Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Tio Hans

Europa Universalis

Publicações recomendadas

Citação de lastdance, há 38 minutos:

Entendo 0 deste jogo, começo com portugal sou enxertado por marrocos, começo com marrocos sou enxertado por portugal(castela va).

Quando se opta pela estratégia de expansão no Norte de África com Portugal é essencial uma aliança com Castela, que não é muito difícil, se arranjas um Casamento logo em Novembro de 1444 essa proposta cai logo por parte de Castela em Dezembro.

Por norma Granada alia-se logo a Marrocos quando Portugal alia-se a Castela portanto quando se declara guerra a Marrocos o melhor a fazer é dividir o Exército em 2 e mandar metade para Málaga com o General com melhores stats em Siege porque lá tem forte e outra metade para tomar Gibraltar e por lá ficar depois de tomar o sítio. Por norma o Forte de Málaga é fracamente defendido, pode cair facilmente em menos de um ano. Isto é essencial porque Castela não ataca logo Marrocos mas sim Granada logo não andas a queimar ManPower no Norte de África de forma estúpida.

Depois da tomada de Málaga e se tiveres um bom General com boas stats de Shock podes unir o Exército em Gibraltar sob o seu comando e atacares o exército Marroquino que por norma já está a cercar Ceuta inutilmente pois com a superioridade naval que por esta altura já terás sobre eles Marrocos não consegue fazer um Siege eficiente em Ceuta. E como a província é tua e o terreno penaliza o atacante se os atacares Marrocos é que fica com o papel de atacante no diece. Podes também esperar que Castela acabe o cerco em Granada, que deve cair mais rápido que Ceuta, quando isso acontece por norma eles juntam-se ao teu exército no ataque a Ceuta.

A partir daí é mais ou menos fácil, atacas Tangiers e deixas Castela ocupar Fez, um forte mais forte num terreno complicado que consome mais Manpower.Por esta altura já consegues propor paz a Granada, e até consegues sacar fácil Gibraltar e Málaga juntamente com uns doces ducados.

Quando Fez cair, por norma um ou dois anos depois de começar o cerco, a guerra fica praticamente ganha. Conselho importante: mete Tangiers como alvo de conquista para o War Score disparar mais rápido. E já agora cuidado com os Otomanos, que se podem aliar a Granada ou até Marrocos (mais raro). Se assim for declara guerra ao país que não está aliado a eles e não coloques o país aliado aos Otomanos como cobeligerante porque nunca conseguirás um War Score alto para uma paz do teu agrado.

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Lebohang, há 1 minuto:

Quando se opta pela estratégia de expansão no Norte de África com Portugal é essencial uma aliança com Castela, que não é muito difícil, se arranjas um Casamento logo em Novembro de 1444 essa proposta cai logo por parte de Castela em Dezembro.

Por norma Granada alia-se logo a Marrocos quando Portugal alia-se a Castela portanto quando se declara guerra a Marrocos o melhor a fazer é dividir o Exército em 2 e mandar metade para Málaga com o General com melhores stats em Siege porque lá tem forte e outra metade para tomar Gibraltar e por lá ficar depois de tomar o sítio. Por norma o Forte de Málaga é fracamente defendido, pode cair facilmente em menos de um ano. Isto é essencial porque Castela não ataca logo Marrocos mas sim Granada logo não andas a queimar ManPower no Norte de África de forma estúpida.

Depois da tomada de Málaga e se tiveres um bom General com boas stats de Shock podes unir o Exército em Gibraltar sob o seu comando e atacares o exército Marroquino que por norma já está a cercar Ceuta inutilmente pois com a superioridade naval que por esta altura já terás sobre eles Marrocos não consegue fazer um Siege eficiente em Ceuta. E como a província é tua e o terreno penaliza o atacante se os atacares Marrocos é que fica com o papel de atacante no diece. Podes também esperar que Castela acabe o cerco em Granada, que deve cair mais rápido que Ceuta, quando isso acontece por norma eles juntam-se ao teu exército no ataque a Ceuta.

A partir daí é mais ou menos fácil, atacas Tangiers e deixas Castela ocupar Fez, um forte mais forte num terreno complicado que consome mais Manpower.Por esta altura já consegues propor paz a Granada, e até consegues sacar fácil Gibraltar e Málaga juntamente com uns doces ducados.

Quando Fez cair, por norma um ou dois anos depois de começar o cerco, a guerra fica praticamente ganha. Conselho importante: mete Tangiers como alvo de conquista para o War Score disparar mais rápido. E já agora cuidado com os Otomanos, que se podem aliar a Granada ou até Marrocos (mais raro). Se assim for declara guerra ao país que não está aliado a eles e não coloques o país aliado aos Otomanos como cobeligerante porque nunca conseguirás um War Score alto para uma paz do teu agrado.

Permite-me acrescentar uns pozinhos: usa a frota, que é mais forte que a marroquina para impedir que os marroquinos entrem na Península Ibérica. Tens que estar muitíssimo atento, porque eles às vezes lembram-se de fazer uma surpresa. Outro conselho, se abrires qualquer província podes emitir uma espécie de editais. Usa o de melhorar a defesa em Ceuta. Por fim, não tenham medo de pedir loans e contratar um camião de mercenários, não consomem manpower (que é escassa no início do jogo) e há uma opção qualquer nos estates que permite pedir 5 de uma ver a juros de 1%.

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post

Eu tenho notado que eu entro sempre muito forte com bue tropas e ocupo os sitios. Depois os gajos passado tomates de tempo, aparecem com tipo o dobro das minhas e varrem-me tudo. Independentemente do pais que esteja a jogar :lol:

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de lastdance, há 8 minutos:

Eu tenho notado que eu entro sempre muito forte com bue tropas e ocupo os sitios. Depois os gajos passado tomates de tempo, aparecem com tipo o dobro das minhas e varrem-me tudo. Independentemente do pais que esteja a jogar :lol:

Mercenários.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Tio Hans, há 7 horas:

Mercenários.

tenho usado mercenarios e nao percebo a desvantagem. Pensei que durassem pouco tempo ou assim, mas tenho la uns que ja vao na segunda guerra.

Agora tou com Savoy outra vez, da ultima vez ataquei provence, mas depois apareceu a francia, e rebentaram-me todo. Agora tou mais calminho, so lutei ali por geneva e ganhei porque eles nao tinham aliados nem tropas quase nenhumas. Entretanto sou amigo da francia que os cabroes viram que eu gostava muito de brigar e chamaram-me para uma aliança 10s antes de entrarem em guerra com a inglaterra.

Tenho tado a gastar aqueles pontos das 3 categorias quase sempre a evoluir os terrenos, é isto que é suposto fazer? Qual é o progresso que se tem de fazer neste jogo para ficar mais forte/rico?

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de lastdance, há 4 minutos:

tenho usado mercenarios e nao percebo a desvantagem. Pensei que durassem pouco tempo ou assim, mas tenho la uns que ja vao na segunda guerra.

Tens que ter cuidado para ver quanto manpower eles têm de reserva porque se não tiverem algum estão apenas a sorver dinheiro.

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de lastdance, há 10 minutos:

tenho usado mercenarios e nao percebo a desvantagem. Pensei que durassem pouco tempo ou assim, mas tenho la uns que ja vao na segunda guerra.

Agora tou com Savoy outra vez, da ultima vez ataquei provence, mas depois apareceu a francia, e rebentaram-me todo. Agora tou mais calminho, so lutei ali por geneva e ganhei porque eles nao tinham aliados nem tropas quase nenhumas. Entretanto sou amigo da francia que os cabroes viram que eu gostava muito de brigar e chamaram-me para uma aliança 10s antes de entrarem em guerra com a inglaterra.

Tenho tado a gastar aqueles pontos das 3 categorias quase sempre a evoluir os terrenos, é isto que é suposto fazer? Qual é o progresso que se tem de fazer neste jogo para ficar mais forte/rico?

São caros como o caraças.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Tio Hans, há 3 horas:

São caros como o caraças.

Já consegui expandir um bocado savoy, mas tive que fazer 500 loads para perceber que territorios me deixavam tirar sem ser atacado por METADE da europa. Ainda por cima n dá para fazer load ate limpar os alertas disso 🤣

Agora tou na banca rota e peasant war, vamos ver se dá para estabilizar.

para quem n faz ideia donde é savoy, é norte de italia ( brescia/torino), faz fronteira com suiça.

Editado por lastdance

Compartilhar este post


Link para o post

Em 1506 la deu trigger a Burgundy Inheritance (finalmente o velho morreu, ja ja com 71 anos) e tenho PU com eles, nice.

Ou seja, em 1506, com a Bavaria tenho PUs com Austria, Brandenbourg, Palatinate e Burgundy!

Compartilhar este post


Link para o post

Com estes ultimos updates ficou mais facil, porque basicamente nas mission trees tens logo CBs para restabelecer a União oferecidos, fica mais facil.

Foi assim que saquei a Austria/Palatinate/Brandenbourg, estão todos na mission tree da Bavaria.

A da Burgundy é um bocado a sorte porque é por evento e baseado em RNG de jogo para jogo. Mas ha 1000 topicos por ai fora a explicar.

O resto.... same :mrgreen:. Quando saco uma PU sem guerra é mesmo a sorte. Mas sei que é questão de prestigio e muita RNG.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Pocahontas, há 15 minutos:

Com estes ultimos updates ficou mais facil, porque basicamente nas mission trees tens logo CBs para restabelecer a União oferecidos, fica mais facil.

Foi assim que saquei a Austria/Palatinate/Brandenbourg, estão todos na mission tree da Bavaria.

A da Burgundy é um bocado a sorte porque é por evento e baseado em RNG de jogo para jogo. Mas ha 1000 topicos por ai fora a explicar.

O resto.... same :mrgreen:. Quando saco uma PU sem guerra é mesmo a sorte. Mas sei que é questão de prestigio e muita RNG.

eu mandei matar o meu herdeiro, tao agora se o meu rei falecer, kek me acontece? tava a meio da guerra, nem me lembrei disso, mandei com o crl e pronto.

Quanto ao desenvolvimento das provincias, compensa mais evoluir só uma ou ir distribuindo? regra geral

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de lastdance, há 5 minutos:

eu mandei matar o meu herdeiro, tao agora se o meu rei falecer, kek me acontece? tava a meio da guerra, nem me lembrei disso, mandei com o crl e pronto.

Quanto ao desenvolvimento das provincias, compensa mais evoluir só uma ou ir distribuindo? regra geral

Se morrer durante a guerra, um gajo random da nobility torna-se rei. Se morrer fora da guerra, dependendo do teu prestigio (e outras cenas que não sei a 100%) :

1) Gajo random da nobility (geralmente com legitimidade fraca)

2) Tens um novo rei mas duma dinastia diferente da atual (geralmente do pais com mais prestigio com quem tens Royal Mariage iirc)

3) Cais numa Personal Union mas como « junior partner », ou seja perdes a independencia.

 

Quanto ao desenvolver, depende. A capital não vale a pena porque podes pilhar capitais inimigas em guerra e/ou centralizar estados. Para o resto depende do que produzir, mas acho que vale mais a pena ir fazendo um bocado por todas.

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post

Uma vez o meu Rei morreu, tinha casamentos com Castela e Inglaterra e subiu ao trono um João Stuart. 🤣

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Pocahontas, há 17 horas:

Com estes ultimos updates ficou mais facil, porque basicamente nas mission trees tens logo CBs para restabelecer a União oferecidos, fica mais facil.

Foi assim que saquei a Austria/Palatinate/Brandenbourg, estão todos na mission tree da Bavaria.

A da Burgundy é um bocado a sorte porque é por evento e baseado em RNG de jogo para jogo. Mas ha 1000 topicos por ai fora a explicar.

O resto.... same :mrgreen:. Quando saco uma PU sem guerra é mesmo a sorte. Mas sei que é questão de prestigio e muita RNG.

Praise the birds. 😂😂

Compartilhar este post


Link para o post

spacer.png

não esta muito mal! (estou a perder -4 diplo points por relações a mais mas pronto lmao)

Compartilhar este post


Link para o post

Já agora um conselho importante sobre a expansão no Norte de África e que ficou esquecido: em futuras guerras gastar os pontos papais com antecedência para controlar a Cúria e declarar Holy War, que dá bonificações na recuperação do ManPower e aumentos nos impostos.

Compartilhar este post


Link para o post

Estou a jogar com os Papal States e a minha expansão territorial parece um campo minado, anexo Siena, saco três províncias na Cote D'Azur a Provença e duas a Nápoles (isto mesmo tendo um Subjugation CB) e dou por mim com uma coligação de praticamente toda a Itália do Norte mais uns minors alemães que são os verdadeiramente perigosos nestas situações porque são esses com uma só província que 90% das vezes declaram guerra.

Compartilhar este post


Link para o post

Eu ando entretido com um save começado em Circassia. Tem sido bastante engraçado, a aliança à Russia foi obrigatória para sobreviver nos primeiros tempos e expandir-me a Norte, agora já sou um dos great powers. Já domino toda a zona da Crimeira, já entrei pela Polónia dentro, já roubei algum terreno aos Otomanos (com os quais tenho sempre muito cuidado, aliei-me à Bohemia e Espanha para sobreviver contra eles, basicamente) e agora ando a expandir-me para a Persia e para este.

Entretanto escolhi ter um governo do tipo Horde, nunca tinha usado. Têm um Idea Group deles e tudo.

Compartilhar este post


Link para o post

Descobri hoje que começando com Portugal em 1475 estamos em guerra contra Aragon sobre a Sucessão Espanhola com praticamente toda a parte norte de Castela ocupada e com apoio militar da França.

Engraçado...

Compartilhar este post


Link para o post

Isto está a 9.99, tenho curiosidade no jogo, mas para se disfrutar minimamente quanto tempo é que se tem de dedicar ao jogo? A curva de aprendizagem parece gigante

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de antifa, há 9 minutos:

Isto está a 9.99, tenho curiosidade no jogo, mas para se disfrutar minimamente quanto tempo é que se tem de dedicar ao jogo? A curva de aprendizagem parece gigante

Gigante é ser simpático. É colossal. Agora, vale a pena aprender. Estou finalmente a conseguir aprender e é muito gratificante jogar isto.

Editado por SAS_Robben

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa de ser membro desta comunidade para poder comentar

Criar uma conta

Registe-se na nossa comunidade. É fácil!

Criar nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Autentique-se agora
Entre para seguir isso  

×
×
  • Criar Novo...