Ir para conteúdo

cadete

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    19.477
  • Registo em

  • Última visita

3 Seguidores

Sobre cadete

  • Data de Nascimento Fevereiro 21

Informação de perfil

  • Sexo
    Masculino

Últimos Visitantes

6.940 visualizações
  1. Palmarés GRUPO A: Alemanha - Suíça - Escócia - Hungria - GRUPO B: Espanha - Albânia - Croácia - Itália - GRUPO C Inglaterra - Dinamarca - Eslovênia - Sérvia - GRUPO D França - Áustria - Países Baixos - Polônia - GRUPO E: Bélgica - Romênia - Eslováquia - Ucrânia - GRUPO F: Portugal - Turquia - Chéquia - Geórgia - Lista de Vencedores
  2. Isso aí é mesmo a regra do quem marca mais ganha, que se lixe sofrer golos...
  3. Introdução Ora muito boa tarde, ou bom dia, dependendo da vossa localização. Este será um daqueles saves onde tenho o objetivo de jogar o UEFA Euro 2024 com todas as selecções presentes e usando os grupos reais. Fiz o download no FM Scout e vou aproveitar a febre do Euro, que começou na 6ª feira. Irei treinar uma selecção de cada vez, começando pelo Grupo A, e terminando no Grupo F. Veremos se conseguirei ser campeão Europeu e se sim, quantas vezes? Irei causar sensação com alguma das selecções? Quanto ao save, irei deixar a selecção do plantel para o adjunto e vou jogar com aqueles que estiverem disponíveis. Mas por agora, deixo-vos com mais informação não só sobre esta competição, como também do historial dos campeonatos europeus. UEFA Euro 2024 Esta competição será disputada na Alemanha, um dos países que mais vezes venceu a cmpetição e que em 2006 foi palco do Mundial de futebol. Tinha uma vasta escolha de estádios que satisfaziam os requisitos de capacidade mínima da UEFA de 30.000 lugares para os jogos da Euro 2024, mas acabaram por ser seleccionados os 10 seguintes: Berlim, Dortmund, Munique, Colónia , Estugarda, Hamburgo, Leipzig, Frankfurt, Gelsenkirchen e Dusseldorf. Campeonato Europeu de Futebol O Campeonato da Europa de Futebol da UEFA, também conhecido como Eurocopa ou ainda Euro, é o principal campeonato de futebol entre as seleções masculinas dos países europeus pertencentes à UEFA. É o segundo torneio de futebol mais assistido do mundo, ficando atrás somente da Copa do Mundo FIFA. É realizado de quatro em quatro anos desde 1960, tendo sido originalmente chamado de Copa das Nações Europeias, mudando para seu nome atual em 1968. Desde 1996, os eventos individuais têm sido rotulados como "UEFA Euro [ano]". Até 1976, apenas quatro seleções entravam na fase final do torneio. Em 1980, esse numero aumentou para oito e, a partir de 1996, dezesseis seleções passaram a jogar o torneio, aumentando esse número para vinte e quatro seleções participantes em 2016. Os competidores são escolhidos em uma série de jogos de qualificação: em 1960 e 1964 através de mata-matas; a partir de 1968 também foi incluída uma fase de grupos nas eliminatórias. O(s) país(es)-sede se classificam automaticamente. O nome da taça entregue aos vencedores da competição é uma homenagem ao ex-secretário geral da UEFA, Henri Delaunay, que propôs, em 1927, a criação de uma competição entre seleções europeias para determinar a melhor do continente, mas só após a sua morte a ideia foi concretizada. A primeira vez que as finais foram disputadas em mais de um país-sede foi o Euro 2000, sediado na Bélgica e Países Baixos (Holanda). Em 2008 o Campeonato Europeu de Futebol foi disputado na Áustria e Suíça. Em 2012, o torneio foi disputado também em dois países, Polónia e Ucrânia, que foram também os primeiros - e até agora os únicos - países que pertenceram ao antigo Bloco de Leste a receber o torneio desde a dissolução do mesmo, em 1991 (antes disto, a República Socialista Federativa da Ioguslávia havia recebido o torneio uma vez, em 1976). Vencedores A União Soviética ganhou a competição inaugural. A Alemanha triunfou por três vezes (duas como Alemanha Ocidental) assim como a Espanha. A França e a Itália venceram o torneio duas vezes. Desta forma, Alemanha, França, Espanha e Itália são as únicas seleções a terem ganho o torneio mais de uma vez. Outras 6 seleções ganharam o torneio apenas uma vez, sendo elas União Soviética, Checoslováquia, Países Baixos, Dinamarca, Grécia e Portugal. Estatísticas individuais Se falamos em termos de estatísticas individuais, temos que falar dos senhores que estão na foto lá em baixo, mas principalmente do Sr. Euro, Cristiano Ronaldo. Líder em participações em Europeus, golos, etc...Mas ficam aqui as estatísticas. Mais jogos 25: Cristiano Ronaldo (Portugal) 19: João Moutinho (Portugal) 19: Pepe (Portugal) Mais jogos (incluindo fase de qualificação) 60: Cristiano Ronaldo (Portugal) 58: Gianluigi Buffon (Itália) 51: Mario Frick (Liechtenstein) Mais presenças em fases finais 5: Cristiano Ronaldo (Portugal 2004, 2008, 2012, 2016, 2020) 4: Luka Modrić (Croácia 2008, 2012, 2016, 2020) 4: Lothar Matthäus (República Federal da Alemanha/Alemanha 1980, 1984, 1988, 2000) Mais golos 14: Cristiano Ronaldo (Portugal) 9: Michel Platini (França)  7: Antoine Griezmann (França), Alan Shearer (Inglaterra), Álvaro Morata (Espanha) Mais golos (incluindo fase de qualificação) 45: Cristiano Ronaldo (Portugal) 25: Zlatan Ibrahimović (Suécia) 23: Robbie Keane (República da Irlanda) Mais golos numa fase final 9: Michel Platini (França, 1984) Hat-trick mais rápido 18 mins: Michel Platini (França 3-2 Jugoslávia, 19/06/84) Jogador mais novo 17 anos e 246 dias: Kacper Kozłowski (Espanha 1-1 Polónia, 19/06/21) Jogador mais velho 40 anos 86 dias: Gábor Király (Hungria 0-4 Bélgica, 26/06/16) Marcador mais velho 38 anos 257 dias: Ivica Vastic (Áustria 1-1 Polónia, 12/06/08)
  4. Já deu para aquecer com a Taça da Liga. Espera-se época complicada. Que surpresa o Mali.
  5. Primeiro troféu da época já está. Qualificação fantástica a nível europeu e derrota tão cruel contra os Israelitas...mas boa sorte na Europa League. Equipas interessantes pelo caminho.
  6. Continua a campanha maravilha na Taça e agora é tarefa quase impossível, mas prémio merecido para o clube. No campeonato, dificuldades acrescidas nos últimos jogos e o equilíbrio nota-se no topo.
  7. Na selecção, tudo muito complicado e na Série B, a estreia tem sido cheia de dificuldades, e a classificação só o comprova. Mas não podes deitar a toalha ao chão e é continuar a lutar para sair dos lugares de descida.
  8. E já está. Não foi fácil, mas já está. Que venha o novo desafio.
  9. Conseguimos derrotá-los na Liga mas não está fácil. Tropeção foi inesperada mas a vida segue em frente. Com o pai está mesmo complicado. Obrigado.
  10. Têm dado imenso trabalho...mas vá lá que já os derrotei. É continuar a lutar e a ter paciência. Queremos chegar muito longe na Champions. Obrigado.
  11. No caminho certo Ora vamos lá ver, com a notícia sobre o meu pai, fiquei abalado, mas a vida tem que continuar. Mãe, quero trazer o pai para aqui. Oh filho, sabes que teu pai odeia o frio e a chuva. Ia ficar ainda mais deprimido. Está bem, mas nem que seja de férias prolongadas. E a senhora também vem, claro. Deixa-me falar com ele. Infelizmente, já está numa fase mais adiantada do que esperavamos e já vai se esquecendo de algumas coisas, não tem sido nada fácil. Mas venham nem que seja um mês... Olha, vou tentar 2 semanas, mas não prometo nada. Ok, fico à espera. Beijinhos. Mas pronto, notícia terrível a nível pessoal, mas a nível profissional, algumas boas notícias, começando por Guga, que venceu o prémio de Futebolista Mundial do Ano. Seguindo na boa maré de notícias, vem aí mais uma bela fornada de jogadores jovens. O clube está trabalhando muito bem na Academia e os olheiros estão captando bons talentos por aí fora. Stewart Chamberlain pode vir a dar que falar. Novembro começou com Champions League e goleada ao Feyenoord por 6-1. Já no outro jogo do mês na Champions, derrota fora contra a Juventus. Mas enfim, valeu pelas 4 vitórias na Liga, fazendo com que fosse um registo 100% vitorioso. Ainda para mais, com jogos complicados como o dérbie de Merseyside, fora...Tottenham fora e ainda o Newcastle. O mais "acessível" acabou mesmo por ser contra o Wolves, onde vencemos em casa por 3-1. Dezembro foi um mês muitooooo longo, como já é normal em Inglaterra. Na Champions, vitória encorajadora em casa do Inter, em mais um dos jogos contra italianos. Na Premier League, conseguimos derrotar o Leicester fora, enquanto em casa, contra o Aston Villa, não fomos além de um empate a uma bola. Mas regressamos às vitórias contra Sheffield United (3-0) e Brighton (3-1), antes do jogo grande contra o West Ham, perante os nossos adeptos. Desta vez, vitória CARAL**********...pois é. Ganhamos por 2-1 e fui para casa com um sorriso enorme. Mas depois, empata no terreno do Norwich...enfim, futebol é isto. Aabamos a atualização com um mês de Janeiro também muito longo e com derrota inesperada em casa, contra o Stoke City, na FA Cup. Rodei a equipa e deu nisto. Concentração na Premier, com vitória robusta e sabor a vingança contra o West Brom (5-0), mas empate no Emirates contra o Arsenal. Com este não fiquei chateado. Sunderland foi derrotado por 2-0 mas o que não esperava, era a derrota 1-0 no terreno do Brentford. Nada de alarmante. Finalmente, vitórias na Champions contra Shakhtar por 3-0 e Real Sociedad por 6-0. Com os resultados positivos na Champions, terminamos esta fase em 5º evitando assim os playoffs. Juventus terminou em 1º e Arsenal, West Ham, Atlético Madrid, Bayer Leverkusen, Koln e PSG fazem-nos companhia a evitar os playoffs. Guga tem mostrado serviço nos golos marcados, com McCormack a mostrar serviço nas assistências. Já Navarro, anda com os pés e a boca quentes para os cartões amarelos. Na Liga, devido a alguns desaires inesperados, estamos em 2º e a 4 pontos do West Ham. Já o Arsenal, vem atrás a 6 pontos de distância, com Southampton colado. City continua a desiludir e Tottenham está onde merece. Man Utd e Chelsea estão longe dos lugares de Champions e no fundo da tabela, Sunderland e Wolves têm a vida complicada, enquanto Norwich e Sheffield United vão lutando pela sobrevivência. Janeiro foi um mês muito calmo em termos de transferências e não houve movimentos nos nossos lados. Já o Man City, investiu 75 milhões de Euros em Gideon Pinas e o West Ham foi buscar Bruno Vaccarezza ao Flamengo, naquele que foi o maior negócio do último dia de mercado. Sunderland foi quem mais contratou enquanto o Tottenham foi quem mais vendeu. Filhote, obrigado pelas férias. Adorei estar cá. Pena que foram só alguns dias. De nada Pai, foram 3 semanas que adorei. 3 semanas? Mas antes de ontem estava na Calheta a tomar café... Não pai, antes de ontem estava em Anfield, a ver um jogo do Liverpool, com a mãe. Liverpool? Mas filhote, tu treinas o Birmingham, para quê que estava em Anfield...espera, Anfield? Pois é, não está nada fácil. A doença está avançando muito rápido e sem a medicação fica cada vez pior. Mãe, continue a dar a medicação ao pai, e obrigado por virem. De nada filho, vou tentar voltar. E sim, mas tem pai tem sido teimoso que se farta. Ele com a medicação não fica tão esquecido...vou arranjar maneira. Não mãe, eu é que vou voltar a Portugal. Tenho que arranjar um clube para lá para treinar. Quero estar mais perto de vocês. Oh meu querido, isso seria tão bom, mas tens que pensar em ti e no teu trabalho. Em Portugal também terei sucesso e farei o pai feliz... Isso seria se treinasses o Benfica. Pois mãe, mas não é só bater à porta e eles têm um bom bom treinador. Mas pronto, se tiver que ser outro clube, terá que ser. Quero é estar mais perto e como sabe, a minha mulher também não se importa e adorava voltar para Portugal.
  12. Concordo plenamente com o @tiagofolgado Tem que ser o Alentejo pois faz lá falta o futebol profissional. E quanto mais para o interior, melhor.
  13. Que equipaça a do Barcelona, mas não o suficiente para assustar este Recreativo e o "deus" Hugo Almeida. Parabéns pela orelhuda.
×
×
  • Criar Novo...