Ir para conteúdo
What

Tópico da Política, Ambiente e Economia

Publicações recomendadas

Citação de antifa, há 2 horas:

Lol boa sorte para o pcp

Se calham de ir a eleições antecipadas (não vai acontecer), responsáveis pela queda do governo e talvez por meter a direita no poder, vão levar tamanho banho de realidade que nem vai ser bom.

nada!

é jogada Jerónimo + Costa para irem a eleições agora contra Chicão + Rio que sabem que ganha a esquerda.

Depois das eleições voltam a entender-se, Old Jerry sai e dá lugar ao João Ferreira, e o PC até entra para o governo com dois ministros (Habitação e Ambiente) e fica o mundo todo contente - BE não entra porque cheira mal.

 

  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ghelthon, há 5 horas:

Eu sei disso, mas há zero países "a sério" com flat tax. E pena que, certamente por lapso, se tenham esquecido de meter o Luxemburgo, que tem 9 também.

O que é que são "países a sério"? Também não sou a favor de uma flat tax mas isso não é bem assim. 

Agora, a questão da complexidade fiscal neste caso é uma estupidez. Sem dúvida que a complexidade aumenta quando tens mais que um escalão, torna-se o suficiente para 99% dos portugueses não perceber um boi do IRS. Mas, sendo mais que uma, qual é a diferença entre serem 5 ou 50 em termos de complexidade? A lógica da coisa não muda e também não é como se o pessoal andasse a calcular o IRS à mão lol É mesmo só criticar por criticar, e logo a IL, numa medida que efectivamente é uma redução fiscal para toda a gente (no IRS, pelo menos).

Edit: para toda a gente a partir de um certo nível de rendimentos*

Editado por Brahimi

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Tio Hans, há 3 horas:

Se formos a eleições antecipadas eu arrisco-me a dizer que o PS ganha de goleada.

Não ganha de goleada, mas ganha, mais ou menos como foi 2019, com a diferença que é um Chega e Ils mais fortes. E quase tudo o resto mais fraco. 

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ticampos, há 1 minuto:

Não ganha de goleada, mas ganha, mais ou menos como foi 2019, com a diferença que é um Chega e Ils mais fortes. E quase tudo o resto mais fraco. 

Ou seja, ganha de goleada, porque o único partido que consegue passar dos 30% simplesmente não passa.

Em termos % pode fazer o mesmo, mas cava o fosso para a segunda maior força política em Portugal.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Brahimi, há 36 minutos:

O que é que são "países a sério"? Também não sou a favor de uma flat tax mas isso não é bem assim. 

Agora, a questão da complexidade fiscal neste caso é uma estupidez. Sem dúvida que a complexidade aumenta quando tens mais que um escalão, torna-se o suficiente para 99% dos portugueses não perceber um boi do IRS. Mas, sendo mais que uma, qual é a diferença entre serem 5 ou 50 em termos de complexidade? A lógica da coisa não muda e também não é como se o pessoal andasse a calcular o IRS à mão lol É mesmo só criticar por criticar, e logo a IL, numa medida que efectivamente é uma redução fiscal para toda a gente (no IRS, pelo menos).

Países líderes. O que seja mais talvez seja a Estónia, os outros nem por isso.

De resto, de acordo. Quanto mais níveis, mais justiça fiscal existe, digo eu.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ticampos, há 1 hora:

Não ganha de goleada, mas ganha, mais ou menos como foi 2019, com a diferença que é um Chega e Ils mais fortes. E quase tudo o resto mais fraco. 

e isso é bem capaz de, no short term, interessar ao Costa. Porque uma direita em total frangalhos, em que PSD leva 17%, Chega 10%, IL 4% e CDS 3%, dá para rir e fazer memes no grupo de whatsapp do Conselho de Ministros - shout out ao Pedro Nuno, sim, esse grupo existe, o Costa não te deixa é entrar -  mesmo que isso signifique que a direita fica ready to be taken by André Ventura (como a direita francesa tradicional foi tomada pela Le Pen). Mas o Costa só conta viver cá até 2023 - e depois espera ir para UE, ONU, FMI, UEFA, Greenpeace, whatever o tire daqui - e por isso está-se cagando se após ele seja Frente Popular vs Frente Nacional à anos 30 também por cá.

Editado por IlidioMA

Compartilhar este post


Link para o post

Independentemente do número de escalões de IRS (e eu não sou a favor de uma flat rate), diga-se que a nossa fiscalidade, ao nível de IRC e IRS é muitíssimo complexa, quando comparada com a dos países desenvolvidos que eu conheço, nomeadamente Itália, Espanha ou Alemanha. Por outro lado, ao nível de contribuições para a SS é muitíssimo mais simples.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Mica, há 2 horas:

Ou seja, ganha de goleada, porque o único partido que consegue passar dos 30% simplesmente não passa.

Em termos % pode fazer o mesmo, mas cava o fosso para a segunda maior força política em Portugal.

E coloca no PSD o ónus de se quer voltar ao poder ter de se coligar com o Chega, um fantasma que ameaça paralisar a direita durante uns anos.

 

Se bem que eu tenho para mim, e sem qualquer base, que o Ventura tem na manga no médio prazo sair do Chega "a mal", em conflito artificial com os chalupas/radicais e fundar um partido "de governo".

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de antifa, há 1 hora:

E coloca no PSD o ónus de se quer voltar ao poder ter de se coligar com o Chega, um fantasma que ameaça paralisar a direita durante uns anos.

Engraçado nós aqui na suécia estamos a paralisar os pobres

desculpem apeteceu me

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Lebohang, há 6 horas:

Único partido que vai ganhar com novas eleições é o Chega que passará de um deputado para um grupo parlamentar de 10/12 deputados, o que a juntar aos 19 vereadores fará do Chega um partido com uma verdadeira implementação nacional e que colocará fim ao argumento do partido unipessoal de Ventura.

Diga-se que esse ónus no partido que mandar isto abaixo vai pesar mais do que uma maioria absoluta do PS ou uma vitória do PSD.

Continuo a achar que o Chega vai tudo menos ganhar com mais deputados. E o raciocínio é muito simples. O Chega desde o início é um partido que gira à volta de uma pessoa( André Ventura) que fruto do seu populismo, sentido tático quanto aos alvos a atacar e fruto de alguma boa capacidade de comunicação vai surfando as indignações sociais mesmo que para isso tenha que se contradizer sucessivamente e entrar por caminhos de propostas que seriam facilmente rebatíveis se realmente houvesse esse interesse. O facto de ser um partido de um homem só permitiu ao partido manter esta imagem e continuar a manter minimamente afastada a proximidade com a extrema direita e o fraco nível de uma boa parte dos seus quadros maiores quadros. 

Não é difícil de imaginar o que aconteceria ao Chega que já vive em sucessivas guerras internas se tivesse uma série de deputados que não conseguiriam manter o discurso tão alinhado como o Ventura e que teriam mais tempo para demonstrar a falta de propostas do partido. Os únicos partidos que vejo a ganhar com eleições seriam a IL( que passaria facilmente de 1 deputado para 5 ou 6) e eventualmente o PS se conseguisse crescer( além de que com eleições garante mais 4 anos de Governo, com o único problema que o Costa pretende afastar se em 2023 portanto iríamos provavelmente novamente a eleições se assim fosse.)

  • Concordo! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Prata, há 1 minuto:

Continuo a achar que o Chega vai tudo menos ganhar com mais deputados. E o raciocínio é muito simples. O Chega desde o início é um partido que gira à volta de uma pessoa( André Ventura) que fruto do seu populismo, sentido tático quanto aos alvos a atacar e fruto de alguma boa capacidade de comunicação vai surfando as indignações sociais mesmo que para isso tenha que se contradizer sucessivamente e entrar por caminhos de propostas que seriam facilmente rebatíveis se realmente houvesse esse interesse. O facto de ser um partido de um homem só permitiu ao partido manter esta imagem e continuar a manter minimamente afastada a proximidade com a extrema direita e o fraco nível de uma boa parte dos seus quadros maiores quadros. 

Não é difícil de imaginar o que aconteceria ao Chega que já vive em sucessivas guerras internas se tivesse uma série de deputados que não conseguiriam manter o discurso tão alinhado como o Ventura e que teriam mais tempo para demonstrar a falta de propostas do partido. Os únicos partidos que vejo a ganhar com eleições seriam a IL( que passaria facilmente de 1 deputado para 5 ou 6) e eventualmente o PS se conseguisse crescer( além de que com eleições garante mais 4 anos de Governo, com o único problema que o Costa pretende afastar se em 2023 portanto iríamos provavelmente novamente a eleições se assim fosse.)

Só se só votar o reddit portugal.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de fns, há 4 minutos:

Só se só votar o reddit portugal.

As sondagens realizadas no dia das autárquicas davam 4,7% à IL. Tendo em conta que a maioria dos votos da IL estão concentrados nos grandes centros urbanos não me espantava que desse para uns 5 ou 6 deputados

Editado por Prata

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Prata, há 1 minuto:

Continuo a achar que o Chega vai tudo menos ganhar com mais deputados. E o raciocínio é muito simples. O Chega desde o início é um partido que gira à volta de uma pessoa( André Ventura) que fruto do seu populismo, sentido tático quanto aos alvos a atacar e fruto de alguma boa capacidade de comunicação vai surfando as indignações sociais mesmo que para isso tenha que se contradizer sucessivamente e entrar por caminhos de propostas que seriam facilmente rebatíveis se realmente houvesse esse interesse. O facto de ser um partido de um homem só permitiu ao partido manter esta imagem e continuar a manter minimamente afastada a proximidade com a extrema direita e o fraco nível de uma boa parte dos seus quadros maiores quadros. 

Não é difícil de imaginar o que aconteceria ao Chega que já vive em sucessivas guerras internas se tivesse uma série de deputados que não conseguiriam manter o discurso tão alinhado como o Ventura e que teriam mais tempo para demonstrar a falta de propostas do partido. Os únicos partidos que vejo a ganhar com eleições seriam a IL( que passaria facilmente de 1 deputado para 5 ou 6) e eventualmente o PS se conseguisse crescer( além de que com eleições garante mais 4 anos de Governo, com o único problema que o Costa pretende afastar se em 2023 portanto iríamos provavelmente novamente a eleições se assim fosse.)

Também pensava assim, mas sinceramente estamos a ser um bocado condescendentes ao fazê-lo. Partimos do princípio que os deputados que vão ser eleitos serão memes como alguns que vemos nos programas do RAP, mas isso pode não acontecer. Partimos também do princípio que o André Ventura é o que menos se engasga a falar, mas também podemos estar errados.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Prata, há 3 minutos:

As sondagens realizadas no dia das autárquicas davam 4,7% à IL. Tendo em conta que a maioria dos votos da IL estão concentrados nos grandes centros urbanos não me espantava que desse para uns 5 ou 6 deputados

Se calhar não é tão descabido como estava a dizer visto que o PAN em 2019 foi buscar 4 deputados. 2 em Lx, 1 no Porto e 1 em Setúbal. Mas não sei se vejo a IL a ter mais votos que o PAN nesse ano. Foram 110k votos a mais nacionalmente, tantos como o Chega.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Mica, há 2 minutos:

Também pensava assim, mas sinceramente estamos a ser um bocado condescendentes ao fazê-lo. Partimos do princípio que os deputados que vão ser eleitos serão memes como alguns que vemos nos programas do RAP, mas isso pode não acontecer. Partimos também do princípio que o André Ventura é o que menos se engasga a falar, mas também podemos estar errados.

Não digo que vão ser memes ao nível dos piores das autárquicas, uma coisa são escolher centenas de candidatos outra é colocar os melhores quadros nos lugares de possível eleição. Mas o meu ponto é que tendo o partido mais tempo a fiscalização às propostas vai ser maior( e vai se finalmente perceber o quão fracas a maioria são) e vai ser difícil ao partido manter o discurso de uma só voz como até agora teve no parlamento( internamente supostamente a situação é outra o que não adivinha nada de bom para o partido).

Compartilhar este post


Link para o post

Uma prova que o Chega é um partido de um homem só está, por exemplo, no número de votos do candidato à CM da Covilhã. O homem é zero, deu zero medidas, e mesmo assim teve 600+ votos.

Portanto, das duas, uma: ou esses 600+ votantes são completamente acéfalos, ou então votaram para fortalecer o Ventura.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Ghelthon, há 6 minutos:

Uma prova que o Chega é um partido de um homem só está, por exemplo, no número de votos do candidato à CM da Covilhã. O homem é zero, deu zero medidas, e mesmo assim teve 600+ votos.

Portanto, das duas, uma: ou esses 600+ votantes são completamente acéfalos, ou então votaram para fortalecer o Ventura.

É uma prova ténue e que serve para qualquer partido.

Na minha freguesia houve uma lista do PCP constituída por pessoas que nem de Santo Tirso são, são de Gaia. Não faço ideia qual o objetivo do PCP, mas deve ser ter mais votos a nível nacional, só sei que fez isto em quase todas as freguesias do concelho. Resultado: ainda teve uns 50 votos. Em termos percentuais foi 4 ou 5%, portanto +/- o mesmo que esse senhor da Covilhã.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Puto Perdiz, há 7 minutos:

Btw, o Medina apresentou renúncia ao cargo de vereador em Lisboa. 

Tal como muitos independentes da lista dele. 

Imagem

Editado por HappyKing
  • Like 1

Compartilhar este post


Link para o post

Haver muitos escalões de IRS não é problema.

Podiam era aproveitar para tb escalonar mais em cima, pq hoje taxar de forma igual alguém que ganha 37k € (cerca de 2.6k mensais) e alguém que ganha 70k € (o dobro) não me faz grande sentido.

Compartilhar este post


Link para o post
Citação de Stromp, há 10 horas:

É apenas um dos cromos mais conhecidos do twitter português

É capaz de ser o maior cromo entre o pessoal da IL, não acerta uma

Compartilhar este post


Link para o post

Até 7500 €: 10%
7500 - 15000 €: 15 %
15000 - 30000 €: 25 %
30000 - 50000 €: 35 %
50000 - 100000 €: 45 %
Mais de 100000 €: 50 %

Não tem nada que saber.

Compartilhar este post


Link para o post

Eu desconto quase 25%, e choro sempre que vejo uma notícia sobre o governo. Então se for do Pedro Nuno Santos...

Citação de Peplin, há 14 minutos:

Até 7500 €: 10%
7500 - 15000 €: 15 %
15000 - 30000 €: 25 %
30000 - 50000 €: 35 %
50000 - 100000 €: 45 %
Mais de 100000 €: 50 %

Não tem nada que saber.

Dar ao estado mais do que se ganha... Bela justiça social.

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa de ser membro desta comunidade para poder comentar

Criar uma conta

Registe-se na nossa comunidade. É fácil!

Criar nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Autentique-se agora

×
×
  • Criar Novo...