Ir para conteúdo
What

Tópico da Política, Ambiente e Economia

Publicações recomendadas

Citação de Peplin, há 1 hora:

Em que escalão é que isso acontece, que eu não estou a ver?

Nos último, pelo menos. Isto contando que a taxa de SS existe.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Puto Perdiz, há 3 horas:

Btw, o Medina apresentou renúncia ao cargo de vereador em Lisboa. 

Zero surpresa, gente dessa não está na política para servir o povo.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de IlidioMA, há 6 horas:

e isso é bem capaz de, no short term, interessar ao Costa. Porque uma direita em total frangalhos, em que PSD leva 17%, Chega 10%, IL 4% e CDS 3%, dá para rir e fazer memes no grupo de whatsapp do Conselho de Ministros - shout out ao Pedro Nuno, sim, esse grupo existe, o Costa não te deixa é entrar -  mesmo que isso signifique que a direita fica ready to be taken by André Ventura (como a direita francesa tradicional foi tomada pela Le Pen). Mas o Costa só conta viver cá até 2023 - e depois espera ir para UE, ONU, FMI, UEFA, Greenpeace, whatever o tire daqui - e por isso está-se cagando se após ele seja Frente Popular vs Frente Nacional à anos 30 também por cá.

Também não exageres, para o PSD ter 17% tinha de ter um assassino psicopata acusado de X crimes à frente do partido e mesmo assim não sei se não chegava aos 20%. Acho que pensares nuns 35/36 ps e 25/26 psd é muito mais realista. 

Citação de Puto Perdiz, há 3 horas:

Btw, o Medina apresentou renúncia ao cargo de vereador em Lisboa. 

A notícia já é de ontem. 

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Seferogol, há 6 minutos:

Nos último, pelo menos. Isto contando que a taxa de SS existe.

Sim essa coisa que meteram ai é um disparate....acima de 100,000 por cada 1 euro que ganhasses quase 60 centimos iam para impostos e seguranca social. Se incluirmos o que a empresa paga tambem, por cada Euro bruto, custa a empresa a volta de 1,30 e o estado no total fica com 90 centimos...excelente para captar talento

Compartilhar este post


Link para o post

2€/litro 

E o preço das casas voltou a subir. 

Maldito socialismo.

Editado por Mayday

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de smashing_pumpkin , há 2 minutos:

Deve ter que ver com aquelas situações em que se é obrigado a aceitar a segunda proposta de emprego independentemente do ordenado. Há ofertas de emprego com ordenados abaixo do valor do subsídio que a pessoa está a receber (pensava que isto até nem fosse possível).

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de smashing_pumpkin, há 19 minutos:

Causa-me uma raiva tremenda apelidar de "parasitismo" o recebimento de um subsídio para o qual se descontou de forma a haver um amparo em caso de necessidade.

Será que se esta gente tiver alguma espécie de seguro para o qual pagam mensalmente, recusam accioná-lo quando puderem usufruir dele?

Editado por Black Hawk
  • Like 4
  • Concordo! 3

Compartilhar este post


Link para o post

Bem... Vamos aos cenários. 

Cenários em que o orçamento é chumbado. 

PS a favor tudo contra = 108 a favor, 122 contra. 

PS a favor, Pan a favor, independentes a favor, direita e BE e CDU contra = 113 a favor, 117 contra. 

PS a favor, abstenção Pan, cdu abstenção, direita e BE contra e independentes contra, 108 a favor e 109 contra. 

Limite dos cenários em que o orçamento não passa. 

 

Em todos os cenários o Bloco tem de votar contra, a abstenção não chega para fazer com que o orçamento não passe. 

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de kareca, há 1 hora:

Deve ter que ver com aquelas situações em que se é obrigado a aceitar a segunda proposta de emprego independentemente do ordenado. Há ofertas de emprego com ordenados abaixo do valor do subsídio que a pessoa está a receber (pensava que isto até nem fosse possível).

O que ele quer é obrigar as pessoas a aceitar o que lhes propõem ou ficam sem subsídio. Têm saído inúmeras "notícias" sobre falta de mão de obra para hotelaria/turismo e afins, apesar da taxa de desemprego na madeira ser alta. Sendo que o que se passa é que o trabalho é cada vez menos digno na região e que os grupos económicos que enchem este arrogante querem é pessoal a trabalhar por uns trocos sem direito a nada. 

Ele como presidente do governo devia era questionar a estratégia de expulsão de pessoas do centro de emprego (pessoas que nem recebem nada) através do envio frequente de postais de resposta obrigatória e da presença em formações que não servem para nada.

Melhor que tudo é que o presidente da CMF começou a pré-campanha com um discurso semelhante a este e terminou prometendo tudo e mais alguma coisa a todos.

  • Concordo! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de kareca, há 1 hora:

Deve ter que ver com aquelas situações em que se é obrigado a aceitar a segunda proposta de emprego independentemente do ordenado. Há ofertas de emprego com ordenados abaixo do valor do subsídio que a pessoa está a receber (pensava que isto até nem fosse possível).

Quem já teve o azar de estar desempregado sabe o que é ter que ir a mil e uma formações e palestras que só servem para inglês ver.

E para justificar que o pessoal do IEFP faz alguma coisa.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de bug, há 23 minutos:

Quem já teve o azar de estar desempregado sabe o que é ter que ir a mil e uma formações e palestras que só servem para inglês ver.

E para justificar que o pessoal do IEFP faz alguma coisa.

fui a uma de apicultura. Juro.

Desinscrevi-em. percebi aí que o IEFP não serve para arranjar um emprego, serva para te atirar umas cascas de banana para conseguir que tu te desinscrevas.

  • Like 1
  • Concordo! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de bug, há 8 horas:

Quem já teve o azar de estar desempregado sabe o que é ter que ir a mil e uma formações e palestras que só servem para inglês ver.

E para justificar que o pessoal do IEFP faz alguma coisa.

Quando estava no processo de aprovação do meu estágio IEFP, por volta de 2014, fui convocado para uma coisa dessas. Lá as senhoras disseram que tínhamos mesmo de nos inscrever num dos cursos, senão a nossa inscrição no Centro de Emprego seria cancelada. Quando disse que eu breve iria começar o estágio IEFP, disseram para me inscrever na mesma e, depois, se o estágio fosse aprovado, para mandar mail a dizer isso que elas cancelavam a minha inscrição no curso.

Acabei por escolher o menos mau, o de Informática, que provavelmente eu tinha já na altura mais do que capacidade para ser eu a ministrar... 😅 Escusado será dizer que o estágio foi aprovado e portanto nunca lá pus os pés.

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ghelthon, há 1 hora:

Lá as senhoras disseram que tínhamos mesmo de nos inscrever num dos cursos, senão a nossa inscrição no Centro de Emprego seria cancelada.

E é assim (e de outras formas) que se mascara os verdadeiros números do desemprego. Não sei se acontecia antigamente mas da (felizmente) única vez que me inscrevi no centro de emprego passado X tempo recebi uma carta a avisar que me iam retirar a inscrição. Nada fizeram nesse período para me ajudar. No dia em que fui me inscrever a Srª do balcão apresentou-me 1 proposta de emprego disponível que seria em Alvalade a ganhar 600€. Ri-me e disse que não queria e a srª ficou a olhar muito estupefacta para mim. 

Editado por fns
  • Concordo! 3

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de fns, há 7 minutos:

E é assim (e de outras formas) que se mascara os verdadeiros números do desemprego. Não sei se acontecia antigamente mas da (felizmente) única vez que me inscrevi no centro de emprego passado X tempo recebi uma carta a avisar que me ia retirar a inscrição. Nada fizeram nesse período para me ajudar. No dia em que fui me inscrevi a Srª do balcão apresentou-me 1 proposta de emprego disponível que seria em Alvalade a ganhar 600€. Ri-me e disse que não queria e a srª ficou a olhar muito estupefacta para mim. 

Óbvio, esse é o único intuito dessas "formações" da caca. Também tive numa de empreendedorismo, em que éramos convidados a pensar numa ideia de negócio e a avançar com esse projecto mas felizmente saí a meio. Um dos formadores fartava-se de me f*der a cabeça porque segundo ele eu estava mais interessado em esclarecer os outros do que propriamente em trabalhar no meu projecto. Muita daquela malta era de áreas completamente diferentes e nunca tinham tido contacto com aqueles conceitos. Pareciam burros a olhar para um palácio mas o formador não estava nem aí.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de fns, há 37 minutos:

E é assim (e de outras formas) que se mascara os verdadeiros números do desemprego. Não sei se acontecia antigamente mas da (felizmente) única vez que me inscrevi no centro de emprego passado X tempo recebi uma carta a avisar que me ia retirar a inscrição. Nada fizeram nesse período para me ajudar. No dia em que fui me inscrevi a Srª do balcão apresentou-me 1 proposta de emprego disponível que seria em Alvalade a ganhar 600€. Ri-me e disse que não queria e a srª ficou a olhar muito estupefacta para mim. 

Sim, no tempo que estive inscrito também não tive qualquer ajuda para encontrar emprego, mas no meu caso a ideia também nunca foi essa. Agora, para quem não tem grandes qualificações e precisa dessa ajuda, do que vi estão bem lixados...

Compartilhar este post


Link para o post

No caso da Tia, que quis fazer a criação do próprio emprego, foram impecáveis. Demoraram 6 meses a analisar o projeto que tinha 5 páginas, mas foram impecáveis e solícitos.

Já agora, não gosto do orçamento. Não tenho grandes dúvidas que a carga fiscal vá aumentar para a maioria das pessoas. Não de forma directa, mas através das míticas taxas e taxinhas que este governo tanto gosta.

Compartilhar este post


Link para o post

Sobre isto dos combustíveis, é evidente que os impostos sobre o combustível são bastante altos e o preço seria outro sem eles. Tudo certo.

Mas os impostos não foram mexidos recentemente (2020 para cá), e o preço do crude já esteve mais alto. Não haverá aqui algum aproveitamento envolvido, seja das petrolíferas, seja dos comercializadores?

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ghelthon, há 3 minutos:

Sobre isto dos combustíveis, é evidente que os impostos sobre o combustível são bastante altos e o preço seria outro sem eles. Tudo certo.

Mas os impostos não foram mexidos recentemente (2020 para cá), e o preço do crude já esteve mais alto. Não haverá aqui algum aproveitamento envolvido, seja das petrolíferas, seja dos comercializadores?

Em Espanha os impostos são mt parecidos, o preço sai mais barato. Só que lá os preços estão tabelados e cá não 

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ghelthon, há 29 minutos:

Sobre isto dos combustíveis, é evidente que os impostos sobre o combustível são bastante altos e o preço seria outro sem eles. Tudo certo.

Mas os impostos não foram mexidos recentemente (2020 para cá), e o preço do crude já esteve mais alto. Não haverá aqui algum aproveitamento envolvido, seja das petrolíferas, seja dos comercializadores?

É "mau" dos dois lados. A carga fiscal é muito alta, a margem dos postos também cresce e quem se "lixa" são as empresas transportadoras que recebem menos por cada frete feito. 

Ou seja, teriam de acontecer duas coisas: impostos a descer e controlar as margens dos postos, só assim seria possível ver uma descida efetiva. 

Compartilhar este post


Link para o post

seja como for - e porque o tópico tb é de Ambiente - como justificar abaixamentos de preços do combustivel fóssil, no enfrentamento da crise climática que já se percebeu que não é coisa de horizonte, já chegou? Acho que é uma questão pertinente também.

E o facto de o povo português ter como primeiro instinto no tema dizer "é uma vergonha, baixem os preços" diz muito de como estamos ao nível de consciencialização ou vontade entranhada de combate efectivo às alterações climáticas.

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de IlidioMA, há 4 minutos:

seja como for - e porque o tópico tb é de Ambiente - como justificar abaixamentos de preços do combustivel fóssil, no enfrentamento da crise climática que já se percebeu que não é coisa de horizonte, já chegou? Acho que é uma questão pertinente também.

E o facto de o povo português ter como primeiro instinto no tema dizer "é uma vergonha, baixem os preços" diz muito de como estamos ao nível de consciencialização ou vontade entranhada de combate efectivo às alterações climáticas.

Tudo certo e acho que as pessoas compreendem que é preciso a transição e que os combustíveis fosséis não duram para sempre (o meu pai trabalha na área e sabe que quando se reformar a realidade da mobilidade será outra e quer que seja outra). 

Agora, acho que é preciso ter sensibilidade para quem vive fora dos centros urbanos. As pessoas que vivem fora dos grandes aglomerados de Lisboa e Porto e de um ou outra cidade têm um sistema de transporte público deficitário. 

Para trabalhar, para ir a um serviço qualquer é preciso carro ou caso contrário a pessoa fica apeada. A transição é essencial e acontecerá, mas para já a realidade faz com que as pessoas fiquem revoltadas porque não existem alternativas à gasolina ou ao gasóleo. 

  • Like 8

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Plagio o Original, há 46 minutos:

Em Espanha os impostos são mt parecidos, o preço sai mais barato. Só que lá os preços estão tabelados e cá não 

Não são.

Citação de Thierry Henry, Em 29/09/2021 at 16:19:

Tendo em conta este mapa, onde é apresentada a percentagem do preço final do preço dos combustíveis resulta da carga fiscal nos vários países da UE, não me parece que estejamos tão distantes assim da média europeia (+4pp tanto no gasóleo como na gasolina). A Grécia, tantas vezes comparada a nós em nível de estado de desenvolvimento, está com +6pp na gasolina e -1pp no gasóleo; a Irlanda e a Holanda, tidas como exemplos do liberalismo económico na Europa, estão com +5pp e +6pp na gasolina, +6pp e +2pp no gasóleo. De resto, com exceção da Espanha que acaba por ser o país com que nos comparamos mais vezes pela proximidade, a grande maioria dos países da Europa dos 12 também apresentam níveis acima dos nossos. 

Isto para dizer que a grande maioria dos países com uma carga fiscal significativamente mais baixa dos que nós são os países de Leste que aderiram à UE há muito menos tempo e que ainda recebem toda uma série de fundos de coesão a que nós não já não temos direito e que acaba por lhes garantir o financiamento através de outros meios que não apenas a taxação. São também estes que puxam a média da EU27 para baixo já que quando comparado com os restantes países da EU12, a percentagem de taxação aplicada pelo Estado Português está completamente dentro da média.

Os números que escrevi aí não estarão 100% corretos agora porque o relatório foi atualizado com valores mais recentes, mas a ideia geral mantém-se.

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa de ser membro desta comunidade para poder comentar

Criar uma conta

Registe-se na nossa comunidade. É fácil!

Criar nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Autentique-se agora

×
×
  • Criar Novo...