Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
pedritsh

[Serie A] Todas as Jornadas

Publicações recomendadas

Citação de Axadrezado, há 2 horas:

Gianluca Frabotta, é regen?

 

Citação de a.lopes, há 2 horas:

Ao que parece impressionou imenso o Pirlo durante o tempo que passaram juntos nos sub23

 

  Mostrar conteúdo oculto

😆

 

E que bela surpresa! Gostei muito.

 

Finalmente, um grande jogo colectivo da Juventus. Acho que já lá iam 2 anos. 

A Juventus o ano passado vi uma vez uma tabela em que em termos de oportunidades criadas acho que até o Burnley ou que raio que era tinha mais, tal era o estado de pobreza da coisa. Neste jogo com um Ronaldo mais inspirado a finalizar tinham dado uns 6, tal foi o volume ofensivo que tiveram.

As primeiras impressões dos reforços são excelentes, ter Kulusevski ali em vez de Bernadeschi é logo outra loiça, vai ser um caso sério e o McKennie do pouco que eu tinha visto dele na Alemanha já tinha gostado mas hoje foi chocolate para todos, acho que não teve uma única má ação no jogo todo, que jogador. Era bem preciso uma peça destas naquele meio campo. O Rabiot tem bons pés mas irrita me profundamente a falta de intensidade dele em todos os lances. Com o Dybala e a chegada do Dzeko a equipa só vai melhorar ainda mais na qualidade de posse e vai ter mais um homem que consiga finalizar na frente, não pode só haver 1 jogador que te consiga garantir golos num plantel inteiro. Continuo a achar que o Danilo não é jogador para este nível, e o Cuadrado também não é lateral direito de garantias mas não me parece que vão ao mercado. Fico curioso para ver a evolução da equipa ao comando do Pirlo.

 

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de George Kaplan, há 19 horas:

Roma pode vir a perder o jogo frente ao Verona por 3-0. O Diawara foi mal inscrito ao que parece

mal inscrito??? mas ele já estava lá no ano passado?

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de IlidioMA, há 16 minutos:

mal inscrito??? mas ele já estava lá no ano passado?

No centro da polémica está a inscrição do médio da Guiné Conacri Diawara, que fez 23 anos em julho, tendo por isso de ser registado na lista de jogadores acima dos 22 anos, enviada à Serie A, que confirmou as informações avançadas pela imprensa.

 

 

 

Não tinha visto o post do Kaplan

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Diogo_CFB, há 3 minutos:

No centro da polémica está a inscrição do médio da Guiné Conacri Diawara, que fez 23 anos em julho, tendo por isso de ser registado na lista de jogadores acima dos 22 anos, enviada à Serie A, que confirmou as informações avançadas pela imprensa.

 

 

 

Não tinha visto o post do Kaplan

Acho que a defesa da Roma junto do tribunal federativo vai começar por "Se o Minala tinha aos 38 anos, tinha apenas 17 anos legais...."

Editado por IlidioMA

Compartilhar este post


Link para o post

o empate já tinha sido mau, isto é so estúpido 😂

Paulinho tá fdd

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Activate, há 4 horas:

Logo hoje que apostei neles, lá vai o Milan empatar no tempo regulamentar...pqp

Bem, o Bodo/Glimt em 18 jogos na Liga ganhou 16 e empatou 2, com 65 golos marcados. Ja levam 16 pontos de avanço para o Molde. 

Compartilhar este post


Link para o post

Bem, amigos, hoje começou a Serie B com um empate a zeros entre Monza e SPAL, portanto tomei a liberdade de fazer um pequeno guia para as para aí duas pessoas que têm algum interesse neste campeonato.

 

image.png.f26c13eb7c087c5c45024c3cd035cdea.png

O BREVE GUIA DO WINCING PARA A SERIE B 2020-21

 

Uma semana depois da Serie A, começará também o segundo escalão do calcio, a sempre competitiva (às vezes não por cima) e tradicional Serie B, de onde subiram Benevento, Crotone e Spezia, clubes que tentarão em conjunto derrotar um padrão histórico: desde 2007-08 que não acontece ter todas as equipas recém-promovidas a alcançar a manutenção, e nessa época os nomes foram os da Juventus, do Napoli e do Genoa.

 

Começando pelas equipas que não conseguiram evitar fazer uma visita à segunda divisão italiana e que ambicionarão decerto a voltar a estar entre os grandes o mais rápido possível:

 US_Lecce.png1200px-Brescia_calcio_badge.svg.pngSPAL_2013.png

O Lecce, última equipa a ver confirmada a descida, perdeu o treinador Fabio Liverani para o Parma e recrutou Eugenio Corini, que teve duas passagens recentes pelo Brescia. Perde do plantel os muitos emprestados que o compuseram em 2019-20, e Lapadula, para o Benevento, mas ganhou o médio centro Listkowsi, contratado ao Pogon Szczezin, assim como o lateral esquerdo macedónio Leonard Zuta (do Häcken). Mantém o melhor marcador Mancosu e o melhor assistente Filippo Falco.

O Brescia desfez-se do treinador Diego López e foi buscar uma velha raposa do futebol italiano, que já passou brevemente por Portugal, Luigi Delneri, perdendo ainda a maior jóia da coroa Sandro Tonali para o Milan, tendo contratado o jovem holandês Van de Looi ao Groningen para o substituir, mantendo ainda assim grande parte do plantel com que disputou a Serie A, incluindo o jovem central que já foi chamado à squadra azzurra Andrea Cistana e também Jaromir Zmrhal, que se destacou no final da época passada.

A SPAL perdeu o seu abono de família Andrea Petagna, que jogará pelo Napoli na próxima temporada, e deixou sair o treinador Luigi di Biagio, que dará lugar a Pasquale Marino, que já carrega uma longa lista de equipas no currículo. Fares (Lazio), Sala (SPAL), Zukanović (Karagümrük), Valdifiori (Pescara), Thiago Cionek e Felipe (dispensados) estão no leque de saídas, enquanto que vários jogadores, como Bonifazi, Berisha ou Tomović tornaram-se jogadores permanentes dos spallini, e Dickmann e Paloschi regressaram dos empréstimos, com a grande novidade a ser o promissor jovem ponta de lança da Inter Sebastiano Esposito, que se juntará ao irmão mais velho (mesmo com apenas 19 anos) Salvatore.

 

De seguida, estão as equipas que chegaram até à última barreira -- os play-offs de subida -- mas por muito ou pouco não conseguiram marcar viagem para o primeiro escalão:

1200px-Logo_Pordenone_Calcio_2018_hq.pngAS_Citttadella.pngAC_ChievoVerona.pngEmpoli_FC_1920.pngFrosinone_Calcio.png

O Pordenone foi a surpresa da época passada, duas épocas depois de ter levado a Inter a penalties num jogo de taça no Meazza, chegou à Serie B e imediatamente se colocou no grupo da frente, tendo terminado na quarta posição, perdendo a meia-final do play-off para o Frosinone. Mantém-se o obreiro Attilio Tesser no banco, mas sai o experiente médio Salvatore Burrai, um dos jogadores que mais impressionou na época passada (5 golos e 6 assistências), para o Perugia. DI Gregoirio, Almici, Pobega e Bocalon, que iniciaram o último jogo dos neroverdi na última temporada, terminaram os períodos de empréstimo, assim como outros elementos do plantel, entre os quais Mazzocco, Candellone ou Strizzolo, o melhor marcador do Pordenone na Serie B passada. Chega Diaw, marcador de 15 golos pelo Cittadella na última época, a troco de 2 milhões, assim como o ex-perugiano lateral esquerdo Falasco. Será difícil para o Pordenone manter o nível com todo este turnover, mas haverá total confiança no trabalho de Tesser.

O Cittadella, que mantém o treinador Roberto Venturato, nunca jogou na Serie A, mas não será por falta de tentativas: vai em quatro anos consecutivos a alcançar o play-off de subida, tendo perdido a final de 2019 para o Brescia. Perde os titulares Diaw (Pordenone) e Panico (Novara), e recruta pelo seguro, com o empréstimo de Awua, que jogou pelo Livorno na época passada, e um trio de jogadores que disputaram futebol de terceiro escalão: Tavernelli, Grillo e Cassandro. Os Granata, propriedade da família Gabrielli, que impulsionou o clube que nos anos 80 ainda militava nas divisões regionais, tiveram a curiosidade de na última edição da Serie B serem simultaneamente o 6º clube com maior posse de bola, mas somente o 16º em número de passes eficazes. Foram derrotados logo na primeira ronda após prolongamento com um 2-3 frente ao Frosinone, depois de terem chegado à vantagem de dois golos. 

O Chievo, emblema veronês que durante anos foi um histórico da Serie A, pouco se mexeu no defeso. Alfredo Aglietti permanece como mister dos gialloblù, Rondinella e Canotto foram contratados a Savoia e Juve Stabia, respetivamente, enquanto um número de jogadores, entre os quais DIckmann (SPAL) e Vignato (Bologna) terminaram os seus empréstimos. A derrota nas meias-finais do play-off frente ao Spezia não parece abalar a confiança dos responsáveis de que há condições para voltar a lutar pela subida, na tentativa de retomar a possibilidade do Derby della Scala frente ao Verona, que não se realiza desde 2018. Na última época foram destaque o lateral esquerdo Renzetti, e o possante avançado sérvio Đorđević. Nos veroneses joga também o veterano internacional italiano Giaccherini, já com 35 anos.

O Empoli apresentar-se-á com novo timoneiro, com Marino a ir para a SPAL, substituído pelo jovem treinador Alessio Dionisi, que cumpriu a última época pelo Venezia. Chegam vários jogadores por empréstimo, entre os quais, Marco Olivieri, promessa da Juventus, que somou minutos no final da época com Maurizio Sarri (napolitano que chegou ao topo do futebol em Itália exatamente no emblema toscano), e o lateral esquerdo Terzić, da Fiorentina, que irá tomar o lugar de Balkovec, destaque da última época cedido pelo Verona, e que rumou ao futebol turco. A equipa do Empoli está munida de outros jogadores de qualidade, como o guarda-redes Brignoli (conhecido por ter marcado um golo ao cair do pano contra o Milan, dando o primeiro ponto ao Benevento na Serie A), e o avançado Mancuso, que foi o melhor marcador com 13 golos.

O Frosinone foi a equipa que mais perto chegou da promoção, apesar de ter acabado a época na 8ª posição tendo sido eliminado pelo Spezia na final do play-off, e talvez por isso poucas mudanças apresente. Recebe Kastanos, emprestado pela Juventus, médio-centro ao serviço do Pescara. Os grandes destaques da equipa que continuará a ser treinada pela lenda do futebol transalpino e do Milan, Alessandro Nesta mantêm-se aqueles que o foram na época transata: os avançados Dionisi (que já passou pelo Olhanense) e Ciano, que juntos fizeram 22 golos. A defesa é comandado por Lorenzo Ariaudo, central com alguns anos de Serie A na carreira; defesa essa que foi obrigada a compensar o facto do Frosinone ter sido o terceiro pior ataque da Serie B em 2019/20.

 

Passemos rapidamente pelas formações que acabaram entre o meio da tabela e os lugares de despromoção:

4172.png?lm=1500115248US_Salernitana_1919.png1200px-Venezia_FC_logo.svg.png1200px-US_Cremonese.svg.png

Virtus_Entella.pngAscoli_Calcio-ITA_2018.png1200px-Nuova_Cosenza_Calcio_-_Stemma.svg.png

 

O Pisa abandonou a pré-época com uma pesada derrota por 7-0 frente à Inter, Luca D’Angelo continua no comando da equipa e recebe o experimentado defesa Antonio Caracciolo, mantendo grande parte da base que terminou na nona posição. A Salernitana que terá o veterano Fabrizio Castori no banco nesta época, reforçou-se principalmente na defesa, com Guerrieri, ex-guarda-redes suplente da Lazio, e os centrais internacionais por Áustria e Eslováquia, Veseli e Gyömbér, perdendo Kiyine, que volta aos biancocelesti da capital.

O Venezia, que contratou o ex-jogador do Torino, Paolo Zanetti como treinador, reforçou-se com o veteraníssimo Molinaro (conhecido pelos tempos da Juve), e o extremo ex-Zwolle Dennis Johnsen, que fez mais de 20 jogos na Eredivisie na última temporada, apostando ainda no jovem islandês Bjarkason, que vem do ÍA, continuando com o central Modolo, o médio ofensivo Aramu (11 golos na última época) e o avançado Alessandro Capello (6G,6A). À surpreendente Cremonese, comandada por Pierpaolo Bisoli, faltou um goleador, com o melhor marcador Palombi (já retornado à Lazio) a fazer apenas 6 golos, continuará a contar com o organizador de jogo Castagnetti e o forte lateral direito Matteo Bianchetti, recebendo o ala esquerdo Valeri e o guarda-redes ex-Brescia Enrico Alfonso, perdendo o experiente central Claiton. Na Virtus Entella, aparece no banco Bruno Tedino, ex-técnico do Teramo, mantêm-se Giuseppe de Luca, melhor marcador, e o experiente Andrea Paolucci, que em 2006 fazia parte do plantel da Fiorentina na Serie A, chegam vários jogadores emprestados, entre outros, o médio Brescianini (Milan), o lateral esquerdo Costa (Napoli, passou a última época no Bari) e o avançado Brunori (que fez parte da equipa sub-23 da Juve). 

Ao Ascoli, que contratou Valerio Bertotto (não treinava desde 2017/18), chegam muitos reforços para compensar a perda do talento jovem italiano Scamacca e do trequartista Morosini, que voltam a Sassuolo e Brescia, respetivamente. Entre as contratações destacam-se a dupla do Carpi, Sarić e Puttini, e o internacional pelo Liechtenstein, Marcel Büchel. O Cosenza, cujas cinco vitórias consecutivas no final da época asseguraram a manutenção automática, manteve no banco Roberto Occhiuzzi, mas perde vários titulares, como o português Aníbal Capela (saiu a custo zero), o melhor assistente Casasola e o melhor marcador Rivière, ficando o uruguaio Jaime Báez como maior figura da equipa, que sacou no mercado de empréstimos Ingrosso, central ex-Pisa, e o médio franco-argelino de 23 anos do Nice, Ihsan Sacko.

 

Passando às formações que ou venceram no play-out ou foram promovidas à Serie B:

1200px-Delfino_Pescara_1936.svg.png150px-AC_Monza_2019_logo.svg.pngL.R._Vicenza_Virtus_logo.pngReggina_1914.pngAC_Reggiana_1919.png

O Pescara, vencedor do play-out frente ao Perugia nas grandes penalidades (após dois 2-1), terá Massimo Oddo no banco, substituindo Andrea Sottil, perdeu Machín para o Monza, Maniero a custo zero Avellino e o já clássico Valeri Bojinov, que se juntará aos búlgaros do Levski, após apenas 3 jogos no Adriatico, o destaque nas chegadas é o do muito experiente Valdifiori.

O Monza foi o vencedor do Grupo A da Serie C e é ainda o clube que mais participou na segunda divisão italiana sem chegar à A. O clube presidido por Paolo Berlusconi, irmão de Silvio, e propriedade da Fininvest, fundada pelo próprio, investiu 17 milhões de euros para o ataque a esta época, contratando o avançado Marić ao Osijek, o lateral-esquerdo Carlos Augusto, ao Corinthians, o médio José Machín, que, como já vimos passou pelo Pescara no ano passado, emprestado pelo Parma, os médios Palazzi (Inter) e Morosini (Südtirol) e o internacional jovem por Portugal, Dany Mota, assim como as transferências a custo zero de Gytkjaer, ex-Lech, de Barberis, ex-Crotone e de Donati, ex-Lecce, assim como vários empréstimos de jogadores reserva de clubes da Serie A, deixando sair bastantes jogadores para clubes próximos, como o Lecco, o Varese ou a Pro Sesto. No banco estará o antigo jogador e treinador do Milan, Cristian Brocchi.

O LR Vicenza Virtus, herdeiro de Vicenza e Virtus Bassano, devido à falência do primeiro e ao desejo em manter o lugar na Serie C, cujo Grupo B venceu. Os lanerossi são comandados pelo ex-técnico do Chievo, Domenico di Carlo, como já aconteceu na época passada, e estiveram menos ativos que o Monza no mercado, contratando uma mão cheia de jogadores, entre os quais Meggiorini (Chievo) e Dalmonte por empréstimo do Genoa.

A Reggina, campeã do Grupo C da Serie C, também manteve Domenico Toscano e teve um mercado de verão agitado, com as contratações dos experientes avançados Jérémie Menez e Kyle Lafferty, do ex-wonderkid Lorenzo Crisetig e do veterano médio Ricardo Faty. Chegam também por empréstimo o talentoso guarda-redes Plizzari, emprestado pelo Milan, e o francês Charpentier, emprestado pelo Genoa. Um dos goleadores da época passada Simone Corazza saiu para o Alessandria, enquanto o avançado de 39 anos Germán Denis (que foi o melhor marcador) ficou no clube, assim como outro antigo talento que muito prometia, Hachim Mastour.

Finalmente, a Reggiana, que venceu o play-off de subida, eliminando Potenza (0-0), Novara (2-1) e Bari (1-0), terá como reforços para o treinador Massimiliano Alvini, os avançados Zamparo (Parma), que já fez a última época, e Voltan (Vis Pesaro), recebendo a custo zero Zampano, Gyamfi e Germoni, assim como alguns empréstimos, mais notavelmente o médio Muratore, da Atalanta. A custo zero saem o guarda-redes Narduzzo e o central Pelizzari para Siena e Legnago. Destaca-se o experiente Andrea Costa, ex-jogador de Benevento e Sampdoria, e o avançado da sua equipa primavera, Giuseppe Iaquinta, filho de Vincenzo, que poderá começar a ter minutos esta época.

Editado por Wincing Hálldor

Compartilhar este post


Link para o post

Junta-te à conversa!

Podes publicar um comentário agora e registar-te depois. Se tiveres uma conta, autentica-te agora para publicares o teu comentário de forma autenticada.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   O conteúdo anteriormente introduzido foi recuperado..   Limpar

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...