Ir para conteúdo

Nowell

Membro da Comunidade
  • Total de itens

    116
  • Registo em

  • Última visita

Últimos Visitantes

O bloco dos últimos visitantes está desativado e não está a ser visualizado por outros utilizadores.

  1. Eu não percebo nada disto mas como é que uma auditoria não verifica a autenticidade dos documentos que audita?
  2. Boa entrevista, um gajo espera pouco e mesmo assim ainda consegue ser surpreendido pela mão cheia de nada que são as explicações do Rui Costa.
  3. O Joselu vira um semifinal de Champions em 5 minutos e já nem dá para ficar surpreendido
  4. O pacto do Real com o diabo é a única coisa que me faz acreditar no sobrenatural, isto não tem explicação
  5. Não concordando com a decisão de colocar o Mbappe no meio não me parece uma decisão tão estranha quanto isso, guarda um pouco o Mbappe do trabalho defensivo e permite colocar o Barcola em campo, que tenho ideia de ter vindo a crescer nos últimos tempos e que a meu ver mexeu no jogo na eliminatória anterior. O próprio Dembele também tenho ideia que tem passado bastante tempo em zonas mais interiores esta época pelo que me parece algo claramente trabalhado e não algo que o Dembele decide só porque quer. Que golo
  6. Mas eu não concordo que o PSG não tenha individualidades de topo, é até por isso mesmo que acho que a abordagem do Luis Enrique fez sentido, quando tem o grupo de jogadores que tem parece-me perfeitamente razoável abordar o jogo da forma que abordou ontem e a partir do momento que criaram a quantidade de oportunidades que se viu ontem tenho alguma dificuldade em colocar as culpas da eliminação no treinador. E com isto não quero dizer que o PSG tenha feito jogos absolutamente fenomenais e dominou completamente, mas acho que na globalidade da eliminatória estiveram melhores. Não consigo concordar que o Dortmund teve maior controlo da eliminatória quando o PSG têm o numero de oportunidades que tem, porque não foi um caso de jogos onde o PSG passou o tempo simplesmente a trocar a bola de lateral para lateral, que é o que se costuma associar aos falhanços do Luís Enrique. Sobre o bold só estou a falar da eliminatória com Dortmund, sobre o Barça também acho que até à expulsão do Araújo estiveram pior. A referência do City foi só a primeira equipa que me veio a cabeça na questão de isolar os jogadores no um para um quando faz isso para o Doku ou o f*den por exemplo, não estava a comparar diretamente o jogo de ontem com o City x Real.
  7. Isto é um exagero tremendo, ontem tiveram mais do que oportunidades para virar a eliminatória, só dois ou três minutos antes do golo do Hummels o Zaire-Emery acerta no poste a metro e meio da baliza, e como esse tiveram outros lances. Se o PSG não tivesse criado nada até percebia esta crítica (e concordo que estiveram pior que o Barça na eliminatória anterior) mas no final do dia simplesmente falharam no momento da finalização, o que é que o Luis Enrique poderia ter feito de diferente? É que qualquer equipa de topo atualmente pode ser reduzida a viver das individualidades, boa parte delas joga de forma a isolar os melhores jogadores no um para um. Se o City no final de um jogo acerta nos postes 4 vezes e o Haaland falha duas ou três oportunidades na área como o Gonçalo falhou ontem acho que ninguém diz que perderam por causa do Guardiola. Sobre o Dortmund gostava muito de ver o Hummels e o Reus a ganhar a Champions mas se passa o Real tenho poucas esperanças.
×
×
  • Criar Novo...