Ir para conteúdo
What

Tópico da Política, Ambiente e Economia

Publicações recomendadas

Citação de HappyKing, há 1 hora:

f*dasse, que p*ta de lata.

Foi sincero 👀

Citação de Jamarcus, há 29 minutos:

 

O Quadros a cada dia que passa está mais frustrado com vida.

Compartilhar este post


Link para o post
Publicado (editado)
Citação de Seferogol, há 19 minutos:

Foi sincero 👀

Nem isso foi. Porque para o ser teria que ter dito que quem pagou verdadeiramente aquilo foi a equipa de advogados dele que criam esquemas que lhe permite pagar uma ninharia de impostos em relação à riqueza pornográfica que tem e que aumenta a níveis ridículos a cada segundo. 

Funcionários que tem de mijar em garrafas ou coisas parecidas, que ganham na vida toda uma fração mínima do que ele ganha numa semana ou num mês.

E pior do que isso, ainda teve aplausos e risos. A falta de noção dele deve aumentar com o número de zeros na conta. 

Editado por HappyKing

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de HappyKing, há 21 minutos:

Nem isso foi. Porque para o ser teria que ter dito que quem pagou verdadeiramente aquilo foi a equipa de advogados dele que criam esquemas que lhe permite pagar uma ninharia de impostos em relação à riqueza pornográfica que tem e que aumenta a níveis ridículos a cada segundo. 

Funcionários que tem de mijar em garrafas ou coisas parecidas, que ganham na vida toda uma fração mínima do que ele ganha numa semana ou num mês.

E pior do que isso, ainda teve aplausos e risos. A falta de noção dele deve aumentar com o número de zeros na conta. 

Tipos como esse passam uma imagem pobre daquilo que deve ser o capitalismo. O caso do Bezos é acima de tudo triste porque os meios que usa poderiam ser (ou ter sido) outros para chegar ao mesmo fim, visto que o crescimento da empresa se baseou muito mais na satisfação do cliente e inovação (Prime, AWS, etc) do que propriamente na exploração de trabalho barato ou esquemas para não pagar impostos. Trabalho barato esse, diga-se, que se resume à malta da logística, porque em engenharia ganha-se bastante bem e mesmo as condições de trabalho aqui ao lado (Barcelona) não são sequer comparáveis com o que temos por cá na mesma área.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de ElliotReid13, há 2 minutos:

Tipos como esse passam uma imagem pobre daquilo que deve ser o capitalismo. O caso do Bezos é acima de tudo triste porque os meios que usa poderiam ser (ou ter sido) outros para chegar ao mesmo fim, visto que o crescimento da empresa se baseou muito mais na satisfação do cliente e inovação (Prime, AWS, etc) do que propriamente na exploração de trabalho barato ou esquemas para não pagar impostos. Trabalho barato esse, diga-se, que se resume à malta da logística, porque em engenharia ganha-se bastante bem e mesmo as condições de trabalho aqui ao lado (Barcelona) não são sequer comparáveis com o que temos por cá na mesma área.

Achas que o Prime não explora os trabalhadores? Ou estás a falar do Prime em termos de media (tipo netflix)? Se for o primeiro, é uma das razões que os trabalhores (logistica de armazem e condutores) sofrem mais, para conseguirem as deadlines que o Prime dá aos seus clientes.

Quanto ao AWS nada a apontar em termos de exploração de trabalhadores. Será mais criticável em termos de monopolização, mas isso é consequência do mercado e falta de concorrência "forte".

Compartilhar este post


Link para o post
Publicado (editado)
Citação de ElliotReid13, há 26 minutos:

 visto que o crescimento da empresa se baseou muito mais na satisfação do cliente e inovação (Prime, AWS, etc) do que propriamente na exploração de trabalho barato ou esquemas para não pagar impostos. 

ds-amazon-revenue-breakdown-feed.png

É verdade mas também é verdade que até há pouco tempo (2019, não encontrei dados do ano passado, acredito que no ano passado os números já tenham sido superiores em favor desses serviços) esses serviços representavam "apenas" perto de 20 por cento da fatia com as lojas online a representarem mais de 50 por cento.

Isto a juntar ao que o Sandes disse em cima. Mesmo nesses produtos existe exploração associada.

Editado por HappyKing

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Sandes., há 16 minutos:

 

Quanto ao AWS nada a apontar em termos de exploração de trabalhadores. Será mais criticável em termos de monopolização, mas isso é consequência do mercado e falta de concorrência "forte".

AWS e monopolização? Se há coisa que já não têm é monopólio. Pararam no tempo numa luta de pilinhas com a Alphabet e a Azure está a ganhar imenso mercado.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Seferogol, há 5 minutos:

AWS e monopolização? Se há coisa que já não têm é monopólio. Pararam no tempo numa luta de pilinhas com a Alphabet e a Azure está a ganhar imenso mercado.

Ainda bem! Eu fui "apresentado" ao AWS há uns tempos, as coisas podem ter mudado entretanto. Na altura acho que a apresentação que vi dizia que eles tinham prai 50% do mercado e o resto ia tendo uns 10/15 % mesmo sendo empresas enormes como a Google

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Puto Perdiz, há 1 hora:

master troll o bezzos

tu chamas troll, eu chamo filhodaputa

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Sandes., há 5 minutos:

Ainda bem! Eu fui "apresentado" ao AWS há uns tempos, as coisas podem ter mudado entretanto. Na altura acho que a apresentação que vi dizia que eles tinham prai 50% do mercado e o resto ia tendo uns 10/15 % mesmo sendo empresas enormes como a Google

A Microsoft investiu milhões na Azure, em infraestrutura, tecnologia e novas ferramentas empresariais, e tendo já uma enorme quota de mercado na maioria das empresas através do Windows e Office, foi fácil ganhar mercado com a Azure.

Além disso, a AWS volta e meia falha e pára umas quantas empresas, a Azure é de uma fiabilidade fantástica (excluindo as suas proprias apps  do Office)

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de HappyKing, há 29 minutos:

ds-amazon-revenue-breakdown-feed.png

É verdade mas também é verdade que até há pouco tempo (2019, não encontrei dados do ano passado, acredito que no ano passado os números já tenham sido superiores em favor desses serviços) esses serviços representavam "apenas" perto de 20 por cento da fatia com as lojas online a representarem mais de 50 por cento.

Isto a juntar ao que o Sandes disse em cima. Mesmo nesses produtos existe exploração associada.

Senão me engano o AWS é o grande responsavel pelos lucros da Amazon pois tem margens muito maiores do que os outros negócios da empresa.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Castor, há 20 minutos:

Senão me engano o AWS é o grande responsavel pelos lucros da Amazon pois tem margens muito maiores do que os outros negócios da empresa.

A AWS desde o dia 0 que dá lucros enormes, já que, inicialmente, não tiveram que fazer grande investimento. A AWS surgiu numa altura que a Amazon estava tremida, e tinham feito um investimento enorme em infraestrutura que não estava a ser usado. Então alguém lembrou-se de começar a alugar aquele alojamento e o resto é história.

Compartilhar este post


Link para o post
Publicado (editado)
Citação de HappyKing, há 3 horas:

f*dasse, que p*ta de lata.

f*da-se citar user do cmpt ao que chegámos

Editado por Almeno

Compartilhar este post


Link para o post
Publicado (editado)
Citação de Almeno, há 1 hora:

f*da-se citar user do cmpt ao que chegámos

O rapaz é user aqui ? Desconhecia. Apareceu-me na TL porque alguém gostou.

Editado por HappyKing

Compartilhar este post


Link para o post
Publicado (editado)
Citação de Sandes., há 2 horas:

Achas que o Prime não explora os trabalhadores? Ou estás a falar do Prime em termos de media (tipo netflix)? Se for o primeiro, é uma das razões que os trabalhores (logistica de armazem e condutores) sofrem mais, para conseguirem as deadlines que o Prime dá aos seus clientes.

Quanto ao AWS nada a apontar em termos de exploração de trabalhadores. Será mais criticável em termos de monopolização, mas isso é consequência do mercado e falta de concorrência "forte".

Não referi os serviços deles para diferenciar tipos de exploração, apenas para dar conta de que é, apesar de tudo, uma empresa inovadora e que se soube diferenciar nos últimos 20 anos e criar valor de diferentes formas. Não é uma empresa que chegou à dimensão que tem através de esquemas e olhando apenas para a bottom line (apesar de ter ajudado, claro).

 

Citação de HappyKing, há 2 horas:

É verdade mas também é verdade que até há pouco tempo (2019, não encontrei dados do ano passado, acredito que no ano passado os números já tenham sido superiores em favor desses serviços) esses serviços representavam "apenas" perto de 20 por cento da fatia com as lojas online a representarem mais de 50 por cento.

Isto a juntar ao que o Sandes disse em cima. Mesmo nesses produtos existe exploração associada.

Olhar para o volume de negócios é uma forma de ver a coisa, mas diria que a mais correta é levar em conta também as margens (EBITDA) e o crescimento expectável para os próximos anos, uma vez que são esses os indicadores que mais afetam a avaliação/capitalização bolsista de uma empresa. Assim sendo, o comércio online é aquele que apresenta as maiores receitas porque é a área que constitui o core da empresa e aquela que vem sendo explorada desde sempre, mas as margens são bastante baixas. O negócio da cloud é bastante mais interessante porque as margens são altíssimas e o crescimento registado tem sido exponencial.

A Microsoft, com a Azure, lançou-se na mesma área no início da década passada e é hoje a maior concorrente da Amazon. O impacto no negócio é fácilmente perceptível através deste gráfico:
 

image.png.a49a0f2fa050caf982aa92a8f0ae5f2c.png

Editado por ElliotReid13

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de HappyKing, há 38 minutos:

O rapaz é user aqui ? Desconhecia. Apareceu-me na TL porque alguém gostou.

é o user mais bem parecido do CMPT.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Alonso., há 3 minutos:

é o user mais bem parecido do CMPT.

Não chego lá com essa descrição 🤔

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de HappyKing, há 41 minutos:

O rapaz é user aqui ? Desconhecia. Apareceu-me na TL porque alguém gostou.

Acho que vejo mais vezes o carmelo aqui por via dos tweets dele que vão aparecendo 😅 já é muito popular, devia estar no grupo de WhatsApp que bate os algoritmos IMO.

@ElliotReid13
Concordo que a Amazon foi inovadora em muita coisa, e apesar de não gostar de reforçar bilionários com o meu dinheiro, uso o serviço prime pq efectivamente gosto de ter esse "luxo". Mas é claro que só chegou onde chegou com alguma exploração dos trabalhadores, como é típico em todos os negócios de sucesso. Acho que o maior problema da Amazon, na minha opinião, acaba por ser a forma com que a) foge aos impostos e b) cria uma "Race to the bottom" no que diz respeito a países e localizações onde se quer colocar, obrigando todos os governos a facilitar a redução de impostos.

Compartilhar este post


Link para o post
Publicado (editado)
Citação de Sandes., há 34 minutos:

Acho que vejo mais vezes o carmelo aqui por via dos tweets dele que vão aparecendo 😅 já é muito popular, devia estar no grupo de WhatsApp que bate os algoritmos IMO.

@ElliotReid13
Concordo que a Amazon foi inovadora em muita coisa, e apesar de não gostar de reforçar bilionários com o meu dinheiro, uso o serviço prime pq efectivamente gosto de ter esse "luxo". Mas é claro que só chegou onde chegou com alguma exploração dos trabalhadores, como é típico em todos os negócios de sucesso. Acho que o maior problema da Amazon, na minha opinião, acaba por ser a forma com que a) foge aos impostos e b) cria uma "Race to the bottom" no que diz respeito a países e localizações onde se quer colocar, obrigando todos os governos a facilitar a redução de impostos.

Acho que conseguimos encontrar aqui um ponto de entendimento.

É muito possivel que, sem aquela busca pela hiper-eficiência, a Amazon não conseguiria nunca garantir o nível de serviço que tem atualmente (com entregas no mesmo dia) sem aumentar significativamente o número de pessoas envolvidas nas operações. Mas também é verdade que antes deste tipo de serviço, a Amazon já era líder no e-commerce, e o Prime acaba por ser quase um nice-to-have que diferencia a empresa da concorrência, e não um fator decisivo no crescimento da empresa.

Por outro lado, e ao contrário de empresas "historicamente" lucrativas como a Google ou a Apple, a Amazon apenas se tornou lucrativa a partir de 2016, pelo que até ali não haveria tantos impostos assim para fugir (não é assim tão linear, mas falando de forma geral). E este foi um dos grandes fatores de crescimento da empresa - durante muitos anos, o cash-flow dos segmentos lucrativos eram imediatamente reinvestidos em outros segmentos da empresa de forma a ganhar escala e diversificar fontes de receitas, enquanto se mantinha não-lucrativa no papel. O que eles poupam atualmente em esquemas com impostos acaba por serter pouco impacto no valor/crescimento da empresa, já que parece que estão com dificuldades em encontrar grandes oportunidades de aplicar esse dinheiro em oportunidades de investimento atrativas, como se pode perceber pela quantidade de liquidez por aplicar (valores em milhões de dólares):
 

image.thumb.png.27eb981b74b494586d15a4cf32bccc2a.png

 

 

Editado por ElliotReid13

Compartilhar este post


Link para o post

Junta-te à conversa!

Podes publicar um comentário agora e registar-te depois. Se tiveres uma conta, autentica-te agora para publicares o teu comentário com a tua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   O conteúdo anteriormente introduzido foi recuperado..   Limpar

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Criar Novo...