Ir para conteúdo
Ghelthon

Tópico Oficial de Linux & Software open source

Publicações recomendadas

Provavelmente vão achar este tópico uma parvoíce, mas recentemente ando a pensar seriamente em pôr de lado o meu Windows 7 e instalar o Ubuntu.

 

Porquê? Porque nada do que eu faço exige Windows e, do que me tenho vindo a aperceber e informar, quase todas as distros de Linux são geralmente mais leves que os SOs da Microsoft. Além disso, também é mais seguro.

 

Anyway, o que acham disto? Há por aí quem só use Linux? :mrgreen:

 

(Resta dizer que o computador que uso mais é um portátil.)

Editado por Ghelthon

Compartilhar este post


Link para o post

Eu gosto bastante do Linux mas só agora estou a começar a mexer nisto, tenho uma cadeira na faculdade toda sobre Ubuntu.

Compartilhar este post


Link para o post

Sim, eu também já usei bastante o Linux (Ubuntu e Fedora, mostly) porque tive cadeiras de Informática e os computadores do departamento de Ciências dos Computadores da FCUP têm dual-boot mas são quase sempre usados em Linux.

 

A minha questão é mais virada para o quotidiano, para saber se dá para "viver" só com Linux. :mrgreen:

Compartilhar este post


Link para o post

Dá.

Não queres desenvolver mais que isso? :mrgreen:

 

Do tipo, usavas Windows e depois passaste a usar Linux? Se sim, sentiste falta de alguma coisa ou, pelo contrário, até gostaste mais do Linux? Etc. etc. :grin:

Editado por Ghelthon

Compartilhar este post


Link para o post

Provavelmente vão achar este tópico uma parvoíce, mas recentemente ando a pensar seriamente em pôr de lado o meu Windows 7 e instalar o Ubuntu.

 

Porquê? Porque nada do que eu faço exige Windows e, do que me tenho vindo a aperceber e informar, quase todas as distros de Linux são geralmente mais leves que os SOs da Microsoft. Além disso, também é mais seguro.

 

Anyway, o que acham disto? Há por aí quem só use Linux? :mrgreen:

 

(Resta dizer que o computador que uso mais é um portátil.)

É perfeitamente possível deixar de parte o Windows desde que consigas ser independente do DirectX e do .NET Framework (indispensável por exemplo no Visual Studio). Eu preciso de ambos, quer seja para jogar FM13 ou outro qualquer, quer para programar.

 

Nos dias em que não me apetece fazer nem uma coisa nem outra ligo sempre o Ubuntu, não gostava do Unity mas agora é o ambiente favorito (um pouco o que acontece com Windows, ninguém gosta do Windows 8 até o experimentar),e é muito agradável de se trabalhar lá. O ambiente Gnome 3.8 também é qualquer coisa, btw.

 

Se queres partir para o mundo Linux levas o meu aval, e já agora recomendo o Ubuntu 12.04. De dois em dois anos sai uma versão LTS (long-term support), assim evitas ter de atualizar o SO muitas vezes. Pela lógica, a próxima versão LTS é a 14.04 (que sairá em abrir de 2014).

 

No entanto, e isto para ser muito sincero, os computadores vieram parar a nossas casas com Windows e vão morrer de vez com Windows, pelo menos os computadores tal como atualmente os conhecemos, com teclado e rato. Com isto quero dizer que se esperas um dia encontrar no Linux tudo o que encontras no Windows, lamento mas dificilmente tal virá a acontecer...

Compartilhar este post


Link para o post

Parece-me que a decisão foi baseada em "estou aborrecido, agora quero só Linux". É possível, mas depende sempre do que te faz falta. Por exemplo, Geeks Toy arde logo. Photoshop também. Jogos também. E se queres uma distro leve não vás para Ubuntu.

Compartilhar este post


Link para o post

É perfeitamente possível deixar de parte o Windows desde que consigas ser independente do DirectX e do .NET Framework (indispensável por exemplo no Visual Studio). Eu preciso de ambos, quer seja para jogar FM13 ou outro qualquer, quer para programar.

 

Nos dias em que não me apetece fazer nem uma coisa nem outra ligo sempre o Ubuntu, não gostava do Unity mas agora é o ambiente favorito (um pouco o que acontece com Windows, ninguém gosta do Windows 8 até o experimentar),e é muito agradável de se trabalhar lá. O ambiente Gnome 3.8 também é qualquer coisa, btw.

 

Se queres partir para o mundo Linux levas o meu aval, e já agora recomendo o Ubuntu 12.04. De dois em dois anos sai uma versão LTS (long-term support), assim evitas ter de atualizar o SO muitas vezes. Pela lógica, a próxima versão LTS é a 14.04 (que sairá em abrir de 2014).

 

No entanto, e isto para ser muito sincero, os computadores vieram parar a nossas casas com Windows e vão morrer de vez com Windows, pelo menos os computadores tal como atualmente os conhecemos, com teclado e rato. Com isto quero dizer que se esperas um dia encontrar no Linux tudo o que encontras no Windows, lamento mas dificilmente tal virá a acontecer...

Era isso que queria saber. :prayer:

 

Mas por exemplo, também por uma questão de recursos e "eficácia" do seu uso: o Ubuntu é mais leve e mais ágil que o Windows 7 64-bit que uso actualmente, não? Além disso, segundo sei os ficheiros do SO ocupam menos espaço no Ubuntu e este é também mais fiável, com menos quebras e menos erros. E menos vítima de ataques, também. Confere?

 

Parece-me que a decisão foi baseada em "estou aborrecido, agora quero só Linux". É possível, mas depende sempre do que te faz falta. Por exemplo, Geeks Toy arde logo. Photoshop também. Jogos também. E se queres uma distro leve não vás para Ubuntu.

Não só. É também porque estou um bocado farto dos crashes do Windows, de aplicações pesadonas, de ter N processos a correr em background, etc etc.

 

Quanto aos jogos, ao que parece o Windows 8 é um setback nesse campo, pelo que aparentemente as produtoras começam a mover-se para o Linux, como a Valve fez com o Steam. E depois, não passo assim tanto tempo a jogar para isso ser um factor decisivo.

Editado por Ghelthon

Compartilhar este post


Link para o post

Já dá para jogar FM no Linux?

Uma breve pesquisa mostrou-me que talvez dê para jogar pelo Wine, mas nunca experimentei.

 

Já agora, e dentro do que eu disse ali em cima: se os ficheiros do SO propriamente dito ocupam menos espaço no Linux, isso potencia a utilização de um disco SSD, não?

Compartilhar este post


Link para o post

Não queres desenvolver mais que isso? :mrgreen:

 

Do tipo, usavas Windows e depois passaste a usar Linux? Se sim, sentiste falta de alguma coisa ou, pelo contrário, até gostaste mais do Linux? Etc. etc. :grin:

 

Linux só tenho uma máquinazinha para ir treinando, mas pelo que conheço de Linux, dá perfeitamente para fazeres o que quiseres no dia a dia, a menos que tenhas um profissão muito específica (sejas viciado em jogos, trabalhes em design, desenvolvas aplicações para Windows :mrgreen: , etc).

 

Com Linux, até tens mais facilidades no teu dia: dá para teres alarmes em linux, regadores, etc, etc.

Compartilhar este post


Link para o post

Era isso que queria saber. :prayer:

 

Mas por exemplo, também por uma questão de recursos e "eficácia" do seu uso: o Ubuntu é mais leve e mais ágil que o Windows 7 64-bit que uso actualmente, não? Além disso, segundo sei os ficheiros do SO ocupam menos espaço no Ubuntu e este é também mais fiável, com menos quebras e menos erros. E menos vítima de ataques, também. Confere?

Mais leve acho que sim, mas de todas as distros é provavelmente aquela onde encontras menos diferença para o Windows em matéria de desempenho. Mas a qualidade da distro compensa.

 

CPU: consome +/- os mesmos ciclos de relógio que o Windows.

RAM: a versão 64-bit consome entre 450MB a 650MB, o Windows 7 64-bit ronda os 800MB e 1,1GB. Ambos são eficientes na gestão da memória, portanto apesar dos números agressivos no Windows a diferença não é tanta como isso (a memória está lá para se usar, não é?).

Disco: Aqui a diferença é muito grande. O W7-64bit consome-te na boa uns 16GB ao passo que o Ubuntu consome 6GB (que na verdade são 5,5GB, porque o Ubuntu uma notação diferente (1KB=1000 bytes e não 1024 bytes.)

 

Ainda no disco, o sistema de ficheiros EXT4 é superior ao NTFS. Os dados são escritos no disco o mais separados quanto possível para evitar fragmentação. Com SSD's não se notam grandes diferenças de desempenho, mas utilizando discos rígidos é possível que a longo prazo um disco com o Windows instalado esteja muito mais fragmentado que um disco com Linux. A probabilidade de fragmentação de dados em Linux é tão baixa que eu diria mesmo que nem precisas de desfragmentar o disco.

 

As "quebras" dependem essencialmente do hardware e drivers. A maioria esmagadora dos blue screens que ocorrem em Windows (desde o 2000) são causados por drivers mal instalados ou hardware incompatível, portanto se algum componente não for compatível com Linux, as quebras podem perfeitamente ocorrer por lá.

 

Menos vítima de ataques? Sim, definitivamente. Mas também tens de ver o que andas a fazer no PC, que tipo de conteúdo descarregas e por aí. Nenhum sistema é inquebrável.

Editado por Mica

Compartilhar este post


Link para o post

Mais leve acho que sim, mas de todas as distros é provavelmente aquela onde encontras menos diferença para o Windows em matéria de desempenho. Mas a qualidade da distro compensa.

 

CPU: consome +/- os mesmos ciclos de relógio que o Windows.

RAM: a versão 64-bit consome entre 450MB a 650MB, o Windows 7 64-bit ronda os 800MB e 1,1GB. Ambos são eficientes na gestão da memória, portanto apesar dos números agressivos no Windows a diferença não é tanta como isso (a memória está lá para se usar, não é?).

Disco: Aqui a diferença é muito grande. O W7-64bit consome-te na boa uns 16GB ao passo que o Ubuntu consome 6GB (que na verdade são 5,5GB, porque o Ubuntu uma notação diferente (1KB=1000 bytes e não 1024 bytes.)

 

Ainda no disco, o sistema de ficheiros EXT4 é superior ao NTFS. Os dados são escritos no disco o mais separados quanto possível para evitar fragmentação. Com SSD's não se notam grandes diferenças de desempenho, mas utilizando discos rígidos é possível que a longo prazo um disco com o Windows instalado esteja muito mais fragmentado que um disco com Linux. A probabilidade de fragmentação de dados em Linux é tão baixa que eu diria mesmo que nem precisas de desfragmentar o disco.

 

As "quebras" dependem essencialmente do hardware e drivers. A maioria esmagadora dos blue screens que ocorrem em Windows (desde o 2000) são causados por drivers mal instalados ou hardware incompatível, portanto se algum componente não for compatível com Linux, as quebras podem perfeitamente ocorrer por lá.

 

Menos vítima de ataques? Sim, definitivamente. Mas também tens de ver o que andas a fazer no PC, que tipo de conteúdo descarregas e por aí. Nenhum sistema é inquebrável.

Respondendo só ao último parágrafo, porque nos outros não há nada para responder (obrigado pelos esclarecimentos :prayer:), estava mais a falar de coisas genéricas tipo vírus e trojans, não ataques direccionados.

Compartilhar este post


Link para o post

É mais robusto, logo menos vulnerável a vírus e trojans.

Era isso, sim. ;)

 

Já agora Mica, tens alguma experiência com essa tal aplicação Wine? É "pau para toda a obra"? Ou seja, funciona com a maioria dos softwares?

Editado por Ghelthon

Compartilhar este post


Link para o post

Era isso, sim. ;)

 

Já agora Mica, tens alguma experiência com essa tal aplicação Wine? É "pau para toda a obra"? Ou seja, funciona com a maioria dos softwares?

Pouco usei até hoje, as duas aplicações que instalei, Pokerstars e BT Next (wtf, "warez não, obrigado"? Haja paciência.), correram lindamente e tão fluidamente como em Windows. Mas devido à camada de virtualização que possui é de esperar quebras de desempenho em aplicações Windows mais pesadas.

Editado por Mica

Compartilhar este post


Link para o post

Nos ultimos tempos já por varias vezes instalei distro de linux aqui em casa.. Ubuntu e Mint.. e cheguei ao fim após meter tudo bonitinho e disse: usar isto para quê??? faço o mesmo que faço em windows (net, office (com piores resultados, quer se queira quer não, as versões não são totalmente compativeis em todos os detalhes), dropbox, ftp, notepad++, ouvir musica, etc).. qq coisa diferente que apareça tenho que andar a bater com a cabeça no google à procura de soluções. Nas máquinas que instalei nunca vi grandes diferenças na velocidade quando comparado com windows 7 / 8.

 

Quanto a problemas de segurança, que eu saiba não me lembro de ter tido grandes problemas em windows, nem com virus nem com ataques. E nem ando propriamente super protegido a nivel de antivirus / firewall

Compartilhar este post


Link para o post

Em termos de organização vai muito da pessoa, o Windows 8 para mim é o melhor neste aspeto, mas o Ubuntu c/ Unity é igualmente muito bom, e tende a melhorar. A nível de produtividade, depois de muitas horas de uso de ambas as plataformas, eu voto no Unity.

 

A compatibilidade é um problema demasiado grande para se ocultar: o DirectX é um dos grandes culpados (não no mau sentido) pela falta de aderência ao Linux.

 

A nível de segurança, o facto do Linux ser mais robusto não significa que o Windows seja uma anedota, nem me passou pela cabeça dizer isso...

Compartilhar este post


Link para o post

Exatamente isto.

 

E devo dizer que com o Ubuntu (mesmo sem a m*rda do Unity) notei que era tudo mais lento do que o W7. EDIT: Isto foi com o 11.04, penso eu. Com o Mint não noto diferença, mas os problemas a nível de compatibilidade de programas/jogos/wtv faz com que use muito mais o W7. E parece-me muito mais organizado, sinceramente. A parte a bold também é muito verdade, o Windows é muito mais prático.

 

Qual parte a bold?? :mrgreen:

 

Em termos de organização vai muito da pessoa, o Windows 8 para mim é o melhor neste aspeto, mas o Ubuntu c/ Unity é igualmente muito bom, e tende a melhorar. A nível de produtividade, depois de muitas horas de uso de ambas as plataformas, eu voto no Unity.

 

A compatibilidade é um problema demasiado grande para se ocultar: o DirectX é um dos grandes culpados (não no mau sentido) pela falta de aderência ao Linux.

 

A nível de segurança, o facto do Linux ser mais robusto não significa que o Windows seja uma anedota, nem me passou pela cabeça dizer isso...

 

A parte que eu falei de segurança era para a questão que o ghelthon perguntou sobre virus/trojans

Compartilhar este post


Link para o post

Ah ok, no Windows (os atuais e com updates em dia) só apanha vírus quem quer, a diferença para Linux é que no Linux às vezes nem quer quer apanha... (se me faço entender).

Compartilhar este post


Link para o post

A menos que o queiras para um objectivo específico, não vejo as vantagens em usar Linux. O mundo está feito para Windows. Em relação à segurança, basta saber usar, é como tudo. Uma pessoa que não saiba, em 1 semana enche o PC de vírus, alguém que entenda minimamente do assunto até sem anti-vírus sobrevive bem. Eu agora estou só com a protecção que o Windows me dá, nem me dei ao trabalho de instalar AV.

Compartilhar este post


Link para o post

Eu agora estou só com a protecção que o Windows me dá, nem me dei ao trabalho de instalar AV.

 

x2

 

I also like to live dangerous.

Compartilhar este post


Link para o post

Eu também não tenho anti-virus, nem acho que seja preciso. É preciso pôr-se muito a jeito para apanhar um vírus (como por exemplo abrir um mail de um amigo com fotografias muito engraçadas... .exe).

Compartilhar este post


Link para o post

Às vezes até pode ser a instalar um programa, tem sempre aquelas coisas em que temos de fazer Accept ou Decline e basta uma distração para nos mudar a homepage e sabe-se lá o que mais, e isso são coisas impossíveis em Linux.

 

Mas volto a reforçar, é possível viver só com Linux assim como é possível viver só com Windows. Temos é de ter em conta as nossas necessidades. No meu caso, não é.

Compartilhar este post


Link para o post

Junta-te à conversa!

Podes publicar um comentário agora e registar-te depois. Se tiveres uma conta, autentica-te agora para publicares o teu comentário de forma autenticada.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   O conteúdo anteriormente introduzido foi recuperado..   Limpar

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Criar Novo...