vai continuar a ser pago principescamente para jogar golfe, enquanto o Tottenham e o Real ficam ali com um "mono" empatado nos seus quadros. Se calhar, uma abordagem mais subtil e ponderada pode trazer mais benefícios a todas as partes. E isto, obviamente, não é responsabilidade do Mourinho nem começou por ele. Aliás, o Zidane estava a fazer bem pior que isto em Madrid.
  4. (não é especificamente para ti, vou só pegar no post) Se não andarem a bater no ceguinho (ou no golfista, neste caso) de segunda a domingo, se calhar o rapaz ainda faz umas coisas interessantes. Eu sei que toda a gente continua a esperar, em 2021, que ele faça 30 golos por época e resolva jogos atrás de jogos, mas essas expectativas fazem parte do problema. Por milhentas razões, isso não vai acontecer. O que pode acontecer é entender-se que o rapaz tem de ser levado doutra forma, porque um Bale minimamente motivado e recuperado ainda é útil a qualquer equipa deste planeta, e pode ajudar a elevar o ataque do Tottenham para um nível ainda mais alto.
  5. O lance do Palhinha já é pelo menos o segundo ou terceiro esta época onde ele estraga uma transição que tem tudo para dar golo. Eu sei que o rapaz não está lá para isso mas... fds.
  6. Se bem que hoje era quase escolher entre dois males. Perante uma equipa que pressiona como o Porto o faz, o Inácio foi uma clara limitação.
  7. Nesse jogo tivemos de ir buscar o resultado, claro que a postura foi outra. A postura deste Sporting quando está em clara vantagem ou neste tipo de jogos é sempre igual: coesão no bloco, menos bola e organização, organização, organização. Quando tem bola, baixa ritmo, abre campo, circula por trás e espera pela oportunidade de explorar as costas da defesa adversária. E a verdade é que isso se tem reflectido numa das melhores defesas em toda a Europa. Quando deixar de funcionar, há que arranjar alternativas. O Sporting atacará sempre a um ritmo mais lento porque a forma como ataca já faz parte da segurança e equilíbrio de que não abdica em termos defensivos. É por isso que, nestes jogos, os alas são principalmente laterais, e em jogos onde o favoritismo é maior, eles chegam a funcionar como extremos. Ou que, nestes jogos, o TT passa o jogo a olhar para o ar, e noutros jogos até se envolve bem na criação e o ataque flui com maior qualidade. De forma muito competente e até ao momento segura, e mesmo parecendo que não numa primeira análise, a essência do modelo do Rúben está em anular completamente a capacidade ofensiva do adversário. Não em criar condições para ser superior ofensivamente a quem defrontamos. Nesse aspecto, a palavra de ordem está na eficácia, não no volume de ataques. Estarei preocupado se, no próximo jogo, a postura for a mesma com o jogo empatado, isso sim.
  8. Para todos os efeitos, amanhã podemos perder um ponto de vantagem e ficar com 9 para o Braga, que ainda visitamos. Isso é que me interessa. Faltam 13 finais, e a próxima é já com um Santa Clara moralizado e que hoje varreu o chão com o Paços. Jogo a jogo, sempre.
  9. O Sérgio Oliveira lida mal com a desilusão. Acontece a todos. Foi exactamente o jogo que se esperava que fosse: muito disputado, pessimamente jogado, muito nervoso, com poucos desequilíbrios e, consequentemente, com poucas oportunidades de golo e de entusiasmo. Terminou igualmente com o resultado mais previsível. Podemos perder um ponto amanhã e isso é que me chateia. Venha o Santa Clara.
  10. Isto vai sempre decidir-se nos detalhes. Tirando um par de hesitações, não temos estado mal. Mas é preciso ser mais incisivo em certas situações, nem que seja para termos mais possibilidades de também ameaçar nas bolas paradas.
  11. Não sei o que são derrotas na liga este ano, portanto nem sequer concebo isso para logo. Pra cima deles, que hoje é dia de Sporting.
  12. "Danes boste dosegli gol". Só sei dizer isto em esloveno, se a ideia avançar vou ter de estudar mais. Isto tem muito potencial para mais polémica. Gosto.
  13. Epá, não censuro. FUT Champions é coisa séria, há que estabelecer prioridades.
  14. Num contexto de confiança completamente diferente, o Gabriel era capaz de fazer golo dali.
×
×
  • Criar Novo...